14 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520462508

3 – Criar filhos resilientes, positivos, felizes e com uma boa autoestima

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

Num mundo em constante mutação e aceleração, pode tornar-se angustiante educar uma criança. Saber que não conseguimos, nem tampouco podemos controlar tudo na vida dos nossos filhos, torna a tarefa educativa um desafio ainda maior. Por isso, é determinante que as crianças saibam fazer boas escolhas. E boas escolhas são não só um processo de sorte, mas também o reflexo de um pensamento saudável sobre si e sobre o mundo. E por quê? Porque as escolhas são processos emocionais. Uma autoestima saudável abrange uma série de competências que vão desde a autoconfiança até a capacidade de autorregulação. Na verdade, uma autoestima saudável é muito mais do que a capacidade de gostar de si próprio. Trabalhar a autoestima dos nossos filhos vai além do simples “Isso mesmo, eu acredito em você, meu amor!” Quer saber como? Vire a página!

 

O QUE VOCÊ TEM DE SABER ANTES DE LER ESTE CAPÍTULO

É importante que saiba que a palavra “resiliência” está na moda e tem origem na Física. Resiliência significa que os materiais resilientes podem ser sujeitos a um estresse considerável sem se romperem. Quando esse estresse passa, voltam ao seu estado normal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

2 – O que se passa na cabeça do seu filho?

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

Se, de repente, o seu anjinho vira diabinho, este capítulo é para você.

Se não consegue entender por que, de repente, ele começou a chorar e você quer driblar aquela birra em menos de um piscar de olhos, sente-se confortavelmente no seu sofá e leia o que se segue. Você está a um passo de acabar com essas birras! Seja bem-vindo ao cérebro do seu filho!

 

ANTES DE CONTINUAR, RESPONDA A ESTE QUESTIONÁRIO E TESTE OS SEUS CONHECIMENTOS

1. Com que idade podemos considerar que o cérebro humano está maduro?

•1 ano

•6 anos

•23 anos

•60 anos

2. Em quantas áreas se divide o cérebro?

•Uma

•Duas

•Três

•Quatro

3. Quando seu filho está fazendo uma birrinha malandra, daquelas que passam assim que o desejo é satisfeito, convém saber que:

•Se eu quero que ele se cale, é melhor fazer-lhe já a vontade!

•Não se negocia com terroristas.

•Uma cara feia ou uma ameaça para ele perceber quem manda aqui.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

4. Efeitos da mobilização associada à massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

4

Efeitos da mobilização associada à massagem

T

odas as técnicas descritas na literatura associam algum tipo de mobilização à massagem. Cabe descrever os benefícios dessa associação.

Sabe-se que as sensações cutâneas promovidas pelo toque, pela mudança de posição e pelas mobilizações desempenham um importante papel no desenvolvimento da criança. O modo de carregar, de trocar, de dar banho e de alimentar o bebê, além da sua atividade espontânea, faz que o bebê explore e descubra o seu mais interessante brinquedo – o próprio corpo26.

Existem evidências de que o desenvolvimento se processa no sentido da cabeça para os pés (cefalocaudal) e dos ombros e pelve para as extremidades

(proximal para distal). A criança adquire primeiramente a coordenação dos olhos com as mãos antes de poder usar os braços e as mãos para agarrar um objeto; mais tarde usará as pernas para andar. Da mesma forma, o desenvolvimento prossegue das respostas gerais para as específicas, ou seja, dos grandes para os pequenos músculos. Cabe ressaltar que a idade em que cada criança se torna capaz de executar atividades novas e a maneira como as executa variam de acordo com a influência da hereditariedade e do ambiente onde vive27. Isso significa que podemos ajudar a criança a se preparar para essas aquisições21.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

1. Era uma vez…

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

1

Era uma vez...

E

ra uma vez uma mãe que segurava o filho em seus braços e passava as mãos pelas suas costas, de forma quase técnica, enquanto tentava fazer que ele se acalmasse.

Um homem que apertava e friccionava o pé após esbarrar em um móvel.

Duas amigas que se abraçavam, e se continham, em uma divisão demorada da dor de uma perda, quando já não havia o que dizer.

Uma mulher que, após um dia cansativo, toma um banho quente e esfrega, até com certa força, todo o corpo, para eliminar a tensão muscular e sentir-se menos cansada.

Era e é assim, utilizando as mãos e o toque, que o ser humano se cuida, cuida do próximo e se comunica sem utilizar palavras.

Massagem, toque, cuidado e carinho, ou até mesmo esbarrão, “tapinhas” nas costas (geralmente acompanhados de um “muito bem” ou “seja bem vindo”), dança ou prática de esportes de contato físico desencadeiam uma série de efeitos fisiológicos e comportamentais. É isso que alguns pesquisadores, entre eles o psicólogo Dacher Keltner, professor da Universidade da

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

10. Criando manuais para ensino de massagem para bebês

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

10

Criando manuais para ensino de massagem para bebês

C

omo vimos ao longo deste livro, a massagem para bebês é um recurso terapêutico de baixo custo e que produz uma série de efeitos fisiológicos e comportamentais benéficos para a saúde da criança e do cuidador e que, quando bem orientada, pode ser aprendida e aplicada por leigos2,9,19-22,54,82-84,91-97.

No Ocidente, em geral, o conhecimento das técnicas de massagem e seus efeitos estão restritos a alguns profissionais da área de saúde. O público leigo tem acesso parcial a esse conhecimento por meio da literatura informal que descreve, frequentemente, manobras diversificadas e detalhadas, sem uma sequência padronizada por segmentos corporais ou tipos de manobras e sem informações adequadas sobre os efeitos provocados pela massagem. O conhecimento sobre massagem para bebês, na maioria das vezes, fica restrito

à técnica Shantala, e o conhecimento dos efeitos, ao relaxamento.

Foi baseado nessa realidade que, em 2005, começamos a pensar na possibilidade de disponibilizarmos o conteúdo referente à massagem para bebês e criarmos programas de educação na área de saúde, abordando esse tema junto

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

9. Um pouco de psicomotricidade

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

9

Um pouco de psicomotricidade

A

psicomotricidade é a ciência que tem como objeto de estudo o corpo humano em movimento e a relação dessa mobilidade com seu mundo interno e externo. Ela foca o processo de maturação, no qual o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É fundamentada pelo conhecimento existente sobre o movimento e as capacidades cognitiva, afetiva e intelectual, ou seja, o movimento organizado e integrado ocorrendo em função das experiências vividas pela pessoa e sua capacidade de enfrentamento, resultantes de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização86.

Pesquisas contemporâneas realizadas por alguns autores, entre eles

Brazelton73, Bettelheim87, Lebovici88, Bowlby74 e Klaus e Kennell89, sobre as capacidades e competências do recém-nascido e do bebê evidenciaram que eles possuem um potencial de desenvolvimento físico, mental e emocional dependente das experiências corporais.

Por meio da descrição das principais etapas do desenvolvimento psicomotor, verifica-se a importância da afetividade e do relacionamento humano para o desenvolvimento da criança. A comunicação que se instaura entre a criança e seu meio ambiente representa um dos principais fatores do desenvolvimento26,78.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

1 – Educação e parentalidade positiva

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

Os seus pais até o educaram à maneira antiga, com muita palmada, castigos, pouco mimo e nenhum desenvolvimento emocional durante o processo… e o que é certo é que você sobreviveu.

Mas hoje, com filhos, é muito possível que tenha uma visão diferente da vida e não queira educar com base no “porque sim!”, ou usar o castigo e a palmada. Mas como fazer tudo isso sem que os filhos queiram dominar tudo?

Será que esta coisa da Educação Positiva é uma moda?

Para descobrir a resposta a essa e a outras questões, vire a página.

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NESTE CAPÍTULO

■Vai conhecer os diferentes tipos de educação e o que acontece quando escolhe cada um deles.

■Vai saber como levar a Educação e a Parentalidade Positiva para o seu dia a dia e, com base nestas estratégias, conseguir resultados imediatos.

■Vai confirmar que os pais não nascem ensinados.

Todos já dissemos ou ouvimos dizer que ser pai ou mãe é talvez a tarefa mais dura, mais difícil e, ao mesmo tempo, a mais compensadora de todas. Mas as pressões do dia a dia, as correrias, as atividades ou até as chatices no trabalho tornam as nossas vidas agitadas demais. Não querendo cair no discurso do “antigamente é que era bom”, a verdade é que os nossos pais tinham uma quantidade de estresse muito mais reduzida do que nós e parecia que tinham mais tempo. E toda esta tensão torna o nosso papel como pais muito mais difícil, porque é preciso ter tempo, paciência e calma para se exercer bem a tarefa. Quantas e quantas vezes não deixamos os nossos filhos na escola e fomos para o trabalho pensando: “Por que temos sempre de nos aborrecer logo de manhã uns com os outros? Por que é que as coisas não correm bem?” E percebemos logo ali que não é isso que queremos. Prometemos que, quando formos buscá-los, as coisas serão diferentes. Planejamos atividades para fazermos no final do dia, idealizamos os momentos que queremos viver, para depois esbarrarmos no cansaço deles (e no nosso), e tudo fica na mesma. Aborrece-nos, gritamos, nos afastamos e sentimos o nosso coração ficar pequeno, porque sabemos que não é nada daquilo que desejamos... mas não conhecemos outra maneira.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

5. A utilização de óleos durante a massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

5

A utilização de óleos durante a massagem

Ó

leos são utilizados em quase todas as técnicas de massagem para bebês

(exceto na técnica Toque da borboleta) com a finalidade de tornar a pele macia, lisa e escorregadia e evitar a formação de abrasões provocada pelo atrito das mãos na pele sensível, sendo um complemento e um facilitador da massagem4,14,19-21.

Entre os livros referentes ao assunto, é unânime a indicação de óleos vegetais, ou seja, extraídos de plantas (Figura 5.1). Os mais utilizados são os

óleos básicos de uva, coco e amêndoa doce, pois são mais facilmente absorvidos pela pele e evitam seu ressecamento14,19-21.

Podem conter óleos essenciais, ou, melhor dizendo, essências oleosas, que são extratos de ervas, especiarias, flores, folhas, córtex e resinas de árvores, sementes, bulbos (alho), botões secos de flores (óleo de cravo) e casca de frutas cítricas, pois produzem estímulos olfatórios e, algumas vezes, gustativos que podem contribuir para a ação terapêutica da massagem13,14.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

2. Manobras técnicas básicas da massagem em bebês

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

2

Manobras técnicas básicas da massagem em bebês

O

Ocidente conhece a massagem denominada clássica ou sueca. Baseada na anatomofisiologia e na patologia, ela é um recurso terapêutico utilizado principalmente por profissionais da área de saúde para produzir, na maioria das vezes, relaxamento muscular. Ela pode ser aplicada, considerando-se as peculiaridades, em adultos, idosos, adolescentes, crianças e bebês.

No Oriente, segundo a literatura, são utilizadas basicamente três técnicas de massagem para bebês. A mais conhecida é a Shantala, nome pelo qual é conhecida no Ocidente a massagem aplicada na Índia. No sul da Ásia, existe uma técnica semelhante à Shantala que apresenta um aspecto cultural bem característico e que, neste livro, denominamos Massagem do sul da Ásia.

A terceira técnica conhecida é a Tui Na, massagem baseada nas teorias da

Medicina Tradicional Chinesa.

Chama a atenção o fato de, desconsiderando-se os rituais que acompanham a prática da massagem no Oriente, as manobras técnicas utilizadas serem as mesmas. Mudam a intensidade, a frequência, a sequência ou a direção da manobra e os objetivos com que são aplicadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

5 – Quem manda aqui sou eu!

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

“Quando um dia eu tiver um filho, estas coisas não acontecerão! Estes pais não sabem qual é o seu lugar e depois admiram-se por terem reis em casa.”

Se um dia você já disse isso e agora morde a língua, está na hora de virar a página. Se leu o livro de cabo a rabo, é aqui que vai juntar todas as partes.

Vamos lá!

 

O QUE VOCÊ NÃO VAI ENCONTRAR NESTE CAPÍTULO

Formas de mudar o seu filho

Se é verdade que 50% das nossas características são herdadas geneticamente, também é verdade que a qualidade da relação que estabelecemos com os nossos filhos e o tipo de experiências que eles vivem determinam a pessoa que vão ser. Por isso, concentre o seu foco nas experiências que você lhes proporciona e que ensinam muito, mas muito mais do que sermões, castigos, timeouts e chineladas.

Formas de punir o seu filho

Eu não acredito em castigos nem em punição. Também não acredito que seja quem for aprenda, realmente, com base na dor e no sofrimento. Obtemos melhores resultados quando envolvemos a criança e quando ela conhece as consequências das suas ações e decisões. Torna-se responsável pelo comportamento que decide escolher. E sim, mesmo em crianças pequenas de apenas 2 anos. As consequências educam para a responsabilidade e para a felicidade e eu conto tudo nesta parte do livro.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

6. Efeitos fisiológicos da massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

6

Efeitos fisiológicos da massagem

O

s efeitos fisiológicos produzidos pela massagem foram estudados primeiramente em adultos. Ao longo dos anos, as pesquisas buscaram diminuir as controvérsias sobre os efeitos fisiológicos produzidos pela massagem, mas, ainda assim, parte delas persiste.

Acredita-se que os efeitos da massagem em bebês são semelhantes àqueles provenientes da massagem realizada em adultos, porém os estudos são escassos e ainda mais controversos.

Os efeitos fisiológicos produzidos pelas manobras geram as propriedades terapêuticas da massagem, parte delas induzida pelos efeitos mecânicos, ou seja, as forças associadas à compressão, à tração, ao alongamento, à pressão e fricção que vão afetar os tecidos excitáveis (aqueles que respondem rapidamente ao estímulo mecânico, como as células e fibras nervosas, fibras musculares, células dos órgãos abdominais e glândulas) e não excitáveis (como ossos, ligamentos, cartilagens) do corpo4,36. No entanto, não é correto afirmar que os tecidos não excitáveis são aqueles que não respondem ao estímulo mecânico. Eles respondem, mas apresentam uma resposta tardia.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520462508

4 – Saber falar com o seu filho

Magda Gomes Dias Dias Editora Manole ePub Criptografado

 

O povo diz “o peixe morre pela boca”, por isso, imagine que aqui o peixe é a sua relação com o seu filho.

Há quem diga que as crianças não compreendem nada. Mas a verdade é outra. Aquilo que dizemos e como dizemos tem um impacto muito maior do que aquilo que você poderia, à primeira vista, pensar. Há quem diga que aquilo que dizemos às crianças se torna a sua voz interior.

Agora que você já sabe que os elogios podem ser contraproducentes, venha descobrir as pequenas coisas que pode mudar e melhorar na forma como fala com os seus filhos e veja revelarem-se, diante de si, mudanças extraordinárias.

Não espere mais, comece já!

 

O QUE VOCÊ VAI APRENDER NO FINAL DESTE CAPÍTULO

■A linguagem positiva é muito mais do que não dizer “não”.

■Aquilo que fazemos fala mais alto do que aquilo que dizemos.

■Temos tendência para proibir, para dizer mais vezes “não” e raramente criamos oportunidades para o “sim”.

Anote aqui o que gostaria de fazer diferente na forma como se relaciona e comunica com os seus filhos:

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

8. Efeitos psicocomportamentais da massagem

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

8

Efeitos psicocomportamentais da massagem

A

tualmente, somos submetidos a uma sobrecarga de estímulos ambientais (luzes, sons, cores) que elevam os níveis de tensão do nosso organismo e provocam aquilo que chamamos de estresse.

Segundo alguns autores15,19,20,72, o bebê não está livre do estresse, pois, durante a gravidez, ele se encontra em um ambiente no qual a luz, o som e a temperatura são praticamente constantes, além de estar todo o tempo protegido pelo contato com o ventre materno. No entanto, ao nascimento, o bebê é retirado do útero da mãe e submetido a um ambiente totalmente estranho e com novos estímulos e sensações. No ambiente hospitalar, há mais luz, ruídos, temperatura diferente e excesso de estímulos táteis (médicos, enfermeiros, berço aquecido) e dolorosos (procedimentos de aspiração de vias aéreas superiores e teste do pezinho, por exemplo). É o que podemos chamar de “mudança radical na vida de um ser humano” (Figura 8.1).

O bebê pode ser submetido às sensações de estresse antes mesmo do nascimento, em decorrência de níveis de hormônios relacionados a esse evento na vida da mãe e que, presentes na corrente sanguínea desta, atravessam a placenta72.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431733

7. Noções de massagem e manobras de higiene brônquica

Cláudia Marchetti V. da Cruz, Fátima A. Caromano Manole PDF Criptografado

7

Noções de massagem e manobras de higiene brônquica

N

as técnicas de massagem para bebês descritas na literatura, pouco

é abordado sobre a utilização das manobras de higiene brônquica.

Decidimos inseri-las neste livro com o objetivo de auxiliar pais e/ou cuidadores na compreensão de como e quando utilizá-las, uma vez que determinados problemas e disfunções respiratórias podem estar presentes na vida dessas crianças, bem como serem agravadas pelo seu uso incorreto.

O que são manobras de higiene brônquica (MHB)?

São manobras ou técnicas que têm por finalidade auxiliar a mobilização e a remoção de secreções, melhorando as trocas gasosas, amenizando e servindo de recurso auxiliar nos quadros clínicos nos quais as crianças apresentam um grande volume de secreção55,56 – principalmente de catarro, ou seja, a secreção pulmonar com sinais de inflamação ou infecção –, quando ela deixa de ser translúcida e clara e se torna espessa e amarelada, esverdeada ou até marrom.

Ver todos os capítulos