218 capítulos
Medium 9788582604748

Capítulo 8. Princípios de pessoas no nível micro: desenvolver pessoas para se tornarem mestres da sua arte

Jeffrey K. Liker, Karyn Ross Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO 8

Princípios de pessoas no nível micro: desenvolver pessoas para se tornarem mestres da sua arte

Eles [os professores itinerantes] são inúteis, senhor. Eles nos ensinam fatos, não o entendimento. É como querer ensinar sobre as florestas mostrando um serrote para as pessoas. Eu quero uma escola de verdade, senhor, que ensine a ler e a escrever e, acima de tudo, a pensar, senhor, para que as pessoas possam descobrir no que elas são boas, porque alguém que faz o que gosta é sempre um ponto positivo para qualquer país, e muita gente só descobre quando é tarde demais.

—Tiffany Aching (bruxa da cidade), defendendo a fundação de uma nova escola para o Duque, em I Shall Wear Midnight, de Terry Pratchett

DESENVOLVER PESSOAS COMO

PRINCÍPIOS ORGANIZACIONAL

As limitações das abordagens de design organizacional à mudança

A abordagem da organização de alto desempenho é humanística e levou a resultados impressionantes, mas, mesmo assim, algo está faltando. Os pressupostos iniciais, de que um bom design, isto é, um plano de sistema sociotécnico complexo pode ser executado fielmente apenas se a administração o apoiar parecem ser falhos. Nessa abordagem, quase toda a atividade de design organizacional é realizada em workshops de vários dias, liderados por consultores externos ou internos, com gerentes seniores que são “educados” e desenvolvem um plano no papel que tentam implementar em toda a organização.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582604748

Capítulo 3. Princípio 1: A filosofia do pensamento de sistemas de longo prazo

Jeffrey K. Liker, Karyn Ross Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO 3

Princípio 1: a filosofia do pensamento de sistemas de longo prazo

Queremos que as organizações sejam flexíveis, inteligentes, adaptáveis, capazes de se recuperar, de se renovar e de aprender — atributos encontrados apenas em sistemas vivos. Queremos que as organizações se comportem como sistemas vivos, mas só sabemos tratá-las como máquinas: essa é a tensão da nossa época.

—Margaret J. Wheatley, Liderança para Tempos de

Incerteza: Descoberta de um Novo Caminho

A FILOSOFIA É A BÚSSOLA MORAL DA ORGANIZAÇÃO

Em 1992, eu era codiretor do Programa de Tecnologia da Administração Japonesa na Universidade de Michigan, dedicado a estudar e transferir conhecimento do

Japão para os Estados Unidos. Tínhamos o dever de compartilhar o que estávamos aprendendo com nossas pesquisas, então organizei uma conferência de um dia para que nossos pesquisadores financiados apresentassem seus achados. Cada acadêmico comparava as práticas americanas com as japonesas na sua respectiva área; por exemplo, a indústria de eletrônicos, a estratégia corporativa e a gestão da cadeia de suprimentos. O que eu não sabia é que um dos maiores especialistas da Toyota no

Ver todos os capítulos
Medium 9788597014075

1 - Administração da produção

SLACK, Nigel; BRANDON-JONES, Alistair; JOHNSTON, Robert Grupo Gen PDF Criptografado

1

ADMINISTRAÇÃO DA

PRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

A administração da produção trata da forma como as organizações criam e entregam serviços e produtos. Tudo o que você veste, come, usa para sentar-se, lê ou lança na prática de esportes chega a você graças aos gerentes de produção que organizaram sua criação e entrega. Todos os livros que você toma emprestados na biblioteca, tratamentos recebidos no hospital, serviços que espera nas lojas e as aulas na universidade – todos eles foram produzidos. Embora as pessoas que supervisionaram sua produção nem sempre sejam chamadas de gerentes de produção (ou gerentes de operações), isso é o que elas realmente são. Aqui estão os objetivos deste livro: as tarefas, os problemas e as decisões tomadas pelos gerentes de produção que proporcionam os serviços e produtos dos quais dependemos.

Como este é um capítulo introdutório, examinaremos o que entendemos por “administração da produção”, como os processos produtivos podem ser encontrados em toda a parte, como são similares, embora diferentes, e o que fazem os gerentes de produção (veja a Figura 1.1).

Ver todos os capítulos
Medium 9788582603284

Capítulo 3 - Ciência prática para líderes

Edward S. Pound, Jeffrey H. Bell, Mark L. Spearman Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 3

Ciência prática para líderes

Toda ciência ou é impossível, ou é muito simples. É impossível até você compreendê-la e, a partir daí, torna-se muito simples.

— Ernest Rutherford

Quando se desenvolve um plano de operações, o foco geralmente recai em coisas como lucratividade, fluxo de caixa, crescimento da receita e atendimento ao cliente. Vemos muitos executivos que avançam no planejamento das operações estabelecendo metas ambiciosas, como “dobrar o giro de estoque” ou “cortar o cycle time em 50%”.

É importante tanto para o desempenho da empresa quanto para o desempenho pessoal de um gestor saber ao certo se tais metas podem ser alcançadas lucrativamente antes de se comprometer com elas. Conforme já analisado, os gestores naturalmente encontram conflitos e alternativas com diferentes custos e benefícios ao liderar uma organização. Este capítulo apresenta uma perspectiva estrutural que funcionará tanto de modo estratégico quanto tático para descrever essas relações de custo/benefício. Nossa estrutura permite que os gestores determinem em termos quantitativos e preditivos o grau de ambição que deve ser assumido por suas próprias metas e pelas metas da sua organização – simplesmente aquilo que uma boa teoria deve fazer.

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103199

7. Administração da Qualidade

YUH CHING, Hong Editora Empreende PDF Criptografado

Capítulo 7

Administração da Qualidade

ADMINISTRAÇÃO EM PRODUÇÃO E OPERAÇÕES

| 94 |  

7. ��Administração da Qualidade

Ao final deste capítulo, o aluno deverá ser capaz de:

• Compreender as diferentes abordagens da qualidade.

• Diferenciar os modelos de gestão da qualidade.

• Compreender o processo de melhoria contínua por meio do ciclo PDCA.

• Construir cartas de controle estatístico do processo.

Ouça a síntese deste capítulo em menos de 5 minutos.

Professor, acesse www.empreende.com.br para obter material complementar com sugestões de atividades e suas aplicações.

O que é Qualidade?

Apesar de a qualidade ser muito falada e discutida no mundo dos negócios, percebe-se que o tema nem sempre é entendido por todos da mesma maneira. Há muitas interpretações possíveis quando se afirma que um produto ou serviço tem ou não qualidade. Diferentes empresas se referem a qualidade usando significados diferentes para o termo. Então, afinal, o que é qualidade? As cinco diferentes abordagens usadas para defini-la são:

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos