55 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520439081

Seção 1 – A gestação e o parto de gêmeos e múltiplos

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 1

A GESTAÇÃO E O PARTO DE

GÊMEOS E MÚLTIPLOS

Coordenadores

Eduardo Cordioli

Eduardo Zlotnik

1

1

Mitos e verdades sobre gêmeos e múltiplos

Thomaz Rafael Gollop

Sergio Hibner

Introdução

Lendas sobre gêmeos estão presentes na formação de inúmeras sociedades.

Na população indígena do Alto Xingu, no Brasil Central, por exemplo, os gêmeos Sol e Lua foram os responsáveis por criar a humanidade.

Os mais famosos gêmeos da mitologia são, sem dúvida, Rômulo e

Remo, fundadores de Roma. A tradição conta que o usurpador Amúlio, após derrubar seu irmão Numitor do trono de Alba Longa, obrigou

Reia Sílvia, filha de Numitor, a converter-se em virgem vestal para que não gerasse descendência do antigo rei. A jovem, no entanto, concebeu os gêmeos Rômulo e Remo, frutos de sua união com o deus Marte.

Amúlio ordenou, então, que os meninos fossem atirados ao rio Tibre, mas o berço em que se encontravam encalhou junto ao ficus ruminalis, uma figueira sagrada do monte Palatino.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

1 – Educação e parentalidade positiva

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

Os seus pais até o educaram à maneira antiga, com muita palmada, castigos, pouco mimo e nenhum desenvolvimento emocional durante o processo… e o que é certo é que você sobreviveu.

Mas hoje, com filhos, é muito possível que tenha uma visão diferente da vida e não queira educar com base no “porque sim!”, ou usar o castigo e a palmada. Mas como fazer tudo isso sem que os filhos queiram dominar tudo?

Será que esta coisa da Educação Positiva é uma moda?

Para descobrir a resposta a essa e a outras questões, vire a página.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NESTE CAPÍTULO

■Vai conhecer os diferentes tipos de educação e o que acontece quando escolhe cada um deles.

■Vai saber como levar a Educação e a Parentalidade Positiva para o seu dia a dia e, com base nestas estratégias, conseguir resultados imediatos.

■Vai confirmar que os pais não nascem ensinados.

Todos já dissemos ou ouvimos dizer que ser pai ou mãe é talvez a tarefa mais dura, mais difícil e, ao mesmo tempo, a mais compensadora de todas. Mas as pressões do dia a dia, as correrias, as atividades ou até as chatices no trabalho tornam as nossas vidas agitadas demais. Não querendo cair no discurso do “antigamente é que era bom”, a verdade é que os nossos pais tinham uma quantidade de estresse muito mais reduzida do que nós e parecia que tinham mais tempo. E toda esta tensão torna o nosso papel como pais muito mais difícil, porque é preciso ter tempo, paciência e calma para se exercer bem a tarefa. Quantas e quantas vezes não deixamos os nossos filhos na escola e fomos para o trabalho pensando: “Por que temos sempre de nos aborrecer logo de manhã uns com os outros? Por que é que as coisas não correm bem?” E percebemos logo ali que não é isso que queremos. Prometemos que, quando formos buscá-los, as coisas serão diferentes. Planejamos atividades para fazermos no final do dia, idealizamos os momentos que queremos viver, para depois esbarrarmos no cansaço deles (e no nosso), e tudo fica na mesma. Aborrece-nos, gritamos, nos afastamos e sentimos o nosso coração ficar pequeno, porque sabemos que não é nada daquilo que desejamos... mas não conhecemos outra maneira.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 2 – A experiência no hospital

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 2

A EXPERIÊNCIA NO HOSPITAL

Coordenadoras

Alice D'Agostini Deutsch

Maria Fernanda Pellegrino da Silva Dornaus

95

11

Sala de parto

Rosa Maria Neme

Mariano Tamura Vieira Gomes

Romy Schmidt Brock Zacharias

Introdução

O nascimento é um momento muito especial e dotado de bastante ansiedade e preocupação por parte dos pais e da equipe médica. Nesse momento tão esperado, a sequência dos eventos pode acontecer de forma tão rápida que é difícil explicar em detalhes todos os procedimentos e solucionar todas as dúvidas dos pais imediatamente. Além do mais, por representar um momento tão único, muitas vezes os próprios pais não conseguem expressar todos os seus questionamentos nessa hora. Portanto,

é recomendável aos pais de gêmeos que conversem com o obstetra e o pediatra antes do momento do parto e se informem de todos os cuidados que serão realizados com cada um dos recém-nascidos.

Como já vimos no capítulo 10, “O papel do pai e da família”, da

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

8. A guerra das tarefas domésticas

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo oito

A guerra das tarefas domésticas

O pensamento de família como solução

Ninguém pode voltar atrás e ter um novo início, mas todos podem começar hoje um novo final.

— Maria Robinson

É para onde vamos e o que fazemos quando chegamos lá que nos diz quem somos.

— Joyce Carol Oates

220

Cap08.indd 220

4/11/14 9:45 AM

A guerra das tarefas domésticas

“Você ainda não chamou o encanador?”

“Por que a sala está uma bagunça?”

“Por que não pendurou seu casaco quando entrou?”

“Por que não coloca suas meias no cesto em vez de largá-las no chão?”

“Por que você nunca faz o que lhe peço já na primeira vez”?

“Por que a louça ainda não foi lavada?”

Todos já passamos por isso, você também. Os detalhes podem ser diferentes, mas é a mesma história em muitas, se não na maioria, das casas.

Brigas começam por causa da louça, das meias sujas, quem está fazendo o quê e como está sendo feito. Desde a década de 1970, quando as famílias tiveram de se reajustar aos novos papéis desempenhados pela mãe e pelo pai, escritores e pesquisadores se referem ao problema como “guerra das tarefas”. E os artigos que continuamos a ler sobre essas briguinhas irritantes do dia a dia nos dizem que elas não desapareceram.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

4. Efeitos da mobilização associada à massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

4

Efeitos da mobilização associada à massagem

T

odas as técnicas descritas na literatura associam algum tipo de mobilização à massagem. Cabe descrever os benefícios dessa associação.

Sabe-se que as sensações cutâneas promovidas pelo toque, pela mudança de posição e pelas mobilizações desempenham um importante papel no desenvolvimento da criança. O modo de carregar, de trocar, de dar banho e de alimentar o bebê, além da sua atividade espontânea, faz que o bebê explore e descubra o seu mais interessante brinquedo – o próprio corpo26.

Existem evidências de que o desenvolvimento se processa no sentido da cabeça para os pés (cefalocaudal) e dos ombros e pelve para as extremidades

(proximal para distal). A criança adquire primeiramente a coordenação dos olhos com as mãos antes de poder usar os braços e as mãos para agarrar um objeto; mais tarde usará as pernas para andar. Da mesma forma, o desenvolvimento prossegue das respostas gerais para as específicas, ou seja, dos grandes para os pequenos músculos. Cabe ressaltar que a idade em que cada criança se torna capaz de executar atividades novas e a maneira como as executa variam de acordo com a influência da hereditariedade e do ambiente onde vive27. Isso significa que podemos ajudar a criança a se preparar para essas aquisições21.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

1. Era uma vez…

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

1

Era uma vez...

E

ra uma vez uma mãe que segurava o filho em seus braços e passava as mãos pelas suas costas, de forma quase técnica, enquanto tentava fazer que ele se acalmasse.

Um homem que apertava e friccionava o pé após esbarrar em um móvel.

Duas amigas que se abraçavam, e se continham, em uma divisão demorada da dor de uma perda, quando já não havia o que dizer.

Uma mulher que, após um dia cansativo, toma um banho quente e esfrega, até com certa força, todo o corpo, para eliminar a tensão muscular e sentir-se menos cansada.

Era e é assim, utilizando as mãos e o toque, que o ser humano se cuida, cuida do próximo e se comunica sem utilizar palavras.

Massagem, toque, cuidado e carinho, ou até mesmo esbarrão, “tapinhas” nas costas (geralmente acompanhados de um “muito bem” ou “seja bem vindo”), dança ou prática de esportes de contato físico desencadeiam uma série de efeitos fisiológicos e comportamentais. É isso que alguns pesquisadores, entre eles o psicólogo Dacher Keltner, professor da Universidade da

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

5. A utilização de óleos durante a massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

5

A utilização de óleos durante a massagem

Ó

leos são utilizados em quase todas as técnicas de massagem para bebês

(exceto na técnica Toque da borboleta) com a finalidade de tornar a pele macia, lisa e escorregadia e evitar a formação de abrasões provocada pelo atrito das mãos na pele sensível, sendo um complemento e um facilitador da massagem4,14,19-21.

Entre os livros referentes ao assunto, é unânime a indicação de óleos vegetais, ou seja, extraídos de plantas (Figura 5.1). Os mais utilizados são os

óleos básicos de uva, coco e amêndoa doce, pois são mais facilmente absorvidos pela pele e evitam seu ressecamento14,19-21.

Podem conter óleos essenciais, ou, melhor dizendo, essências oleosas, que são extratos de ervas, especiarias, flores, folhas, córtex e resinas de árvores, sementes, bulbos (alho), botões secos de flores (óleo de cravo) e casca de frutas cítricas, pois produzem estímulos olfatórios e, algumas vezes, gustativos que podem contribuir para a ação terapêutica da massagem13,14.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520439081

Seção 8 – Situações especiais

Renata Dejtiar Waksman, Cláudio Schvartsman Editora Manole PDF Criptografado

Seção 8

SITUAÇÕES ESPECIAIS

Coordenadora

Tânia M. R. Zamataro

437

56

Gêmeos ou múltiplos e prematuridade

Marcia de Freitas

Maria Regina Guillaumon

Rogério Pereira da Fonseca

Introdução

A gestação múltipla é frequentemente interrompida por um parto prematuro. Cerca de 50% das gestações duplas, 76% das triplas e 90% das quádruplas. Quanto mais prematuros forem os bebês, mais cuidados irão exigir, tanto na maternidade quanto em casa após a alta hospitalar.

Particularidades dos bebês prematuros

Respiração

Quanto mais prematuros, maior será a dificuldade de manter uma respiração adequada, seja por imaturidade do cérebro – eles podem

“esquecer de respirar” –, pela musculatura do tórax mais frágil ou pela falta de uma substância no pulmão que auxilia na ventilação, o surfactante.

Poderá ser necessário oferecer oxigênio por um certo tempo, dentro da incubadora, pelo nariz dos bebês ou até pela traqueia, nesse caso utilizando um aparelho de ventilação mecânica. Algumas medicações específicas, como surfactante exógeno, poderão ser utilizadas. O bebê

439

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Alimentação na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Alimentação na adolescência

O QUE

OBSERVAR

Este período de desenvolvimento apresenta também várias alterações psicológicas, sociais e comportamentais, e caracteriza-se por:

No pico de crescimento durante a puberdade (estirão puberal), um adolescente pode crescer de

10 a 14 cm em um ano.

Esse aumento de estatura tão intenso ocorre paralelamente a marcantes modificações corporais, que resultam em:

• �busca crescente de independência, autonomia e pela definição da própria identidade;

• �diminuição da autoestima, possível isolamento, maior risco de comportamentos agressivos ou contrários à ordem familiar ou social;

• maior influência da opinião dos amigos;

• aumento das exigências escolares e, em muitos casos, do trabalho;

• �aumento da massa magra (livre de gordura);

• �pressões familiares, que interferem e podem modificar profundamente o comportamento alimentar do adolescente, colocando-o em um grupo de risco nutricional.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

6. Efeitos fisiológicos da massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

6

Efeitos fisiológicos da massagem

O

s efeitos fisiológicos produzidos pela massagem foram estudados primeiramente em adultos. Ao longo dos anos, as pesquisas buscaram diminuir as controvérsias sobre os efeitos fisiológicos produzidos pela massagem, mas, ainda assim, parte delas persiste.

Acredita-se que os efeitos da massagem em bebês são semelhantes àqueles provenientes da massagem realizada em adultos, porém os estudos são escassos e ainda mais controversos.

Os efeitos fisiológicos produzidos pelas manobras geram as propriedades terapêuticas da massagem, parte delas induzida pelos efeitos mecânicos, ou seja, as forças associadas à compressão, à tração, ao alongamento, à pressão e fricção que vão afetar os tecidos excitáveis (aqueles que respondem rapidamente ao estímulo mecânico, como as células e fibras nervosas, fibras musculares, células dos órgãos abdominais e glândulas) e não excitáveis (como ossos, ligamentos, cartilagens) do corpo4,36. No entanto, não é correto afirmar que os tecidos não excitáveis são aqueles que não respondem ao estímulo mecânico. Eles respondem, mas apresentam uma resposta tardia.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Condutas e situações de risco na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Condutas e situações de risco na adolescência

- desagregação familiar;

- distúrbios emocionais e afetivos;

- depressão e ansiedade;

- distúrbios de aprendizagem e evasão escolar;

- abuso sexual;

- abandono pelos pais;

- maus-tratos;

- �trabalho inadequado, em condições insalubres, sem segurança;

- �trabalho em período integral, impossibilitando que se frequente a escola etc.;

- uso de drogas;

- gravidez precoce e não planejada;

- DST/aids, dentre outros.

“O

s adultos deveriam compreender melhor que a rebeldia faz parte do processo de autonomia. Não se pode ser sem rebeldia. O problema é como dar sentido produtivo, criador, ao ato rebelde e não acabar com a rebeldia.”

Paulo Freire

Adolescente

Compreende-se risco como a probabilidade elevada de ocorrer dano ou resultado indesejado diante de uma determinada situação. São fatores de risco comuns na adolescência:

Muitas vezes, no mesmo adolescente, podem ser identificadas várias condutas de risco, pois muitas estão associadas, como o uso de drogas e depressão e/ou ansiedade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520440933

7. As partes interessadas na cooperação familiar

Tracy Hogg, Melinda Blau Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo sete

As partes interessadas na cooperação familiar

Fortalecer o Nós, apoiar os Eus

Membros de famílias fortes se sentem bem como uma unidade familiar ou uma equipe; sentem que fazem parte de um todo – um sentimento de “nós”. E, ao mesmo tempo, nenhum indivíduo se perde ou se sente sufocado; cada membro da família é incentivado a desenvolver todo o seu potencial.

— Nick Stinnet e John DeFrain, em

Secrets of Strong Families [Segredos de famílias fortes]

182

Cap07.indd 182

31/10/14 6:19 PM

As partes interessadas na cooperação familiar

Lanie e Bill Allen, ambos com 42 anos, conheceram-se na faculdade e agora vivem em uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos com seus quatro filhos: Peter, de 16 anos, Kyle, de 14, Tom, de 12, e Hannah, de 10.

Lanie e Bill cresceram no sul de Mason-Dixon Line. Ambos desejavam filhos e uma rica vida familiar, mas suas respectivas visões eram o resultado, em parte, de infâncias bem diferentes.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

2. Manobras técnicas básicas da massagem em bebês

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

2

Manobras técnicas básicas da massagem em bebês

O

Ocidente conhece a massagem denominada clássica ou sueca. Baseada na anatomofisiologia e na patologia, ela é um recurso terapêutico utilizado principalmente por profissionais da área de saúde para produzir, na maioria das vezes, relaxamento muscular. Ela pode ser aplicada, considerando-se as peculiaridades, em adultos, idosos, adolescentes, crianças e bebês.

No Oriente, segundo a literatura, são utilizadas basicamente três técnicas de massagem para bebês. A mais conhecida é a Shantala, nome pelo qual é conhecida no Ocidente a massagem aplicada na Índia. No sul da Ásia, existe uma técnica semelhante à Shantala que apresenta um aspecto cultural bem característico e que, neste livro, denominamos Massagem do sul da Ásia.

A terceira técnica conhecida é a Tui Na, massagem baseada nas teorias da

Medicina Tradicional Chinesa.

Chama a atenção o fato de, desconsiderando-se os rituais que acompanham a prática da massagem no Oriente, as manobras técnicas utilizadas serem as mesmas. Mudam a intensidade, a frequência, a sequência ou a direção da manobra e os objetivos com que são aplicadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432846

Necessidades especiais na adolescência

Fabio Ancona Lopez, Dioclécio Campos Junior Editora Manole PDF Criptografado

Necessidades especiais na adolescência

Alguns desafios devem ser enfrentados por todo adolescente. É necessário ampliar os horizontes sociais, modificando ao mesmo tempo as relações com a família, sem que os vínculos se rompam.

Além disso, é bom que se alcance a capacidade de formar uma ligação amorosa plena e madura, possibilitando a construção futura de uma nova família. Finalmente, o adolescente deve se preparar para a vida profissional, buscando realizar-se criativamente e contribuir para a sociedade.

ATENÇÃO

A adolescência é uma fase de muitas mudanças e desafios.

Para os jovens com necessidades especiais, esses desafios são intensificados, por isso é extremamente importante que pais, familiares, professores e médicos estejam atentos às mudanças, a fim de apoiá-los e ajudá-los a tornarem-se independentes, tanto quanto possível.

Adolescente

De certa forma, cada adolescente tem necessidades especiais, pois é

único, com interesses, inclinações e talentos específicos. No entanto, reserva-se a expressão necessidades especiais para os casos em que determinadas condições (retardo mental, autismo, deficiências físicas etc.) apresentadas pelo adolescente dificultam o processo de desenvolvimento, requerendo do meio modificações facilitadoras para atender às especificidades do indivíduo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

9. Um pouco de psicomotricidade

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

9

Um pouco de psicomotricidade

A

psicomotricidade é a ciência que tem como objeto de estudo o corpo humano em movimento e a relação dessa mobilidade com seu mundo interno e externo. Ela foca o processo de maturação, no qual o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É fundamentada pelo conhecimento existente sobre o movimento e as capacidades cognitiva, afetiva e intelectual, ou seja, o movimento organizado e integrado ocorrendo em função das experiências vividas pela pessoa e sua capacidade de enfrentamento, resultantes de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização86.

Pesquisas contemporâneas realizadas por alguns autores, entre eles

Brazelton73, Bettelheim87, Lebovici88, Bowlby74 e Klaus e Kennell89, sobre as capacidades e competências do recém-nascido e do bebê evidenciaram que eles possuem um potencial de desenvolvimento físico, mental e emocional dependente das experiências corporais.

Por meio da descrição das principais etapas do desenvolvimento psicomotor, verifica-se a importância da afetividade e do relacionamento humano para o desenvolvimento da criança. A comunicação que se instaura entre a criança e seu meio ambiente representa um dos principais fatores do desenvolvimento26,78.

Ver todos os capítulos

Carregar mais