Farmacologia Veterinária

Organizado por: Jackson Vasconcelos
Visualizações: 64
Classificação: (0)
Farmacovet
Publicado por:     Detalhes do Produto
 

4 capítulos

Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788527730808

1 - Introdução à Farmacologia Veterinária

SPINOSA, Helenice de Souza; GÓRNIAK, Silvana Lima; BERNARDI, Maria Martha Grupo Gen PDF Criptografado

1

Introdução à Farmacologia

Veterinária

Helenice de Souza Spinosa

HISTÓRICO nn

A Farmacologia, como várias outras ­áreas do conhecimento, tem suas origens nos primórdios da humanidade. De fato, desde que o homem primitivo começou a usar substâncias obtidas na natureza, tanto dos reinos mineral, vegetal e animal, com finalidades medicinais ou visando obter efeitos nocivos (para a caça, como armas de guerra etc.), pode-se dizer que teve início a Farmacologia.

O papiro de Ébers, que é considerado um dos documentos escritos mais antigo até hoje estudado, datado de aproximadamente 1550 a.C., faz menção à utilização terapêutica de várias substâncias quí­micas, pela antiga civilização egípcia, como, por exemplo, metais pesados

(chumbo, cobre), extratos de plantas (genciana, óleo de rícino, cila) e venenos de animais. Este é um documento que aponta as origens não só da Farmacologia, como também da Toxicologia.

Provavelmente, Mitridates VI, Eupator ou O Grande, rei do Ponto (antiga região asiá­tica, si­tua­da a nordeste da Ásia Menor), que viveu entre 123 e 63 a.C., foi o primeiro farmacólogo experimental. Temendo ser envenenado, Mitridates VI propôs-se a estudar as substâncias nocivas, visando proteger-se contra todos os possíveis

Ver todos os capítulos
Medium 9788527730808

2 - Prescrição e Legislação Brasileira dos Medicamentos

SPINOSA, Helenice de Souza; GÓRNIAK, Silvana Lima; BERNARDI, Maria Martha Grupo Gen PDF Criptografado

2

Prescrição e Legislação Brasileira dos Medicamentos

Helenice de Souza Spinosa

PRESCRIÇÃO nn

A prescrição ou receita é uma ordem escrita de próprio punho, com letra legível, em vernáculo, feita pelo profissional devidamente habilitado (médico, médico-veterinário ou dentista) para a transmissão de instruções ao paciente e/ou farmacêutico; portanto, é um documento e como tal deve ser escrito a tinta

(azul ou preta), tendo validade de 30 dias, exceto no caso de prescrição de antimicrobianos, em que a validade é de 10 dias.

Atualmente, em função do uso cada vez mais difundido da informática, se aceita, além do texto da receita manuscrito, também o digitado no computador. Como a prescrição é uma ordem escrita, emprega-se o verbo no “imperativo”.

Sendo a prescrição um documento reconhecidamente legal, o seu autor é responsável pela sua exatidão, devendo conter as instruções de forma clara, concisa e objetiva. Neste sentido, a prescrição constitui um documento que envolve responsabilidades sob vários aspectos:

Ver todos os capítulos
Medium 9788527730808

3 - Mecanismo de Ação e Relação Dose-Resposta

SPINOSA, Helenice de Souza; GÓRNIAK, Silvana Lima; BERNARDI, Maria Martha Grupo Gen PDF Criptografado

3

Mecanismo de Ação e Relação

Dose-Resposta

Jorge Camilo Flório

INTRODUÇÃO nn

A farmacodinâmica estuda os mecanismos pelos quais um medicamento ­atua nas funções bioquí­micas ou fisiológicas de um organismo vivo. Este ramo da Farmacologia também rea­li­za o estudo quantitativo, isto é, a relação dose-resposta dos efeitos biológicos e terapêuticos dos medicamentos; este conjunto de informações, aliadas aos dados oriundos da farmacocinética, proporciona o conhecimento completo do caminho percorrido pelos medicamentos e seus efeitos no organismo animal.

Os estudos farmacodinâmicos têm primordial importância para o entendimento dos efeitos farmacológicos e adversos causados pelos medicamentos e fornecem informações sobre a forma mais adequada de tratamento das intoxicações causadas por estes agentes.

O conceito de que um medicamento não cria uma função no organismo, apenas modifica uma preexistente, é importante, e coube à humanidade encontrar as substâncias que apresentavam a capacidade de alterar as funções orgânicas e, a partir deste fato, utilizar as mesmas na cura dos desequilíbrios causados pelas diversas patologias.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527730808

4 - Farmacocinética

SPINOSA, Helenice de Souza; GÓRNIAK, Silvana Lima; BERNARDI, Maria Martha Grupo Gen PDF Criptografado

4

Farmacocinética

Jorge Camilo Flório | Altamir Benedito de Sousa | Silvana Lima Górniak

INTRODUÇÃO nn

A farmacocinética é o estudo do movimento de uma substância química, em particular de um medicamento no interior de um organismo vivo, ou seja, é o estudo dos processos de absorção, distribuição, biotransformação e excreção.

Para que todos estes processos ocorram e para que um medicamento exerça seu efeito em um determinado local de ação no interior de um organismo vivo, é necessário que esse medicamento, após a dissolução da forma farmacêutica, consiga atravessar as barreiras celulares e alcance o seu local de ação (biofase). A Figura 4.1 possibilita a visualização desses processos.

ABSORÇÃO DE MEDICAMENTOS nn

Em Farmacologia, define-se como absorção uma série de processos pelos quais uma substância externa a um ser vivo nele penetre sem lesão traumática, chegando até o sangue. Portanto, para que um determinado medicamento seja absorvido é necessário que ele atravesse as diversas membranas biológicas, como o epitélio gastrintestinal, o endotélio vascular e, também, as membranas plasmáticas.

Ver todos os capítulos

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
UR72240358740
ISBN
 
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados