52 capítulos
Medium 9788520431788

5. Brasil e mundo: conglomerados de marcas e o “novo luxo”

PASSARELLI, Silvio Editora Manole PDF Criptografado

5. B r a si l e mu n d o : con g l om e r ad os d e m a rc a s e o “no v o l u x o ”

52

Até meados dos anos 1990, as marcas de luxo, em sua imensa maioria, estavam isoladas. As empresas eram familiares, os processos produtivos, fortemente impregnados de elementos artesanais, e a produção, feita em uma escala entre o pequeno e o médio volume. Desde então, assistimos a um vigoroso movimento de fusões e aquisições de marcas, gerando, como consequência, conglomerados financeiro-industriais.

Essa mudança na lógica de produção movimenta intensa polêmica nos últimos anos. De um lado, estão os puristas, adeptos do chamado luxo autêntico: acreditam que a implantação da lógica financeiro-industrial traz consigo o germe da destruição do setor.

Segundo eles, o conceito de exclusividade acaba sendo paulatinamente substituído pela rentabilidade e, quando menos se espera, o edifício desaba como um castelo de areia.

No entanto, nem tudo está perdido para os puristas. O comportamento de luxo de certos estratos da sociedade não constitui um subproduto da Revolução Industrial, tampouco algo mais recente,

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

25. Claude Lévi-Strauss e a convivência das diversidades

MATOS, Gustavo Gomes de Editora Manole PDF Criptografado

25. Claude Lévi-Strauss e a convivência das diversidades

A competição predatória que impede relacionamentos harmoniosos e integrados

“Aprendi a não tentar convencer ninguém. O trabalho de convencer

é uma falta de respeito, é uma tentativa de colonização do outro.”

José Saramago

Conflitos, guerras, acidentes, erros e falhas operacionais, desperdício de alimentos e dinheiro. Poderia elaborar uma lista gigantesca das consequências de erros ou simplesmente da falta de comunicação e de relacionamento humano.

Parece incrível que algo tão óbvio seja tão difícil de ser compreendido e resolvido. A sociedade dita civilizada é o exemplo mais explícito da complicação na comunicação, exatamente pela falta de conscientização sobre a importância do relacionamento humano que se baseia, essencialmente, na convivência das diversidades.

Ao lermos textos sobre a biografia e o legado de Claude Lévi-Strauss para a antropologia, podemos perceber uma de suas principais conclusões:

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

13. Falta de comunicação desintegra pessoas e equipes

MATOS, Gustavo Gomes de Editora Manole PDF Criptografado

13. Falta de comunicação desintegra pessoas e equipes

Comunicações deficientes e a falta de integração explicam os fracassos empresariais

“A comunicação representa um aspecto extremamente amplo tanto na vida das pessoas como na das organizações. Estima-se hoje que a comunicação cobre mais de três quartos da vida ativa de cada ser humano. Os gerentes e administradores a usam em maiores proporções em seu tempo de trabalho nas organizações. O processo de intercambiar e processar informação significa uma atividade constante e ininterrupta seja na vida individual, social e organizacional.”

Idalberto Chiavenato

Conversa entre dois gerentes de uma grande indústria:

— Dizem que o Projeto de Qualificação foi criticado pelo diretor...

— Soube que tem muita gente a favor desse projeto, mas também tem muita gente contra...

— É... não é fácil, não! Deixa rolar! Vamos fazer a nossa parte e deixar acontecer o que tiver de acontecer...

— É... pode ser...

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

21. Manifestar-se é direito e dever de todos

MATOS, Gustavo Gomes de Editora Manole PDF Criptografado

21. Manifestar-se é direito e dever de todos

Figura do consumidor passivo está em vias de extinção

“O cliente tem sempre razão.”

Provérbio popular

Faz parte do passado, cada vez mais, empresas que manipulam a informação e divulgam o que querem a seus usuários e consumidores, e não o que interessa a eles. Esse cenário vem se transformando, gradativamente, impulsionado pela conscientização da sociedade quanto aos conceitos de cidadania, ética, governança corporativa, responsabilidade social e ambiental.

O consumidor não quer apenas a satisfação de seu desejo ou de sua necessidade imediata, mas a certeza de ser atendido com serviços e produtos de qualidade, produzidos e comercializados por empresas que respeitam os valores humanos e o bem comum. Essa tendência se reflete na crescente demanda da sociedade por ética, comunicação e transparência.

O cidadão está se tornando cada dia mais consciente e exigente de seus direitos, ao mesmo tempo em que assume atitudes e iniciativas de cumprimento de seus deveres nos contextos social e político. A figura do consumidor passivo e pouco exigente, que aceita qualquer coisa que lhe é oportunamente oferecida, é cada vez menos presente no cenário de mercado global da atualidade.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

32. Reaprender a se relacionar é preciso: antes tarde do que nunca

MATOS, Gustavo Gomes de Editora Manole PDF Criptografado

32. Reaprender a se relacionar é preciso: antes tarde do que nunca

O bom relacionamento é determinado pela comunicação eficiente

“A empatia, habilidade de reconhecer o que os outros sentem, desempenha um papel fundamental numa vasta gama de áreas da vida. Nasce da autoconsciência. Só sendo capazes de reconhecer as próprias emoções seremos capazes de reconhecer as dos outros.”

Daniel Goleman

Todo e qualquer relacionamento está baseado em um processo interativo, ou seja, na ação e influência recíprocas entre as partes envolvidas. É como agir afetando e, ao mesmo tempo, sendo afetado pela reação do outro. Afinal, constantemente, estamos influenciando e sendo influenciados.

O bom relacionamento é determinado pela capacidade de interagir e conviver com diferentes padrões de cultura, pensamento e comportamento. Logo, se nos comunicamos melhor, nossos relacionamentos e nossa capacidade de entendimento interpessoal serão bem melhores.

Paulo Freire procurava reforçar em suas palestras que o verdadeiro educador era aquele que buscava incentivar a busca do conhecimento pela capacidade de “leitura do mundo”, fruto da riqueza dos relacionamentos humanos à procura do saber pensar e do saber fazer.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos