345 capítulos
Medium 9788536532905

3.1 Elementos

Claudia Campos Netto Editora Saraiva PDF Criptografado

construídos na obra, como paredes, telhados etc., e os elementos Componentes são os manufaturados fora e instalados na obra já construída, como portas, janelas e mobiliário. Nesse caso, a parede é o Hospedeiro e a porta é um

Componente instalado em um Hospedeiro

Hospedeiro. Os Componentes sempre são inseridos em um Hospedeiro e podem ser transferidos para outro Hospedeiro (Selecionar novo hospedeiro). hospedeiro)

Elemento

Hospedeiro

Componente

Descrição

Elementos como paredes, pisos, telhados e forros, que formam a base de uma construção.

Os elementos Hospedeiros podem conter outros inseridos neles.

Elementos como janelas, portas, mobiliário e pilares são os inseridos em paredes ou ficam livres no projeto

(.RFA).

A janela de diálogo Estilos de objeto mostra todos os Objetos de modelo na coluna Categoria

Categoria. Ela é acessada pela Ribbon na aba Gerenciar > Configurações > Estilos de objeto. objeto

Figura 3.1 – Janela de diálogo Estilos de objeto.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536532905

Objetivos

Claudia Campos Netto Editora Saraiva PDF Criptografado

Figura 12.105 – Contorno da área a cortar.

Figura 12.106 – Resultado depois do Concluir.

Para verificar o corte no telhado principal, selecione uma parede e clique em Ocultar Categoria na barra de controle da vista; com as paredes ocultas, veja o resultado (Figura 12.107). Antes de finalizar, é possível ainda inserir uma janela na parede externa da mansarda (Figura 12.108).

Figura 12.107 – Resultado do corte no telhado principal.

220

Autodesk® Revit® Architecture 2020 – Conceitos e Aplicações

Figura 12.108 – Resultado final.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582600757

Capítulo 2. A Arquitetura de Interiores

Francis D.K. Ching; Corky Binggeli Grupo A PDF Criptografado

2

A Arquitetura de

Interiores

36

A ARQUITETURA DE INTERIORES

A arquitetura de interiores é o planejamento, o leiaute e o projeto de espaços internos às edificações. Esses ambientes físicos satisfazem nossa necessidade básica de abrigo e proteção; eles estabelecem o palco para a maior parte de nossas atividades e influenciam suas formas; nutrem nossas aspirações e exprimem as ideias que acompanham nossas ações; afetam nossas vistas, humores e personalidades. O objetivo da arquitetura de interiores é, portanto, a melhoria funcional, o aprimoramento estético e a melhoria psicológica dos espaços internos.

O planejamento, leiaute e projeto das partes

O contexto da arquitetura

Elementos de interior

A ARQUITETURA DE INTERIORES

O propósito de qualquer projeto é organizar suas partes como um todo coerente para alcançar certos objetivos. Na arquitetura de interiores, os elementos selecionados são dispostos em padrões tridimensionais, conforme diretrizes funcionais, estéticas e comportamentais. As relações entre os elementos estabelecidos por tais padrões determinam, em última análise, as características visuais e a adequação funcional de um espaço interno, e influenciam o modo como o percebemos e utilizamos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788577805761

Capítulo 12 - O Românico, o Primeiro Estilo do Ocidente

José Ramón Alonso Pereira Grupo A PDF Criptografado

C APÍTULO

12

O Românico, o Primeiro

Estilo do Ocidente

A ideia de progresso no mundo ocidental

Os territórios ocidentais do antigo Império Romano são ocupados a partir dos séculos IV e V pelos reinos bárbaros do norte; a partir do século VIII precisam resistir à pressão dos árabes, que dominam a Espanha e passam para França e Itália; nos séculos IX e X são os vikings e os magiares que os perseguem no norte e no leste. Nas vésperas do ano 1000 parece que chega o fim da Europa, e um cronista do século X chega a exclamar desalentado: mundus senescit...

Porém, após a virada do milênio começa um movimento oposto de expansão. No final do século X há uma estabilização dos últimos povos invasores, que no século XIII entram em franca retirada em um processo geral de reconquista. No século XV, consolidam-se os primeiros estados modernos e começa a expansão rumo à América, seguida mais tarde do domínio de todo o planeta e pela conquista do espaço em um processo de expansão que não parou até hoje.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536532905

Exercício 13 – Texto, Cotas e Simbologia

Claudia Campos Netto Editora Saraiva PDF Criptografado

9. Em seguida, insira luminárias e vegetação. Veja que nas famílias de luminárias temos luminárias de parede, de pé, e de forro. Para inserir as baseadas em forro, é necessário criar o forro. Você poderá editar o grupo do pavimento tipo e inserir o forro e as luminárias no ambiente. No modo de visualização Realista

Realista, podemos visualizar a vegetação de forma rápida, sem a necessidade de renderizar a vista.

Figura A.97 – Perspectiva externa com vegetação.

Salve o arquivo. Você pode permanecer com ele para o próximo exercício. Ele tem o nome de Exercicio12.rvt

Exercicio12.rvt.

Exercício 13 – Texto, Cotas e Simbologia

1. Com o projeto definido, partimos para a inserção de cotas, texto, símbolos de nível em corte, ambientes e outros elementos de detalhes para preparar a impressão e a apresentação. Neste exercício, você pode treinar livremente as ferramentas de anotação e ambiente, as quais estão descritas no Capítulo 15. Neste exemplo, inserimos cotas e ambiente no pavimento tipo. A Figura A.98 exibe um detalhe do resultado. Não se esqueça de que você pode duplicar vistas para gerar outras com detalhes diferentes em outras escalas. Também pode desligar elementos que não deseja ver em uma determinada vista em Visibilidade/Sobreposição de gráficos, na janela Propriedades ficos

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos