233 capítulos
Medium 9788521628699

Capítulo 20 - Automação do preparo de amostras em sistemas de análises em fluxo

FIGUEIREDO, Eduardo Costa de; BORGES, Keyller Bastos; QUEIROZ, Maria Eugênia C. (orgs.) Grupo Gen PDF Criptografado

Automação do preparo de amostras em sistemas de análises em fluxo

20

Ana Cristi Basile Dias, Alexandre Fonseca e Fernando Fabriz Sodré

20.1 Introdução aos princípios da análise em fluxo

A análise de uma amostra para fins de identificação e quantificação de seus componentes orgânicos pode incluir procedimentos de preparo da amostra que envolvem desde etapas simples de diluição, dissolução, secagem ou filtração até etapas mais complexas e morosas, como extração, digestão, liofilização e derivatização. O número de etapas irá depender da espécie química a ser determinada, de sua concentração, da composição da matriz, além da quantidade de amostra disponível. Procedimentos complexos e morosos, se realizados manualmente pelo analista, ou seja, em batelada, podem gerar resultados pouco confiáveis. Geralmente, procedimentos manuais demandam a intervenção do analista em todas as etapas do preparo de amostra. O uso concomitante de instrumentos de medida pouco precisos pode resultar ainda em grande consumo de amostra e reagentes, contaminações externas, perda de amostra ou analito, degradação do analito, tempo de análise muito longo e custo elevado por determinação.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521634911

Capítulo 2 - Introdução a Cálculos de Engenharia

FELDER, Richard M.; ROUSSEAU, Ronald W.; BULLARD, Lisa G. Grupo Gen PDF Criptografado

Introdução a Cálculos de Engenharia 5

CAPÍTULO

2

Introdução a Cálculos de

Engenharia

O Capítulo 1 sugere o amplo espectro dos problemas abrangidos pela engenharia química,1 tanto em áreas tradicionais de processos químicos quanto em áreas relativamente novas, como engenharia ambiental, engenharia biomédica ou produção de semicondutores. As diferenças entre os sistemas mencionados neste capítulo — processos de produção de substâncias químicas, laboratórios de engenharia genética, órgãos de controle de poluição e outros — são óbvias.

Neste livro, examinaremos as semelhanças.

Uma semelhança é que todos os sistemas descritos envolvem processos projetados para transformar matéria-prima nos produtos desejados. Muitos dos problemas levantados por ocasião do projeto de um novo processo ou da análise de um processo já existente são de um certo tipo: dadas as quantidades e propriedades da matéria-prima, calcular as quantidades e propriedades dos produtos, ou vice-versa.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521618041

9 - Corrosão Galvânica

Vicente Gentil Grupo Gen PDF Criptografado

9

Corrosão Galvânica

Quando dois materiais metálicos, com diferentes potenciais, estão em contato em presença de um eletrólito, ocorre uma diferença de potencial e a consequente transferência de elétrons. Temse então o tipo de corrosão chamado corrosão galvânica, que resulta do acoplamento de materiais metálicos dissimilares imersos em um eletrólito, causando uma transferência de carga elétrica de um para outro, por terem potenciais elétricos diferentes.

Ela se caracteriza por apresentar corrosão localizada próxima à região do acoplamento, ocasionando profundas perfurações no material metálico que funciona como anodo.

Quando materiais metálicos de potenciais elétricos diversos estão em contato, a corrosão do material metálico que funciona como anodo é muito mais acentuada que a corrosão isolada desse material sob a ação do mesmo meio corrosivo. A corrosão do material que funciona como catodo é muito baixa e acentuadamente menor que a que ocorre quando o material sofre corrosão isolada. Essa afirmativa é comprovada pela Tabela 9.1,1 em que se tem corrosão de placas de ferro e de um segundo metal, acoplados e totalmente imersos em solução aquosa de cloreto de sódio a 1%.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715338

1.2 Fundamentos químicos

David L. Nelson, Michael M. Cox Grupo A PDF Criptografado

12   C A P Í T ULO

1   •  F u ndam e nt o s da b i o q u ím i c a

■■ As proteínas do citoesqueleto organizam-se em longos

ganismos vivos, em termos de porcentagem do total de número de átomos, são hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e carbono, que, juntos, constituem mais de 99% da massa das células. Eles são os elementos mais leves capazes de formar de maneira eficiente uma, duas, três e quatro ligações; em geral, os elementos mais leves formam ligações mais fortes. Os microelementos constituem uma fração ínfima do peso do corpo humano, mas todos são essenciais

à vida, geralmente por serem essenciais para a função de proteínas específicas, incluindo muitas enzimas. A capacidade de transporte de oxigênio da hemoglobina, por exemplo, é totalmente dependente de quatro íons ferro, que, somados, representam somente 0,3% da massa total da hemoglobina.

filamentos que dão forma e rigidez às células e servem como trilhos ao longo dos quais as organelas celulares se deslocam por toda a célula.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521636175

Capítulo 3 Fazendo um Engenheiro Químico

Vivek Utgikar Grupo Gen ePub Criptografado

Somente quando comecei a estudar Engenharia Química na Faculdade de

Agricultura em Oregon pude compreender que eu mesmo deveria descobrir

alguma coisa nova sobre a natureza do mundo.

– Linus Pauling1

A evolução da profissão de Engenharia e o estabelecimento da Engenharia Química como um curso de Engenharia separado e distinto foram descritos no Capítulo 1, “A Profissão de Engenharia Química”. A amplitude das opções de carreira para engenheiros químicos nas indústrias químicas e afins foi apresentada no Capítulo 2, “Indústrias Químicas e Afins”. Transformar um indivíduo em um profissional produtivo em qualquer uma das indústrias químicas e afins descritas no capítulo anterior é um desafio significativo. Por incrível que pareça, as faculdades e as universidades engajadas na educação de Engenharia Química conseguem realizar essa tarefa desafiadora, convertendo ex-alunos do ensino médio em engenheiros químicos em apenas quatro anos. A fim de entender como isso é alcançado, vale a pena olhar primeiro um típico processo químico.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos