Revolucionando a Sala de Aula

Organizado por: Leandro Matos
Visualizações: 204
Classificação: (0)
Capítulos Selecionados
Publicado por:     Detalhes do Produto

3 capítulos

Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788597011906

1 - A aula expositiva dialogada em uma perspectiva freireana

LEAL, Edvalda Araújo; MIRANDA, Gilberto José; NOVA, Silvia Pereira de Castro Casa Grupo Gen PDF Criptografado

1

A aula expositiva dialogada em uma perspectiva freireana

CAMILA LIMA COIMBRA

Saber que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.

(FREIRE, 1996, p. 21)

leal miranda_MIOLO.indd 1

06/06/17 16:59

Capítulo 1

1. Introdução

Ao receber o convite para fazer este capítulo, iniciamos a pensar sobre as possibilidades de sua realização. Lembramos da fala de um educando, do primeiro período do Curso de Ciências Sociais, grau licenciatura, durante um debate na aula de

Didática, em que ele diz:

– Professora, mas como é que faz? Se aula não é assim, o professor falando e nós ouvindo, como é então?

A partir desse questionamento, aceitamos o desafio para realizar uma revisão bibliográfica sobre a aula expositiva dialogada e, ainda, tivemos a oportunidade de compartilhar nossa experiência na docência do ensino superior, na área de Didática.

Assim, levando em consideração essa referência inicial, em que socializamos a nossa mobilização para a escrita, organizamos o capítulo em três momentos. O primeiro, em que respondemos aos seguintes questionamentos: Quais princípios sustentam essa estratégia de ensino? Quais autores da área já fizeram essa reflexão? Qual a fundamentação teórica? Qual método inspira a estratégia? Como compreendo a aula? Em que medida a aula expositiva dialogada rompe a lógica tradicional? Com quais objetivos? O segundo momento, em que nos aprofundamos na estratégia propriamente dita, apontamos: Quem são os personagens/protagonistas aprendentes?

Ver todos os capítulos
Medium 9788597011906

8 - O uso do método do caso de ensino na educação na área de negócios

LEAL, Edvalda Araújo; MIRANDA, Gilberto José; NOVA, Silvia Pereira de Castro Casa Grupo Gen PDF Criptografado

8

O uso do método do caso de ensino na educação na área de negócios

E D VA L D A A R A Ú J O L E A L

CÍNTIA RODRIGUES DE OLIVEIRA MEDEIROS

L AY N E V I T Ó R I A F E R R E I R A

O conhecimento resulta do esforço científico por respostas a perguntas formuladas, não da inércia de aceitar ideias dominantes e conservadoras.

(MACHADO; CALLADO, 2008, p. 5)

leal miranda_MIOLO.indd 93

06/06/17 17:00

Capítulo 8

1. Introdução

Neste capítulo, focalizamos a estratégia de ensino “estudo de caso” ou o “método do caso” ou, ainda, o teaching case. Importante destacar que o método do caso não

é “uma metodologia de pesquisa, como vem a ser o estudo de caso, mas uma

O método do caso não é “uma ferramenta pedagógica”.1 metodologia de pesquisa, como

Os professores que atuam na área de vem a ser o estudo de caso, mas gestão e negócios utilizam o método uma ferramenta pedagógica”. do caso com o objetivo de analisar um caso já elaborado. Um caso na área de gestão2 consiste na “descrição de uma situação administrativa recente, comumente envolvendo uma decisão ou um problema”. O caso é redigido na perspectiva de quem está envolvido na situação decisória, e permite aos estudantes acompanhar os passos de quem tomou a decisão e analisar o processo, decidindo se o analisaria sob enfoques diferentes ou se enveredaria por outros caminhos no processo de tomada de decisão.3

Ver todos os capítulos
Medium 9788597011906

9 - Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) ou Problem-Based Learning (PBL): podemos contar com essa alternativa?

LEAL, Edvalda Araújo; MIRANDA, Gilberto José; NOVA, Silvia Pereira de Castro Casa Grupo Gen PDF Criptografado

9

Aprendizagem Baseada em

Problemas (ABP) ou Problem-Based

Learning (PBL): podemos contar com essa alternativa?

MARA ALVES SOARES

REINER ALVES BOTINHA

S I LV I A P E R E I R A D E C A S T R O C A S A N O VA

SANDRO VIEIRA SOARES

CHRISTOPHER BULAON

Mestre, mestre é aquele que de repente aprende.

JOÃO GUIMARÃES ROSA

leal miranda_MIOLO.indd 105

06/06/17 17:00

Capítulo 9

1. Introdução

Muitos desafios têm surgido para o ensino e para as Instituições de Ensino Superior

(IES), devido às demandas por novas ofertas de ensino em função das necessidades do mundo do trabalho. As transformações ocorridas no ambiente de negócios, nas duas últimas décadas, foram suscitadas pela passagem da sociedade industrial para a sociedade do conhecimento, que tem provocado mudanças tanto na formação acadêmica e profissional quanto nas práticas educativas.1

Estudos anteriores apontam que as IES, diante desse cenário, preparam-se para “a transição do ensino tradicional para uma prática baseada na eficiência do processo de ensino e aprendizagem, voltada para o desenvolvimento de competências determinadas para cada uma das disciplinas que compõem a grade curricular dos cursos”.2

Ver todos os capítulos

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
UR26699315849
ISBN
 
Tamanho do arquivo
0 Bytes
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados