807 capítulos
Título Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

22 Quadro Clínico da Empresa

ePub Criptografado

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

• Estudar a situação financeira e econômica da empresa.

• Ressaltar seus aspectos positivos e negativos.

Como vai indo a saúde da empresa? Com o objetivo de dar uma visão mais ampla da empresa, apresentamos, a seguir, um quadro geral, comentado, explicado, evidenciando a situação financeira e econômica da empresa, ressaltando os pontos fracos e fortes.

 

 

20X1

20X2

20X3

(–) Conceito

Significado

Fórmula

Liquidez (capacidade de pagamento)

Corrente

 

 

 

 

Mostra quanto a empresa tem de Ativo Circulante para pagar cada $ 1,00 de dívida a Curto Prazo

Seca

 

 

 

 

Mostra quanto a empresa tem de Ativo Circulante, sem considerar os estoques, para cada $ 1,00 de dívida a curto prazo

Ver todos os capítulos

16 Análise Técnica de Ações

ePub Criptografado

16.1 Conceitos e definições da análise técnica

16.2 Herança dos clássicos

16.2.1 Teoria de Charles Dow

16.2.2 Teoria das ondas de Elliot

16.3 Análise gráfica

16.3.1 Tipos de gráficos

16.3.2 Princípio das tendências na análise gráfica

16.3.3 Figuras gráficas

16.4 Indicadores técnicos

16.4.1 Indicadores de tendência

16.4.2 Osciladores

16.4.3 Aplicação dos indicadores técnicos à análise de tendências

Questões para consolidação

Ver todos os capítulos

14 Decisões Referentes às Imobilizações

ePub Criptografado

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

• Oferecer aos leitores o entendimento das decisões referentes ao Ativo Imobilizado, movimentação de bens patrimoniais, sua composição.

• Apresentar alguns indicadores para controle e informações sobre como avaliar a idade do imobilizado.

O Ativo Não Circulante é composto de realizável a longo prazo, investimentos, imobilizado e intangível. Antes da MP de n° 449/08, convertida na Lei no 11.941/09, tínhamos o Ativo Permanente que era dividido em quatro grupos: investimentos, imobilizado, intangível e diferido. Assim, após a referida MP, desaparecem o termo permanente e o subgrupo diferido.

O Ativo Fixo diz respeito aos itens que “permanecem” por vários anos na empresa (vida útil longa) e não se destinam à venda, mas, sim, ao uso ou à renda.

É comum o excesso de imobilização por parte de algumas empresas. Muitas vezes, é questão de honra, sobretudo para o pequeno empresário, ter prédio próprio, máquinas e equipamentos de sua propriedade. Observamos três problemas relevantes em tais decisões.

Ver todos os capítulos

Deveres profissionais

ePub Criptografado

Todas as capacidades necessárias ou exigíveis para o desempenho eficaz da profissão são deveres éticos.

Sendo o propósito do exercício profissional a prestação de uma utilidade a terceiros, todas as qualidades pertinentes à satisfação da necessidade, de quem requer a tarefa, passam a ser uma obrigação perante o desempenho.

Logo, um complexo de deveres envolve a vida profissional, sob os ângulos da conduta a ser seguida para a execução de um trabalho.

Esses deveres impõem-se e passam a governar a ação do indivíduo perante seu cliente, seu grupo, seus colegas, a sociedade, o estado1 e especialmente perante sua própria conformação mental e espiritual.

Distinguem-se, pois, os valores nas tarefas e também a importância destas em face da conduta humana observável perante a execução.

No dizer de Simpson, tais distinções, por si sós, já seriam suficientes para a consideração científica do estudo da questão.2

Uma vez eleito o trabalho que desempenhará com habitualidade, o ser se compromete com todo um agregado de deveres éticos, pertinentes e compatíveis com a escolha da tarefa a ser desempenhada.

Ver todos os capítulos

10 Princípios contábeis: Introdução

ePub Criptografado

Princípios contábeis são premissas básicas acerca dos fatos e eventos considerados pela Contabilidade, premissas que são o ápice da análise e observação da realidade econômica, social e institucional.

O campo de atuação principal da Contabilidade são as entidades (pessoa física ou pessoa jurídica), sejam elas de finalidade lucrativa ou não. A Contabilidade trata do Patrimônio das entidades. Procura captar e evidenciar as variações ocorridas tanto na estrutura patrimonial como na estrutura financeira, de acordo com as decisões da administração, e também trata das variáveis externas que escapam ao controle e ao poder de decisão da administração.

Note que a inflação e as variações de preços dos bens e serviços são as variáveis que mais têm preocupado os administradores.

Nessa realidade complexa, o observador analisa as características principais do sistema e chega a certas conclusões quanto a seu funcionamento. Tais conclusões, se aceitas pela classe contábil, tornam-se os princípios aos quais toda a prática contábil e principalmente os processos de auditoria devem ater-se. Por outro lado, quando se observam alterações nas condições em que a primeira série de princípios foi estabelecida, o observador tem a responsabilidade de fazer uma nova análise da situação e modificar, adaptar ou mesmo substituir os princípios originais por outros que concordem com a nova realidade.

Ver todos os capítulos

1 A Contabilidade

ePub Criptografado

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

• Apresentar com clareza o conceito de Contabilidade, explicando para quem ela é elaborada, sua aplicação e suas regras básicas.

• Explicar quais são as características de qualidade das Demonstrações Contábeis.

A Contabilidade surgiu de forma natural e rudimentar para suprir a necessidade de controle do patrimônio pessoal e dos negócios. É imprecisa a data de sua origem. Iudícibus (2015) comenta que vários historiadores apontam a existência de contas cerca de 2.000 a.C. e que é provável que algumas formas mais rudimentares de contagem de bens tenham existido muito antes disso, por volta de quatro milênios a.C.

Com o passar do tempo, acompanhando a evolução da sociedade, a Contabilidade foi se desenvolvendo e tornou-se uma ciência robusta, revelando-se uma área de conhecimento rica e que presta um grande contributo às pessoas e às empresas na prestação de informações úteis para a tomada de decisão e condução de suas finanças pessoais e dos negócios. No entanto, o governo começou a se utilizar dela para arrecadar impostos, tornando-a obrigatória para a maioria das empresas.

Ver todos os capítulos

Gabarito dos testes

ePub Criptografado

Capítulo 2

1. c; 2. e; 3. b; 4. a; 5. d; 6. a; 7. b; 8. e; 9. c; 10. d.

Capítulo 3

1. b; 2. a; 3. c; 4. a; 5. c; 6. c; 7. a; 8. c; 9. d; 10. c; 11. a: 155, b: 85, c: 55, d: 30.

Capítulo 4

1. c; 2. c; 3. d; 4. c; 5. b; 6. a; 7. b; 8. c; 9. e; 10. e.

1. F, F, F, F, V, V; 2. F, V, F, F, F; 3. F, F, V, F, V, V; 4. F, F, F, F, V; 5. F, V, F, V, F; 6. V, F, V, F, V.

Ver todos os capítulos

1 Os princípios básicos da Economia

ePub Criptografado

OBJETIVOS DO CAPÍTULO:

■ Discutir o que é Economia.

■ Mostrar a importância da escassez para a Economia.

■ Considerar os principais dilemas encontrados na análise econômica.

■ Apresentar a curva de possibilidade de produção.

■ Mostrar o significado da lei dos rendimentos decrescentes.

■ Discutir algumas questões metodológicas presentes na análise econômica.

■ Mostrar as diferenças entre a microeconomia e a macroeconomia.

■ Considerar as várias áreas de estudo na Economia.

■ Apresentar as formas de atuação do economista no mercado de trabalho.

Para que serve a Economia? O olhar atento nos noticiários dos jornais, da televisão ou da internet permite visualizar um amplo conjunto de questões econômicas como o desemprego, a inflação, o endividamento público, o comércio internacional e o crescimento econômico, dentre outros. Em épocas de eleição, o debate sobre os rumos da Economia costuma ter posição central nos programas dos candidatos. Os eleitores querem saber, por exemplo, qual o programa econômico daqueles que pleiteiam o cargo máximo do país. Existem ainda questões relacionadas aos preços dos bens e serviços. Em algumas épocas do ano, é possível observar a elevação no preço de determinados alimentos. Alguns serviços, como os de restaurantes, variam de preço em diferentes localidades de uma mesma cidade. Roupas e calçados costumam ser mais caros em centros comerciais presentes em bairros mais ricos. Quando o preço da gasolina aumenta, fica mais caro encher o tanque do automóvel com etanol. Existem ainda as crises econômicas que permanecem na memória das pessoas, como a Grande Depressão de 1930 ou a crise bancária norte-americana de 2008. Todas essas questões e eventos fazem parte do universo da Economia. Ou seja, a Ciência Econômica possui amplo conjunto de possibilidades teóricas e aplicações práticas, mesmo para as pessoas comuns.

Ver todos os capítulos

13 Programa de Auditoria para Contas do Patrimônio Líquido

ePub Criptografado

O Patrimônio Líquido representa a parcela dos Ativos financiada pelos acionistas. Ele é composto dos seguintes grupos de contas:

• Capital social;

• Reserva de capital;

• Ajustes de avaliação patrimonial;

• Reservas de lucro.

A auditoria das contas do Patrimônio Líquido consiste em o auditor checar as transações que ocorreram durante o período auditado, observando se foram atendidas as disposições societárias e estatutárias. Nas empresas de capital aberto, é uma das mais importantes auditorias, pois envolve muitos aspectos de grande valia para os investidores, como distribuição de dividendos.

Os aspectos mais importantes a verificar, na área, são os de observância dos formalismos legais e estatutários:

• determinar se as ações ou o título de propriedade do capital social foram adequadamente autorizados e emitidos;

• determinar se todas as normas descritas nos estatutos sociais, as obrigações sociais e legais foram cumpridas;

• assegurar-se da organização e atualização dos livros societários, atas de assembleias gerais e de reuniões da diretoria e/ou do Conselho de Administração;

Ver todos os capítulos

4 Cálculo Financeiro em Contexto Inflacionário

ePub Criptografado

Objetivos do capítulo

1. Compreender a influência da inflação dentro do ramo de atuação do cálculo financeiro, que é imprescindível para o processo de tomada de decisões financeiras.

2. Descrever os indicadores de inflação brasileiros: IGP-DI, IGP-M, INPC, IPCA e variação cambial.

3. Abordar o método de cálculo para determinação da taxa de inflação; da taxa de desvalorização da moeda e também para cálculo da taxa real.

O processo inflacionário presente numa economia pode ser explicado, segundo uma abordagem mais simplista, pelo incremento generalizado dos preços dos vários bens e serviços transacionados. Em sentido oposto, ou seja, quando ocorre baixa generalizada de preços no mercado de fatores de produção e de mercadorias, tem-se o fenômeno definido por deflação.

Tanto a inflação como a deflação são eventos bastante importantes para as finanças das empresas, exigindo maior atenção e conhecimento do gestor. É importante sempre que o administrador financeiro conheça os resultados reais da empresa, e possa avaliar também os ganhos e perdas produzidos pelas alterações nos índices de preços.

Ver todos os capítulos

7 Cálculo do custo de produção na empresa rural

ePub Criptografado

Ao empresário de empreendimento agropecuário podem ocorrer em várias oportunidades questões como: quanto me custa a utilização do maquinário? Esse tipo de questão pode ocorrer quando se aluga o maquinário para terceiros, ou se quer orçar o custo unitário de uma lavoura ($/ha) para efeito de previsão financeira ou de estudo de viabilidade de uma cultura a ser implantada na propriedade.

Os registros financeiros também devem conter uma das informações mais fundamentais para o adequado gerenciamento da Empresa Rural: os custos operacionais. O que pode ser traduzido por “quanto custa manter a Empresa Rural em operação”.

Ainda predomina, nas pequenas e médias Empresas Rurais, a visão errônea de que esse setor não necessita adotar um critério sistemático de custos ou um controle rigoroso dos custos operacionais. Essa displicência é ainda mais comum nas empresas rurais, já que foi difundida a ideia distorcida de que só a empresa industrial deve adotar essa sistemática de controle.

Ver todos os capítulos

11 Análise Custo – Volume – Lucro e Alavancagem Operacional

ePub Criptografado

Objetivos do capítulo

1. Descrever as características da análise custo – volume – lucro, enfocando e diferenciando os pontos de equilíbrio contábil, econômico e financeiro.

2. Abordar a formação do resultado operacional no Brasil e propor métodos de ajuste no resultado operacional, adequando-o às características do ambiente econômico do Brasil.

3. Explicar o significado de alavancagem operacional e sua formulação.

Alavancagem é o resultado do uso de recursos operacionais e financeiros que tenham um custo fixo para aumentar o retorno dos proprietários de uma empresa. A alavancagem pode ser operacional, financeira e total.

Alavancagem operacional é determinada pela relação existente entre as receitas operacionais da empresa e o seu LAJIR (Lucro Antes dos Juros e do Imposto de Renda), ou seja, lucro operacional antes do IR.

Alavancagem financeira é determinada pela relação entre esse LAJIR e o lucro líquido da empresa pelo uso dos encargos financeiros fixos.

Ver todos os capítulos

2 Dimensionamento e Controle de Estoques

ePub Criptografado

A função da Administração de Estoques é maximizar o efeito lubrificante entre vendas e o planejamento e programação da produção. Deve minimizar o capital investido em estoques, pois ele é de alto custo, e aumenta de acordo com o custo financeiro. Sem estoque é impossível uma empresa trabalhar, pois ele é o amortecedor entre os vários estágios da produção até a venda final do produto.

Quanto maior o investimento em estoque, tanto maior será o comprometimento e a responsabilidade de cada departamento. Para a Gerência Financeira, a minimização dos estoques é uma das metas prioritárias. O objetivo, portanto, é otimizar esse investimento, aumentando o uso eficiente dos recursos financeiros, reduzindo as necessidades de capital investido.

Se o Gerente da Produção é também o responsável pelos estoques, como algumas vezes é o caso, então esse estoque será encarado por ele como um meio de apoio para sua meta principal: a produção. Sem dúvida, deve-se pressionar o Gerente da Produção para minimizar o investimento em estoque de matéria-prima, embalagens, produtos em processo. Existe uma situação conflitante entre a disponibilidade de estoque e a vinculação do capital, que pode ser vista no Quadro 2.1. Sob o enfoque de Vendas, deseja-se um estoque elevado para atender aos clientes. Do ponto de vista financeiro, necessita-se de estoques reduzidos para diminuir o capital investido.

Ver todos os capítulos

Capítulo 3 – Como desenvolver e implementar os processos administrativos nas empresas

ePub Criptografado

O principal problema que a administração de processos tem apresentado para se consolidar como instrumento administrativo de elevada qualidade é a falta de metodologias estruturadas para seu desenvolvimento e operacionalização nas empresas. Para auxiliar na solução desse problema, é apresentado, na seção 3.1, o resumo de uma metodologia para o desenvolvimento e operacionalização da administração de processos nas empresas.

Essa metodologia representa o resultado da experiência do autor no assunto considerado, a partir da realização de serviços de consultoria em diversas empresas e de debates com outros profissionais da área.

Naturalmente, em um livro não são apresentados todos os detalhes da metodologia, e nem poderia ser, pois devem ocorrer adaptações para a realidade de cada uma das empresas consideradas.

Também não são apresentadas as técnicas administrativas que podem ser aplicadas em cada uma das etapas e fases da metodologia, pois este livro ficaria com mais de mil páginas.

Ver todos os capítulos

14 DE ONDE VEM O DINHEIRO?

ePub Criptografado

Dinheiro que É Capital e Dinheiro que Não É.

O Capital e os Meios de Produção.

Como os Impérios Acumulam Capital para a Indústria Moderna.

Novas Formas de Produção, Nova Religião.

Dois homens esperam na fila para comprar entradas para o espetáculo. Cada um paga $9,90 por três poltronas. Ao se afastar da bilheteria, um deles se reúne a seus dois amigos. Entram no teatro, sentam-se e esperam que o pano se levante. O outro homem deixa a bilheteria, coloca-se na calçada em frente ao teatro e, com as entradas na mão, aborda os transeuntes. “Quer um lugar no centro para hoje?” – pergunta. Pode ser que acabe vendendo as entradas (por $4,40 cada) ou pode ser que não venda. Não importa.

Há alguma diferença entre os seus $9,90 e os do outro homem? Há, sim. O dinheiro do Sr. Cambista é capital, o dinheiro do Sr. Frequentador do Teatro, não. Onde está a diferença?

O dinheiro só se torna capital quando é usado para adquirir mercadorias ou trabalho com a finalidade de vendê-los novamente, com lucro. O Cambista não queria ver o espetáculo. Pagou $9,90 com a esperança de tê-los de volta – com acréscimo. Portanto, seu dinheiro tinha a função de capital. O Sr. Frequentador do Teatro, por outro lado, pagou seus $9,90 sem pensar em consegui-los de volta – simplesmente desejava ver o espetáculo. Seu dinheiro não tinha a função de capital.

Ver todos os capítulos

Carregar mais