917 capítulos
Medium 9788536317960

Capítulo 5: A pedagogia do esporte e os jogos coletivos

Dante de Rose Jr. Grupo A PDF Criptografado

A PEDAGOGIA DO ESPORTE

E OS JOGOS COLETIVOS

5

Roberto Rodrigues Paes

Hermes Ferreira Balbino

O objetivo deste capítulo é propor, discutir e refletir a respeito de uma pedagogia aplicada aos jogos esportivos coletivos que visa a trabalhar com o esporte em seu amplo sentido. O fascínio do esporte é cada vez maior, e sua prática conquista novos adeptos a cada dia. Em todo o mundo, a cultura esportiva se difunde de tal forma que, de alguma maneira, faz parte da vida das pessoas. Existem mais países filiados ao COI (Comitê Olímpico Internacional) do que à ONU (Organização das Nações

Unidas). Fica constatada essa afirmativa ao notarmos o impacto dos Jogos Olímpicos de Pequim, 2008.

Em todo o mundo, a cultura esportiva se difunde de tal forma que, de alguma maneira, faz parte da vida das pessoas.

A evolução desse fenômeno, aqui compreendido como sociocultural de múltiplas possibilidades, é notória, uma evidência constatada em diversas situações. É possível observar, por exemplo, na modalidade basquetebol, as mudanças ocorridas desde sua criação, em 1891, até hoje. Neste capítulo destacaremos, por sua curiosidade e singularidade, uma dessas mudanças.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536327709

6. Alongamento

McGillicuddy, Michael Grupo A PDF Criptografado

80

MICH AEL M c GILLIC U D DY

Causas adicionais para a falta de flexibilidade incluem dor, pontos-gatilho, síndromes de sobrecarga, desidratação, má nutrição, má postura, problemas de circulação, estresse e infecções. Quando sinais de dor são recebidos no cérebro advindos de um músculo, aquele envia uma resposta motora para torná-lo tenso, prevenindo o movimento e, consequentemente, reduzindo a flexibilidade. Os pontos-gatilho se formam nas fibras musculares e as encurtam, diminuindo a flexibilidade do músculo. Por sua vez, a sobrecarga de um músculo aumenta a irritação, o que causa a elevação da tensão em seu interior. A falta de fluidos, ou desidratação, ocasiona espasmos ou cãibras no tecido muscular, diminuindo também sua flexibilidade. Já a má nutrição afeta os níveis de ATP (combustível dos músculos), que permite às fibras musculares soltarem-se da contração, reduzindo a flexibilidade. A má postura cria diferenças no comprimento dos músculos em volta das articulações, o que baixa o fluxo sanguíneo dos músculos e limita sua flexibilidade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520431467

2. Avaliação da postura e do movimento

MASSEY, Paul  Editora Manole PDF Criptografado

Avaliação da postura e do movimento

2

24

Pilates – Uma abordagem anatômica

AVALIAÇÃO DA POSTURA E DO MOVIMENTO

Postura

Postura é a posição na qual você mantém seu corpo contra a gravidade enquanto está em pé, sentado ou deitado. A boa postura implica treinar o corpo para ficar em pé, andar, sentar e deitar em posições que gerem a menor tensão possível nos músculos de suporte e nos ligamentos, seja durante o movimento ou nas atividades de suporte de peso. A postura correta inclui manter os ossos e articulações no alinhamento ideal, de forma que os músculos sejam usados apropriadamente, o que ajuda a evitar que a coluna se fixe em posições anormais.

Ferramentas de avaliação

A avaliação postural é crucial como ponto de início para criar um programa de pilates abrangente. O processo de avaliação pode adotar uma das seguintes abordagens:

1. Estática: indica desequilíbrios musculares ou alterações no comprimento do músculo (longo, fraco, curto ou tenso). A postura estática irá indicar áreas possíveis de se observar e, assim, modificar a qualidade do movimento e a habilidade de realizar o exercício.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536327136

15. Surveys

Thomas, Jerry R. Grupo A PDF Criptografado

Capítulo 15

SURVEYS

A maioria dos surveys representa a opinião comum de pessoas que desconhecem o assunto.

A

pesquisa descritiva é um estudo do status, sendo amplamente utilizada na educação e nas ciências comportamentais. Seu valor tem como base a premissa de que os problemas podem ser resolvidos e as práticas melhoradas por meio de descrição objetiva e completa. O método mais comum de pesquisa descritiva é o survey. Em geral, seus objetivos amplos. O pesquisador procura determinar as práticas (ou opiniões) presentes em uma população específica. O survey é utilizado na educação, na psicologia, na sociologia e na atividade física. O questionário, o método Delphi, a entrevista pessoal e o survey normativo são os principais tipos de survey.

Questionário

O questionário e a entrevista são essencialmente a mesma coisa, exceto pelo método de questionamento. Os questionários costumam ser respondidos por escrito, enquanto as entrevistas são conduzidas oralmente. Conforme será observado mais tarde neste capítulo e no Capítulo 19, as entrevistas para pesquisa qualitativa em geral são abertas e podem ter diferentes metas do survey baseado em entrevista. Os procedimentos para desenvolver os itens do questionário e da entrevista são semelhantes. Em consequência, muito da discussão a respeito dos passos na construção do questionário também concerne à entrevista. Da mesma maneira, parte desta orientação é a mesma tanto para artigo survey quanto para aquele conduzido eletronicamente na Internet. O método de enviar o survey pode depender da amostra – eletrônico, se os participantes estão geograficamente dispersos, e por papel, se for mais fácil ganhar acesso direto aos participantes pessoalmente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713013

Capítulo 13 - Restrições Psicossociais no Desenvolvimento Motor

Kathleen M. Haywood; Nancy Getchell Grupo A PDF Criptografado

13

Restrições Psicossociais no Desenvolvimento Motor

Restrições indivíduo – ambiente

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

• Discutir o efeito da autoestima sobre a motivação para participar de esportes e atividades físicas.

• Examinar as atribuições das crianças tanto para o sucesso quanto para o fracasso na atividade física.

• Explorar as relações entre as influências sociais e os sentimentos de autoestima de um indivíduo.

• Investigar por que os indivíduos persistem ou abandonam o esporte.

270

Restrições Psicossociais no Desenvolvimento Motor

Desenvolvimento motor no mundo real

Projeto ACES e a maior aula de exercício do mundo

O dia 1 de maio de 2013 marcou o vigésimo quinto aniversário do Projeto ACES (All Children Exercises Simultaneously) (todas as crianças se exercitando simultaneamente). Naquele dia, milhões de estudantes em todo o globo terrestre se exercitaram ao mesmo tempo (às 10h da manhã em cada localidade), em um gesto simbólico de aptidão física e unidade. Esse programa não competitivo comprovou ser educativo, motivacional e divertido. Quando Len Saunders criou o Projeto ACES, em

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos