301 capítulos
Medium 9788521630159

10. O futuro da corporação empreendedora

José Dornelas Grupo Gen PDF Criptografado

C A P Í T U L O

10

O futuro da corporação empreendedora

Empreender já é um verbo bastante difundido no mundo corporativo, não só no ambiente das start-ups. A palavra empreendedorismo e o conceito de fazer diferente têm sido debatidos nos meios de comunicação e internamente nas organizações. A necessidade de se praticar o empreendedorismo corporativo

é evidente e já bastante aceita por várias organizações. O como fazer, ideias de como implementar estratégias empreendedoras e disseminar o empreendedorismo por toda a organização foram apresentados nos capítulos anteriores. O grande desafio agora é a implementação desses conceitos.

O futuro da organização empreendedora dependerá de executivos ousados, daqueles que não se contentam com resultados imediatos, e que buscam deixar um legado, seu nome na história da corporação. Esses empreendedores sempre foram e continuarão a ser os grandes responsáveis pelas inovações que surgirão nos próximos anos. Não aceitar as coisas como são, as regras predefinidas e a repetição de receitas bem-sucedidas do passado é o primeiro passo para se entrar no mundo do empreendedorismo corporativo. Atualizarse, entender o meio à sua volta, entender como se relacionar e praticar o networking são outros aspectos-chave para aqueles que anseiam ser denominados empreendedores corporativos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536531601

13.7 Inovação em modelos de negócios (modelo Canvas)

Sanmya Feitosa Tajra Editora Saraiva PDF Criptografado

13.6.14  Resultados bruto e líquido

Após o levantamento da receita bruta, devem ser lançados todos os custos. Esse resultado é chamado de lucro operacional. Em seguida, devem ser subtraídos os impostos que incidem diretamente sobre a receita para obter o resultado líquido, ou seja, o lucro líquido.

13.6.15  Payback

Com base no lucro líquido, efetue o cálculo do tempo para o retorno do capital investido. Divida o valor total do investimento realizado pelo lucro líquido obtido e você obterá o tempo em que o recurso financeiro investido retornará aos acionistas.

FIQUE DE OLHO!

Você sabia que existem no mercado empresas e profissionais autônomos cuja principal atividade econômica é a elaboração de planos de negócios? Geralmente, são empresas ou profissionais do ramo de consultoria empresarial que desenvolvem esse tipo de serviço. Quem sabe você futuramente não se torna um profissional desses?

13.7  Inovação em modelos de negócios (modelo Canvas)

Diante de tantas inovações no mercado, alguns empreendedores também mudam a maneira de pensar seus negócios, deixando de utilizar apenas o plano de negócios, ou, em alguns casos, abandonando-o de vez. Veja como essa história surgiu e o produto que Alexander Osterwalder, teórico empresarial suíço, criou

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103113

Capítulo 12 - Empreendedorismo

Alexandre Nascimento, Edson Sadao, Gustavo Salati, Marcus Salusse, Miriam Vale Editora Empreende PDF Criptografado

Capítulo 12

Empreendedorismo

ADM_.indb 133

03/08/2018 17:15:15

| 134 |  

ADMINISTRAÇÃO

12. E� mpreendedorismo

ADM_.indb 134

03/08/2018 17:15:15

• Compreender a abrangência do termo empreendedorismo.

• Conhecer a relação entre inovação e empreendedorismo.

• Entender como os empreendedores do próprio negócio transformam ideias em oportunidades.

Um funcionário público pode ser um empreendedor ao propor maneiras de otimizar os recursos disponíveis para que o serviço prestado à população seja de excelência, com o menor investimento possível, e trabalhar para que sua proposta seja implementada.

Uma artista plástica, ao buscar realizar seu sonho de criar e compartilhar o que criou com outras pessoas, empreende e ainda pode fazer dinheiro com sua atividade, vendendo suas criações a um público-alvo seleto, disposto a pagar pela obra.

Cap. 12 • EMPREENDEDORISMO

Objetivos de Aprendizagem

Ouça a síntese deste capítulo em menos de 5 minutos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536531601

9.7 Negócios na internet - E-business

Sanmya Feitosa Tajra Editora Saraiva PDF Criptografado

Mas não paramos na Era da Informação e do Conhecimento. Com o advento da internet, após a Segunda

Guerra Mundial, como maneira de defesa da força militar estadunidense, de expansão comercial e descentralização para os civis, em 1995, houve uma nova mudança no cenário mundial. Surgiu, assim, não apenas uma alternativa mais ágil de conectar o mundo por meio de uma rede computadores que possibilita a troca de informações em tempo real, mas um novo espaço, um novo local para gerar oportunidades: o ciberespaço

(LEVY, 1994).

Podemos dizer que estamos na Era da Comunicação, caracterizada pela conexão entre os computadores de todo o mundo, mas, além de conectar pessoas, ela também é constituída por um espaço nunca disponível na humanidade, o espaço da internet, o espaço do virtual, do digital, da “infovia”, o ciberespaço.

Essa mudança significa que qualquer pessoa, em qualquer local do planeta em que possua acesso à internet, pode gerar as próprias oportunidades e obter conhecimento.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580553321

Capítulo 12 - Capital de Risco Informal, Capital de Risco Formal e Abertura de Capital

Robert D. Hisrich, Michael P. Peters, Dean A. Shepherd Grupo A PDF Criptografado

12

CAPITAL DE RISCO INFORMAL, CAPITAL DE

RISCO FORMAL E ABERTURA DE CAPITAL

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM

䉴 Explicar os estágios básicos do financiamento de empreendimentos.

䉴 Explicar todos os aspectos da avaliação de uma empresa.

䉴 Discutir o mercado de capital de risco informal.

䉴 Identificar vários métodos de avaliação de uma empresa.

䉴 Discutir a natureza do setor de capital de risco formal e o processo de decisão do capital de risco formal.

䉴 Explicar o processo de abertura de capital.

PERFIL DE ABERTURA

Richard Branson – www.virgin.com

Mais imperador do que CEO, Richard Branson e seu império do Virgin Group são uma sensação mundial: Branson é um dos empreendedores mais bem-sucedidos, esclarecidos e escandalosos do mundo atual. O Virgin Group compete com as maiores empresas nos mais diversos setores há quatro décadas. Liderado por Sir Richard Branson (que recebeu seu título de cavaleiro em 31 de dezembro de 1999 por “serviços ao empreendedorismo”), o que começou como uma editora fracassada se transformou em 200 negócios em mais de 30 países.1 De acordo com a lista de bilionários da revista Forbes de 2011, a fortuna de Branson chega a 2,58 bilhões de libras (cerca de R$ 8 bilhões de reais), o que o torna a quinta pessoa mais rica da Grã-Bretanha e a 254ª mais rica do mundo.2 Qual é o segredo do sucesso? Uns acreditam que seja o tino para os negócios; outros, sua paixão pela vida; outros ainda, seus golpes de marketing espetaculares. Nossa única certeza é que Richard Branson possui um espírito empreendedor e um otimismo entusiasmado que contagiam e afetam todos com quem ele entre em contato. Seja voando pelo mundo em um balão ou concorrendo contra as três grandes alianças de companhias aéreas, o desejo por aventuras e o comportamento arriscado de Branson o transformaram em uma das figuras favoritas da comunidade empresarial.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos