414 capítulos
Medium 9788521623762

CAPÍTULO 15 - CÁLCULOS DE FLEXIBILIDADE POR COMPUTADOR

FRANÇA FILHO, José Luiz de Grupo Gen PDF Criptografado

117

C A P Í T U L O 15 — C Á L C UL O S D E F L E XI BI L I D AD E P O R C O MP UTAD O R

15

Quando nos referimos à análise de flexibilidade, devemos ter sempre em mente que essa não é uma atividade fim e que o verdadeiro produto final, que é a fabricação e montagem das tubulações, deve sim produzir configurações adequadamente flexíveis e estruturalmente seguras, sem, entretanto, retardar e prejudicar os cronogramas de

III

Ressaltando o enfoque dado ao tema no

Cap. 11, item 11.4.4, deste manual, a aplicação dos programas de cálculo por computador na avaliação da flexibilidade das tubulações industriais deve ser guardada para aqueles casos críticos que requeiram resultados absolutamente precisos, a despeito da facilidade do seu emprego nos dias de hoje.

PARTE

CÁLCULOS DE

FLEXIBILIDADE POR

COMPUTADOR

execução da obra. Sendo assim, a adequação da flexibilidade de uma tubulação deve ser verificada tão cedo quanto possível, utilizando-se de todos os demais métodos simplificados anteriormente apresentados, conforme aplicáveis, paralelamente à definição do traçado das tubulações, evitando, dessa forma, que o acúmulo dessas “análises” na fase final do projeto venha a se tornar um obstáculo difícil de transpor, se concentradas no computador como única ferramenta de cálculo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521630791

13. Cálculos em Computador e Medições

McCORMAC, Jack; SARASUA, Wayne; DAVIS, William Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo

13

Cálculos em Computador e

Medições Omitidas

13.1 COMPUTADORES

Os tipos de cálculos apresentados no capítulo anterior e neste são problemas quase “diários” na prática do levantamento. Até algumas décadas atrás, esses cálculos eram trabalhosos, usando-se tabelas de trigonometria e logaritmos. Com o passar dos anos, grandes calculadoras mecânicas e depois calculadoras cada vez menores foram desenvolvidas para o processamento dos números. Desde os anos

1960, no entanto, calculadoras portáteis e computadores digitais tornaram os outros equipamentos obsoletos. Os dispositivos mais recentes, os quais possuem tabelas trigonométricas internas, têm simplificado apreciavelmente os trabalhos computacionais do topógrafo tanto no escritório quanto no campo.

No trabalho de campo, o topógrafo frequentemente faz algumas medições, precisando então interromper o processo para realizar atividades que envolvem cálculos (frequentemente, dos tipos discutidos no Capítulo 12) antes de continuar o trabalho de campo. Uma grande vantagem das pequenas calculadoras programáveis (e computadores portáteis) é que elas podem ser usadas convenientemente no campo. Então, os cálculos necessários podem ser feitos rapidamente, sem os atrasos e a inconveniência envolvidos em retornar ao escritório, fazer os cálculos e retornar ao campo. Além disso, muitos dos equipamentos de medição atuais possuem processadores capazes de realizar cálculos bastando apertar um botão.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580550450

Capítulo 2. Cálculos de Potência

Daniel W. Hart Grupo A PDF Criptografado

Capítulo

Cálculos de Potência

2

2.1 INTRODUÇÃO

Os cálculos de potência são essenciais em análise de projetos de circuitos de eletrônica de potência. Os conceitos básicos de potência serão revisados neste capítulo, com ênfase nos cálculos de potência para circuitos com tensões e correntes senoidais.

Um tratamento extra é dado para alguns casos especiais que são frequentemente encontrados em eletrônica de potência. O cálculo de potência é demonstrado usando o programa de simulação de circuito PSpice.

2.2 POTÊNCIA E ENERGIA

Potência instantânea

A potência instantânea para um dispositivo qualquer é calculada pela tensão aplicada nele e pela corrente que por ele circula. A potência instantânea é

(2-1)

Esta relação é valida para qualquer dispositivo ou circuito. A potência instantânea é geralmente uma grandeza que varia no tempo. Se o sinal de convenção passivo mostrado na Fig. 2-1a for observado, o dispositivo estará absorvendo potência se p(t) for positivo em um valor especificado de tempo t. O dispositivo fornecerá potência se p(t) for negativo. Frequentemente tem se adotado o sentido da corrente consistente com a fonte de alimentação. Com a convenção da Fig. 2-1b, um valor positivo de p(t) indica que a fonte está fornecendo potência.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521636175

Capítulo 8 Cálculos de Termodinâmica Para Engenharia QuíMica

UTGIKAR, Vivek Grupo Gen ePub Criptografado

As leis da termodinâmica...

expressam o comportamento aproximado e

provável de sistemas de um grande número de partículas.

– J. Willard Gibbs1

O princípio de conservação de energia discutido em capítulos anteriores apenas afirma que a energia total do universo é constante, e que as interconversões entre diferentes formas de energia são exatamente equilibradas. O princípio não oferece nenhuma indicação da viabilidade de determinada transformação de energia. Nada se pode inferir quanto à espontaneidade da transformação que determinado sistema pode sofrer. A termodinâmica é aquele ramo da Física e da Ciência da Engenharia que nos permite determinar e quantificar o comportamento dos sistemas em tais interconversões [1]. O princípio da conservação de energia aparece em termodinâmica como sua primeira lei. A segunda lei da termodinâmica fornece a base para a determinação da direção das transformações de energia que ocorrem espontaneamente [2]. O tratamento matemático baseado em princípios teóricos de termodinâmica permite-nos determinar não apenas a direção da transformação, mas também a eficiência da transformação, bem como as condições ao final da transformação. A termodinâmica também permite-nos determinar a energia requerida para todas as transformações desejadas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788521636175

Capítulo 6 Cálculos Para Balanços de Massa

UTGIKAR, Vivek Grupo Gen ePub Criptografado

Na natureza não há aniquilação,

E, portanto, a coisa que é consumida

Passa para o ar ou

É recebida em algum corpo adjacente.

– Sir Francis Bacon1

O princípio fundamental da conservação de massa estabelece que a matéria não pode ser criada nem destruída – um conceito que é passado aos estudantes às vezes tão cedo quanto a própria escola fundamental. Como a matéria não pode ser destruída, qualquer material ou parte de um material removido de qualquer lugar irá aparecer em algum outro lugar, como eloquentemente disse Sir Francis Bacon. A contabilização do material, até sua última molécula (ou átomo), é absolutamente crítica para o processo industrial, uma vez que existe um valor monetário associado às espécies químicas que constituem a matéria. Além disso, o controle dos produtos químicos também é necessário porque um grande número de produtos químicos é intrinsecamente perigoso e tem potencial para causar danos à natureza, à saúde humana e aos ecossistemas. O manuseio e o gerenciamento adequados das correntes dos processos requerem um conhecimento dos produtos químicos presentes nas correntes, suas quantidades e composições. O balanço das taxas de massa de entrada e de saída é a base fundamental da Engenharia Química e espera-se que o engenheiro químico domine a arte de balanço de massa [1]. Este capítulo apresenta inicialmente os princípios gerais do balanço de massa, bem introduz alguns de seus cálculos específicos.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos