1458 capítulos
Medium 9788536306384

Capítulo 14 - Padrões de Apresentação Web

Martin Fowler Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO

14

Padrões de

Apresentação Web

Padrões de Apresentação Web

CAPÍTULO 14 • PADRÕES DE APRESENTAÇÃO WEB

315

Modelo Vista Controlador (Model View Controller)

Divide a interação da interface com o usuário em três papéis distintos.

Vista

Controlador

Modelo

O Modelo Vista Controlador (MVC) é um dos padrões mais citados (e mais citados indevidamente). Ele começou como um framework desenvolvido por Trygve Reenskaug para a plataforma Smalltalk no final dos anos 70. Desde então ele tem exercido um papel de influência na maioria dos frameworks para a interface com o usuário e no pensar sobre o projeto de interfaces com o usuário.

O MVC considera três papéis. O modelo é um objeto que representa alguma informação sobre o domínio. É um objeto não-visual contendo todos os dados e comportamento que não os usados pela interface de usuário. Na sua forma OO mais pura, o modelo é um objeto dentro de um Modelo de Domínio (126). Você também poderia pensar em um Roteiro de Transação (120) como o modelo, desde que ele não contenha nenhum mecanismo de interface com o usuário. Tal definição amplia a noção de modelo, mas se adapta à divisão de papéis do MVC.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555486

Capítulo 1 - Tecnologia orientadapara gestão

Paige Baltzan Grupo A PDF Criptografado

C A P Í T U LO

1

Tecnologia orientada para gestão

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM

1.1 Descrever a era da informação e as diferenças entre dados, informação, inteligência de negócios e conhecimento.

1.2 Identificar os diferentes departamentos de uma empresa e por que eles devem trabalhar juntos para alcançar o sucesso.

1.3 Explicar o pensamento sistêmico e como os sistemas de informação para gestão permitem as comunicações de negócios.

Competindo na era da informação

Você sabia que...

O filme Avatar levou mais de quatro anos para ser realizado e custou US$ 450 milhões.

O verdadeiro nome de Lady Gaga é Stefani Joanne Angelina Germanotta.

Os clientes pagam US$ 2,6 milhões por um espaço publicitário de 30 segundos para anunciar durante o Super Bowl.2

Um fato é a confirmação ou validação de um evento ou objeto. No passado, as pessoas conheciam os fatos pelos livros, em primeiro lugar. Hoje, simplesmente apertando um botão, elas podem descobrir qualquer coisa, de qualquer lugar, a qualquer momento. Vivemos na era da informação, em que quantidades infinitas de fatos estão amplamente disponíveis para quem usa um computador. O impacto da tecnologia da informação no ambiente de negócios global é equivalente ao impacto da imprensa nas publicações e da energia elétrica na produtividade. As start-ups de estudantes universitários praticamente não existiam antes da era da informação. Agora, é bem comum ler sobre um aluno do curso de Administração que cria uma empresa multimilionária no dormitório estudantil.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582604786

Capítulo 6 - If This Then That

Simon Monk Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO 6

If This Then That

O serviço de web If This Then That – IFTTT (Se Isto Então Aquilo) – possibilita a conexão entre diversos serviços de Internet de forma simples. O IFTTT permite que você defina receitas como “Se alguém copiar algum de meus projetos que estão armazenados na plataforma de projetos GitHub, envie-me um e-mail dizendo quem fez isso”. Cada receita é implementada na forma de um applet.* O IFTTT também permite conexão com serviços de web mais convencionais como Gmail, Twitter, Facebook e assim por diante. O IFTTT também pode ser integrado com serviços de IoT, como o da Particle.

Isso significa que você pode elaborar receitas a partir de algum dispositivo baseado no

Photon. Por exemplo, “Quando a temperatura subir acima de 21 graus, envie-me um e-mail” ou “Sempre que alguém fizer menção a mim em um tweet, faça meu Photon acionar uma campainha”, ou ainda “Quando eu receber um e-mail, copie a linha de

Assunto do e-mail e transmita-a na forma de pulsos luminosos em código Morse”.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577800575

6: Leituras recomendadas e bibliografia

Andrew S. Tanenbaum ; Albert S. Woodhull Grupo A PDF Criptografado

6

LEITURAS RECOMENDADAS

E BIBLIOGRAFIA

Nos cinco capítulos anteriores, abordamos uma variedade de assuntos. Este capítulo se destina a ajudar os leitores que estejam interessados em levar adiante seu estudo sobre sistemas operacionais. A Seção 6.1 é uma lista de leituras sugeridas. A seção 6.2 é uma bibliografia em ordem alfabética de todos os livros e artigos citados neste livro.

Além das referências dadas a seguir, os Proceedings of the n-th ACM Symposium on

Operating Systems Principles (ACM) realizados bianualmente e os Proceedings of the n-th

International Conference on Distributed Computing Systems (IEEE) realizados anualmente são bons lugares para procurar artigos recentes sobre sistemas operacionais. Assim como o

Symposium on Operating Systems Design and Implementation da USENIX. Além disso, o

ACM Transactions on Computer Systems e o Operating Systems Review são dois periódicos que freqüentemente apresentam artigos relevantes.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577807659

Capítulo 6 - Linguagens livres do contexto

Paulo Blauth Menezes Grupo A PDF Criptografado

capítulo

6

linguagens livres do contexto

O estudo das linguagens livres do contexto

é de fundamental importância, pois compreende a sintaxe da maioria das linguagens de programações de propósitos gerais como Pascal, C e Java. Dois formalismos livres do contexto são apresentados: gramática livre do contexto e autômato com pilha.

Alguns estudos e resultados são desenvolvidos objetivando reconhecimento de linguagens e prova de propriedades como árvores de derivação, simplificação de gramáticas e formas normais de gramáticas.

■ ■

154

Linguagens Formais e Autômatos

O estudo da classe das linguagens livres do contexto ou tipo 2 é de fundamental importância na computação e informática pois:

compreende um universo mais amplo de linguagens (comparativamente com o das regulares), tratando, adequadamente, questões como parênteses balanceados, construções bloco-estruturadas, entre outras, típicas de linguagens de programação como Pascal, C,

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos