13992 capítulos
Medium 9788547217976

8.2 Pessoas jurídicas obrigadas ao lucro real

CREPALDI, Silvio Editora Saraiva PDF Criptografado

incorporação, fusão ou cisão da pessoa jurídica, compreenderá os fatos geradores ocor­ ridos até a data do evento.

8.2 Pessoas jurídicas obrigadas ao lucro real

Estão obrigadas ao regime de tributação com base no lucro real, em cada ano-calendário, as pessoas jurídicas:

• cuja receita total, ou seja, o somatório da receita bruta mensal, das demais receitas e ganhos de capital, dos ganhos líquidos obtidos em operações realizadas nos mercados de renda variável e dos rendimentos nominais produzidos por aplicações financeiras de renda fixa, da parcela das receitas auferidas nas exportações

às pessoas vinculadas ou aos países com tributação favorecida que exceder ao valor já apropriado na escrituração da empresa, na forma da Instrução Normativa

SRF n. 38, de 1997, no ano-calendário anterior, seja superior ao limite de R$

78.000.000,00 (setenta e oito milhões de reais) ou de R$ 6.500.000,00 (seis milhões e quinhentos mil reais) multiplicado pelo número de meses do período, quando inferior a 12 meses;

Ver todos os capítulos
Medium 9788598838106

Capítulo 2 - Os Títulos de Renda Fixa e o VaR

Rafael Paschoarelli Saint Paul Editora PDF Criptografado

�26�7Ë78/26� '(�5(1'$),;$�(�2�9$5&$3Ë78/2���²�26�7Ë78/26�'(�5(1'$�),;$�(�2�9$5$�UHYLVmR�ELEOLRJUiILFD�HVWi�GLYLGD�HP�GRLV�JUDQGHV�WHPDV�2�SULPHLUR�GHOHV�p�D�GLVFXVVmR�GRV�SULQFLSDLV�DVSHFWRV�DWLQHQWHV�DRV�WtWXORV�GHUHQGD�IL[D�2�VHJXQGR�VH�UHIHUH�MXVWDPHQWH�j�IHUUDPHQWD�GH�PHQVXUDomR�GH�ULVFR�FR�QKHFLGD�FRPR�YDORU�HP�ULVFR��9D5�DSOLFDGD�D�LQVWUXPHQWRV�GH�UHQGD�IL[D����&$5$&7(5Ë67,&$6�'26�7Ë78/26�'(�5(1'$�),;$�����'(),1,d­2$�FDUDFWHUL]DomR�GRV�WtWXORV�GH�UHQGD�IL[D��HP�JHUDO��ID]�UHIHUrQFLD�DR�FRQFHLWRGH�IOX[R�GH�FDL[D��9LHLUD��6REULQKR�����������DILUPD�TXH�³)OX[R�GH�FDL[D�GH�XPDHPSUHVD�SRGH�VHU�HQWHQGLGR�FRPR�XPD�VXFHVVmR�GH�UHFHELPHQWRV�RX�SDJDPHQWRV��HPGLQKHLUR��SUHYLVWRV�SDUD�GHWHUPLQDGR�SHUtRGR�GH�WHPSR´�6HJXQGR�%RGLH�HW�DO��������������XP�WtWXOR�GH�UHQGD�IL[D�p�XPD�UHLQYLQGLFDomRVREUH�XP�IOX[R�GH�FDL[D�SHULyGLFR�H�HVSHFLILFDGR��2�HPLVVRU�GR�WtWXOR�VH�REULJD�D�ID]HU

Ver todos os capítulos
Medium 9788597022254

Capítulo 9 – Indicadores de Desempenho de Marketing – Edmir Kuazaqui

Edmir Kuazaqui, Helder Haddad, Matheus M. Marangoni Grupo Gen ePub Criptografado

• Discutir a importância dos indicadores de desempenho de marketing.

• Ressaltar a importância de KPI como forma de garantir a gestão da empresa e do negócio.

• Discutir o ROI e sua relevância para a análise de investimentos.

• Discutir os indicadores de marketing, em especial aqueles do ambiente virtual.

• Discutir os principais desafios na avaliação das ações de marketing.

É prática obrigatória e saudável que toda empresa tenha indicadores que possibilitem o entendimento de como os esforços dos seus profissionais estão sendo aplicados de forma a obter os melhores resultados. Daí derivam as melhores práticas de mercado. Todas as áreas da empresa produzem indicadores, como gestão de pessoas, serviços, produção, vendas e, é lógico, o marketing. A utilização de indicadores é primordial no sentido de entender como a empresa está e que ações podem ser realizadas no sentido de melhorar a performance de seus negócios.

Um meio de hospedagem, como um hotel, tem que chegar a resultados financeiros de forma a garantir a sua sustentabilidade de curto prazo (geralmente de 30 dias), bem como ao retorno sobre o capital inicial investido e às expectativas de seus sócios e investidores. Devido ao tipo de serviço que oferece – aluguel de unidades habitacionais –, necessita monitorar e tomar decisões rápidas e pontuais, de forma a ajustar possíveis deslizes e aproveitar as oportunidades que despontam no seu dia a dia. Além disso, o negócio pode oferecer uma infinidade de serviços, como alimentos e bebidas, entretenimento, serviços de entrega, lavanderia, entre outros.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547209582

3.4 O direito à documentação civil e a universalização do acesso ao registro de nascimento

Jefferson Lee de Souza Ruiz, Andreia Cristina Alves Pequeno Editora Saraiva PDF Criptografado

152

Direitos humanos e Serviço Social

posto que foi a primeira experiência no Brasil de instauração de comitê e mecanismo em âmbito estadual. O Comitê Estadual é composto por representações dos três poderes do Estado, por conselhos profissionais e por representações de entidades da sociedade civil eleitas para sua composição. Além de avaliar e subsidiar a execução de ações de combate à tortura no Rio de Janeiro, o Comitê aprecia a atuação do Mecanismo de Combate à Tortura e tem por tarefa, entre outras, difundir práticas que rumem nesse sentido. Por sua vez, o Mecanismo é composto por seis membros, com notório conhecimento, atuação e experiência na defesa e promoção de direitos humanos. Sua seleção é feita em processo público, devendo ter caráter multidisciplinar, buscar equilíbrio de gênero e ter representados grupos étnicos e minorias existentes naquele estado. Sua eleição é feita pelos componentes do Comitê. Uma vez eleitos, os membros do Mecanismo têm mandato de quatro anos e devem ter dedicação exclusiva, sendo remunerados por esse período. O Mecanismo realiza visitas e apura denúncias de tortura no estado do Rio de Janeiro e apresenta, anualmente e de forma pública, relatório de suas ações, constatações, recomendações e providências tomadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597013627

Capítulo 5 – O ativo e sua mensuração

Eduardo Flores, Guillermo Braunbeck, Nelson Carvalho Grupo Gen PDF Criptografado

5

O ativo e sua mensuração

ADRIANA LOTZE MARTINEZ

DENIS LIMA E ALVES

EDUARDO FLORES

FLÁVIA FONTE DE SOUZA MACIEL

NÁDIA ALVES DE SOUZA

FLORES_teoria_da-contabilidade.indd 107

16/11/2017 16:11:22

Capítulo 5

5.1 Introdução

Poder-se-ia dizer não ser necessário gastar tempo para definir o que é ativo, por talvez parecer uma discussão demasiadamente simples. Afinal, que estudante ou profissional da área contábil não sabe o que é ativo? Até no cotidiano de cidadãos em geral percebe-se haver uma boa noção de ativo – algo que pertence a você, que tem algum valor, seja financeiro ou sentimental.

Mas será que na contabilidade esse conceito está alinhado com o popular? Ou a confusão dos conceitos de débito e crédito do cotidiano, que pode conflitar com o mecanismo das partidas dobradas, também se aplica ao conceito de ativo? Vide a seguir trecho da reportagem do jornal Valor

Econômico, datada de 20 de outubro de 2014:

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos