709 capítulos
Título Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

Frank Lloyd Wright e o Historicismo Maia

PDF Criptografado

Global

17.128  Casa Hollyhock, Los Angeles

FRANK LLOYD WRIGHT

E O HISTORICISMO MAIA

Nas primeiras décadas do século XX, os interesses de Frank Lloyd Wright pela arquitetura haviam se tornado mais ecléticos. Ele começou a projetar uma série de casas na Califórnia e assinou o mais importante contrato de sua carreira até então, o projeto do Imperial Hotel, em Tóquio. O que diferenciou essa obra foi a tentativa de Wright de resgatar fontes que não eram europeias, mas pré-colombianas. Quando criança,

Wright fora fascinado pela arquitetura pré-colombiana, e isso repentinamente emergiu nessa obra naquele que às vezes é chamado de Estilo

Neomaia (ou Revivescimento Maia), embora as referências empregadas sejam várias, ou seja, não se limitassem às fontes pré-colombianas.

A Casa Hollyhock, situada no bairro de

Hollywood, em Los Angeles, foi construída no auge do entusiasmo pelo papel da cidade na indústria cinematográfica, que crescia cada vez mais. Sua proprietária era Aline Barnsdall, rica herdeira do petróleo e simpatizante de causas de esquerda. O diagrama básico da casa é relativamente simples: um U aberto para o leste com jardim que desce acompanhando o terreno. Na cabeceira do U encontra-se a sala de estar, com os quartos ao sul e os cômodos mais públicos ao norte, perto da garagem. O todo cria um conjunto complexo de espaços fechados e abertos que funcionam em diferentes níveis, e algumas das coberturas são acessíveis na forma de terraços.

Ver todos os capítulos

Jaipur

PDF Criptografado

Sul da Á sia

JAIPUR

A política do imperador mogol Akbar para submeter os rajputanos era oferecer‑lhes alianças conciliatórias, preservando sua independência cultura e política, submetê‑los a um imposto militar e invadi‑los somente se recusassem a oferta.

O rei rajputano Raja Bharmal, de Amber, foi o primeiro a aceitar essa aliança, o que permitiu a seu estado prosperar durante o domínio mogol.

Amber era um dos mais importantes portos da estrada entre Agra e o litoral de Kutch, assim sua defesa e os tributos que ele gerava eram importantes para os mogóis. Por sua lealdade, os marajás de Amber frequentemente eram nomeados vice‑reis de territórios mogóis, como Malwa na península indiana.

Após a morte de Aurangzeb, em 1707, o então marajá de Amer, Sawai Jai Singh, deu-se conta de que o Império Mogol estava começando a se esfacelar e empenhou‑se em uma agressiva companha para modernizar e armar seu estado.

Em particular, ele modernizou as defesas de seus fortes para que pudessem resistir à artilharia, mas também investiu em grandes quantidades de armas de foto, criando grandes reservas de munição, em vez de gastar com a cavalaria, que tradicionalmente fora a força dos rajputanos. Em virtude dessa campanha de militarização, Amber rapidamente se tornou uma potência regional forte e estável, protegendo com cuidado suas rotas e atividades comerciais, e, no ocaso do Império Mogol, atraindo grande parte da migração das cidades mogóis.

Ver todos os capítulos

A Uxmal Maia

PDF Criptografado

1000 d.C.

Golfo do México

Chichén Itzá

Uxmal

TOLTECAS

Monte Albán

ZAPOTECAS

Culturas dos Pueblos

América do Norte

Cahokia Culturas do Mississippi

MAIAS

Cid

Mitla

ad

es

ma

Zapotecas

Toltecas

América

Central ia s

do

Su

l, e

Maias pós-clássicos

Tairona, Colômbia

m

de

Oceano Pacífico

11.6  Urbanização da América, circa 1000 d.C.

A UXMAL MAIA

Uxmal era uma de várias cidades-estados maias que competiam por território, mas, em 900 d.C., já havia se tornado a capital regional e, provavelmente, a maior cidade maia. Uma rede de estradas de pedra, chamadas sakbehoob, ligava-a a outras cidades, como Nopat e Kabah.

Chichén Itzá era uma importante aliada. A elite de Uxmal vivia em um vasto complexo palaciano situado na parte mais alta do terreno. A área era cercada por um muro de pedra com aberturas regularmente espaçadas. Na extremidade sul do conjunto, formando uma pequena colina, elevava-se o monte-plataforma principal, encaixado entre uma plataforma gigantesca com o chamado Palácio do Governador a leste e uma série de pátios retangulares a oeste. O monte-plataforma era voltado para o norte, e seus largos degraus eram visíveis à distância. A extremidade norte do complexo palaciano era dominada por um imenso palácio quadrangular, o chamado Convento

Ver todos os capítulos

O Ateneu

PDF Criptografado

1900 d.C.

17.13  Ateneu Finlandês, Helsinque

O ATENEU

Na virada do século XIX, a ideia de associação – de união de cidadãos em torno de determinado conjunto de interesses comuns – tornou-se um movimento social independente que alcançou a classe média. As bases teóricas dessa tendência encontram-se nos escritos de Alexis de Tocqueville (1805–1859), filósofo e cientista social francês que considerava as associações como um importante elemento para manter a sociedade civil saudável. Ele acreditava que, considerando-se a propensão do mundo moderno ao isolamento, a união social precisava consolidar-se, não pela autoridade abstrata do Estado, mas por associações voluntárias, instituições educacionais, jornais e até associações de comércio e indústria.

Baseando-se na cultura mercantil das cafeterias, mais antiga, as novas associações do século

XIX tendiam a ser pró-urbanas, vendo a cidade

(apesar de seus problemas e sua feiura) como o símbolo da civilização e o local onde as virtudes da sociedade organizada, polidez e urbanidade podiam ser exercitadas e preservadas. As associações assumiam muitas formas. Algumas eram sociais, outras, políticas; algumas eram laicas, outras, religiosas. Entre elas, contavam-se a

Ver todos os capítulos

Teotihuacán

PDF Criptografado

200 d.C.

Golfo do México

El Tajin

Tula

Teotihuacán

Monte Albán

Maias

Tikal

Copán

Oceano Pacífico

7.64  Área de influência do Império Teotihuacán

TEOTIHUACÁN

Teotihuacán foi, até os tempos modernos, a maior e mais imponente das cidades da América.

Situada nos altiplanos do México Central, prosperou durante 800 anos. Transformou-se de uma grande aldeia, com cerca de 6 mil pessoas, em uma metrópole de 150 mil ou 200 mil habitantes por volta de 600 d.C. Seu núcleo urbano abrangia 20 quilômetros quadrados. Ela era o centro de um império que dominou até mesmo a cultura e a política das mais distantes cidades-estados maias e reinos. Inscrições do século III d.C. encontradas em estelas de Tikal e Copán informam que Teotihuacán controlava suas dinastias. Ela também pode ter influenciado as culturas dos montes do Mississippi. Apesar de seu tamanho e magnificência, pouco se sabe sobre os habitantes multiétnicos de Teotihuacán. Evidências de um sistema de escrita apenas começam a emergir, mas a maior parte parece ter desaparecido quando a cidade foi destruída. A cidade funcionava como uma espécie de “capital distante”, na medida em que era um posto avançado exposto

Ver todos os capítulos

A Igreja Anglicana

PDF Criptografado

Europa

15.66  Saint Paul’s Cathedral, Londres

A IGREJA ANGLICANA

Em 1536, a fim de anular seu casamento com sua rainha espanhola católica, Catarina de Aragão, Henrique VIII dissolveu os mosteiros e as abadias católicas e criou a Igreja da Inglaterra, ou Igreja Anglicana, cujo sumo pontífice era ele próprio. No entanto, essa nova igreja mantinha muitas semelhanças litúrgicas com a Igreja Católica, um fato que passou a ser alvo de ruidosos protestos dos puritanos, os quais, influenciados por protestantes como os calvinistas, desejavam uma forma mais pura de culto absolutamente livre da influência católica. A influência puritana no Parlamento se tornou tão forte que, durante a Guerra Civil Inglesa (1642–1651), eles executaram o rei Carlos I, em 1649, e escolheram o puritano Oliver Cromwell (1599–1658) como regente de uma República Protestante autoproclamada. Essa foi uma revolução que teve vida muito curta, e, em 1660, a monarquia conseguiu se restabelecer. Assim, os puritanos foram marginalizados da sociedade inglesa, e muitos deles partiram para se reunir com seus compatriotas que já haviam rumado para as praias da Nova

Ver todos os capítulos

A Era Helenística

PDF Criptografado

Europa

Europa

Sirkap (Taxila)

Mundo Helenístico

Éfeso

Delos

Alexandria

Dinastia

Zou

(China)

Núbia/Axum

Índia/Máuria

5.47  Diagrama do comércio na Eurásia, circa 300 a.C.

A ERA HELENÍSTICA

O legado da arquitetura grega se moveria em duas direções distintas, com dois destinos diferentes. Ele se direcionaria para o Oeste, quando foi adotado pelos romanos e difundido pela

Europa, onde, com o colapso do Império Romano no século V d.C., lentamente esmaeceria. Suas ideias e seus ideais somente seriam revitalizados no início do século XV, com o Renascimento.

A arquitetura grega, no entanto, também se deslocaria para o Leste com Alexandre, o Grande

(356–323 a.C.), filho de Filipe II da Macedônia, e teria um impacto profundo na arquitetura

Indiana e, inclusive, naquela do Império Khmer do século XIII. A ideia moderna de “classicismo”, o núcleo da “arquitetura ocidental”, é um mito criado pelos românticos do século XIX. Na verdade, foi no mundo não europeu que o legado do

Ver todos os capítulos

Chichén Itzá

PDF Criptografado

1200 d.C.

Golfo do México

Chichén Itzá

Toltecas

Tula

Maias

Teotihuacán

Zapotecas

Cid

ad

es

Tikal ma

ia s

do

Su

l, e

m

Oceano Pacífico

de

clín

io

12.98  Figuras toltecas gigantescas em Tula, próximo a Tula de Allende,

México

12.97  Mesoamérica, circa 1200 d.C.

O IMPÉRIO TOLTECA

Do século IX ao final do XII, os toltecas, com sua capital em Tula, situada mais ao norte do que qualquer outra capital pré-colombiana da América Central, foram a potência dominante da região, assumindo o papel outrora desempenhado pelos teotihuacáns. Eles possuíam uma postura militarista agressiva e praticavam muitos sacrifícios humanos. Nenhuma dinastia posterior a essa deixou de reivindicar a ascendência tolteca.

Seu mito de Quetzalcoatl (a Serpente Emplumada) foi a causa provável da aceitação asteca do espanhol Hernán Cortez, no século XVI: sua chegada foi interpretada como o retorno profetizado de Quetzalcoatl.

Ver todos os capítulos

A Casa Lovell

PDF Criptografado

1900 d.C.

17.155  Casa de Praia Lovell, Newport Beach, Califórnia

A CASA LOVELL

A arquitetura modernista não teve grande impacto nos Estados Unidos até a década de 1940, quando lá chegaram Walter Gropius e Mies van der Rohe. A resistência norte-americana ao Modernismo tinha dois motivos principais: a arquitetura da Beaux-Arts ainda era forte e ensinada nas escolas, e Frank Lloyd Wright, o maior arquiteto americano de então, criticava acidamente a estética desadornada e em forma de caixa dos europeus.

Os primeiros exemplos de Modernismo europeu são, portanto, em pequeno número e centram-se na produção de dois arquitetos,

Rudolf Michael Schindler (1887–1953) e Richard

Neutra (1892–1970). Schindler, cuja obra foi muito subestimada na época, nasceu na Áustria, mas mudou-se para os Estados Unidos em 1914.

Ele conseguiu um emprego no escritório de Frank

Lloyd Wright até começar a trabalhar por conta própria. Com sua Casa de Praia Lovell (1922–

Ver todos os capítulos

A Dinastia Timúrida

PDF Criptografado

1400 d.C.

A DINASTIA TIMÚRIDA

A ocupação da Pérsia pelos mongóis e a queda de Bagdá, em 1258, iniciaram um período de muita desorganização e confusão. Um dos primeiros estados pós-governo mongol foi criado por Timur, que falava a língua turca (1336–1405) e orgulhosamente se dizia descendente de Genghis Khan. Comandante ambicioso, mas famoso por sua crueldade, Timur derrotou os mamelucos do Egito, os antigos otomanos e os sultanatos de

Délhi, criando um império que unificou Pérsia,

Iraque, Transoxiana e partes do sul da Ásia.

Apesar de não serem heterodoxos ou xiitas, os governantes timúridas respeitavam a figura xiita de Ali, o genro do profeta Maomé, considerado o fundador das fraternidades místicas da sua civilização. Além disso, a imperatriz Gohar Shad, com uma generosidade impensável para as gerações posteriores, construiu para seus súditos xiitas um esplêndido santuário na cidade de Mashhad, que atualmente continua a ser um grande centro de peregrinação no Irã moderno. Timur estabeleceu sua capital na cidade de Samarcanda, a qual já era uma grande metrópole na Rota da Seda. A cidade logo ganhou grandes subúrbios, com fontes e canais. Em suas fábricas, os trabalhadores teciam seda e algodão, curtiam couro e faziam ornamentos de cobre; e os artesãos chineses produziam papel, pela primeira vez fora da China. No século XIII, sua população excedia meio milhão de pessoas.

Ver todos os capítulos

O Sultanato Násrida e a Alhambra

PDF Criptografado

Europa

Reino de

Leão

Navarra

Reino de

Aragão

Reino de

Castela

Reino de

Portugal

Sultanato Násrida

Sevilha

Mar Mediterrâneo

Córdoba

Granada

Argel

Tânger

Oceano Atlântico

Fez

Rabat

Domínio almôada

12.88  O Sultanato Násrida e seu contexto geográfico

O SULTANATO NÁSRIDA

E A ALHAMBRA

Em 1260, os mongóis destruíram Alepo e Damasco, massacrando 50 mil habitantes. Com a região central da Arábia em tumulto, havia apenas dois lugares no mundo islâmico onde a arquitetura podia desenvolver-se: o norte da Índia (que, com o tempo, cairia sob o jugo dos mongóis timúridas) e a área hispano-marroquina, muito distante da Ásia Central. Esta última era extraordinariamente próspera, a despeito do fato de que, por volta do século XI, a unidade entre a Espanha e o Marrocos, estabelecida pelos almôadas, havia sido destruída. Seus vários governantes, envolvidos com guerras civis, tornaram-se cada vez mais vulneráveis aos exércitos cristãos e, pouco a pouco, foram perdendo poder. Foi nesse contexto que surgiu o Emirado de Granada, cujo rei construiu para si próprio o Palácio de Alhambra (Castelo Vermelho), projetado em 1238 por

Ver todos os capítulos

Polonnaruwa

PDF Criptografado

1000 d.C.

POLONNARUWA

No final do século XII, a parte norte do Sri Lanka, com seu elaborado sistema de lagos artificiais, represas e canais, constituía uma das paisagens mais sofisticadas em termos de engenharia hidráulica do mundo. Além de exportar pérolas e gemas, o Sri Lanka havia se tornado um dos principais portos marítimos do sul da Ásia. Após um período de conflitos com impérios indianos,

Anuradhapura, a antiga capital, foi substituída por uma nova, Polonnaruma, onde o rei construiu seu conjunto palatino junto à margem oeste de um gigantesco lago artificial. Um grande jardim de prazer e um auditório foram instalados diretamente no topo de um dique com dois quilômetros de extensão que continha a água, uma sugestão da confiança suprema do soberano na paisagem artificalmente controlada.

Entre os inúmeros templos, piscinas e jardins,

Vatadage (que significa “casa circular da relíquia”) era uma das construções mais importantes. Em seu núcleo, há uma estupa convencional, com cerca de cinco metros de altura e pintada de branco. Ela se localiza, contudo, dentro de uma câmara de tijolo cilíndrica. O conjunto é elevado em um plinto de pedra belamente decorado, cujo acesso é por meio de quatro escadas orientadas de acordo com os pontos cardeais. A parede circular, que provavelmente foi rebocada e pintada, é ornamentada no lado de fora por uma elegante colunata cega de pedra. Esse anteparo, junto com um anel de altas colunas de pedra que existe no interior da câmara, sugere que outrora todo o prédio tinha uma cobertura. Trata-se de um projeto incomum, que existe praticamente só no Sri Lanka. Pode-se imaginar o prédio como uma estupa que foi inserida dentro dos elementos simbólicos de um palácio.

Ver todos os capítulos

As Américas

PDF Criptografado

t

1400 d.C.

AS AMÉRICAS

Kutchin

As Américas, no século XV, mostravam-se muito diferentes de como eram no século XVII, quando as doenças trazidas pelos europeus já tinham matado quase 90% da população nativa. No século XV, desde o leste da Bolívia e do Peru, passando pela América Central e pela região oeste dos Estados Unidos, cruzando, a leste, o

Mississippi e a Geórgia e chegando até onde hoje se encontra a Nova Inglaterra, havia algo que os primeiros europeus que navegaram ao largo da Nova Inglaterra descreveram como um tecido mais ou menos contínuo de assentamentos. Havia grandes cidades que eram capitais de impérios, como Qosquo (Cuzco), no Peru, e Tenochtitlán, no México; havia cidades secundárias que eram centros regionais, como Chan Chan, no Peru, Oraibi, uma cidade hopi nos Estados

Unidos, e outras grandes cidades na Geórgia.

E, entre elas, existiam milhares de vilarejos. As epidemias disseminaram-se com tal rapidez que certas culturas desapareceram antes mesmo de terem conhecido os europeus. Travam-se muitos debates sobre os aspectos específicos dessa terrível perda de vidas e de culturas, mas os parâmetros básicos da tragédia são indiscutíveis.

Ver todos os capítulos

Guayabo

PDF Criptografado

800 d.C.

Via pa

Aquedutos

Monte central

10.81  Planta de Guayabo, Costa Rica

QUIRIGUA

GUAYABO

Céu de Cauac tornou-se rei de Quirigua em

725 d.C., enquanto a cidade ainda fazia parte do estado de Copán. No entanto, após haver derrotado e capturado Dezoito Coelhos (Uaxaclajuun Ub’aah K’awiil), rei de Copán, em 738 d.C., Quirigua tornou-se independente. A cidade, situada na planície aluvial do Rio Motagua, tem em seu centro uma gigantesca praça retangular, orientada no sentido norte-sul e pontilhada com alguns dos maiores monólitos e estelas maias já descobertos. Seus principais montes-plataforma e seu complexo palaciano concentram-se na extremidade sul. Uma pirâmide isolada, solitária, situa-se, excêntrica, em uma extremidade da grande praça. O outro lado se alinha com uma praça muito menor, porém mais bem delimitada, que tem em seu centro uma quadra para jogos com bola. Um lance de escadas monumental na extremidade sul dessa praça com a quadra para jogos com bola conduz ao principal conjunto de terraços e montes-plataforma que servem de base para os palácios mais importantes. O ponto mais alto do conjunto, o Palácio do Céu de Jade, na extremidade sul, alinha-se axialmente com a

Ver todos os capítulos

O Reino de Pagan

PDF Criptografado

1200 d.C.

Arimaddapura situava-se em uma curva do Rio

Irrawaddy, a oeste de um vulcão extinto que tinha significativa importância simbólica. Os primeiros edifícios foram estupas construídas em terraços sucessivos, derivadas de protótipos indonésios. O Paya de Shwezigon (a palavra paya pode ser traduzida como “pagode”, “estupa” ou

“zedi”), por exemplo, é uma estupa de núcleo sólido que se ergue em um ângulo acentuado, como uma pirâmide escalonada, por meio de cinco terraços quadrados, e culmina em uma estupa a tal ponto fundida com os guarda-sóis do chattri acima dela que a base acaba assumindo formato quase cônico. Escadas íngremes no centro de cada um dos quatro lados da base permitem aos peregrinos o acesso a terraços que, como os de

Borobudur, contêm painéis didáticos para ilustrar histórias da vida do Buda e de outros textos budistas. Embora a estupa seja, em tese, maciça, dentro dela há uma rede complexa de corredores

12.16  Vista de Pagan, perto de Nyangu, Mianmar (Templo de Ananda no primeiro plano, à esquerda; Pagode de Shwezigon ao fundo)

Ver todos os capítulos

Carregar mais