144 capítulos
Medium 9788520434802

3. Do mau uso de Paulo Freire

Paulo Ghiraldelli Junior Editora Manole PDF Criptografado

3.

Do mau uso de Paulo Freire

N

ão existe “método Paulo Freire”. Todos nós sabíamos disso, ao menos os da minha geração. Todavia, como tudo na filosofia tradicional (leia-se filosofia moderna) é epistemologizado e, então, metodologizado, e, como na área pedagógica, até pela própria origem da palavra pedagogia, importam antes os métodos que o conteúdo, logo todos engoliram o vocabulário corrente. Surgiu então o tal “método Paulo Freire”.

Daí por diante, não adiantou mais Paulo Freire insistir que sua pedagogia era antes de tudo política. As pessoas repetiam com ele que “tudo é político” e, assim, como não poderia deixar de ser nesses casos, esvaziaram a expressão “política” e reduziram logo a filosofia da educação de Freire a alguns procedimentos de alfabetização associados a não mais que duas ou três frases

“metodológicas”, principalmente a ideia de “levar em conta a experiência do educando”. Foi assim que geramos o “mau uso de Paulo Freire”.

18

Ver todos os capítulos
Medium 9788520459850

16. Disciplina Positiva na vida profissional

Jane Nelsen, Kristina Bill, Joy Marchese Editora Manole ePub Criptografado

16

Amy quer arrancar os cabelos de tanta frustração! Ela fez questão de chegar mais cedo porque sabe que a primeira coisa que seu chefe, Steven, quer fazer é enviar todos os cartões de Boas Festas dos pacientes. Ela preparou todos os envelopes e cartões para assinatura na noite anterior, e eles estão prontos para o envio. Ela até selou todos os envelopes. Ao se aproximar de sua mesa, ela vê que suas coisas foram reorganizadas de um modo diferente, o que significa que Steven, como sempre faz, sentou-se em sua mesa depois que ela foi embora. Como ele não percebia o quanto isso era invasivo? Não apenas isso, mas ele pegou um dos envelopes, em que, reconhecidamente, o selo estava um pouquinho torto, circulou o selo com um marcador vermelho e escreveu no envelope: “Isso é inaceitável, Amy!” Amy sente raiva e desânimo. Com um pequenino em casa consumindo muita energia, Amy sente que seu local de trabalho precisa ser acolhedor e positivo. Ela ama seus outros colegas, mas... bem, é improvável que este seja seu último emprego, então por que aceitar esses maus-tratos?

Ver todos os capítulos
Medium 9788520434802

9. O tal do “preconceito linguístico”

Paulo Ghiraldelli Junior Editora Manole PDF Criptografado

9.

O tal do “preconceito linguístico”

A

autora do livro Por uma vida melhor, distribuído pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC) para as escolas em

2011, quer abolir o que ela chama de “preconceito linguístico”.

Para tal, imagina que o melhor método é dizer que ninguém mais escreve errado, ou seja, que o “certo” e o “errado” devem ser abolidos da escola, em se tratando do uso de nossa língua. A intenção da autora é boa, mas a maneira como o faz não é útil por causa do uso pouco aconselhável do termo “preconceito”.

Preconceito é, em grande parte, pré-conceito. Ou seja, formamos uma noção que não poderia ser chamada de conceito porque é o nosso entendimento apressado e falho de uma pessoa, situação ou entidade, etc. Assim, no caso imaginado pela autora, alguém que visse uma pessoa falando “nóis vortemo com uma baita di uma reiva”, poderia acabar por julgar a capacidade intelectual e, até mesmo, o caráter moral dessa pessoa por conta desse seu uso da língua distante do padrão da norma

Ver todos os capítulos
Medium 9788520428405

5. A Quarta República (1945-1964)

Ghiraldelli Jr., Paulo Editora Manole PDF Criptografado

Capítulo 5

A Quarta República

(1945-1964)

A Lei de Diretrizes e Bases da

Educação Nacional (LDBN)

O Estado Novo terminou em 29 de outubro de 1945, com a deposição de

Getúlio Vargas. Houve uma Assembléia Nacional Constituinte e a promulgação de nova Constituição (1946).

Apesar de ter aspectos liberais, o novo ordenamento legislativo do país manteve determinadas características do regime ditatorial e, além disso, sofreu máculas quando, por exemplo, ocorreu o episódio da cassação do direito de existência legal do Partido Comunista (PCB). O PCB perdeu seu registro em

1947 e daí por diante não recuperou mais a possibilidade de assento legal no

Parlamento.1 Os partidos existentes não escaparam do clima político da época:

Não é de se desprezar a atuação dos comunistas, em várias instâncias legislativas, em favor da educação. Um caso especial de envolvimento dos comunistas com a educação pública foi o incansável trabalho de Otávio Brandão e Aparício Torelly (o Barão de Itararé – como se autodenominava em seus escritos jornalísticos satíricos). Diante de um quadro calamitoso que previa, para 1948, 230 mil crianças sem vagas nas escolas do Rio, e, ainda mais, pelo fato de que dos 240 edifícios escolares somente 90 eram de propriedade do

Ver todos os capítulos
Medium 9788520459850

08. Compreender os objetivos equivocados

Jane Nelsen, Kristina Bill, Joy Marchese Editora Manole ePub Criptografado

8

A crença por trás do comportamento

Neste capítulo, trataremos da abordagem fundamental do comportamento infantil, como é entendida na psicologia adleriana, com uma ferramenta chamada Quadro dos objetivos equivocados. Nós usamos o quadro para identificar as crenças equivocadas e aprender a corrigir o mau comportamento de maneira positiva. Este capítulo será um pouco mais técnico, por isso pegue uma xícara de chá e se concentre aqui por um tempo! Mesmo que você precise reler algumas vezes, queremos enfatizar a importância de entender essa ferramenta fundamental da Disciplina Positiva. Se você dominar isso, terá uma chave para desvendar praticamente qualquer situação desafiadora de comportamento, inclusive com adultos. Ela é mesmo poderosa!

Perspectiva da Disciplina Positiva sobre o comportamento das crianças

Você se lembra das suas fantasias sobre como seria ter um filho antes de realmente ter um? Essa criança nunca teria o nariz escorrendo, estaria sempre bem-arrumada e seria muito querida, se comportaria bem e, certamente, nunca teria permissão para retrucar. A esta altura você já passou pelo despertar impactante, porque a verdade é que as crianças nem sempre se comportam da maneira que esperamos ou desejamos que o façam. Isso aumentou a sua sensação de estresse e de estar sobrecarregado? Sentir-se ainda mais estressado e sobrecarregado não significa que você seja um pai ou mãe ruim. Significa apenas que existe uma enorme diferença entre fantasia e realidade, que pode levar pais estressados a escolher, inconscientemente, estratégias parentais ineficazes (afinal, eles também se sentem desencorajados). O mau comportamento é uma parte normal tanto do desenvolvimento da primeira infância como do processo de individuação do adolescente. A psicologia adleriana fornece uma excelente estrutura para a compreensão do comportamento infantil. Neste capítulo, você aprenderá que é normal que as crianças se comportem mal à medida que crescem, desenvolvem e testam seus próprios limites. Isso deve ajudar a aliviar parte do estresse e ajudá-lo na escolha de métodos parentais encorajadores.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos