56 capítulos
Medium 9788582605097

Capítulo 15 - Distribuição de Frequência, Tabulação Cruzada e Teste de Hipóteses

Naresh K. Malhotra Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO

15

Distribuição de Frequência,

Tabulação Cruzada e

Teste de Hipóteses

  A distribuição de frequência e as tabulações cruzadas são técnicas básicas que oferecem ótimas informações sobre os dados e fundamentam uma análise mais aprofundada.  lm

y

David W. Almy, CEO, Insights Association

Corte

Objetivos

a vi eD sia d

.A dW

Após a leitura deste capítulo, o aluno conseguirá:

1. Descrever o sentido da análise preliminar dos dados e a visão proporcionada por essa análise.

2. Discutir a análise de dados associada a frequências, incluindo medidas de posição, de dispersão e de forma.

3. Explicar a análise de dados associada com tabulações cruzadas e as estatísticas relacionadas: qui-quadrado, coeficiente phi, coeficiente de contingência, V de

Cramer e coeficiente lambda.

4. Descrever a análise de dados associada ao teste paramétrico de hipótese para uma amostra, para duas amostras independentes e para amostras pareadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582605097

Capítulo 13 - Trabalho de Campo

Naresh K. Malhotra Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO

13

Trabalho de Campo

  A seleção, o treinamento, a supervisão e a avaliação dos pesquisadores de campo são fundamentais para o sucesso de qualquer projeto de pesquisa de marketing que exija coleta de dados. No novo mundo digital, nossa equipe também deve se sentir à vontade com o uso da dy

tecnologia na coleta de dados.  ia

Cortes

de

et

Pre

iR

ed

Preeti Reddy, CEO South Asia, Kantar Insights

Objetivos

Após a leitura deste capítulo, o aluno conseguirá:

1. Descrever o processo de trabalho de campo e explicar a seleção, o treinamento e a supervisão de entrevistadores, a validação do trabalho de campo e a avaliação de pesquisadores de campo.

2. Discutir o treinamento de pesquisadores de campo para fazer o contato inicial, formular perguntas, fazer sondagens, registrar as respostas e encerrar a entrevista.

3. Discutir a supervisão dos pesquisadores de campo em termos de controle de qualidade e edição, controle de amostragem, controle de fraudes e controle do escritório central.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582605097

Capítulo 8 - Mensuração e Escalonamento: Fundamentos e Escalas Comparativas

Naresh K. Malhotra Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO

8

Mensuração e Escalonamento:

Fundamentos e Escalas

Comparativas

  Quando analisamos os resultados da pesquisa, devemos acreditar que as mensurações oferecem representações realistas de opiniões e comportamentos e que capturam apropriadamente como os dados de um respondente se relacionam a todos os outros in s

respondentes. 

Corte

im eT sia d

sk

Ho

Tim Hoskins, presidente, Quester

Objetivos

Após a leitura deste capítulo, o aluno conseguirá:

1. Introduzir os conceitos de mensuração e escalonamento e mostrar como o escalonamento pode ser considerado uma extensão da mensuração.

2. Explicar as características de descrição, ordem, distância e origem e como elas definem o nível de mensuração de uma escala.

3. Discutir as principais escalas de mensuração e estabelecer a diferença entre escalas nominais, ordinais, intervalares e razão.

4. Classificar e discutir técnicas de escalonamento comparativas e não comparativas e descrever as técnicas de comparação pareada, ordenação de posto, soma constante e escala tipo Q.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597013504

13 - Modelagem de Experimentos em Pesquisas de Marketing

Walter Nique, Wagner Ladeira Grupo Gen PDF Criptografado

13

Modelagem de Experimentos em Pesquisas de Marketing

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

No final deste capítulo, o leitor deverá ser capaz de:

◆◆

◆◆

◆◆

◆◆

◆◆

Entender o conceito e as nomenclaturas de um experimento.

Diferenciar os ambientes de laboratório e campo.

Saber diferenciar os tipos de experimentos.

Entender os diferentes tipos de validade em um experimento.

Entender as etapas de um experimento na prática.

13.1 O conceito e as nomenclaturas principais de um experimento

Grosso modo, “entender um experimento requer pensar em um acontecimento na prática e depois verificar como este se dá teoricamente”. Isso para muitos pesquisadores é um grande desafio, pois nossos pensamentos, ideias e raciocínio quase sempre estão pautados em teorias.

Na classificação de pesquisa de marketing, um experimento

é visto como uma pesquisa explicativa ou causal. Por isso, não se deve confundir o experimento com uma abordagem exploratória ou descritiva. A função básica do experimento é explicar as relações causais que envolvem determinado fenômeno.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582603673

Capítulo 3 – Influências culturais sobre a tomada de decisão do consumidor

Michael R. Solomon Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 3 Influências culturais sobre a tomada de decisão do consumidor

Objetivos do capítulo

Ao terminar de ler este capítulo, você deverá compreender por que

1. A cultura é a personalidade de uma sociedade.

2. Nossos valores culturais mais profundamente arraigados ditam os tipos de produto e serviço que procuramos ou evitamos.

3. Distinguimos entre alta cultura e baixa cultura.

4. Muitas empresas modernas são engenheiras da realidade.

5. Mitos são narrativas que expressam os valores de uma cultura e, nos tempos modernos, as mensagens de marketing transmitem esses valores aos membros dessa cultura.

6. Várias de nossas atividades de consumo – como observância de feriados, cuidados com a aparência e oferecimento de presentes – são rituais.

7. Descrevemos os produtos como sagrados ou profanos e não é incomum alguns produtos se deslocarem entre essas duas categorias.

8. Os produtos bem-sucedidos em uma cultura podem ser malsucedidos em outra se as empresas não conseguirem compreender as diferenças entre os consumidores de cada lugar.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos