3726 capítulos
Medium 9788597023237

1 O Professor Universitário

Antonio Carlos GIL Grupo Gen ePub Criptografado

Os professores de Ensino Básico, de modo geral, passam por um processo de formação pedagógica, desenvolvido em cursos de Pedagogia ou de licenciaturas específicas. Nesses cursos, os candidatos ao exercício do magistério entram em contato com disciplinas como Psicologia da Educação, Didática e Prática de Ensino, que têm por objetivo capacitá-los para o desempenho de atividades docentes. O mesmo não ocorre com os professores de nível superior. Ainda que muitas vezes possuindo títulos como os de Mestre ou de Doutor, os professores que lecionam nos cursos universitários, na maioria dos casos, não passaram por qualquer processo sistemático de formação pedagógica.

O autodidatismo passa a ser, portanto, o principal meio de preparação do professor que atua no Ensino Superior. Assim, este livro foi elaborado com o propósito de auxiliar professores que desejam aprimorar suas habilidades docentes e de capacitar futuros professores universitários. Este primeiro capítulo refere-se aos requisitos para atuar como professor no Ensino Superior. Após estudá-lo cuidadosamente, você será capaz de:

Ver todos os capítulos
Medium 9788597023237

7 Aulas Expositivas

Antonio Carlos GIL Grupo Gen ePub Criptografado

A preleção verbal utilizada pelos professores com o objetivo de transmitir informações aos estudantes constitui, provavelmente, o mais antigo e ainda um dos mais utilizados métodos de ensino, não apenas na universidade, mas também no ensino médio e nas séries mais avançadas do ensino fundamental. Mas, ao mesmo tempo em que é um dos mais utilizados, é também um dos mais controversos. O que significa que a decisão pela sua adoção por professores do Ensino Superior deve ser precedida de detida análise crítica.

O presente capítulo é dedicado ao método expositivo. Após estudá-lo cuidadosamente, você será capaz de:

■ contrastar os modelos clássico e moderno de exposição;

■ reconhecer as vantagens e as limitações do método da exposição;

■ caracterizar diferentes modalidades de exposição;

■ decidir acerca do material a ser apresentado em sala de aula;

■ selecionar pontos para apresentação;

■ elaborar notas de aula;

■ organizar as aulas expositivas;

Ver todos os capítulos
Medium 9788597023237

9 Métodos Ativos

Antonio Carlos GIL Grupo Gen ePub Criptografado

Constata-se, desde o final do século passado, a valorização dos denominados métodos ativos no Ensino Superior. São métodos que propõem mudança significativa na maneira como os alunos se relacionam com o ensino, implicando, de certa forma, uma inversão do modelo pedagógico tradicional. Tanto é que uma de suas modalidades mais difundidas é a da “sala de aula invertida”.

Os métodos ativos chegam mesmo a ser apresentados como os mais adequados para fazer frente à “modernidade líquida” (BAUMAN, 2001), que caracteriza nossa época. Isto porque, no mundo volátil em que vivemos, caracterizado por mudanças instantâneas e erráticas, teriam se tornado obsoletas as estruturas cognitivas sólidas e os valores estáveis que caracterizam a educação tradicional.

Embora sua eficácia seja amplamente reconhecida, a utilização dos métodos ativos nem sempre se mostra adequado, pois requer do professor não apenas o domínio de conhecimentos técnicos, mas também a adoção de uma postura que vê os estudantes como protagonistas do processo ensino-aprendizagem. Assim, foi elaborado o presente capítulo dedicado aos métodos ativos adotados para facilitar a aprendizagem. Após estudá-lo cuidadosamente, você será capaz de:

Ver todos os capítulos
Medium 9788597023237

10 Utilização de Recursos Tecnológicos

Antonio Carlos GIL Grupo Gen ePub Criptografado

Com vistas a tornar a comunicação mais eficaz, os professores valem-se da utilização de recursos tecnológicos. Durante muito tempo, esses recursos limitavam-se ao tradicional quadro-negro e aos projetores de transparências. Mas, com o aprimoramento da tecnologia educacional, notadamente a relacionada à internet, ampliaram-se significativamente as possibilidades de utilização desses recursos em sala de aula.

Quando se pensa em tecnologia aplicada ao Ensino Superior, pensa-se imediatamente no uso da informática, que privilegia o uso de computadores e a conexão com o mundo externo por meio da internet. Mas a tecnologia não se refere apenas à informática, embora a trate como setor privilegiado. A tecnologia educacional inclui o uso da televisão, do rádio, do vídeo, do retroprojetor e mesmo do quadro de giz.

Este capítulo é, pois, dedicado à utilização dos múltiplos recursos tecnológicos disponíveis para facilitar a aprendizagem no Ensino Superior. Após estudá-lo cuidadosamente, você será capaz de:

Ver todos os capítulos
Medium 9788597023237

2 O Professor Universitário em Aula

Antonio Carlos GIL Grupo Gen ePub Criptografado

Até algum tempo atrás, quando se refletia acerca das aulas em cursos superiores, uma das primeiras imagens que surgiam em nossa mente era a de um professor em sala de aula, ocupando uma mesa e uma cadeira, ao lado de um quadro em que escrevia com giz ou pincel atômico. Os alunos, por sua vez, apareciam sentados em carteiras enfileiradas, fazendo anotações em cadernos ou fichários. Em virtude, porém, da adoção de novas tecnologias de ensino e de novas perspectivas educacionais, as aulas nesses cursos vêm se alterando significativamente. O quadro-negro foi substituído por uma tela com projetor ou por uma lousa inteligente. Em muitas salas de aula, os alunos acomodam-se em carteiras móveis que facilitam o trabalho em grupo. Os cadernos e fichários – e também os livros – estão cada vez menos presentes, pois são muitos os alunos que dão preferência ao uso de equipamentos como notebooks, tablets e smartphones. Em algumas escolas, a própria lógica do aprendizado é invertida, com as “lições de casa” ocorrendo em sala de aula e o aprendizado conceitual desenvolvido em casa.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos