19989 capítulos
Medium 9788582714720

Capítulo 15. “Quero ser uma pessoa leve” – A relação terapêutica e a terapia de aceitação e compromisso como recursos de intervenção em um caso de inabilidade social

Ana Karina C. R. de-Farias, Flávia Nunes Fonseca, Lorena Bezerra Nery Grupo A PDF Criptografado

15

“Quero ser uma pessoa leve” – A relação terapêutica e a terapia de aceitação e compromisso como recursos de intervenção em um caso de inabilidade social

Aline do Prado Frasson | Lorena Bezerra Nery

A psicoterapia analítica funcional (FAP) é considerada uma das terapias comportamentais de terceira onda, junto com a terapia de aceitação e compromisso (ACT), a terapia comportamental dialética (DBT), entre outras (Hayes, Masuda,

Bissett, Luoma, & Guerrero, 2004). A FAP utiliza conceitos como modelagem, reforço, punição, discriminação e generalização para entender a própria relação terapêutica, e a utiliza como instrumento de mudança na terapia (Kohlenberg & Tsai,

1991/2006; Tsai et al., 2009/2011; Tsai, Kohlenberg, Kanter, Holman, & Loudon, 2012). Assim, a proposta da FAP enfoca a importância do investimento do terapeuta na construção de uma relação terapêutica profunda, intensa, significativa e benéfica como o principal recurso para a promoção de mudanças terapêuticas na vida do cliente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582712696

Capítulo 10. Estados mistos e ciclagem rápida

Flávio Kapczinski; João Quevedo Grupo A PDF Criptografado

10

Estados mistos e ciclagem rápida

José Alberto Del Porto

Luiz Paulo Grinberg

ESTADOS MISTOS

Da Antiguidade ao século XIX

Embora as primeiras descrições do que hoje chamamos de estados mistos remontem à escola hipocrática,1 foi Aretaeus (ou Aristeu) da Capadócia, que viveu em Alexandria no século I d.C., quem escreveu os principais textos que chegaram aos dias atuais, referentes à unidade da doença maníaco-depressiva.

Aretaeus assumiu que mania e melancolia não eram duas doenças distintas, mas manifestações da mesma condição mórbida. Certamente, em sua época, esses termos eram mais abrangentes do que hoje assumimos como seu significado. Melancolia

(melas = negro; cholé = bile) baseia-se nas teorias humorais de Alcmaeon de Crotona

(na Magna Grécia) e alude já à tristeza e ao temperamento correspondente. Mania tem etimologia e significados mais complexos, mas alude a estados de excitação, furor ou raiva. Escreveu Aretaeus, de acordo com citação de Marneros:1 “Em muitos desses doen­tes a tristeza se torna melhor depois de variados períodos de tempo e se transforma em alegria; os pacientes podem então desenvolver um estado de mania”. Acrescentou ainda: “Em alguns pacientes a mania manifesta-se como euforia [...] Esse tipo

Ver todos os capítulos
Medium 9788536326184

Capítulo 65 - Hipertensão Arterial Sistêmica

Bruce B. Duncan; Maria Inês Schmidt; Elsa R. J. Giugliani; Michael Schmidt Duncan; Camila Giugliani Grupo A PDF Criptografado

618

Medicina Ambulatorial

cardiovascular events: reanalysis of the Women’s Health

Initiative limited access dataset and meta-analysis. BMJ.

2011;342:d2040.

106. Kearney PM, Baigent C, Godwin J, Halls H, Emberson JR,

Patrono C. Do selective cyclo-oxygenase-2 inhibitors and traditional non-steroidal anti-inflammatory drugs increase the risk of atherothrombosis? Meta-analysis of randomised trials.

BMJ. 2006;332(7553):1302-8.

107. Trelle S, Reichenbach S, Wandel S, Hildebrand P, Tschannen B, Villiger PM, et al. Cardiovascular safety of non-steroidal anti-inflammatory drugs: network meta-analysis. BMJ.

2011;342:c7086.

110. Bangalore S, Kumar S, Lobach I, Messerli FH. Blood pressure targets in subjects with type 2 diabetes mellitus/impaired fasting glucose: observations from traditional and bayesian random-effects meta-analyses of randomized trials. Circulation. 2011;123(24):2799-810, 9 p following 810.

Capítulo 65

Hipertensão Arterial

Ver todos os capítulos
Medium 9788582711811

Capítulo 8 | Pensamento

Antonio de Pádua Serafim; Fabiana Saffi Grupo A PDF Criptografado

8

Pensamento

MARIA FERNANDA F. ACHÁ

VANESSA FLABOREA FAVARO

Enquanto lia estas palavras, meu sistema nervoso recebia com admirável cuidado a notícia que me trazia grande felici­d ade. Porém minha alma, isto

é, eu mesmo, e em suma o principal interessado, ainda a ignorava. . . . Uma folha de papel coberta de caracteres, o pensamento não a assimila de imediato; porém, logo que terminei a carta, pensei nela, ela tornou-se um objeto de fantasia, tornou-se, ela também, cosa mentale, e eu já a amava tanto que a cada cinco minutos precisava relê-la, beijá-la.

(Proust, 2006, p. 387)

DEFINIÇÃO

A etimologia da palavra “pensamento”

é avaliar o peso de algo. No inglês, o termo thought vem da ideia de considerar ou conceber na mente. A própria definição de pensamento é fluida, mudando de um autor para outro e de acordo com o momento histórico. Pertence, portanto, ao domínio da Filosofia. Descartes chamava de pensamento qualquer processo mental consciente, fosse uma emoção, um raciocínio ou uma percepção, e o caracteri­zava por sua essência imaterial, em oposição à matéria, cuja essência seria a ocupação do espaço.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580552591

Caso 53

Eugene C. Toy; Terrence H. Liu; Andre R. Campbell Grupo A PDF Criptografado

CASO 53

Uma menina de 1 mês foi examinada por apresentar icterícia persistente. O bebê nasceu com 39 semanas de gestação. A progenitora era uma mulher saudável, com 28 anos, sem história familiar de problemas médicos. O parto foi feito por cesariana, após o rompimento prematuro das membranas. O bebê nasceu pesando 3.200 g e com escores de Apgar iguais a 9 em 1 e 5 minutos.

A menina evacuou mecônio em seu primeiro dia de vida e já apresenta uma icterícia leve no momento da alta hospitalar, no segundo dia. Nos últimos dias, a paciente tem eliminado fezes acólicas e urina escura. Ao exame, a bebê apresentava-se profundamente ictérica. Os achados do exame cardiopulmonar foram irrelevantes. Seu fígado é palpável e firme. Não foram identificadas outras massas abdominais. Os exames de laboratório revelaram um hemograma normal, níveis de bilirrubina total e bilirrubina direta de 28 mg/dL e 24 mg/dL, respectivamente, bem como níveis séricos de aspartato aminotransferase/alanina aminotransferase (AST/ALT) e fosfatase alcalina iguais a 300/250 U/L e

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos