121 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788520436561

Introdução

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

INTRODUÇão

O

ato de recepcionar faz parte do dia a dia de qualquer pessoa que vive em sociedade. Envolve desde situações profissionais, como receber e atender clientes, fornecedores, concorrentes em um escritório, até receber e entreter convidados em uma festa familiar. Mas, para que essa atividade seja revestida de cunho profissional, são necessárias algumas regras de tratamento e postura.

O serviço de recepção em eventos, como em qualquer outra atividade, é o

“cartão de visita”, isto é, o primeiro contato do participante, das autoridades, dos convidados, dos prestadores de serviços e demais envolvidos com o evento. Esse acolhimento representa a conduta dos esforços anteriores despendidos pelo promotor e organizador de eventos para oferecer bom atendimento e serviços a todo segmento de público participante do evento. Portanto, é no comportamento e no desempenho dos profissionais de recepção que todo o planejamento de um evento poderá ter maior ou menor êxito durante a sua realização.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Lista de abreviaturas

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

lista de abreviaturas

A&B

– Alimentos e Bebidas

ABM

– Associação Brasileira de Medicina

APM

– Associação Paulista de Medicina

BIE

– Bureau International des Expositions

Cadastur – Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos

CBO

– Código Brasileiro de Ocupações

CCCAD – Comitê Consultivo do Cadastur

Cipa

– Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

CLT

– Consolidação das Leis do Trabalho

Contru

– Departamento de Controle de Uso de Imóveis

Corde

– �Coordenadoria Nacional para Integração da

Pessoa Portadora de Deficiência

ECA

– Estatuto da Criança e do Adolescente

Ecad

– Escritório Central de Arrecadação e Distribuição

Embratur – �Empresa Brasileira de Turismo, atual Instituto

Brasileiro de Turismo

Fiesp

– Federação das Indústrias do Estado de São Paulo

Fifa

– Fédération Internacionale de Football Association

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Apresentação

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

apresentaÇão

E

sta obra é resultado de pesquisas e estudos realizados nos últimos anos para complementar conteúdos que seriam utilizados em treinamentos e cursos de formação de recepcionista de eventos, assim como de observações efetuadas in loco durante a participação em eventos.

Após essas pesquisas e vivências, percebi que o profissional de recepção em eventos, além da formação técnica, que lhe fornece conhecimentos para desempenhar as funções pertinentes ao cargo, precisa de uma formação complementar sobre temas como cerimonial e protocolo, alimentos e bebidas, conhecimentos gerais e outros, que estão ligados diretamente com a atividade eventos e indiretamente com a sua função.

Diante do exposto, resolvi organizar este livro para disponibilizar e compartilhar os conteúdos que, acredito, são de suma importância para os profissionais de recepção em eventos e também para aqueles que desejam ingressar nessa atividade.

A obra está dividida em quatro partes, sendo a primeira destinada aos fundamentos básicos sobre eventos, na qual são apresentados temas como: origem e evolução dos eventos, conceitos, tipologia, noções de planejamento e organização de eventos, estrutura organizacional dos eventos, destacando seus componentes, os locais onde os eventos acontecem, o mercado de eventos e a legislação federal vigente do setor.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Parte 2 – O profissional de recepção em eventos

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

O PROFISSIONAL DE RECEPÇÃO EM EVENTOS

2

PARTE

5

OS PRIMEIROS PASSOS NA PROFISSÃO DE

RECEPÇÃO DE EVENTOS

C

omo em toda profissão, o profissional de recepção em eventos deve inicialmente buscar formação e preparar-se tecnicamente para o cargo de recepcionista. Em geral, o CBO aconselha:

[...] o ensino médio completo, exceto para o recepcionista de hotel, que tem como pré-requisito o ensino superior incompleto. É desejável curso básico de qualificação de até duzentas horas-aula e de um a dois anos de experiência profissional para o recepcionista, em geral.

Para as demais ocupações elencadas nesta família ocupacional, demandam formação profissional para efeitos do cálculo do número de aprendizes a serem contratados pelos estabelecimentos, nos termos do artigo 429 da

Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, exceto os casos previstos no art.

10 do decreto 5.598/2005.

O profissional de recepção em eventos, para apresentar-se ao mercado de trabalho, deve primeiro preparar-se tecnicamente por meio de cursos de qualificação, experiências em trabalhos voluntários, leituras sobre o tema, participar de eventos e observar outros profissionais atuando.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Parte 3 – Aspectos complementares para a formação profissional

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

FORMAÇÃO PROFISSIONAL

ASPECTOS COMPLEMENTARES PARA A

3

PARTE

8

CERIMONIAL, PROTOCOLO E ETIQUETA

ANTECEDENTES HISTÓRICOS

T

odas as fórmulas, tipos de comportamentos e preceitos necessários ao bom desempenho social seguiram linhas de evolução características de cada cultura.

Os costumes de ordem social, religiosa e política das várias culturas humanas ditaram comportamentos protocolares que vieram a formar a cultura do cerimonial.

Na China, várias correntes contribuíram para a cristalização das normas de costumes. Para o observador ocidental, a principal contribuição foi de origem confuciana, no que diz respeito ao aspecto formal.

O riquíssimo simbolismo clássico da poesia chinesa e dos filósofos motivou, porém, fórmulas de grande sensibilidade, com alusões a evocações que determinaram, por exemplo, o lugar, a hora e a oportunidade para se abordar cada assunto.

Já os egípcios acreditavam na continuação da vida após a morte, o que mostra que os seus rituais funerários eram compostos de uma série de normas e costumes que possibilitassem a continuação da vida extraterrena e a sobrevivência do nome da pessoa, como: a conservação do corpo por meio do processo de mumificação, o aprovisionamento regular de alimentos e da possibilidade de superar os perigos e provas que poderiam dificultar e impedir o avanço deste para

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Parte 1 – Fundamentos básicos sobre eventos

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

fundamentos básicos sobre eventos

1

PARTE

1

ORIGEM, EVOLUÇÃO, CONCEITOS

E TIPOLOGIA DE EVENTOS

E

ventos são acontecimentos que possuem horário, local e dia onde as pessoas se reúnem pelos mais diversos motivos. Esses tipos de acontecimentos existem desde os mais remotos tempos e expressam comportamentos e normas ao bom desempenho social, podendo apresentar características sociais, religiosas e políticas das várias culturas humanas.

No Egito Antigo, segundo registros históricos, aconteciam cerimônias oficiais e religiosas para o faraó e sua corte, como também rituais funerários.

Na China, várias correntes contribuíram para a origem dos eventos, sendo a principal delas a relacionada ao rico simbolismo clássico da poesia e dos filósofos chineses. Cabe ressaltar que a principal contribuição veio do filósofo

Confúcio, que com grande sensibilidade pregava que para se abordar cada assunto deve-se existir o lugar, a hora e a oportunidade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Sumário

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

sumário

Apresentação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XIII

Lista de abreviaturas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . XV

Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. XVII

PARTE 1- FUNDAMENTOS BÁSICOS SOBRE EVENTOS. . . . . . . . . . . 1

Capítulo 1: Origem, evolução, conceitos e tipologia de eventos . . . . . 3

Conceitos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5

Tipologia. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6

Capítulo 2: Noções de planejamento de eventos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

Concepção. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436561

Considerações finais

Marlene Matias Manole PDF Criptografado

CONSIDERAÇÕES FINAIS

P

ara os profissionais de recepção em eventos já atuantes, e para aqueles que queiram iniciar na profissão, o conteúdo desse livro traz informações que acredito somar à formação que já possuem, e consequentemente contribuirá no desempenho das suas funções.

De acordo com Houaiss (2001), recepção é o “ato ou efeito de receber; modo de receber; acolhimento; ação ou efeito de receber alguém pela primeira vez, de acordo com certo cerimonial, especialmente em agremiações literárias e científicas”.

O ato de recepcionar faz parte do dia a dia de qualquer pessoa que vive em sociedade. Mas, para que essa atividade seja revestida de cunho profissional e desempenhada com qualidade, o profissional de recepção em geral, e principalmente o profissional de recepção em eventos, deve possuir qualificação técnica e também possuir conhecimentos complementares.

Portanto, sugere-se que o profissional de recepção em eventos busque informações sobre temas que possam interferir direta ou indiretamente nos tipos de eventos e nas funções que desempenha, pois isso só acrescentará e o qualificará na sua profissão.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

11. Orçamento empresarial: uma ferramenta de apoio à decisão

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Orçamento empresarial: uma ferramenta de apoio à decisão

Allan Komatsu Ferreira

Antonio Carlos Aidar Sauaia

INTRODUÇÃO

Em mercados competitivos e sujeitos à incerteza, um dos recursos para enfrentar as constantes mudanças do ambiente macroeconômico e do microeconômico são as ferramentas financeiras de planejamento. O objetivo deste estudo foi verificar a aplicabilidade da ferramenta orçamento empresarial para agilizar a tomada de decisões, agregando ao processo maior clareza e objetividade. O referencial teórico abordou a tomada de decisão, o planejamento financeiro baseado no orçamento empresarial, em um jogo de empresas como método experimental. A elaboração do orçamento foi feita conforme o esperado. Apesar da execução não ter sido realizada em sua plenitude, os resultados obtidos durante o jogo de empresas permitem afirmar que o uso do orçamento traria benefícios durante o processo de decisão, garantindo aos gestores maior foco e agilidade, além de melhores resultados. O orçamento exigiu conhecimento especializado dos gestores e, apesar de trabalhoso ao implantar e operar, poderia trazer agilidade à tomada de decisão, propiciando análises recorrentes mais ágeis e precisas, favorecendo um desempenho superior. O uso dessa ferramenta no laboratório de gestão parece ter promovido maior contato dos gestores com os conceitos associados, permitindo a prática da teoria sobre orçamento empresarial.

O estudo de planejamento e controle financeiro, com foco na elaboração e execução de uma peça orçamentária, é um tema de crescente im-

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

Introdução

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

Introdução

Sucesso e fracasso são vividos diariamente no grande laboratório da vida organizacional, onde gestores de todas as áreas e em todos os níveis experimentam suas fórmulas já testadas no passado e que teriam produzido resultados passíveis de replicação. Com base na confiança de conquistas anteriores, nas equipes bem escolhidas e bem preparadas e fazendo uso das infalíveis regras de bolso, muitos se deparam com o inesperado. As organizações experimentam suas fórmulas de sucesso apostando milhões de dólares em reuniões telefônicas que duram menos de meia hora. As decisões adotadas são racionais? Essas organizações maximizam o retorno para os acionistas ou acabam focalizando os incentivos dos gestores? Os consumidores são os beneficiários das políticas dessas organizações?

Na Academia, talvez se ousasse oferecer respostas a essas questões. No ambiente das organizações, jamais saberemos os reais motivos que orientam a tomada de decisão, sem sentido para os críticos, sem alternativa para os que decidem. Por mais preparados que estejam os gestores, cada momento traz peculiaridades não mapeadas na fase anterior.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

1. O Laboratório de Gestão como ambiente de aprendizagem

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

O Laboratório de Gestão como ambiente de aprendizagem

Ouço e esqueço;

Vejo e recordo;

Faço e compreendo!

Confúcio

Aprendizagem Vivencial

Num Laboratório de Gestão, você testará os seus limites, tomando decisões organizacionais e conhecendo em seguida os resultados produzidos por elas. A aprendizagem prática ocorrerá de duas formas complementares:

■■

■■

Testando seus conhecimentos por meio da gestão no jogo de empresas.

Praticando os modelos da teoria em uma pesquisa aplicada desenvolvida individualmente pelos membros dos grupos concorrentes no jogo de empresas.

Ao contrário do que ocorre em aulas expositivas (Tabela 1.1), nas quais o professor desempenha o papel principal (enfoque no ensino), em um

“jogo de empresas”, o papel principal é desempenhado pelo participante

(enfoque na aprendizagem).

Tabela 1.1 –

Ensino x Aprendizagem.

Métodos

Técnicas

Foco

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

8. Teoria dos Jogos: como as decisões dos agentes afetam o mercado

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Teoria dos Jogos: como as decisões dos agentes afetam o mercado

Danny Jozsef

Antonio Carlos Aidar Sauaia

INTRODUÇÃO

No meio empresarial, dois tipos de variáveis influenciam o processo decisório:

■■

■■

As variáveis internas (endógenas), que são controláveis e previsíveis e que dependem das escolhas do grupo de gestão no processo decisório;

As variáveis externas (exógenas), cuja imprevisibilidade dificulta enormemente a tomada de decisão.

O segundo tipo de variável é composto pelos índices macroeconômicos (IPG – índice geral de preços – e IAE – índice de atividade econômica), pelo indice microeconômico (IVE – índice de variação estacional – sazonalidade), pelas decisões dos concorrentes e de outros envolvidos que afetam o desempenho das empresas (p. ex., fornecedores de matéria-prima, de mão de obra e o governo). Com a intenção de gerar insumos para uma gestão mais eficiente, o presente capítulo descreve, sob a ótica da Teoria dos Jogos, as decisões da empresa Metta, que operou em um ambiente competitivo do laboratório de gestão. Foram coletados dados secundários em pesquisa bibliográfica, por meio de casos reais de empresas, e analisa-

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

9. Análise custo-volume-lucro no auxílio à tomada de decisão

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Análise custo-volume-lucro no auxílio à tomada de decisão

Yudi Miaguchi

Antonio Carlos Aidar Sauaia

INTRODUÇÃO

Para o sucesso da equipe no ambiente de tomada de decisão, os gestores das cinco áreas funcionais e o presidente devem obter o maior volume de dados úteis. Decisões embasadas nas teorias permitem à equipe analisar seus resultados e criticá-los, ajustando assim as novas decisões, para que proporcionem o desempenho almejado. Tal ideia no laboratório de gestão refere-se ao aprimoramento contínuo pela prática do conhecimento e internalização por meio da vivência. Adotou-se, nesta pesquisa, o ponto de equilíbrio como ferramenta de auxílio à gestão, analisando sua relevância no âmbito gerencial, sua utilidade para o processo de decisão no jogo de empresas e sua contribuição para atingir objetivos e metas traçados. Embora a ferramenta tenha sido utilizada para maximizar a rentabilidade do acionista (TIR – taxa interna de retorno), o ponto de equilíbrio pode beneficiar outros aspectos que não os econômicos, como a sustentabilidade, a política e a cidadania. O método de pesquisa adotado foi o estudo de caso aplicado à empresa Macrosoft, que operava na indústria Novevinte. Foi realizada a coleta e a análise de dados durante dois anos de operações, sendo os desvios confrontados com a teoria. O estudo ilustrou a importância de uma ferramenta para a análise custo-volume-lucro no auxílio à gestão, permitindo identificar os fatores que mais influenciaram o desempenho da empresa e sinalizando

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

12. Criação de valor sustentável

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Criação de valor sustentável

Renato Kazuo Nishikawa Tanaka

Antonio Carlos Aidar Sauaia

introdução

Cresce a consciência de que as futuras gerações podem estar sendo ameaçadas pelas decisões não sustentáveis tomadas hoje nas organizações, contrapondo lucros econômicos e prejuízos socioambientais. No presente capítulo examinou-se a relação entre criação de valor (taxa interna de retorno – TIR) e sustentabilidade no laboratório de gestão. O referencial teórico apoiou-se nos caminhos para o desenvolvimento sustentável (Sachs, 2008), no modelo de criação de valor sustentável (Hart e

Milstein, 2003) e em casos reais de empresas que ilustraram como o consumo pode ser gerenciado na democracia, à luz da sustentabilidade. A pesquisa bibliográfica evoluiu para uma pesquisa-ação no ambiente semipresencial Simulab, no qual um simulador organizacional produziu os dados primários em um jogo de empresas competitivo. Com base nas variáveis de decisão presentes no modelo do simulador, foi proposto um

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436363

4. Relatórios gerenciais (Simulador Industrial Simulab)

Antônio Carlos Aidar Sauaia Manole PDF Criptografado

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Relatórios gerenciais

(Simulador Industrial Simulab)

DEMONSTRATIVOS OPERACIONAIS

Dados públicos divulgados a todos os fabricantes:

■■

■■

■■

Identificação da empresa e do trimestre;

Índices para monitorar e prever a conjuntura econômica;

Informações sobre a indústria, aqui significando setor da economia. Pela associação do setor, são fornecidos preços, dividendos distribuídos, lucro líquido, volume efetivo de vendas em unidades físicas e a participação porcentual no mercado de todas as empresas concorrentes.

Dados reservados ao relatório de cada fabricante:

■■

■■

Decisões da empresa neste trimestre: são fornecidos para controle os va­lores das decisões que foram efetivamente introduzidos no sistema com os ajustes necessários, quando for o caso;

Demonstrativo das operações: operações realizadas e capacidade de produção para o próximo período atualizada com os investimentos.

Ver todos os capítulos

Carregar mais