Depressão e demência

Organizado por: Raquel
Visualizações: 106
Classificação: (0)
Publicado por:     Detalhes do Produto

2 capítulos

Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788527731836

4 - Demência

FREITAS, Elizabete Viana de; MOHALLEM, Kalil Lays; GAMARSKI, Roberto; PEREIRA, Silvia Regina Mendes (eds.) Grupo Gen PDF Criptografado

4

Demência

Rodrigo Martins Ribeiro | Filipe Gusman

Introdução

O paciente com demência, ou um familiar, geralmente procura o ambulatório por queixa de alterações cognitivas (alterações de memória, dificuldade para entender a comunicação escrita e falada, dificuldade de encontrar as palavras corretas para se expressar, não reconhecimento de acontecimentos comuns, desorientação).

O primeiro passo é saber se há uma capacidade cognitiva anormal e pesquisar as possíveis causas (p. ex., demência, delirium, depressão ou uso de medicamentos).

Para um diagnóstico precoce de demências e, principalmente, de doença de Alzheimer, é sempre importante, independentemente da queixa, realizar exames de triagem de memória.

Recomendações para o diagnóstico de demência e doença de Alzheimer foram elaboradas pelo grupo de trabalho do National Institute on Aging (NIA) e pela

Alzheimer’s Association (AA), e corroboradas pelo Departamento Científico de Neurologia Cognitiva e do Envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia

Ver todos os capítulos
Medium 9788527731836

5 - Depressão

FREITAS, Elizabete Viana de; MOHALLEM, Kalil Lays; GAMARSKI, Roberto; PEREIRA, Silvia Regina Mendes (eds.) Grupo Gen PDF Criptografado

5

Depressão

Ana Lucia de Sousa Vilela

Introdução

O envelhecimento da população mundial suscita preocupação quanto a qualidade dos anos que se vivem a mais. Nesse contexto, a depressão passa a ter importância capital, porque, ao levar a isolamento social e até ao suicídio, impacta profundamente a qualidade de vida do idoso e de sua família. Esse transtorno na terceira idade pode levar à dependência física, o que compromete toda a estrutura familiar, gera tensão e uma considerável piora na já fragilizada qualidade de vida. A depressão é a 4 a causa de incapacidade no mundo e a previsão é de que, em 2020, será a 2a causa.1,2

Essa dependência física pode tornar o idoso dependente de seus familiares, que nem sempre aceitam a função de cuidadores, sendo a institucionalização, nesse caso, uma alternativa. O idoso institucionalizado é obrigado a se adaptar a uma rotina, e à distância da família, situação que pode piorar o quadro clínico.

É comum que o idoso deprimido experimente uma piora de seu estado geral com queixas somáticas (físicas), característica que pode confundir o diagnóstico e levar a um decréscimo significativo da qualidade dos anos últimos anos a serem vividos. 1,2

Ver todos os capítulos

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
UR34036032441
ISBN
 
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados