451 capítulos
Título Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

6. Pontos importantes das regiões

PDF Criptografado

6

Pontos importantes das regiões*

C. Focks

Região anterior da cabeça

Cabeça e região cervical lateral

Região da nuca

Ápice do crânio

568

571

574

576

578

Costas

Regiões frontal e lateral do tórax e do abdome

581

Região dorsal do ombro e face extensora do membro superior

583

Região anterior do ombro e face flexora do membro superior

586

*

Face extensora da mão

Vista anterior do membro inferior

Vista medial do membro inferior

Vista lateral do membro inferior

Inspeção do pé

Região medial do pé

Região lateral do pé

589

591

594

597

600

602

604

modificado segundo Focks, 2006.

07-Ch06-567-606-9783437561412.indd 567

7/12/17 12:57

568

6  Pontos importantes das regiões

E-8

VB-15

VB-13

B-5

VG-23

B-4

VG-24

B-3

VB-14

Ver todos os capítulos

5. Canais de energia principais

PDF Criptografado

5

Canais de energia principais

C. Focks e U. März

5.1 Canal de energia principal do

Pulmão (taiyin da mão) 106

5.8 Canal de energia principal do Rim

(shaoyin do pé) 311

5.2 Canal de energia principal do

Intestino Grosso (yangming da mão) 119

5.9 Canal de energia principal da Circulação-Sexualidade

(jueyin da mão) 340

5.3 Canal de energia principal do

Estômago (yangming do pé) 141

5.10 Canal de energia principal do Triplo

Aquecedor (shaoyang da mão) 351

5.4 Canal de energia principal do

Baço-Pâncreas (taiyin do pé) 188

5.11 Canal de energia principal da Vesícula Biliar

(shaoyang do pé) 376

5.5 Canal de energia principal do

Coração (shaoyin da mão) 211

5.12 Canal de energia principal do

Fígado (jueyin do pé) 422

5.6 Canal de energia principal do

Intestino Delgado (taiyang da mão) 222

5.13 O vaso extraordinário Vaso

Concepção 438

Ver todos os capítulos

4. Categorias e escolha dos pontos

PDF Criptografado

4

Categorias e escolha dos pontos

C. Focks

4.1

Pontos específicos 73

4.1.1 Pontos yuan (yuan xue) 73

4.1.2 Pontos luo (luo xue) 74

4.1.3 Pontos xi (xi xue) 75

4.1.4 Pontos shu das costas

(bei shu xue) 76

4.1.5 Pontos mu (mu xue) 77

4.1.6 Cinco pontos shu de transporte (wu shu xue) 78

4.1.7 �Oito pontos influentes hui

(ba hui xue) 81

4.1.8 Pontos de abertura dos oito vasos extraordinários 81

4.1.9 Pontos Mar Inferior xiahe

(xia he xue) 82

4.1.10 Pontos de cruzamento jiaohui (jiao hui xue) 83

4.1.11 Pontos Gao Wu 83

4.1.12 Pontos Janela do Céu 83

4.1.13 Pontos dos Quatro Mares 84

4.1.14 Pontos Estrela do Céu segundo Ma Dan Yang

85

4.1.15 Pontos do Espírito segundo

Sun Si Miao 85

4.1.16 Pontos de Entrada/Saída 85

05-Ch04-071-104-9783437561412.indd 71

4.2

4.2.1

4.2.2

4.2.3

4.2.4

4.2.5

4.3

Ver todos os capítulos

7. Prática da acupuntura

PDF Criptografado

7

Prática da acupuntura

C. Focks

7.1 Apresentação 608

7.1.1 Indicações e contraindicações 608

7.1.2 Complicações e efeitos secundários 612

7.1.3

Pressupostos técnicos 614

7.1.4

Pressupostos práticos 616

7.1.5 � deqi

618

7.1.6

Ângulo da punção 619

7.1.7

Profundidade da punção 620

7.2

7.2.1

Técnicas de punção 621

Posição da agulha na punção e técnicas de manipulação 621

Auxílio da mão esquerda durante a punção 623

7.2.2

7.2.3

7.2.4

7.3

Técnica de uma mão só 624

Outras técnicas de punção 626

Técnicas que desencadeiam, transmitem e conservam o deqi 628

7.3.1 Introdução 628

7.3.2 Técnicas que desencadeiam o deqi 628

7.3.3 Técnicas que reforçam e transmitem o deqi 631

7.3.4 Técnicas que conservam o deqi (shou qi)

634

08-Ch07-607-688-9783437561412.indd 607

7.4

Técnicas básicas de manipulação 635

Ver todos os capítulos

3. Sistema de canais de energia e vasos luo (jing luo)

PDF Criptografado

3

Sistema de canais de energia e vasos luo (jing luo)

C. Focks

3.1

3.2

3.3

3.4

Modelo de fluxo do canal de energia qi 48

Composição do sistema de canais de energia e rede de vasos (jing luo) 50

Os doze canais de energia principais (jing zheng) 51

As doze zonas cutâneas

(pi bu) 53

04-Ch03-047-070-9783437561412.indd 47

3.5

3.6

Os doze canais de energia musculotendíneos (jing jin) 54

Os canais de energia divergentes (jing bie) 66

3.7 Vasos luo 67

3.8

Os oito vasos extraordinários

(qi jing ba mai) 68

11/12/17 12:26

48

3

3  Sistema de canais de energia e vasos luo (jing luo)

De acordo com o ensinamento da medicina chinesa, o jing luo é constituído por um sistema de canais de energia e rede de vasos, nos quais fluem energia (qi), sangue

(xue) e fluidos corporais (jin ye) em um ciclo rítmico de 24 horas por dia:

■ �Doze zonas ou regiões cutâneas (pi bu) ▶ 3.4.

Ver todos os capítulos

1. Métodos de localização e medida em cun

PDF Criptografado

1

Métodos de localização e medida em cun

C. Focks

1.1

Métodos de localização na acupuntura corporal 2

1.2

Medidas em cun do corpo 2

1.3

Dicas de procura 6

1.3.1

1.3.2

Fita métrica 6

Posições e movimentos do corpo 7

Técnica de localização com a ajuda das mãos segundo

König e Wancura 9

1.3.3

02-Ch01-001-010-9783437561412.indd 1

8/12/17 13:11

2

1

1  Métodos de localização e medida em cun

O pressuposto básico para qualquer tratamento de acupuntura bem-sucedido é, além do diagnóstico diferenciado segundo os critérios da medicina chinesa e a correspondente escolha do ponto, o conhecimento sobre a localização exata dos pontos, bem como a inserção e a manipulação correta da agulha (▶ Cap. 7).

1.1  Métodos de localização na acupuntura corporal

Os pontos de acupuntura podem ser localizados de acordo com diversos métodos:

Relação anatômica: muitos pontos de acupuntura se situam em locais anatomicamente demarcados, por exemplo, em depressões, em inserções de músculos e tendões, em sulcos da pele, sobre espaços na articulação, proeminências ósseas etc. A partir da localização correta e do treino adequado, o dedo que está palpando quase

Ver todos os capítulos

2. Referência anatômica

PDF Criptografado

2

Referência anatômica

U. März

2.1 Cabeça 12

2.1.1 Ápice, fronte e parte superior da órbita 12

2.1.2 Meio da face e região do nariz 15

2.1.3 Parte inferior da face e região mentual 17

2.1.4

2.1.5

Região da orelha 18

Occipício e parte superior da nuca 20

2.2 Pescoço 21

2.3

Cintura escapular e membro superior 22

2.3.1 Cintura escapular e braço 22

2.3.2

Região do cotovelo 24

2.3.3

Antebraço e mão 25

03-Ch02-011-046-9783437561412.indd 11

2.4

2.4.1

2.4.2

2.4.3

Coluna vertebral e transição da pelve 28

Região cervical da coluna vertebral 29

Região torácica da coluna vertebral 30

Região lombar da coluna vertebral 32

2.4.4

2.5

Sacro e transição da pelve 34

Regiões anterior e lateral do tórax e do abdome 36

2.6

Membro inferior 42

2.6.1

Região do joelho 42

2.6.2

Ver todos os capítulos

4. Seu papel no cuidado da saúde dos clientes

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

4

151

Seu Papel no Cuidado da Saúde dos

Clientes

Muitos massoterapeutas, especialmente aqueles que trabalham em clínicas particulares, descobrem que os clientes respeitam suas opiniões sobre questões de saúde não relacionadas à massagem e, com freqüência, pedem conselhos. Isso se torna cada vez mais comum conforme a sua atividade assume uma característica mais terapêutica ou estrutural. Em vez de receberem a massagem como um luxo ocasional, cada vez mais pessoas procuram a massagem profunda com a expectativa de resolver problemas e, assim como no caso da dieta e dos exercícios, passam a vê-la como parte da rotina para uma vida saudável. Elas desejam um melhor desempenho atlético, mais flexibilidade, bem-estar emocional e alívio da dor. Compreendem a abordagem holística da saúde e podem procurar a sua ajuda.

Esse aspecto pode acrescentar uma dimensão recompensadora a seu trabalho, mas também pode colocá-lo em situações difíceis. No decorrer dos anos, ouvi relatos inacreditáveis de informações erradas e conselhos absolutamente perigosos fornecidos por massoterapeutas bem-intencionados. Alguns impõem os próprios interesses sobre os clientes, oferecendo-lhes conselhos, sem que solicitem, sobre a vida pessoal, dietas (alguns até vendem produtos para saúde ou qualquer outro para obter lucro), programas de doze passos ou uma infinidade de outros conselhos bem-intencionados.

Ver todos os capítulos

6. Planejamento da sua sessão

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

6

229

Planejamento da sua Sessão

Estabelecimento de uma estratégia para a sua sessão

Como você planeja uma estratégia de trabalho? A sua massagem é como um jogo de xadrez com apenas dois movimentos? A sua maior dúvida é se começa com o cliente em decúbito dorsal ou ventral? Massageia primeiro as costas ou as pernas? Essas decisões são muito simples, mas, à medida que a sua técnica se torna mais sofisticada, as decisões para o planejamento de uma estratégia se tornam mais complexas e você passa a tomar decisões cruciais para o melhor uso do tempo.

Uma vez livre da preocupação de ter que dar atenção igual a todas as partes do corpo em uma sessão, você terá a liberdade – e a responsabilidade – de decidir quais áreas do corpo serão beneficiadas por uma manipulação mais completa e focada. Você ainda pode querer fazer uma massagem no corpo todo, mas pode concentrá-la em uma ou duas áreas, à medida que realiza um trabalho rápido e energético no restante do corpo.

Ver todos os capítulos

1. Teorias gerais

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

1

15

Teorias Gerais

As técnicas específicas de massagem profunda demonstradas neste livro são baseadas nos princípios gerais da massagem e, por essa razão devem ser ensinadas nesse contexto. Na verdade, a distância entre a massagem orientada ao relaxamento e a massagem profunda não é muito grande: uma massagem suave pode se tornar mais benéfica com a inclusão de um trabalho profundo e, por outro lado, uma boa massagem profunda deve incluir manobras relaxantes e reconfortantes. A massagem profunda não consiste apenas no uso de uma “artilharia pesada”, como a articulação dos dedos, a mão fechada e os cotovelos. As ferramentas podem se tornar armas nas mãos erradas e, portanto, independentemente de quão tentador seja iniciar a massagem é necessário discutir sobre como trabalhar com os tecidos de forma segura e eficaz. Os princípios explanados a seguir fornecerão informações sobre as teorias nas quais as técnicas específicas demonstradas nos próximos capítulos são baseadas.

Ver todos os capítulos

3. Estratégias específicas

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

3

61

Estratégias

Específicas

Agora que você está familiarizado com as principais ferramentas utilizadas na massagem profunda, serão combinadas as teorias mais amplas desse tipo de massagem abordadas no

Capítulo 1, e as técnicas gerais para o uso das articulações dos dedos, punho, antebraço e cotovelo apresentadas no Capítulo 2, para formar estratégias específicas em diferentes

áreas corporais. Sinta-se livre para adaptar estas sugestões a seu estilo pessoal. Você pode se sentir mais confortável em utilizar o cotovelo em vez das articulações dos dedos, conforme demonstrado em uma determinada foto; ou pode não se sentir à vontade ou confiante usando o cotovelo, como mostrado em um exemplo, e preferir usar o punho. Seja criativo e, embasado no conhecimento científico, divirta-se procurando novas formas de massagear!

Trabalho no pé e na perna

A massagem estrutural no pé tem um efeito impressionante no desempenho profissional, diferenciando o seu trabalho das manobras comuns empregadas para alcançar o alívio temporário de pés cansados ou doloridos. Com a prática, você pode aprender a liberar articulações limitadas e melhorar, de forma significativa, a distribuição das cargas corporais, proporcionando melhor equilíbrio aos pés.

Ver todos os capítulos

5. Estratégias terapêuticas para a abordagem de problemas e lesões comuns

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

5

163

Estratégias

Terapêuticas para a Abordagem de

Problemas e

Lesões Comuns

A maioria dos massoterapeutas que faz a transição da massagem de relaxamento para a massagem profunda voltada a áreas de dor ou padrões de tensão considera esse trabalho mais interessante, além de mais compensador financeiramente. O desenvolvimento de habilidades nessa área, em geral, é necessário para escapar da “massagem em série”, na qual os terapeutas se esgotam em incontáveis massagens idênticas para clientes que nunca mais verão. Isso não denigre as massagens de relaxamento nem implica que você deva escolher entre uma ou outra. Muitos métodos de terapia corporal são uma combinação dessas duas modalidades. No entanto, se você ampliar as suas habilidades, descobrirá que pode construir uma carreira bem-sucedida e interessante, com conhecimento em diversas áreas, para complementar as suas habilidades na massagem

“tradicional”. Os clientes respeitarão seus amplos conhecimentos, o que aumentará a sua rede de contatos.

Ver todos os capítulos

2. Técnicas gerais

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

2

39

Técnicas Gerais

O foco deste capítulo é o uso adequado das ferramentas que estão à sua disposição – os dedos, as articulações dos dedos, a mão fechada, o antebraço e o cotovelo. Assim que se sentir confortável ao utilizar essas ferramentas, os próximos capítulos apresentarão estratégias de tratamento específico para diferentes partes do corpo; também será possível encontrar explicações mais detalhadas sobre como realizar os movimentos apresentados nesta seção como exemplo.

A hierarquia do poder

É irônico pensar que, quanto mais tenso o corpo do cliente, maior a tendência natural do terapeuta em exagerar na força para remover a tensão. É difícil remover a tensão ao aplicar mais tensão e, além disso, o esforço excessivo é inevitável quando se tenta utilizar os polegares e os dedos para a realização da massagem profunda. A maioria dos massoterapeutas tem mais prática e, portanto, mais confiança em trabalhar com os dedos e polegares. Por se sentirem tão confortáveis e confiantes em usar as mãos para efetuar toda a técnica, muitos relutam em utilizar outras ferramentas mais poderosas que os possibilitaria trabalhar com maior facilidade e eficácia e com menos esforço. A realidade é que para a massagem profunda, poucas pessoas têm a força para realizar todo o procedimento com os dedos. Aprender a usar as articulações dos dedos, a mão fechada, o antebraço e o cotovelo permite que você realize seu trabalho com menos esforço, protegendo, desse modo, o seu corpo e possibilitando que você elimine mais tensão do corpo do cliente.

Ver todos os capítulos

7. Satisfação por meio de uma carreira próspera

PDF Criptografado

Capítulo 2   Técnicas gerais

7

247

Satisfação

Por Meio de

Uma Carreira

Próspera

O trabalho de terapeuta corporal pode envolver um caminho longo e tortuoso. Se há vinte e cinco anos, quando eu estava na faculdade estudando fisiologia do exercício, alguém tivesse descrito a vida e a satisfação que esse trabalho proporciona, eu nunca teria pensado que isso era possível. A verdade é que não há um dia em que não me sinta uma pessoa de extrema sorte quando olho pela janela de meu tranqüilo consultório as

árvores do lado de fora, realizando um trabalho que amo com pessoas com quem eu realmente me importo. Ainda que, em algum dia futuro, seja possível que eu trabalhe apenas alguns dias da semana, eu espero continuar meu trabalho enquanto for fisicamente capaz.

A satisfação tem significados diferentes para as pessoas. Para alguns massoterapeutas, ela pode ser representada pela liberdade de se trabalhar meio-período e ter mais tempo e energia para a família, interesses artísticos ou viagens. Para outros, pode ser representada pelas relações próximas e amigáveis que estabelecem com os clientes regulares. E para outros ainda, o objetivo maior pode ser a possibilidade de ter uma boa renda e, ao mesmo tempo, realizar um trabalho recompensador. Enquanto você puder manter uma atitude renovada e entusiástica em seu trabalho, trabalhar com dois ou vinte clientes por semana não será tão importante. No entanto, é importante conseguir trabalhar com quantos clientes desejar. Há excelentes massoterapeutas que se sentem insatisfeitos por não conseguirem criar um negócio bem-sucedido.

Ver todos os capítulos

Capítulo 17. Tratamento de Transtornos Mentais

PDF Criptografado

CAPÍTULO

17

TERAPIAS BIOMÉDICAS 666

PSICOTERAPIAS 672

AVALIAÇÃO DO RESULTADO DA TERAPIA 687

COMENTÁRIOS FINAIS: PROGRESSO, MAS AINDA

695

NÃO O SUFICIENTE

RESUMO 696

T RATAMENTO DE

T RANSTORNOS M ENTAIS

N

o capítulo anterior, descrevemos diversos transtornos mentais, cada um podendo causar profundos

problemas para a pessoa que desenvolve a doença e para os que a rodeiam. Além disso, esses transtornos podem atrapalhar imensamente a vida das pessoas, tornando difícil manter um emprego, relacionamentos sociais ou, em

alguns casos, lidar com as exigências mínimas da vida cotidiana. Tudo isso torna imperativo que perguntemos: o que podemos fazer para ajudar aqueles que sofrem desses problemas? Há uma variedade de opções terapêuticas, e cada uma tem seus seguidores. Alguns profissionais se baseiam em intervenções biológicas, como os medicamentos. Outros favorecem abordagens psicológicas e empregam tipos variados de psicoterapia. Muitos outros usam uma combinação de procedimentos, misturando diferentes tipos de terapia ou usando um amálgama de terapias e tratamentos farmacológicos. Será que essas diversas formas ajudam? Neste capítulo, iremos analisar as opções de tratamento disponíveis e as evidências que sugerem que o tratamento pode, em muitos casos, levar a melhoras genuínas no estado da pessoa.

Ver todos os capítulos

Carregar mais