12175 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788577803866

12. Aprimorando o desempenho organizacional

Mullins, Laurie J. Grupo A PDF Criptografado

12

Aprimorando o desempenho organizacional

INTRODUÇÃO

A organização de hospitalidade não é apenas uma organização de trabalho, é também um sistema social complexo e o resultado de muitas variáveis interrelacionadas. A fim de alcançar melhor desempenho, é necessário entender a natureza da eficácia organizacional e aqueles fatores que influenciam a efetiva gestão de pessoas.

DIMENSÕES DA EFICÁCIA

ORGANIZACIONAL

Este livro tem se ocupado das interações entre a estrutura e a operação das organizações de hospitalidade, o papel da gerência e o comportamento das pessoas no trabalho. O tema central é o aprimoramento do desempenho organizacional por meio da gestão efetiva das pessoas (recursos humanos).

As organizações precisam ser eficientes em fazer certo, com ótimos índices na relação produto/insumo e no aproveitamento de seus recursos. Mas também precisam ser eficazes em fazer as coisas certas e em valorizar os resultados relacionados e um propósito específico, objetivo ou tarefa. O desempenho deve estar relacionado a fatores tais como aumento na lucratividade, melhor prestação de serviços ou na obtenção dos melhores resultados em áreas organizacionais importantes. As organizações devem também garantir atendimento satisfatório ou superar as demandas e exigências dos clientes, sendo adaptáveis a exigências específicas, mudanças no ambiente externo e demandas da situação.1

Ver todos os capítulos
Medium 9788577801671

2. Identificar oportunidades valiosas

Shane, Scott Grupo A PDF Criptografado

Identificar oportunidades valiosas

2

Na maior parte do tempo, não precisamos de novos negócios porque as empresas consolidadas estão atendendo às necessidades dos clientes. Como resultado, não há oportunidade para os empreendedores criarem empresas de sucesso. Infelizmente, muitos empreendedores não percebem isso e criam novos negócios na ausência de oportunidades de negócios. A conseqüência é o fracasso em um curto período de tempo.

Para ter sucesso, você deve iniciar seu negócio em resposta a uma oportunidade de desenvolvimento de um novo produto ou serviço que atenda às necessidades dos clientes, não satisfeitas adequadamente; ou que satisfaça às necessidades dos clientes indo além do que as empresas consolidadas fornecem. Assim, de onde vêm essas oportunidades? Que forma elas tomam? Como é que empreendedores de sucesso combinam oportunidades com inovação? Como é que empreendedores de sucesso identificam essas oportunidades? Este capítulo responde a essas questões.

FONTES DE OPORTUNIDADES

Ver todos os capítulos
Medium 9788577801671

9. Escolher a forma adequada de organização

Shane, Scott Grupo A PDF Criptografado

CAPÍTULO 9

ESCOLHER A FORMA ADEQUADA DE ORGANIZAÇÃO

Escolher a forma adequada de organização

143

9

A maioria das pessoas crê que empreendedorismo significa criar uma nova empresa que dê conta de seu próprio desenvolvimento, produção e distribuição.

Embora seja verdade que os empreendedores freqüentemente usam abordagens hierárquicas para explorar oportunidades, criando novas organizações que sejam donas de todos os estágios da cadeia de valor – desde a compra de suprimento até o marketing e a distribuição – você também pode explorar oportunidades com mecanismos relacionados ao mercado, tais como licenciamento ou alianças estratégicas. Por exemplo, as empresas emergentes em biotecnologia costumam se associar com grandes empresas farmacêuticas, seja por meio de licenciamento ou por alianças estratégicas nas quais a produção do remédio propriamente dita, e até mesmo o desenvolvimento e a aprovação pela FDA, é realizada pelas empresas farmacêuticas. Portanto, uma pergunta que você deve considerar ao querer se tornar um empreendedor em tecnologia é: Qual é o modo adequado de explorar minha oportunidade?

Ver todos os capítulos
Medium 9788577803866

11. A realização do trabalho

Mullins, Laurie J. Grupo A PDF Criptografado

11

A realização do trabalho

INTRODUÇÃO

A fim de que a organização de hospitalidade funcione eficazmente, as atividades dos integrantes da equipe precisam ser canalizadas e conduzidas rumo à consecução das metas e dos objetivos corporativos. O processo de gestão está voltado à utilização dos recursos humanos, aos ajustes para a execução dos processos organizacionais e à realização do trabalho.

DELEGAÇÃO, SUPERVISÃO E

CONTROLE

Vimos, no Capítulo 4, que a gestão bem-sucedida implica realizar trabalhos por meio do esforço de outras pessoas.

Isso acarreta a distribuição de deveres, autoridades e responsabilidades ao longo de toda a estrutura da organização, assim como a tentativa de influenciar o comportamento e o desempenho dos subordinados. A realização do trabalho envolve os processos de delegação, supervisão e controle. A delegação é uma função necessária à gestão administrativa.

Se é você quem faz, você não é o gerente.1

A delegação é uma característica essencial da eficácia organizacional, estando relacionada ao estilo gerencial e à liderança. Pode-se considerar que a delegação ocorre tanto em nível organizacional quanto estrutural, e também individual e pessoalmente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580550917

Seção 2 - A nova tecnologia relacionada às necessidades originais do cliente

Burgelman, Robert A. Grupo A PDF Criptografado

sEÇÃO

2

A rtigo 3 - 8

Nota sobre a pesquisa com usuários de ponta*1

Stefan Thomke e Ashok Nimgade

Jim Sanchez, um gestor da Bose Speakers Professional

Products, encarregado do desenvolvimento de novos produtos, ficou surpreso com a alta qualidade da música ambiente que ouviu quando caminhava próximo a uma cadeia de lojas de CD em Boston. Ao investigar, descobriu que o gerente de uma das lojas havia comprado várias caixas acústicas Bose projetadas para uso doméstico e pediu que os eletricistas as instalassem

“de qualquer maneira”. Naquele momento, no final dos anos 1980, nenhuma das caixas acústicas disponíveis era projetada para ser montada no alto, mas um eletricista as envolveu com tiras metálicas e as suspendeu acima das cabeças das pessoas – não necessariamente com segurança. Sanchez voltou para o escritório com fotografias Polaroide de algumas das instalações improvisadas. Os engenheiros da Bose rapidamente criaram protótipos que foram levados de volta para as lojas de

CD para mais testes. Essa descoberta proveitosa de uma necessidade do “usuário de ponta” levou a Bose a ser a pioneira nas caixas acústicas de alta fidelidade para o mercado de música ambiente.2

Ver todos os capítulos
Medium 9788580550917

Seção 2 - Contexto da indústria

Burgelman, Robert A. Grupo A PDF Criptografado

2

Contexto da Indústria *

sEÇÃO

A rtigo 2 - 7

Atravessando o abismo e indo além

Geoffrey A. Moore

Praticamente todo o pensamento contemporâneo sobre estratégia de marketing de alta tecnologia tem suas raízes no Ciclo de Vida da Adoção de Tecnologia, um modelo que cresceu a partir da pesquisa social iniciada no final dos anos 1950 sobre como as comunidades reagem

às inovações descontínuas.

As inovações verdadeiramente descontínuas referem-se a novos produtos ou serviços que exigem do usuário final e do mercado uma mudança no comportamento para que possam obter novos benefícios. Aplicado ao marketing, o modelo postula que, quando um mercado é confrontado com a oportunidade de passar por um novo paradigma de infraestrutura – por exemplo, das máquinas de escrever para os processadores de texto –, os clientes se dividem em relação às possibilidades de risco. Por exemplo, os inovadores que se sentem imunes ao risco avançam e exigem que sejam os primeiros a tentar a nova oportunidade, enquanto os retardatários, que temem o risco, recuam. Entre esses tipos de cliente, o modelo identifica três comunidades adicionais: os adeptos iniciais (early adopters), a maioria inicial de adeptos e a maioria tardia de adeptos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580550917

Seção 1 - Inovação tecnológica

Burgelman, Robert A. Grupo A PDF Criptografado

1

INOVAÇÃO

TECNOLÓGICA

sEÇÃO aRTIGO 1-1

Lucrando com a inovação tecnológica: implicações na integração, colaboração, licenciamento e políticas públicas

David J. Teece*

Este artigo tenta explicar por que as empresas inovadoras muitas vezes não conseguem obter retornos financeiros significativos a partir da inovação, embora os clientes, imitadores e outros participantes da indústria se beneficiem. A estratégia de negócios – em particular ao que se refere à decisão da empresa de integrar e colaborar – mostra-se um fator importante. O artigo demonstra que, quando é fácil copiar, os mercados não funcionam bem e os lucros da inovação podem chegar aos proprietários de determinados ativos complementares, mas não para os desenvolvedores da propriedade intelectual. Isto aponta a necessidade, em certos casos, de a empresa inovadora rever a importância histórica para esses ativos complementares. O artigo também indica que os inovadores com novos produtos e processos que fornecem valor aos consumidores podem, às vezes, estar tão mal posicionados no mercado que necessariamente fracassarão. A análise proporciona uma base teórica para a proposição de que a manufatura

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

21. Método Trezentos com Ênfase no Peer Instruction para o Curso de Administração

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Método Trezentos

21 com Ênfase no Peer

Instruction para o

Curso de Administração

Coordenadora Nancy Okada

Resumo

A experiência intitulada “Método Trezentos com ênfase no Peer Instruction para o curso de Administração” tem o intuito de compartilhar a metodologia vivenciada pelos alunos e a equipe docente do curso de Administração da Universidade do Oeste Paulista – Unoeste, situada na cidade de Presidente Prudente, em São Paulo, com o objetivo de reduzir o índice de reprovações nas disciplinas que exigem base lógica e matemática por meio da utilização de duas metodologias ativas de ensino: Método Trezentos e Peer Instruction. A monitoria, que antes era realizada em horários fora do período de aulas – o que dificultava a frequência dos estudantes –, passa a ser realizada durante o período de aulas dessas disciplinas. O método propõe, inicialmente, uma avaliação diagnóstica da turma como base para a escolha dos monitores que, a partir de então, passam a liderar um grupo de trabalho com a função de auxiliar os demais integrantes na resolução de exercícios. Ao final dos trabalhos, é realizada outra atividade avaliatória para verificar a melhora de desempenho dos alunos. Além disso, o grupo também avalia seu monitor.

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

23. Empreendedorismo como Estratégia de Desenvolvimento de Capacidades Empreendedoras nos Estudantes de Administração da FAE Centro Universitário – PREMIADO COM DISTINÇÃO

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Empreendedorismo

23 como Estratégia de

Desenvolvimento de Capacidades

Empreendedoras nos Estudantes de

Administração da FAE

Centro Universitário –

PREMIADO COM

DISTINÇÃO

Coordenadora Edna Regina Cicmanec

Resumo

Ao longo dos seus 62 anos de história, a FAE Centro Universitário tem investido constantemente na formação de qualidade, o que faz com que seja reconhecida por seu ensino de excelência e seu forte diferencial humanista.

O curso de bacharelado em Administração da FAE figura como um dos principais cursos da instituição, e é reconhecido como um dos melhores cursos de Administração do sul do Brasil.

Ao reconhecer, no fim da década de 2000, o empreendedorismo como uma das peças centrais de um ensino modernizado, o grupo gestor da FAE deparou-se com o desafio de elaborar um conjunto

187

Miolo_InovacaoEnsinoAprendizagem_1ed.indd 187

25/07/2019 20:34:15

INOVAÇÃO EM ENSINO E APRENDIZAGEM

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

13. Implementação de uma Metodologia Inovadora de Ensino através da Utilização de Situações-Problemas Reais e Regionais – PREMIADO COMDISTINÇÃO

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Implementação de

13 uma Metodologia

Inovadora de Ensino através da Utilização de

Situações-Problemas

Reais e Regionais –

PREMIADO COM

DISTINÇÃO

Coordenador Rogério Narciso Gomes

Resumo

O curso de Administração do Centro Universitário de Jaguariúna – UniFAJ procurou, desde sua origem, integrar a teoria à prática por meio da implementação de diversas metodologias ativas que possibilitem a conexão eficaz do conhecimento com o mundo real. Uma das técnicas mais utilizadas para esse objetivo é a do estudo de caso.

Muito embora essa metodologia, na sua versão tradicional, seja uma ferramenta largamente utilizada, buscamos aproveitar a boa inserção regional para prover casos reais em sala de aula.

Trabalhar o conceito de estudo de caso real e regional, contextualizado, em que o estudante possa participar e atuar nele, e não apenas discutir um caso que já ocorreu e que foi fora do seu contexto, foi o grande objetivo.

Assim, o programa denominado Desafio foi formatado com o objetivo de oferecer experiência prática aos alunos, que foram estimulados a pensar em problemas reais, investigar alternativas

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

11. Inovação no Ensino e Aprendizagem em Administração: Iniciativas Exitosas na Região Sudeste

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Inovação no Ensino e Aprendizagem

11 em Administração:

Iniciativas Exitosas na

Região Sudeste

Cintia Rodrigues de Oliveira Medeiros

Universidade Federal de Uberlândia

Diogenes de Sousa Bido

Universidade Mackenzie

Desde 1990, a Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração vem marcando a história do ensino de graduação em Administração, constituindo-se como um espaço propício para o compartilhamento de experiências relacionadas aos desafios e oportunidades do curso de Administração, entre coordenadores(as), professores(as) e estudantes. A comunidade acadêmica e empresarial tem acompanhado os eventos promovidos, as parcerias realizadas e a consolidação de uma proposta que emergiu das preocupações genuínas sobre os rumos da educação e formação de administradores(as).

As reflexões sobre o curso de Administração e a proposta de contribuir continuamente com a comunidade acadêmica e empresarial levaram a mais esta iniciativa: premiar as IES e os cursos pelas atividades inovadoras no ensino de administração, de modo a compartilhar suas experiências exitosas, por região, considerando as particularidades de cada uma delas. No âmbito da região Sudeste, nove propostas foram submetidas para concorrer à premiação, um número expressivo de respostas ao contexto desafiador do ensino de graduação em Administração.

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

7. A Região Centro‑Oeste Brasileira e o Acessoao Ensino Superior: Considerações sobre os Cursos de Administração

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

A Região Centro­‑Oeste

7 Brasileira e o Acesso ao Ensino Superior:

Considerações sobre os Cursos de

Administração

Profa. Dra. Josiane Silveira de Oliveira

Universidade Federal de Goiás

Prof. Dr. Tomás de Aquino Guimarães

Universidade de Brasília

A região Centro-Oeste brasileira é composta pelos estados de Mato

Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e o Distrito Federal. De acordo com dados do IBGE (2019), a região possui mais de 14 milhões de habitantes, sendo que 88% dessa população reside nos espaços urbanos das cidades. Aproximadamente 46% se autodeclara como pretos ou pardos, 42% como brancos,

1,46% como amarelos e 0,93 como indígenas. Além disso, 49% são homens e 51% são mulheres. Goiás é o Estado mais populoso da região, com cerca de 6 milhões de pessoas, seguido por Mato Grosso, com 3 milhões, Distrito

Federal, com 2,57 milhões, e Mato Grosso do Sul, com cerca de 2,45 milhões de habitantes (IBGE, 2019).

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103212

8. Fazendo acontecer

DORNELAS, José Editora Empreende PDF Criptografado

9

Fazendo acontecer

Capítulo 9

Ao analisar o processo empreendedor, nota-se a ênfase dada às fases iniciais: da concepção da ideia ao desenvolvimento do plano de negócios. É importante ter essas etapas bem desenvolvidas para garantir mais chances de sucesso na tão esperada etapa pelos empreendedores: colocar a empresa em funcionamento, ou seja, fazer acontecer!

Porém, antes de fazer acontecer, o empreendedor precisa ficar atento a diversos aspectos relevantes de seu ambiente de negócio e internos à sua empresa.

Questões relacionadas com legislação, obtenção e gestão de recursos financeiros, contratos, relacionamento com fornecedores, contratação e retenção de funcionários, participação em entidades representativas do setor, entre outros, fazem parte do dia a dia do empreendedor.

Muitas dessas atividades devem ser feitas diretamente pelo empreendedor, outras podem ser delegadas. O importante é conhecer quais são as principais

áreas e atividades que devem ser consideradas desde a criação da empresa e definir a melhor estratégia para considerá-las no negócio. O erro que muitos empreendedores cometem é imaginar que atividades periféricas não são importantes e que, por isso, não precisam de atenção. Muitas vezes, um negócio vai

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103212

1. Empreendedorismo em uma era de transformação e mudanças

DORNELAS, José Editora Empreende PDF Criptografado

1

Empreendedorismo em uma era de transformação e mudanças

Capítulo 1

1.1 Empreender nos dias atuais

é um pouco diferente

Empreendedorismo já não é uma palavra desconhecida no vocabulário do brasileiro há algum tempo. Jovens e adultos, homens e mulheres, e até crianças, já ouviram falar, leram ou de alguma forma empreendem no seu dia a dia. Empreender é a realização máxima dos sonhadores que almejam ver seus sonhos concretizados.

Alguns empreendem por meio do próprio negócio; outros, em grandes empresas.

Há aqueles que empreendem coletivamente, outros, sozinhos, e há ainda os que participam de organizações não governamentais. Empreender pode estar relacionado com o fazer acontecer em várias fases da vida do ser humano.

No mundo atual, empreender continua tendo o mesmo significado que no passado. Quem empreende está sempre visando ao futuro e à construção de algo novo que vai melhorar a vida das pessoas, de preferência com soluções criativas, inovadoras e sustentáveis. O resultado maior da atividade empreendedora leva

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103212

7. Desenvolvendo seu potencial empreendedor

DORNELAS, José Editora Empreende PDF Criptografado

7

Desenvolvendo seu potencial empreendedor

Capítulo 7

7.1 Convencendo os outros

A persuasão é uma habilidade comum a muitos empreendedores, e um dos momentos nos quais o empreendedor mais precisa praticá-la é quando deseja convencer as pessoas de seu modelo de negócio e de que sua visão de crescimento

é factível.

Ao concluir o plano de negócios, o empreendedor tem em mãos um cenário ainda teórico para ser provado na prática. O próximo passo é buscar conquistar investidores que aloquem recursos na empresa. Ou ainda, convencer parceiros, amigos, familiares, entre outros a se tornarem investidores-anjo do negócio.

Apesar de parecer intuitivo, há como preparar um discurso de venda afinado com os objetivos do negócio e os do interlocutor. Muitos empreendedores partem para esta fase do negócio com afinco e entusiasmo, e são justamente essas características que acabam ajudando a convencer outras pessoas de que vale a pena dar um voto de confiança ao empreendedor. Porém, nem sempre isso acontece, e, se o empreendedor não estiver preparado, pode ficar sem respostas para perguntas simples, como:

Ver todos os capítulos

Carregar mais