20109 capítulos
Medium 9788580555448

Capítulo 29 - Trauma de extremidades

C. Keith Stone; Roger L. Humphries; Dorian Drigalla; Maria Stepahn Grupo A PDF Criptografado

Trauma de extremidades

Jessica Kanis, MD

Timothy E. Brenkert, MD

//

CLASSIFICAÇÃO DE SALTER-HARRIS

PARA FRATURAS PEDIÁTRICAS

A classificação de Salter-Harris descreve as lesões da fise, ou placa de crescimento, em crianças (Figura 29-1). Há cinco tipos de intensidade de lesão da placa de crescimento que aumentam conforme o tipo. Todas as suspeitas de fratura Salter-Harris necessitam de acompanhamento com ortopedista. As fraturas são descritas da seguinte forma.

Tipo I – A linha de fratura se estende através da fise, separando a epífise da metáfise. Pode não haver evidência radiológica da lesão, se não houver deslocamento. Assim, o diagnóstico se baseia na suspeita clínica e na dor localizada sobre a placa de crescimento. Se houver suspeita, os pacientes devem ser imobilizados e acompanhados por ortopedista.

Tipo II – A mais comum das fraturas da fise, estas lesões iniciam na fise e se estendem até a metáfise. Há pouco risco de distúrbios do crescimento nas lesões dos grupos I e II.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577805686

4 O Conhecimento Aplicável que Agrega Valor

Antônio Celso Mendes Webber Grupo A PDF Criptografado

48

Afinal, Onde Estão os Líderes?

Com o advento da tecnologia moderna e a variação da demanda em todos os campos, passou-se a valorizar os ditos “gurus”, especialistas em áreas específicas do conhecimento humano. Alguns resquícios dessa valorização permanecem vivos até nossos dias, mas com rápida tendência à extinção.

Hoje, em virtude da aceleração das mudanças e do irreversível processo de globalização (envolvendo nações, empresas, indivíduos), as exigências do conhecimento são mais voláteis e complexas.

A capacidade de adquirir elevado conhecimento em determinado campo ou assunto, com atualização permanente e visão holística/estratégica do todo, é fundamental para que as pessoas possam agregar valor às atividades que exercem.

O volume de conhecimento hoje gerado é infinitamente superior ao tempo e à capacidade de que dispomos para absorvê-lo. Essa “massa” de informações é algo parecida com o volume de dados existente na internet, onde encontramos bilhões de informações úteis, mas outras tantas de nenhum proveito. Seja como for, na internet selecionamos o que nos interessa e, no tocante ao conhecimento, devemos proceder da mesma maneira.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713976

Capítulo 6 - Terapia Cognitiva Processual em Grupo para Adolescentes

Carmem Beatriz Neufeld Grupo A PDF Criptografado

TERAPIA

COGNITIVA

PROCESSUAL EM

GRUPO PARA

ADOLESCENTES

MICHELLA LOPES VELASQUEZ

ÉRICA PANZANI DURAN

IRISMAR REIS DE OLIVEIRA

6

Amplamente reconhecida por sua eficácia no tratamento de diversos transtornos psiquiátricos em adultos, a terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma abordagem psicoterapêutica focada, ativa e colaborativa, fundamentada em uma teoria abrangente da personalidade, que enfatiza a importância de processos cognitivos na mediação de comportamentos, emoções e respostas fisiológicas (Beck, Rush, Shaw, & Emery, 1979). Uma parcela significativa dos protocolos existentes em TCC aplicados a populações adultas dedica-se à rees­ truturação de crenças centrais negativas, aqui compreendidas como atribuições persistentemente negativas, globais e idiossincráticas, que constituem fatores de risco para a reincidência da maioria dos transtornos psiquiátricos.

Desenvolvidas e reforçadas desde as primeiras interações do indivíduo com o mundo e as demais pessoas (Beck, 2011), sua modificação e reestruturação produz interpretações mais construtivas de problemas atuais e situações futuras, bem como contribui para a maior consistência e durabilidade de intervenções terapêuticas (Wenzel, 2012), tornando-se também um objetivo de longo prazo da TCC aplicada a crianças e adolescentes (Creed, Reisweber, & Beck, 2011).

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715253

Referências

P. J. Fellows Grupo A PDF Criptografado

454   PARTE III.A   Processamento térmico utilizando vapor ou água quente

FIGURA 10.11  Forno combinado de batelada.

Cortesia de JLA Ltd. (JLA, 2016. Inteli-Compact Combi Oven, JLA Ltd. Disponível em: www.jla.com/catering/combi-ovens (acessado em março de 2016).

REFERÊNCIAS

ASME, 2015. ASME Boiler & Pressure Vessel Code (BPVC),

American Society of Mechanical Engineers. Disponível em: www.asme.org/shop/standards/new-releases/boiler-pressure-vessel-code-2013 (www.asme.org > search

‘Boiler & Pressure Vessel Code’) (acesso em: fevereiro de 2016.).

Baldwin, D.E., 2012. Sous vide cooking: a review. Int. J.

Gastronomy Food Sci. 1 (1), 15-30, http://dx.doi. org/10.1016/j.ijgfs.2011.11.002

Belitz, H.-D., Grosch, W., Schieberle, P., 2009a. Meat. Food

Chemistry. Springer Publishing, New York, NY.

Belitz, H.-D., Grosch, W., Schieberle, P., 2009b. Fish, whales, crustaceans and molluscs. Food Chemistry. Springer Publishing, New York, NY.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582604434

Capítulo 1 - Princípios básicos de geografia

Robert Christopherson; Ginger H. Birkeland Grupo A PDF Criptografado

1

Princípios básicos de geografia

CONCEITOS-CHAVE DE

aprendizagem

Após a leitura deste capítulo, você conseguirá:

• Definir geografia e geografia física.

• Discutir as atividades humanas e o crescimento demográfico em sua relação com a ciência geográfica e resumir o processo científico.

• Descrever análise de sistemas, sistemas abertos e fechados, informações de retroalimentação e relacionar esses conceitos aos sistemas terrestres.

• Explicar o sistema de coordenadas da Terra: latitude e longitude, tempo e zonas geográficas latitudinais.

• Definir os conceitos básicos de cartografia e mapeamento: escalas e projeções cartográficas.

• Descrever técnicas modernas de geociências – o sistema de posicionamento global (Global Positioning System – GPS), o sensoriamento remoto e o sistema de informações geográficas (SIG) – e explicar como essas ferramentas são utilizadas na análise geográfica.

Uma avalancha de neve desce assustadoramente o Monte Timpanogos, o segundo pico mais alto da Montanhas

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos