6125 capítulos
Medium 9788521630845

Parte II - 7 - NOÇÕES JURÍDICO-TRABALHISTAS PARA PEQUENAS EMPRESAS

PATRÍCIO, Patrícia; CANDIDO, Claudio Roberto (orgs.) Grupo Gen PDF Criptografado

7

NOÇÕES JURÍDICO-TRABALHISTAS

PARA PEQUENAS EMPRESAS

Giseli Angela Tartaro Ho

Mestra em Direito das Relações Sociais (PUC-SP)

O que você verá a seguir:

Vamos abordar questões essenciais a respeito da legislação trabalhista, destacando sua relevância para o pequeno empreendedor:

• conceitos de microempresa, pequena empresa e microempresário individual, legislação aplicável e devidas obrigações trabalhistas, em cada caso.

• conceitos básicos de legislação trabalhista aplicáveis à pequena empresa, tais como contrato de trabalho, relação de emprego, relação de trabalho, empregado, empregador, poder de direção do empregador e principais formas de trabalho.

COMO A LEGISLAÇÃO DEFINE PEQUENA EMPRESA?

A Constituição Federal de 1988 foi precursora ao instituir tratamento diferenciado às pequenas empresas, inovando ao trazer para o nosso ordenamento jurídico a previsão para a fixação de diretrizes específicas no art. 170,

IX, que dispõe sobre o “tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no país”, também pelo disposto no art. 179:

Ver todos os capítulos
Medium 9788597008340

3. Custeio por absorção

VEIGA, Windsor Espenser; SANTOS, Fernando de Almeida Grupo Gen PDF Criptografado

3

C U STE IO P OR ABS OR ÇÃO

É o processo que tem por objetivo ratear todos os seus elementos, fixos ou variáveis, em cada fase da produção até a conclusão do produto final. Todos os custos de produção são absorvidos pelas unidades produzidas.

Os custos diretos são considerados de forma objetiva e os custos indiretos são apropriados por meio de taxas de rateio (proporcionalidade subjetiva). Esse custo integra os estoques e somente será considerado CPV – custo do produto vendido quando a produção for vendida.

Neste capítulo é apresentado o custeio por absorção, um método para apropriação de custos aceito pela legislação tributária, pelos princípios de contabilidade e pelos procedimentos de auditoria. O Regulamento do Imposto de Renda – RIR/99, Decreto no 3.000,1 em seus arts. 289 a 298, contempla a questão do custo de aquisição e do custo dos bens e/ou serviços.

Competências adquiridas com a leitura do capítulo:

›› Conhecer as premissas para elaboração do custeio por absorção.

Ver todos os capítulos
Medium 9788597010480

11 - ESTRATÉGIAS RACIONAIS PARA CRIAR ACORDOS INTEGRATIVOS

BAZERMAN, Max H.; NEALE, Margaret A. Grupo Gen PDF Criptografado

No capítulo anterior, fornecemos a informação necessária sobre as preferências do outro negociador para criar trocas mutuamente benéficas. Lembre-se, tal informação é algo pelo qual você deve trabalhar duro para descobrir. Neste capítulo, identificamos 12 estratégias para ajudá-lo a encontrar as informações necessárias para identificar e avaliar essas trocas. Essas estratégias incluem como coletar informações, como lidar com diferentes percepções entre os dois lados da negociação, como usar as diferentes percepções para a vantagem dos dois lados e como ir além de simples trocas para criar verdadeiros acordos integrativos.

Não há uma única estratégia perfeita para todas as situações. Esperamos suprir um conjunto diverso de métodos. É necessário que você decida quais delas são apropriadas para determinada situação. A eficácia das estratégias varia de acordo com o nível de confiança existente entre os dois lados. Além disso,

é possível usar uma estratégia no início da negociação e depois passar a usar outra se a primeira não estiver ajudando-o a obter todas as informações necessárias.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547220228

Capítulo 10

Pedro A. Morettin, Wilton de O. Bussab Editora Saraiva PDF Criptografado

546

E s tat í s t i c a b á s i c a

12. (a) Usando os NA do problema 10 obtemos:

17. Para u1 = 0,6 e u2 = 0,09, calcule z1 e z2 dadas no método de Box-Müller, obtendo z1 = 0,562 e z2 =

0,357. Repita.

x1 = 0,332; x2 = 0,906; x3 = 0,000; x4 = 0,656; x5 = 0,748; x6 = 0,775; x­7 = 0,849; x8 = 0,648; x9 = 0,283; x10 = 0,728. ;

(b) �Suponha u1 = 0,94; então z1 = Φ–1(u1) = –1,56 e portanto x1 = 10 + 2z1 = 13, 12, etc.

(c) �Para u1 = 0,94, temos que t1 = 1,711 etc.

14. Com os valores zi gerados no problema 12(b), calcule w = z12 + z22 + z32 etc.

19. [1] Suponha gerado u1 = 0,6; [2] r = 3/7 = 0,43, j =

0, pr = (0,7)5 = 0,17, F = 0,17. [3] u1 > F [4]pr =

(0,43)(5)(0,17) = 0,37, F = 0,17 + 0,37 = 0,54, j = 1;

[5]u1 = 0,6 < F, logo coloque x1 = 1. Repita para u2, ..., u5.

23. Suponha os três primeiros valores gerados da Exp

(1/2) do problema 11. Então o primeiro valor gerado­ de X  gama (3; 1/2) seria x1 = 0,435 + 0,061 + 1,099

Ver todos os capítulos
Medium 9788580554311

22.2 Opções de compra

Stephen A. Ross, Randolph W. Westerfield, Jeffrey Jaffe, Roberto Lamb Grupo A PDF Criptografado

754

Parte VI

Opções, Futuros e Finanças Corporativas

22.2 Opções de compra

O tipo mais comum de opção é uma opção de compra (call). Uma opção de compra concede ao titular o direito de comprar um ativo a um preço fixo durante um determinado período. Não há restrição quanto ao tipo de ativo, mas os mais negociados em bolsas de valores são as opções de ações e de títulos de dívida.

Por exemplo, opções de compra de ações da IBM podem ser adquiridas na Bolsa de Opções de Chicago. A IBM não lança (ou seja, não vende) opções de compra de suas ações. Em vez disso, investidores individuais são os compradores e vendedores originais de opções de compra de ações da IBM. Suponha que hoje seja dia 1º de abril. Uma opção de compra representativa de ações da IBM permite que um investidor compre 100 ações da IBM até dia 19 de setembro

(as opções expiram no sábado que segue a terceira sexta-feira do mês) a um preço de exercício de $ 100. Essa opção é valiosa se houver a probabilidade de o preço das ações da IBM exceder os $ 100 no dia 19 de setembro ou antes disso.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos