245 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788582605134

Estudos de caso - Amazon.com

Alina Wheeler Grupo A PDF Criptografado

Estudos de caso

Amazon.com

A Amazon.com quer ser a empresa mais centrada no consumidor do planeta, um lugar onde as pessoas descobrem tudo o que querem comprar online.

Metas

Criar uma identidade única e proprietária.

Manter o valor de marca da identidade original.

Originalmente uma livraria online, a Amazon.com está posicionada como a “maior loja de varejo da

Web”, vendendo música, software, brinquedos, ferramentas, produtos eletrônicos, moda e artigos para o lar. Fundada em 1994, a empresa tem 244 milhões de clientes e envia mercadorias para mais de 100 países.

Posicionar a Amazon.com como uma empresa focada no cliente e amigável.

Modificar a identidade essencial para abarcar domínios globais.

Por que você deu o nome Amazon à sua empresa?

É o maior rio do mundo. É a maior seleção do mundo.

Jeff Bezos

Fundador e CEO

Amazon.com

Como parte do design da identidade da marca, a

Turner Duckworth criou uma única letra que se prendia ao sorriso, usado originalmente como um botão online. Mais de 10 anos depois, a Amazon usa o design nos seus cartõespresente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582600955

Passo a Passo

Marcelo Castilho; Ericson Straub; Hélio de Queiroz; Paulo Biondan Grupo A PDF Criptografado

O desenho à mão livre, feito com ccaneta esferográfica, utiliza persp pectiva em ponto de fuga com d distorções propositais na posição d dos eixos e na proporção das rod das. Note como o paralelepípedo

– forma básica de qualquer ônibus

– também sofre distorção: em vez d de linhas retas, são utilizados arcos.

A intenção, em ambos os casos,

é criar um desenho dinâmico e ssedutor.

O rendering inicia com a aplicação de marcadores nos contornos da

área envidraçada, nos arcos de roda e na sombra projetada do veículo sobre o piso. O efeito gráfico obtido depende da habilidade em utilizar os marcadores com velocidade, ao mesmo tempo em que se trabalha no contraste entre as espessuras de linhas.

O pastel seco define os grandes planos, por meio da simplificação da representação de sombra e luz. São utilizadas duas cores em dois pontos de luz. Esses pontos de luz são posicionados de maneira a realçar o contraste entre as superfícies lateral e dianteira. O pastel roxo preenche toda a lateral, com ênfase na área mais próxima da frente do veículo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582600733

Fundamentos da representação

Ericson Straub; Marcelo Castilho; Paulo Biondan; Hélio de Queiroz Grupo A PDF Criptografado

Fundamentos da representação

Fundamentos da representação

O potencial criativo de um designer ou artista deve ser enriquecido pelo processo da representação. Nesse sentido, a análise e os complexos fatores pelos quais se elaboram os juízos do desenho acabam sendo um processo natural. Cada desenho ou rendering é sempre um problema diferente que possui peculiaridades, porém alguns fundamentos são inerentes a qualquer tipo de desenho ou representação. Questões como a proporção ou a composição são, sem dúvida, fundamentos familiares e conhecidos mesmo

àqueles que desconhecem o desenho; o que muitas vezes não existe para alguns é a educação ou o aprendizado do olhar, que aguça a sensibilidade e o poder de transformar imagens mentais em uma representação bidimensional. Talvez a essência dessa pequena parte do livro seja salientar a importância do ato de desenhar – afinal, o sketch, por exemplo, é um desenho “in natura” que se utiliza de materiais próprios. O rendering, manual ou digital, é uma técnica, mas antes dele existe o desenho, a definição do que se quer representar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582605134

Processo - Fase 1 – Condução da pesquisa

Alina Wheeler Grupo A PDF Criptografado

Fase 1 – Condução da pesquisa

Visão geral

Construir uma marca exige acuidade empresarial e pensamento de design. Sua prioridade maior é compreender a organização: sua missão, visão, valores, mercados-alvo, cultura corporativa, vantagem competitiva, pontos fortes e fracos, estratégias de marketing e desafios para o futuro.

1

condução da pesquisa

Responder a perguntas é relativamente fácil.

Fazer a pergunta certa é mais difícil.

Karin Cronan

Sócia

CRONAN

A aprendizagem deve ser focada e dinâmica.

Quando contratam empresas de consultoria, os clientes querem que elas demonstrem capacidade intelectual para compreender sua atividade, para ter certeza de que as soluções vão estar ligadas às estratégias e metas de negócios da organização.

A compreensão da empresa vem de várias fontes: da leitura de documentos estratégicos e planos de negócios a entrevistas com os stakeholders principais. O primeiro passo

é a solicitação da informação pertinente a um cliente, uma ação que deve preceder as entrevistas com qualquer gerente ou stakeholder. O núcleo do processo criativo para

Ver todos os capítulos
Medium 9788520435649

A lingerie desde os anos 1960 até os dias de hoje

SCOTT, Lesley Editora Manole PDF Criptografado

A lingerie desde os anos

1960 até os dias de hoje

Enquanto na década de 1950 era inadmissível que uma mulher decente saísse de casa sem um sutiã de firme sustentação – possivelmente um bustiê – e uma cinta para controlar e achatar a barriga, nos anos 1960 houve uma mudança radical em relação ao uso da roupa íntima. O corpo da moda era mais infantil, com modelos que quase não tinham seios, tais como Twiggy, ao passo que o surgimento do movimento feminista significava que muitas mulheres não estavam mais dispostas a se achatar em nome da moda.

Mais tarde, ainda que os avanços na tecnologia de tecidos e desenhos tenham conduzido a uma nova gama de roupas

íntimas modeladoras confortáveis, outras mulheres optavam por dietas e exercícios aeróbicos para tonificar o corpo, o que tornava as vestimentas de contenção em parte redundantes.

105

IW Lingerie 104-121 Ch4 UK.indd 105

25/4/13 8:28 AM

Cena do filme Boneca de carne

(1956) de Elia Kazan

Ver todos os capítulos
Medium 9788582602171

Maquete de mesa

Marc Stickdorn, Jakob Schneider Grupo A PDF Criptografado

Quais são as ferramentas do design de serviços?

CRIAÇÃO E REFLEXÃO

TESTE DE CONCEITOS DE SERVIÇO COM PROTÓTIPOS EM MINIATURA

MAQUETE

DE MESA

O que é?

Uma maquete de mesa (desktop walkthrough, algo como “passo a passo de mesa”)

é uma réplica miniaturizada em 3D representando um ambiente de serviço. Empregando acessórios simples, como bonecos de Lego, os designers podem dar vida a uma situação, encenando situações em cenários comuns e auxiliando no desenvolvimento de protótipos.

Como é feito?

As maquetes geralmente são simples e desenvolvidas a partir de insights sobre o ambiente do serviço. Simples edifícios de Lego com etiquetas podem ser usados para construir “situações”, e os personagens nelas inseridos podem ser baseados nas personas de funcionários e usuários do serviço. A partir disso, é possível encenar situações comuns utilizando a maquete e simular as interações entre as diferentes personas envolvidas.

Por que é utilizado?

Ver todos os capítulos
Medium 9788577808748

Compondo com tipos

Gavin Ambrose; Paul Harris Grupo A PDF Criptografado

BDT_001-176

1/4/06

8:29 AM

Page 60

Compondo com tipos

Cliente: Shakespeare’s Globe

Design: Pentagram

(Angus Hyland e

Charlie Hanson)

Resumo tipográfico:

Combinação de tipos históricos e contemporâneos

(WK)

Job:01-76355 Title:Basic Design-Typography

(116)C31243 175# Dtp:119 Page:60

BDT_001-176

3/31/06

10:26 PM

Page 61

60 61

Compondo com tipos

Compor ou diagramar parece algo bastante simples – você coloca as letras na página e as manipula –, mas para fazer isso e produzir o efeito desejado, é preciso saber como manipulá-las. Para tanto, existem várias técnicas e estruturas que ajudam o designer a controlar e diagramar a página de forma eficiente. A compreensão dessas noções básicas permite que o designer desenvolva projetos coerentes e eficazes, controlando e harmonizando os vários elementos tipográficos que eles contêm. Em alguns casos, como no exemplo da página oposta, elementos tipográficos foram selecionados por suas evocações históricas, bem como por sua estética contemporânea.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582602171

Personas

Marc Stickdorn, Jakob Schneider Grupo A PDF Criptografado

Quais são as ferramentas do design de serviços?

EXPLORAÇÃO

VISUALIZAÇÃO DE GRUPOS DE USUÁRIOS A PARTIR DE ARQUÉTIPOS COMUNS

PERSONAS

O que é?

Personas são perfis fictícios, muitas vezes desenvolvidos como uma maneira de representar um grupo específico de pessoas com base em seus interesses comuns. Elas representam um “personagem” com o qual as equipes de design e do cliente podem

“se envolver”.

Como é feito?

228

246

A maneira mais comum de desenvolver personas é compilar insights de pesquisa em agrupamentos por interesses comuns, desenvolvendo um “personagem” funcional.

O segredo para a construção de uma persona bem-sucedida é o nível de veracidade que ela demonstra ter, portanto uma grande variedade de técnicas – desde representações visuais até perfis anedóticos detalhados – pode ser utilizada para “dar vida” a esses personagens. A maioria das personas é desenvolvida a partir dos insights de pesquisa colhidos dos mapas de stakeholders, acompanhamentos, entrevistas e coisas afins.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582602171

Mapa de stakeholders

Marc Stickdorn, Jakob Schneider Grupo A PDF Criptografado

Quais são as ferramentas do design de serviços?

EXPLORAÇÃO

VISUALIZAÇÃO DE TODOS OS ATORES ENVOLVIDOS EM UM SERVIÇO

MAPA DE

STAKEHOLDERS

O que é?

Um mapa de stakeholders é uma representação visual ou física dos diversos grupos/ públicos envolvidos em determinado serviço. Ao representarmos dessa maneira funcionários, clientes, organizações parceiras e outros stakeholders, podemos analisar e mapear as atividades entre esses grupos.

Como é feito?

227

242

272

Primeiro, é necessário desenhar uma lista completa das necessidades dos stakeholders. Além de entrevistas, isso geralmente requer uma boa quantidade de desk research, uma vez que o objetivo do mapa é também destacar os stakeholders que o provedor do serviço possa não ter mencionado (ou talvez nem conheça). Ainda, é importante revelar tanto os interesses quanto as motivações de cada grupo, e esses dados também devem ser incorporados ao mapa.

Assim que a lista estiver completa, devemos focar no modo como esses grupos se relacionam e interagem entre si. Essas conexões devem, de preferência, ser destacadas de uma maneira visualmente atraente, uma vez que o objetivo de todo esse processo é produzir um panorama acessível que possa identificar pontos problemáticos e explorar áreas de oportunidade em potencial.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582602171

Business Model Canvas

Marc Stickdorn, Jakob Schneider Grupo A PDF Criptografado

Quais são as ferramentas do design de serviços?

IMPLEMENTAÇÃO

COMBINAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS COM O DESIGN DE SERVIÇOS

BUSINESS MODEL

CANVAS

O que é?

O business model canvas é uma ferramenta útil para a descrição, análise e design de modelos de negócios. Essa ferramenta foi desenvolvida e popularizada pelo livro

Business Model Generation – Inovação em Modelos de Negócios.

Como é feito?

O canvas geralmente assume a forma de uma grande tabela impressa sobre uma superfície na qual é possível escrever. Essa tabela é dividida em nove seções, cada qual representando um dos “blocos” de um modelo de negócios bem-sucedido. A tabela pode ser preenchida de maneira colaborativa, com grupos de pessoas usando post-its para esboçar e modelar os diversos aspectos do modelo de negócios.

Por que é utilizado?

O canvas vem ganhando cada vez mais popularidade, e pode ser usado praticamente em qualquer setor, beneficiando os provedores de serviços de inúmeras maneiras.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577807154

Um setor em mutação

Ken Burtenshaw; Nik Mahon; Caroline Barfoot Grupo A PDF Criptografado

As mídias

Um setor em mutação

Ninguém duvida de que mudanças radicais em diversos aspectos – mídia, mensagem, mercado, anunciantes e agências

– do setor publicitário nos aguardam. A evolução da publicidade vai se concentrar na relação entre cada um desses componentes. Apesar de ser impossível prever com certeza o que vai acontecer com a publicidade, é possível analisar tendências passadas e o potencial de tecnologias atuais e futuras para se ter alguma ideia sobre o que está por vir.

É provável que a forma e a natureza da publicidade nunca deixem de mudar, adaptando-se e reinventando-se para incorporar novas tecnologias e novas exigências de um mercado incerto. Historicamente, a popularidade de uma mídia publicitária em relação a outra sempre foi parte do fluxo provocado pelo impacto das mudanças. E essa é a tendência. No futuro próximo, talvez façamos menos uso da

TV aberta e mais uso da comunicação de marketing direto como veículo para publicidade. A fragmentação e a complexidade das mídias têm forçado os anunciantes e suas agências a procurar formas novas e pouco convencionais de mídia, além de modos alternativos e criativos de usar as mídias antigas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582605134

Estudos de caso - PNC

Alina Wheeler Grupo A PDF Criptografado

Estudos de caso

PNC

A PNC está comprometida com o trabalho em equipe em todos os níveis da organização. Trabalhamos juntos para cumprir nossas metas e, no processo, ajudar nossos clientes a cumprir as suas.

A PNC Financial Services Group, Inc., é uma empresa de serviços financeiros sediada nos

Estados Unidos. As operações da PNC incluem franquias bancárias regionais, serviços financeiros especializados para entidades corporativas e governamentais, um programa de gestão de ativos turnkey (chave na mão) e uma empresa de processamento.

Metas

Administrar a conversão da sinalização para

26.000 sinais/placas.

Coordenar a conversão com 1.640 instalações.

Criar uma força-tarefa de múltiplas equipes.

Avaliar fornecedores e terceirizados.

Manter a qualidade, o controle de custos e os prazos.

Nosso projeto não impactou apenas os resultados financeiros, ele também mudou o papel da PNC como cidadão corporativo nos mercados que atendemos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582605134

Estudos de caso - Cerner

Alina Wheeler Grupo A PDF Criptografado

Estudos de caso

Cerner

Estamos comprometidos com a ideia de antecipar as necessidades do setor de saúde e desenvolver tecnologias inovadoras, que ajudam a criar um amanhã mais saudável, hoje.

A Cerner Corporation é uma empresa de tecnologia de saúde que fornece soluções, serviços, dispositivos e hardware para atender às necessidades clínicas, financeiras e operacionais das organizações de saúde. As soluções da Cerner são licenciadas em mais de 25.000 instalações e mais de 35 países. Com sede em Kansas City, EUA, a empresa de capital aberto (NASDAQ: CERN) tem mais de 25.000 colaboradores em todo o mundo, e sua receita em 2015 foi de 4,4 bilhões de dólares.

Metas

Criar relevância para consumidores de cuidados com a saúde.

Promover o entendimento da visão e da missão da empresa.

Fortalecer a percepção da marca.

Criar eficiências de escala entre eventos e campanhas de marketing.

Desenvolver um kit de ferramentas de mensagens e ativos criativos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582602171

Storyboard

Marc Stickdorn, Jakob Schneider Grupo A PDF Criptografado

Quais são as ferramentas do design de serviços?

CRIAÇÃO E REFLEXÃO

VISUALIZAÇÃO DE CONCEITOS E USOS IMAGINADOS PARA NOVOS SERVIÇOS

STORYBOARD

O que é?

Um storyboard é uma série de desenhos ou imagens que permitem visualizar uma sequência de eventos específica. Pode retratar uma situação comum em que um serviço é usado, ou auxiliar na implementação hipotética de um novo protótipo de serviço.

Como é feito?

247

275

276

Os storyboards podem ser construídos de diversas maneiras. A mais comum delas

é o formato de história em quadrinhos, no qual um designer cria uma série de ilustrações que conta a história da situação em questão. Aqui, o designer deverá buscar incluir o máximo possível de detalhes contextuais, de modo que qualquer pessoa que visualize o storyboard poderá rapidamente entender o que está acontecendo. O seu objetivo é gerar insights sobre a experiência do usuário que está sendo retratada.

É possível usar cenários da vida real ou imaginários, sendo que, no caso de cenários reais, a documentação é feita com fotografias em vez de ilustrações.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582600955

Princípios e dicas

Marcelo Castilho; Ericson Straub; Hélio de Queiroz; Paulo Biondan Grupo A PDF Criptografado

Perspectiva e traços

No design automotivo, a perspectiva tem o importante

parte da representação. Eles são normalmente depura-

papel de criar um efeito de impacto na visualização. Ela

dos e recombinados em um processo de modelagem

determina a profundidade, o ângulo de visão e a dra-

mental e manual.

maticidade que se pretende demonstrar. Associada a outros elementos, como a luz e a sombra, a perspectiva

é determinante para o processo volumétrico.

O início da representação pode partir da construção de

sólidos geométricos ou, então, partindo de detalhes

sólidos geométricos em perspectiva. O paralelepípedo

como rodas, faróis ou vidros. O designer parte geral-

pode ser um importante gabarito para este passo. Para

mente de uma ideia preexistente da representação desejada. Os primeiros traços contêm uma síntese da volumetria principal e dos elementos que vão fazer

26

Desenho a partir de um sólido

Ver todos os capítulos

Carregar mais