4150 capítulos
Medium 9788527723855

1 - Célula

De Robertis Grupo Gen PDF Criptografado

Célula

1

Introdução

1.1 As células são as unidades que constituem os organismos vivos

O estudo do universo biológico nos mostra que a evolução produziu uma imensa variedade de formas vivas. Existem cerca de quatro milhões de espécies de animais, vegetais, protozoários e bactérias cujos comportamentos, morfologias e funções diferem entre si. Contudo, em nível molecular e celular, esses seres vivos apresentam um único padrão de organização. O campo da biologia celular e molecular é, justamente, o estudo desse padrão de organização unificado; em outras palavras, é a análise das moléculas e dos componentes celulares que constituem todas as formas de vida.

A célula é a unidade estrutural e funcional fundamental dos seres vivos, assim como o átomo é a estrutura essencial das estruturas químicas. Se, de alguma maneira, a estrutura celular é destruída, a função da célula também é alterada.

Os estudos bioquímicos demonstraram que a matéria viva é composta pelos mesmos elementos que constituem o mundo inorgânico, ainda que com diferenças em sua organização. No mundo inanimado, existe uma tendência contínua ao equilíbrio termodinâmico, no decorrer do qual acontecem transformações contingentes entre a energia e a matéria. Em compensação, nos organismos vivos, existe uma ordem real nas transformações químicas, de modo que as estruturas e as funções biológicas não se alteram.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520433416

37. Avaliação Ambiental Estratégica como Instrumento de Gestão de Bacias Hidrográficas

Arlindo Philippi Jr Editora Manole PDF Criptografado

Avaliação Ambiental

Estratégica como

Instrumento de

Gestão de Bacias

Hidrográficas

37

Maria do Carmo Sobral

Engenheira civil, Universidade Federal de Pernambuco

Maria Manuela Morais

Bióloga, Universidade de Évora, Portugal

Renata Maria Caminha Carvalho

Engenheira agrônoma, Instituto Federal de Educação,

Ciências e Tecnologia de Pernambuco

Uma das dificuldades identificadas na proposição de políticas, planos, programas e projetos (PPPP) tem sido a relação destes com a interface ambiental, buscando prever, orientar e adequar os possíveis impactos que determinadas ações ou atividades possam causar. O instrumento utilizado até o presente momento tem sido a avaliação de impacto ambiental (AIA), baseada nos estudos de impacto ambiental (EIAs) e respectivo relatório de impacto ambiental (Rima). Esses documentos são organizados pelo empreendedor e avaliados pelas instituições de controle ambiental dos estados. O

Ver todos os capítulos
Medium 9788527723831

Apêndice

Ray F. Evert, Susan E. Eichhorn Grupo Gen PDF Criptografado

APÊNDICE

Classificação dos organismos

Há diferentes métodos para se classificarem os organismos. O método apresentado aqui segue o esquema geral descrito no Capítulo 12, no qual os organismos são divididos em três domínios:

Bacteria, Archaea e Eukarya. Bacteria e Archaea são grupos distintos de organismos procarió‑ ticos. Eukarya, que consiste inteiramente em organismos eucarióticos, inclui os protistas e os reinos Animalia, Fungi e Plantae. As principais categorias taxonômicas são domínio, reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécie. Recentemente tem sido proposta a hipótese de que os eucariotos consistem em sete supergrupos. Um supergrupo fica entre o domínio e o reino.

A classificação que segue inclui os protistas, exceto os que são considerados Protozoa, bem como Fungi e Plantae. Alguns subfilos e classes enfatizados neste livro também são incluídos, mas a listagem está longe de ser completa. O número de espécies de cada grupo é o número estimado de espécies vivas que foram descritas e às quais foram atribuídos nomes. Apenas os grupos que têm espécies vivas são descritos. Os vírus não foram incluídos neste apêndice, mas são discutidos no Capítulo 13.

Ver todos os capítulos
Medium 9788563899576

Capítulo 15. Regressão logística: Modelando respostas categóricas

Alan Agresti, Barbara Finlay Grupo A PDF Criptografado

15

REGRESSÃO LOGÍSTICA:

MODELANDO RESPOSTAS

CATEGÓRICAS

Os modelos de regressão estudados nos

últimos seis capítulos presumem que a variável resposta seja quantitativa. Este capítulo apresenta modelos lineares generalizados para variáveis resposta que são categóricas.

As Seções 15.1 a 15.3 apresentam o modelo de regressão logística para variáveis respostas binárias – variáveis tendo somente dois resultados possíveis. Por exemplo, a regressão logística pode modelar:

• A escolha do eleitor em uma eleição presidencial (Democrata ou Republicano), com variáveis previsoras como ideologia política, renda anual, nível educacional e religião.

• Se a pessoa usa drogas ilegais (sim, não), com previsores como o nível educacional, se está empregado, religiosidade, estado civil e renda anual.

Versões de multicategorias da regressão logística podem tratar de variáveis respostas ordinais (Seção 15.4) e variáveis respostas nominais (Seção 15.5). A Seção

Ver todos os capítulos
Medium 9788527723947

15 - Sistema Visual

Martinez, Ana Grupo Gen PDF Criptografado

15

Sistema Visual

Objetivos de estudo, 250

Conceitos-chave, 250

Anatomia geral do olho, 250

Citoarquitetura da esclera e da córnea, 250

Constituição da úvea, 252

Cristalino, 253

Meios fluidos, 254

Organização da retina, 256

Resumo, 262

Autoavaliação, 262

Martinez 15.indd 249

30.01.14 16:20:00

250

Neuroanatomia Essencial

Objetivos de estudo

��

Definir os componentes anatômicos do olho

Estudar a citoarquitetura das diferentes estruturas que compõem o olho adulto

Definir as vias neurais do sistema visual

Definir conceitos funcionais da visão

Estudar o desenvolvimento do olho

Conceitos-chave

��

Câmara anterior do olho

Câmara posterior do olho

Canais de Schlemm

Câmara vítrea

Colículo superior

Córnea

Coroide

Corpo ciliar

Córtex estriado

Córtex visual

Cristalino

Disco óptico

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos