355 capítulos
Medium 9788582715291

Prazosina

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

PRAZOSINA

TERAPÊUTICA

Marcas 

• Minipress

Genérico? Sim

Classe

• Bloqueador alfa-1 adrenérgico

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Hipertensão

• Pesadelos associados a TEPT

• Distúrbios da circulação sanguínea

• Problemas para urinar devido a próstata aumentada

• Passagem de cálculos renais

EFEITOS COLATERAIS

Como a substância causa efeitos colaterais

• Bloqueio excessivo dos receptores alfa-1 noradrenérgicos periféricos

Efeitos colaterais notáveis

• Tontura, vertigem, cefaleia, fadiga, visão turva

• Náusea

Efeitos colaterais potencialmente fatais ou perigosos

• Síncope com perda repentina da consciência

Ganho de peso incomum

Como a substância atua

• Bloqueia os receptores alfa-1 adrenérgicos, reduzindo a hiperativação noradrenérgica

• A estimulação dos receptores noradrenérgicos centrais durante o sono pode ativar memórias traumáticas, portanto o bloqueio dessa ativação pode reduzir os pesadelos

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715116

Capítulo 31 - Terapia Cognitivo-Comportamental Aplicada ao Tratamento de Crianças e Adolescentes com Transtorno por Uso de Substâncias

Neide A. Zanelatto; Ronaldo Laranjeira Grupo A PDF Criptografado

31

TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL

APLICADA AO TRATAMENTO DE CRIANÇAS

E ADOLESCENTES COM TRANSTORNO POR

USO DE SUBSTÂNCIAS

 NEIDE A. ZANELATTO

PONTOS-CHAVEPONTOS-CHAVEPONTOS-CHAVEPONTOS-CHAVEPONTOS�� Uma intervenção eficaz cujo objetivo seja tratar os transtornos por uso de substâncias (TUSs) em crianças e adolescentes deve contemplar os seguintes princípios: avaliações constantes, tratamento integrado a outros contextos, envolvendo principalmente a família, e desenvolvimento de programas apropriados à fase da adolescência, facilitando a adesão terapêutica e o seguimento pós-tratamento, bem como buscando o acompanhamento dos resultados obtidos. Uma equipe bem-treinada para o manejo de crianças e adolescentes completa o rol de princípios importantes para um tratamento eficiente.

�� O conhecimento da fase pela qual passa o adolescente, além da experiência no manejo do TUS, facilita o desenvolvimento de uma aliança terapêutica.

�� Criatividade e flexibilidade são elementos fundamentais em um trabalho terapêutico com crianças e adolescentes, melhorando os resultados do tratamento.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Oxcarbazepina

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

OXCARBAZEPINA

TERAPÊUTICA

Marcas • Trileptal

Genérico? Sim

Classe

• Anticonvulsivante, antagonista dos canais de sódio sensíveis à voltagem

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Convulsões parciais em adultos com epilepsia

(monoterapia ou adjuvante)

• Convulsões parciais em crianças entre 4 e 16 anos com epilepsia (monoterapia ou adjuvante)

• Transtorno bipolar

Como a substância atua

Atua como um bloqueador uso-dependente dos canais de sódio sensíveis à voltagem

Interage com a conformação de canal aberto dos canais de sódio sensíveis à voltagem

Interage como um sítio específico da subunidade alfa formadora de poros dos canais de sódio sensíveis à voltagem

• Inibe a liberação do glutamato

Tempo para início da ação

• Para mania aguda, os efeitos devem ocorrer dentro de algumas semanas

• Pode levar várias semanas até meses para otimizar um efeito na estabilização do humor

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715277

Capítulo 20. Focos de atenção na infância

Aristides Volpato Cordioli (Org.), Eugenio Horacio Grevet (Org.) Grupo A PDF Criptografado

20

Focos de atenção na infância

Maria Lucrécia Scherer Zavaschi

Victor Mardini

David Simon Bergmann

Fabiana Ritter

Neste capítulo, são abordados os principais problemas que costumam levar os pais a buscar atendimento psicoterápico para seus filhos. Primeiro, são descritos brevemente os procedimentos necessários para a avaliação da criança a fim de realizar uma indicação precisa de tratamento. Tais procedimentos incluem a entrevista com os pais e com a criança, bem como a utilização de instrumentos e de avaliações complementares, quando necessário.

Em seguida, são apresentados os focos de atenção psicoterápica mais relevantes durante a infância, como distúrbios do sono, transtornos alimentares, autismo, maus-tratos, transtornos de eliminação, medos e ansiedades, birras e comportamento agressivo, transtornos do humor, recusa escolar, dificuldades de aprendizagem, bullying, deficiência intelectual, transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) e uso excessivo de tecnologia. São abordadas suas principais características, prevalência e recomendações de manejo, com orientações aos pais e indicações psicoterápicas, conforme evidências científicas e experiência clínica.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582711644

Capítulo 14 - Um Delicado Equilíbrio: A contribuição dos fatores psicossociais aos tratamentos biológicos dos transtornos mentais

Irismar Reis de Oliveira; Thomas Schwartz; Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

14

Um Delicado Equilíbrio

A contribuição dos fatores psicossociais aos tratamentos biológicos dos transtornos mentais

Roger P. Greenberg e Mantosh J. Dewan

Introdução

A seguir encontra-se uma breve descrição de um caso real atendido por um de nós (R.P.G.) em sua prática de psicoterapia.  O paciente é um homem de meia-idade encaminhado por seu psiquiatra após diversos meses de tratamento com antidepressivos.  O paciente, que sofreu crises de depressão durante a maior parte de sua vida adulta, teve algum benefício durante o curso inicial do tratamento farmacológico, mas tanto ele quanto seu psiquiatra sentiram que poderia experimentar ganhos ainda maiores com o acréscimo do tratamento psicoterápico.  A suspeita mostrou-se precisa.

O paciente respondeu muito bem à terapia pela fala. Dentro de poucos meses, vários elementos históricos e interpessoais que contribuíam para a disforia do paciente foram identificados e discutidos. Descobriu-se como ele distorcia as experiências atuais com base em seu passado e ele começou a fazer mudanças no modo como respondia aos outros, como lidava com decisões importantes e como avaliava sua percepção de si mesmo. Sua confiança melhorou e os sintomas da depressão desapareceram. Por fim, os sentimentos positivos e uma sensação de estabilidade contínua o conduziram – com a concor-

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos