Metodologias inov ativas

Organizado por: Danieli Cristini Gonçalves Simioni
Visualizações: 27
Classificação: (0)
Publicado por:     Detalhes do Produto

FORMATOS DISPONíVEIS

7 capítulos

Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788553131358

1.2 ABORDAGENS TEÓRICAS QUE FUNDAMENTAM A ADOÇÃO DE METODOLOGIAS ATIVAS

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

1.2 ABORDAGENS TEÓRICAS QUE

FUNDAMENTAM A ADOÇÃO DE

METODOLOGIAS ATIVAS

As metodologias ativas podem ser adotadas para desenvolver as competências relevantes no século XXI sob a perspectiva da pedagogia, da andragogia e da heutagogia.

A pedagogia geralmente está vinculada à educação tradicional de crianças e adolescentes e tem sido adotada em diferentes abordagens educacionais, em contextos nos quais o professor assume maior responsabilidade em orientar as experiências de aprendizagem vividas por estudantes.

A andragogia, por sua vez, disseminada pelo trabalho de

Malcolm Knowles8 na década de 1970, é direcionada à educação de adultos, particularmente os inseridos no contexto de trabalho, levando em consideração aspectos como experiências, motivações e necessidade de aprender.

Por fim, a heutagogia, termo cunhado por Hase e Keyon,9 surge como resposta às demandas da era digital, em que as informações disponíveis são abundantes e os indivíduos têm autonomia para decidir e avaliar o que, como e quando querem aprender.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

1.3 ARTICULAÇÕES CONCEITUAIS E PRINCÍPIOS DAS METODOLOGIAS ATIVAS

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

conceitos, ideias e perspectivas e que a escolha do que iremos aprender é parte fundamental do processo de aprendizagem.

O conectivismo embasa a adoção de metodologias ativas em contextos educacionais compostos por pessoas autônomas e que aprendem de forma menos estruturada. Ou seja, seu enfoque é colocado nas conexões que os sujeitos fazem ao buscar e interagir com novos conhecimentos. Geralmente isso ocorre fora de ambientes acadêmicos, pois no conectivismo adultos autônomos realizam descobertas individuais e/ou construções colaborativas em espaços não formais de aprendizagem (como nas redes sociais, por exemplo). Esses contextos de aprendizagem adotam sistemas computacionais inteligentes para dar suporte às ações do aprendiz.

No Capítulo 4 discutimos como as metodologias analíticas coletam, analisam e transformam dados relacionados à aprendizagem humana em informações que ajudam educadores na tomada de decisão sobre o processo de ensino-aprendizagem.

1.3 ARTICULAÇÕES CONCEITUAIS E

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

1.4 ABORDAGENS ATIVAS

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

designers da própria aprendizagem e chegam até a conceber e implementar soluções na comunidade em que estão inseridos.

1.4 ABORDAGENS ATIVAS

Adotamos a lógica dos níveis de complexidade do protagonismo do aluno (do mais simples ao mais complexo) para organizar e apresentar a seguir, de forma mais detalhada, algumas abordagens ativas específicas. De uma gama de opções, selecionamos aquelas com maior potencial de inovação por promoverem a ação-reflexão e por serem adaptáveis também à execução em ambientes virtuais.

1.4.1 Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP)

A Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) ou

Problem-based Learning

(PBL) é uma abordagem que utiliza situações-problema como ponto de partida para a construção de novos conhecimentos.

A Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) ou Problem-based Learning (PBL) é uma abordagem que utiliza situações-problema como ponto de partida para a construção de novos conhecimentos. É adotada por grupos de alunos que trabalham de forma individual e colaborativa a fim de aprender e pensar em soluções para um problema estudado.28

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

FAÇA FÁCIL - CASO EMPÁTICO

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

A Faculdade de Medicina da Universidade de Maastricht, na Holanda, foi fundada na década de 1970 com um currículo baseado na ABP. Os alunos são organizados em grupos pequenos para participar de encontros semanais, com duração de duas horas, nos quais analisam um problema com base na ABP. O problema pode estar relacionado à descrição de sintomas de um paciente (como dor de cabeça e febre) que precisam ser estudados e diagnosticados pelos futuros médicos ou pode referir-se a questões éticas delicadas no campo da Medicina (como o aborto ou a eutanásia, por exemplo).*

* Você pode encontrar mais informações sobre a abordagem ABP nessa faculdade em: . Acesso em: 16 fev. 2018.

Fonte: elaborado pelas autoras com base nas informações contidas em www. maastrichtuniversity.nl/pbl.

FAÇA FÁCIL

Caso empático

O Caso empático é uma estratégia em que alunos devem ler e discutir uma situação (real ou hipotética) para conceber, com base em alguns critérios e orientações do professor, uma solução que seja centrada no ser humano.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

FAÇA FÁCIL - COACHING REVERSO

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

Embora o foco da instrução por pares seja a aprendizagem mais conceitual e na obtenção de respostas “certas” – o que parece contrastar com outras metodologias ativas que são mais abertas e flexíveis –, esta perspectiva é considerada ativa na medida em que possibilita que os alunos aprendam uns com os outros, exercendo o papel de instrutores ou professores.

A instrução por pares pode ser utilizada em cursos a distância e híbridos com maior flexibilidade de tempo e espaço.

Nesse caso, o professor ou especialista apresenta conceitos em um texto ou videoaula curta, que ficarão disponíveis no AVA, por exemplo. A seguir, os estudantes respondem ao teste conceitual, que ficará no AVA por determinado tempo. Logo, os resultados do teste podem ser verificados pelo professor, que, se necessário, promove o encaminhamento da discussão do conceito, próximo passo da abordagem. Essa discussão pode ser realizada por pequenos grupos ou pela turma toda em uma sessão de chat ou em fórum. Em seguida, os estudantes devem responder ao teste conceitual novamente e, por fim, o professor apresenta a resposta do conceito na ferramenta de sua preferência.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

FAÇA FÁCIL - DT EXPRESS

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

Na etapa Compreender o problema, os design thinkers devem entender o problema em profundidade. A equipe se divide para observar o contexto analisado, documentar situações e aspectos relevantes, conversar com especialistas, entrevistar os stakeholders56 e participar das experiências deles. A seguir, os design thinkers compartilham informações e impressões coletadas para que os dados sejam analisados e interpretados. Com isso, obtêm subsídios para refinar o problema analisado.

Na etapa Projetar soluções, os design thinkers participam de sessões de brainstorming, em que devem gerar uma grande quantidade de ideias. Posteriormente, as ideias são compartilhadas e categorizadas. Finalmente, eles selecionam as melhores soluções, que são prototipadas.

Na etapa Prototipar, os design thinkers confeccionam protótipos que representam visualmente as soluções criadas. A elaboração de protótipos rápidos viabiliza o teste das soluções criadas para que sejam aprimoradas e refinadas.

Na última etapa, Implementar a melhor opção, os design thinkers realizam uma análise de praticabilidade e viabilidade, uma análise de inovação, e pilotos são testados por stakeholders. Finalmente, depois que o protótipo é refinado algumas vezes, a solução é efetivamente implementada.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553131358

FECHAMENTO

FILATRO, Andrea Editora Saraiva PDF Criptografado

FAÇA FÁCIL

Solicite que os protótipos criados sejam apresentados e que os alunos preparem uma reflexão (escrita ou em vídeo) sobre as principais aprendizagens durante cada etapa do processo.

N

6

Avalie, considerando o envolvimento do grupo no desenvolvimento do projeto, tanto a elaboração do protótipo quanto a reflexão sobre a aprendizagem.

este capítulo exploramos o potencial das metodologias ativas para promover inovações incrementais em práticas pedagógicas, andragógicas e heutagógicas aplicadas em escolas, universidades, empresas e outras organizações ligadas à educação. Esse potencial advém de sua característica acessível, adaptável e moldável à organização de tempo e espaço que tem estruturado a educação formal e corporativa por tanto tempo.

Vimos ainda que as metodologias ativas são consideradas inovadoras por estarem ancoradas em abordagens humanistas elaboradas por teóricos que questionaram os modelos tradicionais de ensino centrados na figura do professor.

Ver todos os capítulos

Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
UR53740617259
ISBN
 
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados