410 capítulos
Medium 9788597017793

11 - Mercado Primário de Ações

ASSAF NETO, Alexandre Grupo Gen PDF Criptografado

11

Mercado Primário de Ações

À medida que a economia se expande, mais relevante se apresenta o sistema de distribuição de valores mobiliários como fator multiplicador da riqueza nacional. O sucesso dos investimentos produtivos está cada vez mais dependente da participação dos acionistas, cujos interesses de participação nos resultados impulsionam o crescimento das empresas.

As empresas têm diversas alternativas de financiamento, obtidas principalmente de empréstimos (capital de terceiros), geração e reinvestimentos de lucros e aporte de capital de acionistas. É por meio da participação dos proprietários que as empresas adquirem melhores condições financeiras de viabilização de seus projetos de investimentos, tanto pela natureza permanente da captação, como pelo baixo comprometimento do caixa.

A função básica do mercado de capitais é a de promover a riqueza nacional por meio da participação da poupança de cada agente econômico. Nesse mercado, os principais ativos negociados são as ações, representativos do capital das empresas. Este capítulo descreve o mercado de ações à vista, seus indicadores de mercado e avaliação, e o processo de abertura de capital das empresas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597018882

Capítulo 7 – Técnicas Orçamentárias

HOJI, Masakazu Grupo Gen PDF Criptografado

7

TÉCNICAS

ORÇAMENTÁRIAS

7.1 TIPOS DE ORÇAMENTOS

Existem diversos tipos de orçamentos, cada qual com suas características e finalidades. Os principais tipos de orçamentos são apresentados a seguir.

7.1.1 Orçamento estático

É o tipo de orçamento mais comum existente. Uma vez planejado e definido, os valores nele constantes não podem mais ser alterados, para não gerar variações imprevistas.

No Quadro 7.1, apresentamos um exemplo de orçamento estático, em que se comparam os valores realizados com os valores orçados e as variações entre eles.

Quadro 7.1  Exemplo de orçamento estático

Valores orçados (A)

Valores realizados (B)

Variação

(B – A)

Quantidades vendidas

3.000

3.200

200

Preço unitário

15,00

14,80

(0,20)

Receita total

45.000

47.360

2.360

Custo de matéria-prima

30.000

32.000

2.000

Comissão sobre vendas

1.500

Ver todos os capítulos
Medium 9788597013306

Capítulo 13 - Controle da Administração Pública

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru; NOHARA, Irene Patrícia Grupo Gen PDF Criptografado

C AP ÍTU LO 13

Controle da

Administração

Pública

PERCURSO DO CAPÍTULO

CONTROLE

EXTERNO E

INTERNO

RECURSOS

ADMINISTRATIVOS

CONTROLE

LEGISLATIVO

CONTROLE

JUDICIAL

RESPONSABILIDADE

CIVIL DO ESTADO

ANTICORRUPÇÃO

IMPROBIDADE

ADMINISTRATIVA

OBJETIVOS

Ao completar o estudo deste capítulo, você deverá ser capaz de compreender e explicar as seguintes ideias:

■■ os controles que recaem sobre as atividades administrativas.

■■ quais os tipos de recursos administrativos.

■■ controle legislativo: político e financeiro.

■■ controle judicial da Administração Pública.

■■ configuração da improbidade administrativa.

■■ controle pela Lei Anticorrupção.

■■ controle social sobre a Administração Pública.

■■ sistema de responsabilidade civil do Estado.

Gestao_Publica.indb 220

12/09/2017 14:57:57

Co n t r o l e d a A d m i n i s t r aç ão P ú b l i ca  

Ver todos os capítulos
Medium 9788522484645

Parte II – 7 Gestão Tributária do Capital de Giro

MATIAS, Alberto Borges (Coord.) Grupo Gen PDF Criptografado

7

Gestão Tributária do Capital de Giro

Objetivos do capítulo

Permitir ao leitor compreender:

• Como funcionam atualmente os tributos e encargos no Brasil.

• Como os montantes de tributos impactam o capital de giro.

• Como o planejamento tributário pode afetar o capital de giro.

7.1 Introdução

Vamos tratar neste capítulo a questão dos tributos e encargos, como eles funcionam atualmente no Brasil e como impactam o capital de giro das empresas.

É uma questão de fundamental importância na gestão do capital de giro, uma vez que os tributos representam grande parcela dos custos das empresas.

Segundo os levantamentos anuais da revista Exame Melhores e Maiores, por volta de 50% do valor adicionado1 das empresas é destinado ao governo. Do ponto de vista da economia como um todo, a carga tributária do Brasil tem ficado em torno de 32% do Produto Interno Bruto.

1

  Valor Adicionado é o quanto a empresa adicionou de valor dentro de sua cadeia produtiva – é calculado pela diferença entre as receitas obtidas com os clientes e os gastos realizados com fornecedores.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522499083

4 - Etapa operacional

FREZATTI, Fábio Grupo Gen PDF Criptografado

4

Etapa operacional

Objetivos de aprendizagem

1. Identificar os planos que compõem a etapa operacional.

2. Detalhar os planos que compõem a etapa operacional.

3. Explicitar uma ideia de sequência de atividades.

4. Apresentar conceitos que valorizam a utilização de indicadores na estruturação do plano de produção, suprimentos e estocagem.

Questões provocativas

1. Por que começar a etapa operacional pelo plano de marketing?

2. Quais as consequências de uma subestimação de metas de vendas para o orçamento?

3. Por que é necessário dispor de indicadores na montagem do plano de produção, estocagem e suprimentos?

4. Que tipos de problemas a não definição do plano de investimento nos ativos de longo prazo gera para a estrutura do orçamento?

5.

Seria necessário projetar contratações e demissões de funcionários no orçamento?

A Etapa operacional é iniciada com o plano de marketing, a partir do que a entidade direciona os esforços para o seu mundo externo, pelo plano de produção, suprimento e estocagem (no caso de uma entidade que tenha geração de um produto tangível), plano de investimento no ativo permanente e plano de recursos humanos.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos