50 capítulos
Medium 9788520431733

8. Efeitos psicocomportamentais da massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

8

Efeitos psicocomportamentais da massagem

A

tualmente, somos submetidos a uma sobrecarga de estímulos ambientais (luzes, sons, cores) que elevam os níveis de tensão do nosso organismo e provocam aquilo que chamamos de estresse.

Segundo alguns autores15,19,20,72, o bebê não está livre do estresse, pois, durante a gravidez, ele se encontra em um ambiente no qual a luz, o som e a temperatura são praticamente constantes, além de estar todo o tempo protegido pelo contato com o ventre materno. No entanto, ao nascimento, o bebê é retirado do útero da mãe e submetido a um ambiente totalmente estranho e com novos estímulos e sensações. No ambiente hospitalar, há mais luz, ruídos, temperatura diferente e excesso de estímulos táteis (médicos, enfermeiros, berço aquecido) e dolorosos (procedimentos de aspiração de vias aéreas superiores e teste do pezinho, por exemplo). É o que podemos chamar de “mudança radical na vida de um ser humano” (Figura 8.1).

O bebê pode ser submetido às sensações de estresse antes mesmo do nascimento, em decorrência de níveis de hormônios relacionados a esse evento na vida da mãe e que, presentes na corrente sanguínea desta, atravessam a placenta72.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Crescimento e desenvolvimento na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

A adolescência é o período intermediário entre a infância e a fase adulta. Embora biologicamente considerada pela Organização

Mundial da Saúde (OMS) como o período de 10 a 20 anos, tem variações etárias para os diferentes padrões legais das diversas nações. No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente considera adolescente aquele que tem entre 12 e 18 anos .

Às profundas transformações psicossexuais que ocorrem na adolescência, somam-se as transformações biológicas, destacando-se o aparecimento de caracteres sexuais (características específicas da sexualidade de meninos e meninas).

Por puberdade se entendem as variações no organismo (somáticas) que ocorrem na adolescência. Mesmo após ter sido atingida a maturação biológica, o fenômeno “adolescência” ainda pode persistir por vários anos.

Mudanças no corpo

O QUE VOCÊ

DEVE SABER

Os primeiros sinais da puberdade na menina ocorrem entre 8 e 12 anos de idade; nos meninos, entre 10 e 14 anos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

11. Conflitos entre pais e filhos

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo onze

Conflitos entre pais e filhos

A maravilha do autocontrole

Você tem poder sobre a sua mente – não sobre eventos externos. Quando perceber isso, você encontrará força.

— Marcus Aurelius, em Meditações

Eu deveria dizer aqui, porque alguns em

Washington gostam de pensar em formas de controlar a internet, que não precisamos

“controlar” a liberdade de expressão, precisamos controlar a nós mesmos.

— Peggy Noonan, em Patriotic Grace

301

Cap11.indd 301

31/10/14 6:38 PM

A Encantadora de Famílias

Na casa dos Grayson, pequenos conflitos são uma ocorrência diária, e todos culpam Quincy, de 10 anos. Em casa, ele deixa os pais exaustos e repetidas vezes perde amigos na escola. “Ele é uma criança difícil – sempre foi”, diz

Janet, sua mãe. “Mas frequentemente me pergunto quanto disso é minha culpa. Na maior parte das vezes, tenho vontade de esganá-lo – e ele deve saber disso.”

“Quincy é muito arrogante”, acrescenta o pai. “Ele fica mais feliz quando está no comando. Depois de se reunir com os amigos em casa, muitas das crianças não querem mais voltar.”

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Sexualidade na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Sexualidade na adolescência

ATENÇÃO

A falta de orientação adequada sobre sexualidade contribui para comportamentos de risco, que podem resultar, por exemplo, em doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce não planejada. As orientações sobre sexua­ lidade devem ser feitas de acordo com a idade e dentro de um contexto adequado.

É interessante notar que, tanto na fase de bebê como enquanto as crianças ainda são pequenas, são raros os questionamentos ou as dúvidas sobre sexualidade dirigidas aos pediatras. A partir da adolescência, essa situação muda e essa passa a ser uma das principais preocupações de pais, educadores e profissionais de saúde.

Curiosidades sobre diferenças e mudanças corporais são normais. A infância e o amadurecimento da sexualidade fazem parte do processo de desenvolvimento físico e emocional, desde a mais tenra idade.

Antigamente, os pais evitavam falar com os filhos sobre sexualidade, predominando atitudes omissas, porque se pensava que era “melhor não tocar no assunto para não despertar o interesse”. Hoje, sabe-se que informações distorcidas podem ser transmitidas por amigos, pessoas pouco preparadas e pela mídia. Além disso, a ausência de orientação adequada contribui para comportamentos de risco, que podem levar a consequências danosas, como doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce não planejada.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 2 – A experiência no hospital

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 2

A EXPERIÊNCIA NO HOSPITAL

Coordenadoras

Alice D'Agostini Deutsch

Maria Fernanda Pellegrino da Silva Dornaus

95

11

Sala de parto

Rosa Maria Neme

Mariano Tamura Vieira Gomes

Romy Schmidt Brock Zacharias

Introdução

O nascimento é um momento muito especial e dotado de bastante ansiedade e preocupação por parte dos pais e da equipe médica. Nesse momento tão esperado, a sequência dos eventos pode acontecer de forma tão rápida que é difícil explicar em detalhes todos os procedimentos e solucionar todas as dúvidas dos pais imediatamente. Além do mais, por representar um momento tão único, muitas vezes os próprios pais não conseguem expressar todos os seus questionamentos nessa hora. Portanto,

é recomendável aos pais de gêmeos que conversem com o obstetra e o pediatra antes do momento do parto e se informem de todos os cuidados que serão realizados com cada um dos recém-nascidos.

Como já vimos no capítulo 10, “O papel do pai e da família”, da

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos