121 capítulos
Medium 9788582714669

Apêndice D | Ferramentas de avaliação de alto risco para condições adquiridas no hospital e que podem ser prevenidas

Lynda Juall Carpenito Grupo A ePub Criptografado

Apêndice D

Ferramentas de avaliação de alto risco para condições adquiridas no hospital e que podem ser prevenidas

Esta edição identificou a importância da prevenção de oito condições apontadas pelos Centers for Medicare and Medicaid Services.

Esses oito eventos ou condições são os seguintes:

•Úlceras por pressão em estágios 3 e 4

•Quedas e trauma

•Infecção no sítio cirúrgico após cirurgia bariátrica para obesidade, determinados procedimentos ortopédicos e cirurgia de revascularização miocárdica (mediastinite)

•Infecção relacionada ao cateter vascular

•Infecção do trato urinário relacionada ao cateter

•Administração de sangue incompatível

•Embolia gasosa

•Corpo estranho não intencional retido após cirurgia

Com o uso de diretrizes baseadas em evidências, pode-se acessar o seguinte:

•Diagnósticos de enfermagem que representam a prevenção de infecção, quedas, úlceras por pressão e atraso na alta hospitalar

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715710

Capítulo 20. Manutenção de drenos

Alba Lucia Bottura Leite de Barros, Juliana de Lima Lopes, Sheila Coelho Ramalho Vasconcelos Morais Grupo A ePub Criptografado

 

20

20.1

Cássia Regina Vancini Campanharo

Tânia A. Moreira Domingues

Introdução

A cavidade abdominal é limitada em sua parte superior pelo diafragma e na inferior pela abertura superior da pelve. Nas partes anterior e laterais, sem limites precisos, é composta por várias camadas de diferentes espessuras de pele, tecido conectivo, gordura e músculos.1

O peritônio, extensa membrana serosa formada predominantemente por tecido conectivo, reveste o interior da parede abdominal e expande-se para cobrir a maior parte dos órgãos que contém; é composto por duas camadas – o peritônio parietal e o visceral.1

A utilização de sistemas de drenagem pode ocorrer também como uma prevenção de acúmulo de líquidos em local fechado, o que pode retardar o processo de cicatrização. Desde tempos remotos, diversos materiais já foram empregados para esse fim, como metais, ossos, vidro, gaze e borracha, por mecanismos de gravidade, capilaridade, sucção, entre outros.2,3

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714669

Enfrentamento familiar comprometido

Lynda Juall Carpenito Grupo A ePub Criptografado

Definição da NANDA-I

Uma pessoa fundamental, geralmente apoiadora (membro da família, pessoa significativa ou amigo íntimo), oferece apoio, conforto, assistência ou encorajamento insuficiente, ineficaz ou comprometido, que pode ser necessário ao cliente para administrar ou dominar as tarefas adaptativas relacionadas a seu desafio de saúde.

Características definidoras*

Dados subjetivos

O indivíduo relata preocupação em relação à resposta de uma pessoa significativa a um problema de saúde.

A pessoa significativa relata preocupação com a reação pessoal (p. ex., medo, pesar antecipatório, culpa, ansiedade) às necessidades do indivíduo.

A pessoa significativa relata compreensão inadequada, o que interfere no comportamento de apoio efetivo.

Dados objetivos

A pessoa significativa tenta comportamentos assistenciais ou de apoio com resultados insatisfatórios.

A pessoa significativa entra em uma comunicação pessoal limitada com o indivíduo.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714669

Amamentação interrompida

Lynda Juall Carpenito Grupo A ePub Criptografado

Definição da NANDA-I

Quebra na continuidade do processo de amamentação como resultado de incapacidade ou inconveniência de colocar o bebê no peito para mamar.

Características definidoras*

O lactente não recebe a nutrição por intermédio do seio, em algumas ou em todas as mamadas

Desejo materno de oferecer o próprio leite para atender às necessidades alimentares do bebê

Desejo materno de manter a amamentação para as necessidades nutricionais do bebê

Fatores relacionados*

Doença materna ou infantil

Prematuridade

Emprego materno

Contraindicações (p. ex., drogas, icterícia realmente causada pelo leite materno)

Necessidade de desmame repentino do bebê

Nota da autora

Este diagnóstico representa uma situação, não uma resposta. As intervenções de enfermagem não tratam a interrupção, mas seus efeitos. Quando a situação é a amamentação interrompida, as respostas podem ser variadas. Por exemplo, se houver contraindicação à amamentação continuada ou ao uso de uma esgotadeira de leite, o enfermeiro deverá se concentrar na perda da experiência de amamentar, usando o diagnóstico de enfermagem Pesar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715710

Capítulo 10. Administração de hemocomponentes

Alba Lucia Bottura Leite de Barros, Juliana de Lima Lopes, Sheila Coelho Ramalho Vasconcelos Morais Grupo A ePub Criptografado

 

10

Bruna Tirapelli Gonçalves

Definição

A terapia transfusional é definida como a prática infusional de partes do sangue administradas por via endovenosa para a restauração das necessidades orgânicas dos indivíduos em casos em que haja uma morbidade e mortalidade comprovada (laboratorial e clinicamente). O sangue total obtido através da doação do sangue deve ser 100% processado, resultando em 2 produtos distintos para a terapia transfusional: os hemocomponentes e os hemoderivados.1,2

Os hemoderivados são derivados sanguíneos fabricados em escala industrial (industrialização do plasma) por meio de processo físico-químico. São eles: albumina, imunoglobulinas e fatores da coagulação (fator VII, fator VIII, fator IX, além dos complexos protrombínicos).2

Os hemocomponentes são obtidos por meio de processos físicos (centrifugação e congelamento) e sem aditivos químicos. São eles: concentrado de hemácias, plasma fresco congelado, concentrado de plaquetas e crioprecipitado.2

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos