87 capítulos
Medium 9788520456880

16. Folato – vitamina B9

Celso Cukier, Vanessa Cukier Editora Manole PDF Criptografado

16

Folato – vitamina B9

Josiane Steluti

Gyslaine Pequeno Araujo Cadenazzi

Luís Filipe Oliveira Figliolino

Africa Isabel de la Cruz Perez

INTRODUÇÃO

O folato tem sido estudado como nutriente-chave envolvido na manutenção da saúde e prevenção de doenças (Pfeiffer et al., 2007). Dentre suas funções conhecidas, destaca-se a atuação como coenzima em diversas reações de transferência do grupamento metil, sobretudo no metabolismo de aminoácidos na conversão de homocisteína a metionina, síntese de purinas e de pirimidinas

(Bailey e Gregory, 1999; Duthie et al., 2004). A deficiência severa de folato combinada à deficiência de B12 pode resultar em anemia megaloblástica. Além do papel já estabelecido da vitamina na diminuição da incidência de má-formação de tubo neural em recém-nascidos (Laura et al., 2006), há ainda evidências de sua relação com a redução da concentração sanguínea de homocisteína (Stover,

2004). A elevação sanguínea do aminoácido homocisteína é considerada como fator de risco para a ocorrência de eventos adversos como demência, doença de

Ver todos os capítulos
Medium 9788520456880

7. Vitamina K

Celso Cukier, Vanessa Cukier Editora Manole PDF Criptografado

7

Vitamina K

Gyslaine Pequeno Araujo Cadenazzi

Milena Gonçalves Lima Cardoso

Africa Isabel de la Cruz Perez

Kleber de Magalhães Galvão

INTRODUÇÃO

A vitamina K em sua forma natural é encontrada em duas principais estruturas: K1 – filoquinona – e K2 – menaquinona (MK). Além das formas naturais, a vitamina K também é encontrada na forma sintética, conhecida como

K3 – menadiona, com sua estrutura química básica igual à da filoquinona e menaquinona (Fusaro et al., 2017).

A vitamina K1 é facilmente detectada na corrente sanguínea, já a vitamina

K2 geralmente não é encontrada, exceto quando sua fonte de ingestão é via suplementação (Piscaer et al., 2017).

Suas principais funções compreendem o papel de cofator na produção de proteínas hepáticas da coagulação sanguínea e atividade nos tecidos extra-hepáticos, principalmente na regulação do metabolismo ósseo e vascular (Fusaro et al., 2017). Sua importância se relaciona ainda a atividades biológicas, como regulação do metabolismo de cálcio nos tecidos, regulação do crescimento e da proliferação celular, do estresse oxidativo e de reações inflamatórias (Akbari e

Ver todos os capítulos
Medium 9788520456880

18. Colina

Celso Cukier, Vanessa Cukier Editora Manole PDF Criptografado

18

Colina

Cinthia Roman Monteiro

INTRODUÇÃO

A colina é uma substância amplamente distribuída em alimentos e essencial para as células, pois mantém a integridade das membranas. É precursora de acetilcolina (Figura 1) e, por isso, participa da transmissão colinérgica como sinalizadora transmembrana, além de contribuir com o metabolismo do metil e dos lipídios em geral, segundo o Instituto de Medicina dos Estados (IOM, 1998).

Foi identificada em uma época em que os cientistas estavam ávidos por descobertas acerca de tecidos vivos. Em 1850, o farmacêutico Theodore Gobley isolou uma molécula do cérebro e de ovos de carpa e descobriu uma substância a qual nomeou de lecitina, que vem do grego lekithos (gema de ovo). Dois anos depois, Adolph Strecker notou que ao aquecer a lecitina da bile de porcos e bois, gerava um composto químico nitrogenado, o qual passou a chamar de colina – o nome foi derivado da palavra grega chole, que significa bile. Eventualmente, a lecitina foi caracterizada quimicamente como sendo fosfatidilcolina.

Ver todos os capítulos
Medium 9788536323022

Capítulo 1 - Gerenciamento da qualidade total

Marco Túlio Bertolino Grupo A PDF Criptografado

C A P Í T U L O

1

Gerenciamento da qualidade total

Para alcançar os níveis de qualidade necessários ao atual contexto competitivo,

torna-se necessário uma revolução nos processos administrativos da organização.

Uma organização deve estar preparada para absorver, de maneira rápida e satisfatória, as mudanças sociais, tecnológicas e econômicas do ambiente no qual está inserida. Considerando-se que essas transformações são cada vez mais intensas e dinâmicas, pois se trata de um cenário globalizado, em que a competição inclui não só os vizinhos na cidade, no Estado ou no país, mas produtos de todo o mundo, uma visita às gôndolas do supermercado é suficiente para constatar essa realidade.

Qualidade não é mais um diferencial competitivo, mas uma condição para se manter no mercado. Por isso, o tema qualidade deve vir em primeiro lugar.

Isso significa dizer que o enfoque dos lucros em primeiro lugar deve ser abandonado. A justificativa é que, dando prioridade à qualidade, os lucros virão como consequência. Se uma organização segue o princípio da qualidade em primeiro lugar, seus lucros aumentarão com o decorrer do tempo. Todavia, se persegue o objetivo de atingir lucros a curto prazo, perderá a competitividade no mercado, seja sua atuação nacional ou internacional, e, a longo prazo, perderá os lucros.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580551884

Capítulo 1 - O que comemos e por que

Gordon M. Wardlaw, Anne M. Smith Grupo A PDF Criptografado

O que comemos e por que

CAPÍTULO 1

Objetivos do aprendizado

1. Identificar os hábitos alimentares e os estilos de vida relacionados às 10 principais causas de morte no mundo industrializado.

dos nutrientes que fornecem energia e usar unidades básicas do sistema métrico para calcular percentuais, como o de calorias provenientes de gorduras.

2. Definir os termos nutrição, carboidratos, proteínas, lipídeos

(gordura), álcool, vitamina, mineral,

água, quilocaloria (kcal) e fibra.

4. Elaborar um plano básico para promover a saúde e prevenir doenças.

3. Determinar as calorias totais (kcal) de um alimento ou de uma dieta com base no peso e conteúdo calórico

5. Listar as principais características da dieta e os hábitos alimentares que precisam ser melhorados.

6. Descrever como os hábitos alimentares são afetados por processos fisiológicos, tamanho e composição das porções, experiências prévias, costumes

étnicos, preocupações com a saúde, publicidade, classe social e economia.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos