11 capítulos
Medium 9788582714324

PARTE II – Sistemas Sensorial e Motor

Mark F. Bear; Barry W. Connors; Michael A. Paradiso Grupo A PDF Criptografado

PARTE II

263

Sistemas

Sensorial e Motor

CAPÍTULO 8

Os Sentidos Químicos

265

CAPÍTULO 9

O Olho

293

CAPÍTULO 10

O Sistema Visual Central

331

CAPÍTULO 11

Os Sistemas Auditivo e Vestibular

369

CAPÍTULO 12

O Sistema Somatossensorial

415

CAPÍTULO 13

Controle Espinhal do Movimento

453

CAPÍTULO 14

Controle Encefálico do Movimento

483

Esta página foi deixada em branco intencionalmente.

CAPíTUlO 8

Os Sentidos

Químicos

INTRODUÇÃO

GUSTAÇÃO

Os Sabores Básicos

Os Órgãos da Gustação

QUADRO 8.1

DE ESPECIAL INTERESSE: Gostos Estranhos: Gordura, Amido, Carbonatação, Cálcio, Água?

As Células Receptoras Gustatórias

Mecanismos da Transdução Gustatória

O Sabor Salgado

O Sabor Azedo (Ácido)

O Sabor Amargo

O Sabor Doce

Umami (Aminoácidos)

Vias Centrais da Gustação

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555370

1. Quadro geral

Eugene C. Toy; Evan Yale Snyder; Josh Neman; Rahul Jandial Grupo A PDF Criptografado

2

TOY, SNYDER, NEMAN & JANDIAL

1. Quadro geral

A neurociência é única, pois integra um entendimento da ciência em vários níveis, a partir de uma compreensão molecular de eventos, como, por exemplo, desde os receptores ao nível das sinapses até uma compreensão global dos tratos sensoriais/ motores e suas interações espaciais. É por meio do entendimento de todos estes conceitos que o aluno pode compreender melhor as apresentações clínicas dos distúrbios neurológicos e a teoria envolvida nas diferentes opções de tratamento. O aluno deve abordar cada tópico em neurociência em ambos os aspectos, se aplicável. Por exemplo, ao estudar a esclerose múltipla (EM), o aluno deve compreender que essa doença em nível molecular envolve a destruição de oligodendrócitos, responsáveis pela formação e pela manutenção da bainha de mielina em torno dos axônios do sistema nervoso central. O estudante, então, deve revisar os nódulos de Ranvier e os conceitos relativos à condução saltatória do potencial de ação. Em seguida, ele deve avaliar a condição de uma perspectiva neuroanatômica. Por exemplo, se o paciente com EM apresenta prejuízo na adução do olhar à direita, mas convergência normal e abdução normal ao olhar para a esquerda, o aluno terá condições não só de diagnosticar que o paciente possui uma oftalmoplegia intranuclear (OIN) à esquerda, mas também de entender que a lesão se localiza no fascículo longitudinal medial (FLM) à esquerda, e poderá seguir com a revisão da anatomia do trato FLM

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555370

Seção II - Casos clínicos

Eugene C. Toy; Evan Yale Snyder; Josh Neman; Rahul Jandial Grupo A PDF Criptografado

SEÇÃO II

Casos clínicos

Toy_Neurociências_Seção II_Caso 1.indd 5

28/09/2015 14:20:15

Esta página foi deixada em branco intencionalmente.

CASO 1

Um paciente de 53 anos chega à emergência após uma crise epiléptica generalizada de início recente. Após a crise, ele se apresenta alerta e orientado quanto a pessoa, lugar e tempo, embora não tenha qualquer memória específica da ocorrência da crise. Não se observam déficits neurológicos ao exame físico, mas a imagem por ressonância magnética (RM) e a tomografia por emissão de pósitrons (PET, positron emission tomography) indicam a presença de uma lesão cerebral. O paciente é submetido à cirurgia para ressecção do tumor e é diagnosticado com um tumor encefálico maligno primário identificado como um glioblastoma multiforme (GBM). O plano do neurocirurgião é colocar o paciente sob profilaxia antiepiléptica de longo prazo e esteroides em combinação com radioterapia estereotáxica.

XXQue

outros tipos de tumores têm estreita relação com a malignidade desse tumor no paciente?

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555370

Lista por assunto (em ordem alfabética)

Eugene C. Toy; Evan Yale Snyder; Josh Neman; Rahul Jandial Grupo A PDF Criptografado

402  

TOY, SNYDER, NEMAN & JANDIAL

LISTA POR ASSUNTO (EM ORDEM ALFABÉTICA) no DO CASO ASSUNTO

36

22

4

39

26

43

48

24

35

11

12

15

44

29

38

17

47

28

49

6

10

41

37

8

45

16

27

14

2

13

20

25

21

42

3

18

9

40

5

46

34

32

31

33

30

1

7

19

23

Adição

Audição

Bainha de mielina e potencial de ação

Células-tronco neurais

Cerebelo

Cognição espacial

Consciência

Controle do movimento

Controle neural da respiração

Desenvolvimento do sistema nervoso central

Desenvolvimento do sistema nervoso periférico

Determinação do destino celular

Distúrbios de linguagem

Eixo neuroendócrino

Fatores de crescimento do nervo

Formação do córtex cerebral

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714324

PARTE IV – O Encéfalo em Mudança

Mark F. Bear; Barry W. Connors; Michael A. Paradiso Grupo A PDF Criptografado

PARTE IV

781

O Encéfalo em Mudança

CAPÍTULO 23

Conectando o Encéfalo

783

CAPÍTULO 24

Sistemas de Memória

823

CAPÍTULO 25

Mecanismos Moleculares do Aprendizado e da Memória

865

Esta página foi deixada em branco intencionalmente.

CAPíTUlO 23

Conectando o Encéfalo

INTRODUÇÃO

A GêNESE DOS NEURÔNIOS

Proliferação Celular

QUADRO 23.1

DE ESPECIAL INTERESSE: A Neurogênese em Seres Humanos Adultos (Ou Como os Neurocientistas

Aprenderam a Apreciar a Bomba)

Migração Celular

Diferenciação Celular

Diferenciação de Áreas Corticais

QUADRO 23.2

A ROTA DA DESCOBERTA: Construindo um Mapa da Mente, por Pasko Rakic

A GêNESE DAS CONEXÕES

O Axônio em Crescimento

Orientação dos Axônios

Sinais de Orientação

Estabelecendo Mapas Topográficos

QUADRO 23.3

DE ESPECIAL INTERESSE: Por Que os Axônios de Nosso SNC Não Se Regeneram?

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos