2 capítulos
Medium 9788536317960

Capítulo 10: Coordenação motora: da teoria à prática

Dante De Rose Jr. Grupo A PDF Criptografado

Esporte e atividade física na infância e na adolescência

COORDENAÇÃO MOTORA:

DA TEORIA À PRÁTICA

149

10

Cynthia Y. Hiraga

Ana Maria Pellegrini

Coordenar é um termo que traz em si a ideia de harmonizar, orquestrar, encaixar, unir, relacionar, combinar, construir e muitas outras que retratam o potencial do ser humano para interagir com os outros e com o ambiente. Sob a perspectiva do senso comum, cada um de nós, seres humanos, somos capazes de avaliar o grau de coordenação motora em nossas ações.

Todavia, no que consiste essa coordenação? O que podemos ou devemos fazer para garantir sucesso em nossas ações motoras?

Este capítulo explora inicialmente aspectos gerais do movimento coordenado. Descreve as formas da coordenação motora e traz algumas considerações teóricas propostas por Bernstein (1967) a respeito da coordenação dentro de uma visão mais contemporânea no estudo do comportamento motor. Em seguida, é dada

ênfase ao papel das restrições sobre a coordenação motora. Toda e qualquer ação motora que envolve a coordenação é realizada em um contexto que certamente influenciará o resultado dessa ação, bem como o processo da ação produzida pelo indivíduo. Em sua última parte, o capítulo apresenta algumas formas úteis de avaliação da coordenação motora que podem ser aplicadas tanto na educação motora quanto na iniciação esportiva.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713013

Capítulo 3 - Princípios do Movimento e da Estabilidade

Kathleen M. Haywood, Nancy Getchell, Ricardo Demetrio de Souza Petersen Grupo A PDF Criptografado

3

Princípios do Movimento e da Estabilidade

Leis mecânicas que orientam as interações das restrições

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

• Descrever em linhas gerais os princípios do movimento e da estabilidade que levam ao desempenho motor proficiente.

• Discutir as relações entre esses princípios e comportamentos motores de indivíduos com diferentes níveis de habilidade.

• Explicar como praticantes habilidosos tiram proveito de princípios específicos.

32

Princípios do Movimento e da Estabilidade

Desenvolvimento motor no mundo real

Correndo da melhor maneira possível

Em 1976, Aimee Mullins nasceu com uma hemimelia fibular, uma condição congênita que resulta em uma fíbula malformada ou ausente. Em consequência, ela teve suas pernas amputadas abaixo do joelho por volta do primeiro ano de vida, e os médicos acreditavam que ela jamais seria capaz de andar. Para algumas pessoas, perseguir uma carreira de atletismo nessa condição poderia parecer temerário ou mesmo impossível, mas não para Aimee. Desde o início da sua infância, ela começou a andar com próteses nas pernas. Em idade escolar, ela praticou vários esportes, incluindo softball, esqui e caminhada. De fato, Aimee era tão rápida que competia contra atletas normais enquanto frequentava a primeira divisão NCCAA da Universidade de Georgetown, tornando-se a primeira atleta amputada a realizar tal feito. Aimee também competiu, em 1996, nas Paraolimpíadas de

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos