22 capítulos
Medium 9788520453032

15. Previdência complementar

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 15

Previdência complementar

Armando Char

Neste capítulo, Armando Char apresenta uma visão geral sobre previdência privada.

INTRODUÇÃO

A inegável evolução da medicina e as melhorias constantes das condições de vida conduzem à afirmação de que o ser humano está vivendo cada vez mais e, por consequência, à conclusão de que, em um futuro próximo, serão necessárias mudanças profundas nas regras da previdência social.

A necessidade de manutenção de renda durante o período de inatividade produtiva da aposentadoria é, pois, um problema da sociedade moderna, fundamentalmente porque, em geral, em uma unidade familiar, os filhos não carregam consigo o dever de sustento de seus ascendentes, embora a situação contrária seja verdadeira.

Com efeito, é razoável que os pais sejam responsáveis pelo sustento de seus filhos até que completem seus estudos, passem a trabalhar e auferir renda por seus esforços próprios e reúnam, então, as condições de sua própria manutenção, constituindo novas unidades familiares.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520453032

9. O valor do dinheiro no tempo

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 9

O valor do dinheiro no tempo

Olívio Luccas Filho

Neste capítulo, o autor apresenta o valor do dinheiro no tempo.

INTRODUÇÃO

Quem se lembra dos altos índices de inflação no Brasil até o fim do primeiro semestre de 1994? A hiperinflação corroía o dinheiro dos brasileiros. Era muito difícil naquela época ter bases de comparação de preços, que subiam muito rapidamente, não permitindo que houvesse condições de lembrar-se dos valores.

O pior acontecia com pessoas de baixo poder aquisitivo, que nem sequer podiam aplicar o dinheiro que recebiam do salário. Se elas deixassem para dias futuros, o dinheiro que tinham recebido não teria mais poder de compra. Naquele tempo, qualquer valor era corroído rapidamente pela inflação.

Quem podia aplicava o dinheiro com dois objetivos: compensar a perda causada pela inflação e ter uma rentabilidade real, que na verdade é o objetivo quando se poupa (poupar aqui no sentido de fazer investimento, guardar dinheiro).

Ver todos os capítulos
Medium 9788520453032

10. Fundos de investimento

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 10

Fundos de investimento

Marcelo de Libero d’Agosto

Neste capítulo, apresenta-se uma visão geral dos fundos de investimento.

INTRODUÇÃO

No Brasil, os fundos de investimento são uma popular alternativa de aplicação de recursos, com números significativos. De acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima)

– a entidade que representa os interesses dos bancos, empresas de administração de recursos, corretoras e distribuidoras de valores mobiliários – existem no país mais de 15 mil carteiras, que reúnem o montante total de R$ 4,0 trilhões sob responsabilidade dos gestores de recursos1.

Um mesmo aplicador pode ter posições em diversos fundos. Sendo assim, não é possível conhecer com exatidão a quantidade de pessoas que investem na modalidade. Contudo, estimativas com base na análise das informações sobre a quantidade de cotistas por fundo, disponibilizadas pela Comissão de Valores

Ver todos os capítulos
Medium 9788520453032

18. Gestão de riscos

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 18

Gestão de riscos

Orlando Vieira Sampaio Júnior

INTRODUÇÃO

Apesar do estudo da gestão de riscos ter se iniciado apenas após a Segunda

Guerra Mundial, a prática de avaliar riscos e agir de acordo com essa avaliação acompanha o homem desde a pré-história. Àquela época, avaliar o risco de sair da relativa segurança da habitação, com o grande número de ameaças que estavam presentes, era questão de sobrevivência. A domesticação de plantas e animais foi um marco para a vida humana e para a diminuição de vários riscos.

Os seres humanos já não precisavam se deslocar por longas distâncias para obter alimentos, diminuindo o risco de estar expostos às intempéries, de ataques de animais selvagens durante a caça e da imprevisibilidade na disponibilidade de comida.

A ideia revolucionária que viria a separar o mundo antigo do mundo moderno foi a noção de que o homem pode mudar o futuro com suas ações e não está nas mãos dos deuses que decidirão a sua sorte. Com isso, é possível avaliar os possíveis resultados de cada ação e decidir racionalmente qual o melhor caminho a ser tomado.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520453032

8. Educação financeira

Sousa, Almir Ferreira de ...[et al.] Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 8

Educação financeira

Ana Claudia Silva Leoni

Neste capítulo, é apresentada uma visão geral sobre educação financeira.

INTRODUÇÃO

Desde que fui convidada para escrever o capítulo de educação financeira deste livro, fiquei, como dizia minha mãe, matutando sobre como e o que escrever.

Colocar no papel pensamentos, ideias, anos de observações. Como organizar isso tudo? Como organizar de forma que façam sentido para quem lê? E mais, como fazer com que um tema nada popular se torne interessante e relevante para você, leitor?

Percebi que essa é uma resposta que não apenas uma aprendiz de escritora busca, mas todos os envolvidos, de uma forma ou de outra, com o tema da educação financeira. Grandes bancos, consultores independentes, estudiosos, curiosos: todos buscam a resposta sobre como tornar um assunto vital para a inclusão social e para o exercício pleno de cidadania de qualquer indivíduo algo relevante, prioritário e que faça parte do cotidiano das pessoas, transformando-o em hábito e destituindo o tabu.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos