8 capítulos
Medium 9788582713471

Capítulo 15. Estabelecimento de metas

Robert S. Weinberg; Daniel Gould Grupo A PDF Criptografado

Estabelecimento de metas

15

Após ler este capítulo, você deverá ser capaz de:

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

Definir o que são metas e identificar os principais tipos de metas

Descrever as pesquisas e teorias mais recentes sobre o estabelecimento de metas

Descrever os princípios do estabelecimento de metas

Explicar o que são metas de grupo e como usá-las

Explicar como planejar um sistema de estabelecimento de metas

Identificar problemas comuns no estabelecimento de metas e como superá-los

Resumir os resultados de pesquisas sobre práticas de estabelecimento de metas pelos técnicos

Se você não sabe para onde vai, pode acabar em outro lugar.

O grande jogador de beisebol

Yogi Berra, membro do Hall of Fame

As metas são o que me mantém em ação.

O grande boxeador Muhammad Ali

Não há necessidade de você ser um herói fantástico para fazer certas coisas – competir. Você pode ser um mero cara comum, suficientemente motivado para atingir metas desafiadoras.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713471

Capítulo 11. Introdução ao treinamento de habilidades psicológicas

Robert S. Weinberg; Daniel Gould Grupo A PDF Criptografado

Introdução ao treinamento de habilidades psicológicas

11

Após ler este capítulo, você deverá ser capaz de:

1.

2.

3.

4.

5.

6.

Definir o treinamento de habilidades psicológicas e descrever os mitos em torno dele

Identificar a base teórica para o treinamento de habilidades psicológicas

Discutir três fases de programas de treinamento de habilidades psicológicas

Examinar o processo de autorregulação psicológica

Desenvolver um programa de treinamento de habilidades psicológicas

Entender os problemas da implementação de um programa de treinamento de habilidades psicológicas

Quantas vezes você viu atletas atribuírem seus

maus desempenhos a fatores como perda de concentração ou tensão sob pressão – o lado mental de seu jogo?

Um erro que técnicos e atletas costumam cometer é tentar corrigir um mau desempenho simplesmente treinando mais. Muitas vezes, porém, a falta de habilidades físicas não é o problema real – na verdade, a causa é uma falta de habilidades mentais. Examinemos uma situação que demonstra esse aspecto.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520435656

Parte 6 – Programas de treinamento para os músculos abdominais e do core

DELAVIER, Frédéric; GUNDILL, Michael Editora Manole PDF Criptografado

PARTE

6

Programas de treinamento para os músculos abdominais e do core

119

ABDO_PARTIE6_COED-MANOLE.indd 119

10/5/13 1:00 PM

PROGRAMAS DE TREINAMENTO PARA OS MÚSCULOS ABDOMINAIS E DO CORE

PROGRAMAS PARA DEFINIR O ABDOME

COMO INTEGRAR O TREINAMENTO ABDOMINAL EM UM PROGRAMA DE MUSCULAÇÃO COMPLETO?

Para integrar o treinamento abdominal em um programa de musculação geral, você dispõe de cinco opções:

1. Iniciar seu treinamento pelos músculos abdominais e do core como forma de aquecimento.

2. Concluir algumas sessões com exercícios abdominais e para o core, em paralelo com exercícios de descompressão vertebral.

3. Iniciar e concluir seu treinamento com exercícios abdominais e para o core, para aumentar o volume de trabalho que eles recebem.

4. Realizar exercícios de manhã ou à noite, ou até de manhã e à noite em casa, já que o trabalho abdominal e do core requer poucos equipamentos.

5. Fazer exercícios abdominais e para o core em circuitos de manhã e à noite, e também antes e depois de suas sessões de treino para outras partes do corpo, se você deseja uma perda rápida de centímetros de massa adiposa.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520450987

5. Força e potência na parte superior do corpo: exercícios de empuxo

COLE, Brian; PANARIELLO, Rob Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO

FORÇA E POTÊNCIA NA PARTE

SUPERIOR DO CORPO: EXERCÍCIOS

DE EMPUXO

5

C

omo se afirmou no Capítulo 1, o basquete e muitos outros esportes são disputados acima do chão e o membro superior é o último elo da cadeia cinética corporal a receber as forças produzidas. Ao executar um arremesso com salto, as forças provenientes do solo propagam-se pelos membros inferiores e são transmitidas pelo core para terminar nos membros superiores com a liberação da bola.

A parte superior do corpo também tem relação direta com a velocidade de corrida. Experimente sentar-se no solo com os membros inferiores totalmente estendidos e o tronco em posição vertical. Mova os membros superiores para a frente e para trás, imitando o movimento que ocorre durante a corrida. Comece movimentando lentamente os membros superiores como se estivesse trotando e aumente a velocidade até que se assemelhe ao movimento da corrida rápida. Você perceberá que, durante o movimento rápido dos membros superiores, os quadris e os membros inferiores começam a se mover para trás e para frente, contribuindo para a execução do movimento.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713471

Capítulo 8. Coesão de grupo

Robert S. Weinberg; Daniel Gould Grupo A PDF Criptografado

8

Coesão de grupo

Após ler este capítulo, você deverá ser capaz de:

1.

2.

3.

4.

5.

6.

Definir coesão de tarefa e coesão social

Descrever o modelo conceitual de coesão

Discutir como a coesão é medida

Entender a relação coesão-desempenho

Entender melhor os fatores associados à coesão

Identificar diretrizes para desenvolver coesão de equipe

Nos esportes em equipe, certamente já hou-

ve situações em que ser uma unidade coesa teve relação com sucesso dentro do campo. O magnífico Babe Ruth, mais conhecido pelas realizações individuais, dizia isso sobre coesão: “O modo de jogar de um time como um todo determina seu sucesso. Você pode ter um grande número de estrelas individuais no mundo; porém, se esses jogadores não desempenharem como um todo, o clube não tem valor”. Quando os Pittsburgh Pirates venceram a Série Mundial* em 1979, o lema da equipe foi “Somos uma família”, sugerindo que os jogadores deviam o sucesso

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos