262 capítulos
Medium 9788521629856

PARTE IV - 7. A Política do Significado

GEERTZ, Clifford Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 7

A Política do Significado

135

A Política do Significado

I

Uma das coisas que quase todo mundo conhece mas não sabe muito bem como demonstrar é que a política de um país reflete o modelo de sua cultura. Num dos níveis, a proposição é indubitável — onde mais poderia existir a política francesa, senão na França? Entretanto, afirmar isso é levantar dúvidas. Desde 1945 a Indonésia tem sido sucessivamente uma revolução, uma democracia parlamentar, uma guerra civil, uma autocracia presidencial, um assassinato em massa e uma dominação militarista. Nisso tudo, onde está o modelo?

Na corrente de acontecimentos que formam a vida política e a teia de crenças que a cultura abarca é difícil encontrar um meio-termo. De um lado, tudo parece um amontoado de esquemas e surpresas: de outro, uma vasta geometria de julgamentos estabelecidos. É extremamente obscuro o que une esse caos de incidentes a esse cosmos de sentimentos, e como formulá-lo torna-se ainda mais obscuro. Acima de tudo, o que a tentativa de ligar a política à cultura precisa é de uma perspectiva menos ansiosa da primeira e uma perspectiva menos estética da última.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580554373

Capítulo 12 - Violência

Denise L. McLurkin Grupo A PDF Criptografado

12

Violência

Brincadeira infantil

“Bom dia, turma”, digo para os alunos da pré-escola sentados no tapete.

“Bom-dia, Sr. Frazier”, eles respondem. Muitas pessoas se chocam ao ver um homem de mais de 1,90m de altura dando aula na educação infantil, mas é uma fase tão importante na vida das crianças, eu me sinto obrigado a dar aula para essa idade.

“Todos colocaram o seu dever na caixa do dever de casa?”, pergunto. Vejo a maioria das mãozinhas levantadas. “Aqueles que ainda não colocaram, por favor, vão até seus escaninhos e coloquem o dever na caixa.” Vários alunos que esqueceram se levantam e colocam suas pastas ali. Eles demoram um pouco para se acostumar com as novas rotinas.

“Oi, Sr. Frazier”, diz Bianca entrando atrasada na sala. “Aqui está meu bilhete de atraso.” “Os atrasos de Bianca estão cada vez mais frequentes”, penso. Quando estou prestes a fechar a porta, a mãe de Bianca entra na sala e entrega para a filha uma folha de papel. “Aqui, querida, você esqueceu o dever de casa.” Bianca logo pega seu dever, vai até seu escaninho e, então, se lembra da nova rotina. Ela silenciosamente coloca seu dever na caixa dos deveres de casa e se senta com o resto da turma no tapete. Viro-me e digo: “Sra. Johnson, eu gostaria de falar com você sobre...” e minha voz fica quase inaudível quando percebo que está com um olho roxo e que seus lábios estão inchados. Ela logo coloca seus óculos e diz: “Sei que ela tem se atrasado, Sr. Frazier. Meu marido mudou de trabalho e estamos tentando acertar as coisas”. Ela abana para Bianca e sai da sala.

Ver todos os capítulos
Medium 9788565848961

Capítulo 2 - Compreendendo a cultura online

Robert V. Kozinets Grupo A PDF Criptografado

2

Compreendendo a cultura online

Resumo

A pesquisa e a teoria sobre comunidades online já têm mais de três décadas de história e envolvem todas as ciências sociais. O espaço social online das comunicações mediadas por computador foi uma vez considerado pobre, frio e igualitário. Mas os reais estudos dos grupos sociais online enfatizaram a diversidade e os atributos culturais autênticos das comunidades online, e demonstraram o valor de uma abordagem observacional participante da internet.

Palavras-chave: comunicações mediadas por computador, etnografias de comunidade online, comunicações face a face, pesquisa na internet, teoria da internet, teoria da mídia pobre, comunidade online, identidade online, participação online, teoria da interação social online, efeitos da equalização de status, tecnocultura

TECNOLOGIA E CULTURA

Quase quatro décadas atrás, o teorista dos meios de comunicação canadense Marshall

McLuhan previu que a “mídia eletrônica” “le-

Ver todos os capítulos
Medium 9788520441459

3. O silêncio também fala

MATOS, Gustavo Gomes de Editora Manole PDF Criptografado

3. O silêncio também fala

Os segredos da comunicação não verbal

“Falo com meu corpo, e isso sem saber. Digo, portanto, sempre mais do que sei.

É aí que chego ao sentido da palavra sujeito no discurso analítico.

O que fala sem saber me faz eu sujeito do verbo.”

Jacques Lacan

A palavra falada é o método mais usual de comunicação entre as pessoas. Tendemos a considerar que a comunicação oral é o meio mais eficiente de transmitir uma mensagem. Entretanto, isso depende muito da capacidade de eloquência do emissor ao expressar a sua intenção de modo eficiente e da capacidade do receptor em saber ouvir, interpretar e compreender de forma precisa a mensagem recebida.

Em média, o impacto de uma mensagem sobre o ouvinte é garantido em apenas 7% pelas palavras (o que a pessoa diz); 38% pelo tom de voz e inflexão (a maneira como diz); e 55% pelo corpo, olhos, mãos, braços, pernas, dedos, ou seja, pelas expressões, atitudes e gestos (o comportamento).

Ver todos os capítulos
Medium 9788536317113

2. Pesquisa qualitativa: por que e como fazê-la

Uwe Flick Grupo A PDF Criptografado

20

Uwe Flick

2

Pesquisa qualitativa: por que e como fazê-la

A relevância da pesquisa qualitativa, 20

Os limites da pesquisa quantitativa como ponto de partida, 21

Aspectos essenciais da pesquisa qualitativa, 23

Um breve histórico da pesquisa qualitativa, 25

A pesquisa qualitativa no início do século XXI – o estado de arte, 28

Avanços e tendências metodológicas, 32

Como aprender e ensinar a pesquisa qualitativa, 36

A pesquisa qualitativa no final da modernidade, 37

OBJETIVOS DO CAPÍTULO

Após a leitura deste capítulo, você deverá ser capaz de:

compreender a história e a fundamentação da pesquisa qualitativa. discutir as tendências atuais da pesquisa qualitativa. entender as características gerais da pesquisa qualitativa e a diversidade das perspectivas de pesquisa. compreender por que a pesquisa qualitativa consiste em uma abordagem oportuna e necessária na pesquisa social.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos