427 capítulos
Medium 9788520436776

3. Amplitude de movimento

Carolyn Kisner, Lynn Allen Colby Editora Manole PDF Criptografado

3 capítulo

Tipos de exercícios de ADM  52

Indicações, objetivos e limitações

ADM passiva  52

ADM ativa e ativoassistida  52

da

ADM  52

Precauções e contraindicações para os exercícios de ADM  53

Princípios e procedimentos para aplicação de técnicas de ADM  53

Exame, avaliação e plano de tratamento  53

Preparo do paciente  54

Aplicação de técnicas  54

Aplicação da ADM passiva  54

Aplicação da ADM ativa  54

Técnicas

de

ADM  54

Membros superiores  55

Membros inferiores  59

Região cervical da coluna vertebral  62

Região lombar da coluna vertebral  62

ADM

autoassistida  63

Autoassistência 63

Exercícios com bastão (régua T)  65

Escalada de parede ou escada de dedos  67

Polias elevadas  67

Pranchas com rodas (skate)/mesas deslizantes  67

Equipamento para exercícios recíprocos  68

Mobilização

passiva contínua  68

Ver todos os capítulos
Medium 9788520436776

7. Princípios do exercício aeróbio

Carolyn Kisner, Lynn Allen Colby Editora Manole PDF Criptografado

Princípios do exercício aeróbio

7 capítulo

n  Karen Holtgrefe, PT, DHS, OCS

Termos

e conceitos-chave

242

Período do exercício aeróbio 250

Período de desaquecimento 251

Aplicação 251

Atividade física 242

Exercício 242

Preparo físico 242

Consumo máximo de oxigênio 242

Resistência física 242

Treinamento com exercícios aeróbios

(condicionamento) 242

Adaptação 242

Consumo de oxigênio pelo miocárdio 243

Descondicionamento 243

Alterações

fisiológicas que ocorrem com o treinamento 251

Alterações

Alterações

Alterações

Alterações

Aplicação

dos princípios de um programa de condicionamento aeróbio para o paciente com doença coronariana 253

Sistemas

energéticos, gasto energético e eficiência 243

Sistemas energéticos 243

Gasto energético 244

Eficiência 244

Resposta

fisiológica ao exercício aeróbio

245

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713631

Capítulo 7. Articulações

Gerard J. Tortora, Bryan Derrickson Grupo A PDF Criptografado

C A P Í T U L O

7

ARTICULAÇÕES

O

s ossos são muito rígidos para serem curvados sem que sofram lesão. Felizmente, tecidos conectivos flexíveis formam articulações que mantêm os ossos unidos enquanto, na maioria dos casos, permitem algum grau de movimento. A flexibilidade e o movimento das articulações contribuem para a homeostasia. Se você, alguma vez, já sofreu lesão nessas áreas, sabe como é difícil caminhar com o joelho engessado ou girar uma maçaneta de porta com uma tala no dedo. Uma articulação (também chamada de juntura) é um ponto de contato entre ossos, entre cartilagem e ossos, ou entre dentes e ossos. Quando dizemos que um osso se articula com outro, significa

OLHANDO PARA TRÁS PARA AVANÇAR... que os dois ossos formam uma

Fibras colágenas (Seção 4.3) articulação. Artrologia é o estudo

Tecido conectivo regular denso modelado (Seção 4.3) científico das articulações. Muitas

Cartilagem (Seção 4.3) articulações do corpo permitem

Ver todos os capítulos
Medium 9788582713631

Apêndice A. Respostas para as aplicações do pensamento crítico

Gerard J. Tortora, Bryan Derrickson Grupo A PDF Criptografado

APÊNDICE A: RESPOSTAS PARA AS APLICAÇÕES DO PENSAMENTO CRÍTICO

RESPOSTAS PARA AS APLICAÇÕES

DO PENSAMENTO CRÍTICO

Capítulo 1

1. Na posição anatômica, o braço penderia ao longo da face lateral do tronco, com a palma da mão voltada para a frente.

2. O nível mínimo de organização no qual os processos vitais ocorrem é o nível celular. Para assegurar que o organismo está vivo, precisaríamos observar os processos vitais como metabolismo, responsividade, movimento, crescimento, diferenciação e reprodução.

3. Anatomicamente falando, a resposta de Guy não faz sentido. Caudal significa inferior ou distante da cabeça; dorsal significa o dorso; e sural é a região da panturrilha da perna. A área da virilha está localizada na parte anterior do tronco, próxima à parte superior do membro inferior.

4. O plano sagital mediano divide o corpo em metades iguais, direita e esquerda. O plano transverso (transversal ou horizontal) divide a parte superior e a parte inferior do corpo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527733335

17 - Somestesia

AIRES, Margarida de Mello Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo

17

Somestesia  309

Somestesia

Marcus Vinícius C. Baldo

■■ Introdução, 310

■■ Organização geral da sensibilidade somática, 310

■■ Sensibilidade tátil, 313

■■ Sensibilidade térmica, 316

■■ Sensibilidade dolorosa, 318

■■ Sistema trigeminal, 321

■■ Bibliografia, 323

Aires-cap-17-FINAL.indd 309

22-05-2018 10:41:24

310  Aires | Fisiologia

INTRODUÇÃO

Capítulo 17

A pele que recobre nosso corpo, assim como na maioria dos animais, é uma estrutura complexa que exerce várias funções.

Sem dúvida, a proteção do organismo contra perturbações do meio ambiente é a primeira dessas funções que nos ocorre. Esse papel protetor é amplo e inclui a defesa contra agentes físicos, quí­micos e infecciosos, e contra a perda ou ganho excessivos de

água e calor. A pele também desempenha um papel importante na interação do organismo com elementos da mesma espécie e de espécies diferentes, por exemplo, eventuais predadores. Assim, a pele pode camuflar um organismo evitando que seja uma presa mais fácil, ou torná-lo mais atrativo para o acasalamento.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos