318 capítulos
Medium 9788577807215

4. A Escola de Posicionamento: A Formulação de Estratégia como um Processo Analítico

Henry Mintzberg ; Bruce Ahlstrand; Joseph Lampel Grupo A PDF Criptografado

90

Safári de Estratégia

Na ciência, como no amor, uma concentração na técnica provavelmente conduz à impotência.

Berger

N

o início dos anos 80, um vento econômico soprou na área da administração estratégica, varrendo grande parte da sua tradicional literatura prescritiva. Embora a escola de posicionamento aceitasse a maior parte das premissas subjacentes às escolas do design e de planejamento, bem como seu modelo fundamental, ela acrescentou conteúdo de duas maneiras: no sentido literal, enfatizou a importância das próprias estratégias, e não apenas do processo pelo qual elas foram formuladas; e acrescentou substância: depois de todos esses anos de pronunciamentos genéricos da escola de planejamento e da repetição do modelo da escola do design, a escola de posicionamento, ao focalizar o conteúdo das estratégias, abriu o lado prescritivo da área a investigações substanciais.

Acadêmicos e consultores possuíam agora algo em que cravar os dentes: podiam estudar e prescrever as estratégias específicas disponíveis às organizações e os contextos em que cada uma parecia funcionar melhor. Assim, a área

Ver todos os capítulos
Medium 9788577806164

Nova Introdução: O Setor Privado e a Pobreza: Progresso Alcançado entre 2004 e 2009

C.K. Prahalad Grupo A PDF Criptografado

Nova Introdução:

O Setor Privado e a Pobreza:

Progresso Alcançado entre 2004 e 2009

C

inco anos não é muito tempo para avaliar a difusão de uma ideia – muito menos o seu impacto na prática. Eis que menos de cinco anos se passaram desde a publicação de A riqueza na base da pirâmide: como erradicar a pobreza com o lucro. O primeiro artigo sobre o tema foi publicado em 20021. Na época, a ideia de que o setor privado tinha um papel crucial a desempenhar na diminuição da pobreza global era vista geralmente com ceticismo. Propor que as organizações privadas poderiam exercer formidável impacto com a criação de negócios rentáveis que suprissem os cinco bilhões de consumidores representantes do “mercado invisível, negligenciado” era algo ainda mais radical. Sinto-me, pois, profundamente grato às autoridades governamentais, às ONGs e às grandes corporações que se dispuseram a ouvir e experimentar. Os pobres, naturalmente, há muito estavam ávidos por mudanças. Seu entusiasmo e suas intuições foram de grande inspiração para mim.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597016260

4 - Avaliação da Estratégia Vigente

FISCHMANN, Adalberto A.; ALMEIDA, Martinho Isnard Ribeiro de Grupo Gen PDF Criptografado

Avaliação da Estratégia

Vigente

4

No prazo para o início das atividades, o Dr. Carlos procurou o proprietário e seus filhos para começarem a elaborar o

Plano Estratégico.

Antônio e João já haviam separado todo o material disponível sobre as compras e as vendas dos últimos cinco anos. Explicaram que guardavam somente as informações de cinco anos passados, porque esse é o prazo para uma eventual fiscalização. Na verdade, os dois irmãos estavam um pouco perdidos com tanto material, e sem saber bem aonde chegar.

O consultor procurou tranquilizá‑los, dizendo que, antes de mais nada, é necessária uma definição clara do que queremos fazer, e então planejamos como iremos fazer. Dr. Carlos explicou:

– Dentro da etapa de avaliação da estratégia vigente, o que queremos é identificar qual é o caminho que a empresa vem seguindo para dar uma continuidade àquilo que vem sendo feito. As duas primeiras atividades que escolhemos para começar são a Performance dos Produtos e a Definição do

Ver todos os capítulos
Medium 9788597015775

Capítulo 3 – Diagnóstico estratégico

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo

3

Diagnóstico estratégico

“A realidade é como é, não como desejamos que ela fosse.’’

Maquiavel

Planejamento Estrategico - Reboucas.indb 61

09/03/2018 18:18:52

O diagnóstico estratégico corresponde à primeira fase do processo de planejamento estratégico e procura responder à pergunta básica “qual a real situação da empresa quanto aos seus aspectos internos e externos?’’, verificando o que a empresa tem de bom, de regular ou de ruim em seu processo administrativo.

Esse diagnóstico, auditoria de posição ou análise, deve ser efetuado da forma mais real possível, pois qualquer tomada de posição errada nessa fase prejudicará todo o resto do processo de desenvolvimento e implementação do planejamento estratégico na empresa.

Não existe, na maior parte das empresas, uma preocupação natural e contínua pelos problemas estratégicos. A alta administração, nesses casos, geralmente está envolvida com decisões de nível tático ou de nível operacional, ou seja, com o

Ver todos os capítulos
Medium 9788522475612

8 Desenvolvimento estratégico

OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de Grupo Gen PDF Criptografado

8

Desenvolvimento estratégico

“O pessimista queixa-se da ventania.

O otimista espera que ela acabe.

O realista ajusta as velas.”

William George Ward

8.1 Introdução

Neste capítulo, são apresentados os principais aspectos que os executivos das empresas devem considerar no processo de desenvolvimento estratégico.

O desenvolvimento estratégico deve ser considerado como a sustentação para a administração estratégica, pois de nada adianta ocorrerem estratégicos modelo de gestão, planejamento, organização, direção e controle, se não houver elevada interação com a cultura organizacional e com o adequado processo de mudança planejada, com otimização das relações interpessoais.

Essa situação pode ser visualizada na Figura 8.1:

Figura 8.1 Abordagem do desenvolvimento estratégico.

O desenvolvimento estratégico pode ser considerado o assunto mais sutil entre as seis partes do processo de administração estratégica nas empresas.

Ao final da leitura e da análise do conteúdo deste capítulo, o leitor estará em condições de responder a algumas importantes questões, tais como:

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos