5 capítulos
Medium 9788566103281

16. Projeto Pedagógico do Curso de Administração e 17. Inovações e mudanças incentivadas pela direção

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Projeto Pedagógico do16 Curso de Administração –PREMIADO COMDISTINÇÃOCoordenador Paulo Antonio da Graça Lima ZuccolottoResumoDez anos de experiência em metodologias ativas de ensino e aprendizagem no curso de Administração da PUC-CampinasNo início dos anos 2000, os gestores do curso de Administração da Pontifícia UniversidadeCatólica de Campinas – PUC-Campinas identificaram dificuldades no processo de formação dos profissionais da área. Efetuou-se, então, um diagnóstico que apontava a necessidade de desenvolver competências comportamentais e atitudinais alinhadas às demandas das organizações; de melhorar a formação técnica conceitual necessária ao desempenho dos estudantes em exames de larga escala; e de repensar e ressignificar o papel do professor.Para enfrentar essa situação, a Faculdade de Administração conduziu um processo de mudança radical no Projeto Pedagógico do Curso a partir de 2008, tendo como elemento central a introdução de Metodologias Ativas de Aprendizagem com destaque para o Problem Based

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

21. Método Trezentos com Ênfase no Peer Instruction para o Curso de Administração

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Método Trezentos

21 com Ênfase no Peer

Instruction para o

Curso de Administração

Coordenadora Nancy Okada

Resumo

A experiência intitulada “Método Trezentos com ênfase no Peer Instruction para o curso de Administração” tem o intuito de compartilhar a metodologia vivenciada pelos alunos e a equipe docente do curso de Administração da Universidade do Oeste Paulista – Unoeste, situada na cidade de Presidente Prudente, em São Paulo, com o objetivo de reduzir o índice de reprovações nas disciplinas que exigem base lógica e matemática por meio da utilização de duas metodologias ativas de ensino: Método Trezentos e Peer Instruction. A monitoria, que antes era realizada em horários fora do período de aulas – o que dificultava a frequência dos estudantes –, passa a ser realizada durante o período de aulas dessas disciplinas. O método propõe, inicialmente, uma avaliação diagnóstica da turma como base para a escolha dos monitores que, a partir de então, passam a liderar um grupo de trabalho com a função de auxiliar os demais integrantes na resolução de exercícios. Ao final dos trabalhos, é realizada outra atividade avaliatória para verificar a melhora de desempenho dos alunos. Além disso, o grupo também avalia seu monitor.

Ver todos os capítulos
Medium 9788566103281

18. Criação e Implantação do Programa de Educação Dinâmica Progressiva (PEDP) no Curso de Administração da FECAP

SADAO, Edson Editora Empreende PDF Criptografado

Criação e Implantação

18 do Programa de

Educação Dinâmica

Progressiva (PEDP) no

Curso de Administração da FECAP

Coordenador Carlos Augusto da Silva Loures

Resumo

Em 2000, tendo em vista o resultado obtido no “Provão/MEC” de 1999, o curso de Administração da FECAP estava pronto para a implantação de uma experiência inovadora no processo de ensino e aprendizagem.

A criação e a implantação do Programa de Educação Dinâmica Progressiva (PEDP) tiveram como objetivo principal integrar um processo de avaliação contínua do curso de Administração que pudesse levar a FECAP à melhoria da qualidade.

Estiveram desde o início, e estão até hoje, envolvidos nesse processo o Corpo Discente, o Corpo

Docente e a Direção da FECAP, representada pelo seu Conselho de Curadores, Superintendência, Reitoria e Coordenação do curso de Administração.

Os resultados relatados desde então são extremamente positivos, merecendo destaque os conceitos obtidos pelo curso de Administração, a partir de 2000, no “Provão/MEC” e no Enade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520433058

12. Farmacologia e seu impacto no processo de reabilitação

David J. Magee, James E. Zachazewski, William S. Quillen Editora Manole PDF Criptografado

c a p í t u l o

12

Farmacologia e seu impacto no processo de reabilitação

Ellen M. Schelhase, Judy T. Chen, Joseph Jordan, Deanna S. Kania, Brian R. Overholser, Brian M. Shepler, Kevin

M. Sowinski e Craig D. Williams

Introdução

Nomenclatura dos fármacos

A farmacologia e o estudo das drogas e da terapia farmacológica são práticas em constante crescimento e modificação. A terapia farmacológica tem um impacto amplo nos serviços de saúde e nos processos de reabilitação. Em virtude dos avanços nos serviços de saúde, as considerações sobre o impacto da terapia farmacológica têm se tornado cada vez mais importantes em todas as

áreas de atendimento ao paciente, inclusive no processo de reabilitação. Os efeitos terapêuticos e adversos da terapia farmacológica podem influir na reabilitação. Este capítulo fornece esclarecimentos sobre a farmacologia e seus efeitos na reabilitação de modo que se possa prestar o melhor atendimento ao paciente. A visão geral dos princípios de farmacologia é seguida de discussões sobre terapias farmacológicas para doenças específicas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520433058

1. Lesão, inflamação e reparo: a mecânica dos tecidos, o processo de cicatrização e seu impacto no sistema

David J. Magee, James E. Zachazewski, William S. Quillen Editora Manole PDF Criptografado

ca p í t u l o

1

Lesão, inflamação e reparo

A mecânica dos tecidos, o processo de cicatrização e seu impacto no sistema musculoesquelético

Ai Choo Lee, William S. Quillen, David J. Magee e James E. Zachazewski

Introdução

Tecido normal

O estudo, o diagnóstico e o tratamento de lesões musculoesqueléticas transformaram-se em um campo multidisciplinar que envolve médicos, terapeutas e outros profissionais da saúde que têm interesse na área de prevenção e tratamento de lesões musculoesqueléticas. Desse modo, uma grande quantidade de profissionais de saúde, pesquisadores e educadores dedicam parte ou a totalidade de suas respectivas carreiras e práticas profissionais à prevenção, ao tratamento e à reabilitação de lesões musculoesqueléticas, bem como ao retorno do paciente ao mais alto nível de função possível.1-15

A meta do tratamento das lesões musculoesqueléticas é a restauração da função no maior grau e no menor tempo possível.3-5,8,14,16-20 O retorno seguro e bem-sucedido de um paciente ao nível de função anterior à lesão continua sendo o resultado desejado por qualquer profissional. A prática exercida com embasamento científico, focada no gerenciamento temporal da reação inflamatória inicial e no processo de cicatrização subsequente, identificando as limitações de cicatrização dos tecidos moles neuromusculoesqueléticos e baseando-se em uma compreensão da mecânica articular, da fisiologia do desempenho e da psicologia do paciente com relação à lesão, tem acelerado a resolução de muitas lesões.8,21,22

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos