92 capítulos
Medium 9788527718967

Capítulo 21 - Técnicas Computacionais em Farmacocinética

Sílvia Storpirtis, María Nella Gai, Daniel Rossi de Campos, José Eduardo Gonçalves Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO 21

Técnicas Computacionais em Farmacocinética

Chang Chiann, Elkiane Macedo Rama e Rodrigo Cristofoletti

INTRODUÇÃO

Em 1952 foi fundada a Sociedade Internacional de Modelagem e Simulação (acrônimo em inglês SCS), que se dedica desde então ao desenvolvimento e aplicação de técnicas de modelagem e simulação na resolução de problemas reais. A partir desse marco, as simulações computacionais foram rotineiramente utilizadas, principalmente, pela indústria automobilística e aeroespacial, objetivando, por exemplo, o aumento da segurança e durabilidade de novos produtos, com consequente redução dos custos de desenvolvimento. Por sua vez, ainda que sob intenso debate, a estimativa do custo de desenvolvimento de um novo medicamento já ultrapassaria a cifra de

802 milhões de dólares (DIMASI et al., 2003; ADAMS e BRANTNER, 2006), com uma taxa projetada de ampliação de custo anual, em função do aumento da complexidade e tamanho dos estudos clínicos, ao redor de 11,0% (DIMASI et al., 1991;

Ver todos os capítulos
Medium 9788527718967

Apêndice A, B e C

Sílvia Storpirtis, María Nella Gai, Daniel Rossi de Campos, José Eduardo Gonçalves Grupo Gen PDF Criptografado

APÊNDICE A

Siglas, Símbolos e Termos Relacionados com os Parâmetros mais Empregados em

Farmacocinética

José Eduardo Gonçalves e Sílvia Storpirtis

Símbolo

Definição

C

X

K

Concentração de fármaco

Quantidade de fármaco

Constante da velocidade de eliminação

fnl

V

Vmax

Km

D

VP

Vd ou Vda

Fração do fármaco não ligada às proteínas plasmáticas

Velocidade de biotransformação

Velocidade máxima de biotransformação

Constante de Michaelis-Menten

Dose administrada de um fármaco

Volume plasmático do indivíduo

Volume aparente de distribuição

X0

CC

CP

Dose administrada de um fármaco

Compartimento central

Compartimento periférico

Constante de velocidade de distribuição

Constante de velocidade de eliminação total

VdSS

Volume de distribuição no estado de equilíbrio

Vd área

Ver todos os capítulos
Medium 9788520437766

11. Eficácia de conservantes

Terezinha de Jesus Andreoli Pinto, Telma Mary Kaneko, Antonio F. Pinto Editora Manole PDF Criptografado

Eficácia de conservantes

Classes Químicas de Conservantes . . . . . . . . . . . . . . . . 308

Monografias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 308

Agentes quelantes como potencializadores dos conservantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312

Aplicação dos sistemas conservantes . . . . . . . . . . . . . . 312

Consequências da falha na conservação. . . . . . . . . . . . . . 312

Contaminação do produto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312

Contaminação microbiana . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 314

Fatores de influência sobre formulações com sistemas conservantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 314

A ciência de conservação dos produtos farmacêuticos e cosméticos é relativamente nova e somente nos últimos 70 anos tem sido tratada de maneira científica. Nos momentos iniciais, a conservação foi obtida com agentes germicidas, apesar de suas consequências envolverem riscos. Atualmente, grande importância é dada ao assunto, porque existe preocupação não apenas com o aspecto microbiológico, mas igualmente com o potencial de irritação e toxicidade para o consumidor. Encontrar um produto que atenda às necessidades da indústria não é tarefa facilmente conduzida.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527718967

Capítulo 3 - Parâmetros Farmacocinéticos

Sílvia Storpirtis, María Nella Gai, Daniel Rossi de Campos, José Eduardo Gonçalves Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO 3

Parâmetros Farmacocinéticos

Sílvia Storpirtis, María Nella Gai, Daniel Rossi de Campos e José Eduardo Gonçalves

INTRODUÇÃO

No presente capítulo serão abordados os principais parâmetros farmacocinéticos com o objetivo de conceituá-los, demonstrando sua importância, maneira de cálculo e aplicações. Entretanto, suas aplicações serão detalhadas nos capítulos seguintes desta obra.

Os parâmetros farmacocinéticos podem ser definidos como constantes biológicas ou relações de proporcionalidade obtidas por meio da aplicação de uma hipótese de trabalho (modelo farmacocinético) na interpretação do destino de um fármaco no organismo.

Para viabilizar o cálculo dos parâmetros farmacocinéticos são necessários o planejamento adequado e a realização de um ensaio clínico envolvendo voluntários sadios, de acordo com as boas práticas clínicas (BPC) (MANFIO, 2009). É necessário, também, dispor de métodos bioanalíticos seletivos, sensíveis, precisos e validados para a quantificação do fármaco e de seus produtos de biotransformação em líquidos biológicos, de acordo com as boas práticas de laboratório (BPL) (GONÇALVES et al., 2009).

Ver todos os capítulos
Medium 9788520432709

3. Sínteses e semissínteses de fármacos

César Cornélio Andrei, Dalva Trevisan Ferreira, Milton Faccione, Terezinha de Jesus Faria Editora Manole PDF Criptografado

CAPÍTULO 3

Sínteses e semissínteses de fármacos

DALVA TREVISAN FERREIRA

Introdução

O avanço do conhecimento na área de Química Farmacêutica, ou Química

Medicinal, tem possibilitado a introdução de novos agentes terapêuticos.

A produção industrial de tais agentes exige conhecimento dos mecanismos que regem as reações químicas, a interação com catalisadores e métodos especializados de purificação e identificação dos fármacos.

Esse complexo de operações define a Química Fina, um setor que gera produtos de composição química definida e alta pureza, do qual decorre um alto valor agregado.

Entre os produtos da Química Fina, encontram-se os fármacos, os aditivos alimentares, os defensivos agrícolas, os explosivos e outros.

No Brasil, a maior concentração das atividades com fármacos restringe-se à formulação e à embalagem. A produção continua pequena em decorrência da complexidade e do desconhecimento da tecnologia adequada ao setor, profundamente dependente de matérias-primas e princípios ativos importados.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos