81 capítulos
Medium 9788527721165

7 - Avaliação Gerontológica Global

NUNES, Maria Inês; SANTOS, Mariza dos; FERRETI, Renata Eloah de Lucena Grupo Gen PDF Criptografado

7

Avaliação

Gerontológica Global

Renata Eloah de Lucena Ferretti

Introdução, 70

CCComponentes da avaliação funcional, 71

CCAvaliação global do idoso e a sistematização da assistência de enfermagem, 72

CCConsiderações finais, 73

CCBibliografia, 74

CC

Nunes 07.indd 69

11.04.12 14:00:58

70

Enfermagem Geriátrica e Gerontológica

Introdução

��

A avaliação global objetiva auxiliar no reconhecimento de condições comuns, com vistas ao alcance de um melhor desempenho funcional e qualidade de vida do idoso

O processo deve abranger aspectos biológicos e psicossociais e ser realizado por uma equipe interdisciplinar

Capacidade funcional é a capacidade para o desempenho de atividades da vida diá­ria

O uso combinado de instrumentos

é essencial para a avaliação multidimensional

Nunes 07.indd 70

A avaliação global do idoso tem como objetivo auxiliar no reconhecimento de condições comuns, na maioria das vezes atípicas, com vistas ao alcan­ ce do melhor desempenho funcional e qualidade de vida. A avaliação gerontológica do idoso permite determinar a existência, a intensidade e o impacto de determinada condição física, psicológica ou social na vida do idoso e, eventualmente, de seu cuidador.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527721165

6 - Negligência e Maus-tratos

NUNES, Maria Inês; SANTOS, Mariza dos; FERRETI, Renata Eloah de Lucena Grupo Gen PDF Criptografado

6

Negligência e

Maus-tratos

Zally P. V. Queiroz

Introdução, 56

CCViolência como problema de saú­de pública, 57

CCO Brasil e a violência contra idosos, 58

CCNegligência doméstica, 59

CCFatores de risco de negligência contra idosos, 60

CCPerfil da vítima e do agressor, 60

CCViolência institucional, 60

CCO papel do profissional de saú­de, 61

CCReconhecendo e prevenindo a negligência doméstica, 61

CCPrevenção, 63

CCConsiderações finais, 64

CCBibliografia, 65

CC

Nunes 06.indd 55

11.04.12 14:01:38

56

Enfermagem Geriátrica e Gerontológica

Introdução

��

A violência se converteu em problema de saú­de pública

Abusos em idosos causam danos e sofrimentos

Nunes 06.indd 56

Desde os primeiros registros da história da civilização, a violência interpessoal e entre grupos sociais sempre esteve presente. No entanto, somente a partir da crescente onda de comportamentos violentos registrados nas últimas décadas, tornou-se um desafio para a sociedade contemporânea. Inicialmente, ela foi objeto de preocupação e estudo das ­áreas da segurança pública, justiça e serviços sociais, assim como para alguns movimentos populares. A começar da década de 1960, nos paí­ses do chamado Primeiro Mundo, o setor de saú­de também começou a se interessar pela violência, que passou a ser percebida desde então como problema de saú­de pública (Minayo e Souza, 1999). Direcionados em um primeiro momento à questão da violência contra as crianças, os estudos voltaram-se em seguida às mulheres, e finalmente nos anos

Ver todos os capítulos
Medium 9788527721165

14 - Demências

NUNES, Maria Inês; SANTOS, Mariza dos; FERRETI, Renata Eloah de Lucena Grupo Gen PDF Criptografado

14

Demências

Renata Eloah de Lucena Ferretti

Introdução, 128

CCDemências potencialmente reversíveis, 128

CCDemências irreversíveis, 129

CCDoença de Alzheimer, 129

CCDiagnóstico da doen­ça de Alzheimer, 131

CCTratamento da doen­ça de Alzheimer, 132

CCAssistência de enfermagem, 133

CCConsiderações finais, 135

CCBibliografia, 135

CC

Nunes 14.indd 127

05.04.12 16:46:39

128

Enfermagem Geriátrica e Gerontológica

Introdução

��

Demência é uma síndrome caracterizada por declínio cognitivo e funcional que interfere na qualidade de vida

As demências dividem-se em dois grandes grupos: reversíveis e irreversíveis

Demências são doen­ças neurodegenerativas bastante limitantes e progressivamente incapacitantes. Trata-se de uma síndrome, caracterizada por declínio cognitivo, capaz de interferir no desempenho das atividades de vida diá­ria (AVD) e na qualidade de vida dos in­di­ví­duos que por ela são acometidos. Em síntese, as demências representam um declínio em relação a um funcionamento mental normal prévio (Villareal e Morris,

Ver todos os capítulos
Medium 9788527724081

Apêndices e índice alfabético

ALLEN Grupo Gen PDF Criptografado

Apêndices e índice alfabético

pMp.allen.indd 233

A prática leva à perfeição

234

Algoritmos de SVCA (ACLS)

246

Exercícios de fixação

252

Desafios da interpretação do ECG

282

Guia de consulta rápida das arritmias

293

Glossário

298

Referências selecionadas

300

Índice alfabético

301

11/2/11 2:33:25 pM

234

A prática leva à perfeição

A prática leva à perfeição

  1. Você está cuidando de um paciente com história de prolapso da valva mitral. Com base em seus conhecimentos sobre anatomia do coração, você sabe que essa valva está localizada:

A. Entre o átrio e o ventrículo esquerdos.

B. Onde o ventrículo esquerdo encontra a aorta.

C. Entre o átrio e o ventrículo direitos.

D. Entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar.

  2. Um paciente de 45 anos foi internado no seu andar para observação depois de submeter-se a cateterismo cardíaco. Os resultados dos seus exames mostram obstrução da artéria circunflexa. Essa artéria fornece sangue oxigenado a que parte do coração?

Ver todos os capítulos
Medium 9788527715355

II Saúde do Adolescente

RALPH, Sheila Sparks; TAYLOR, Cynthia M. Grupo Gen PDF Criptografado

II

parte II spars.indd 231

Saúde do

Adolescente

4/2/09 19:56:52

parte II spars.indd 232

4/2/09 19:56:52

introdução

Esta seção focaliza o fornecimento do cuidado de enfermagem para os pacientes adolescentes. As enormes alterações fisiológicas e cognitivas que acontecem entre 10 e 18 anos de idade são comumente acompanhadas por excessiva agitação emocional.

Em geral, como o paciente adolescente se confronta com as questões de independência e identidade, seja particularmente sensível a este fato ao coletar a história do adolescente. Fique alerta

à linguagem; os adolescentes ficam particularmente ressentidos ao serem “solicitados a se calar”.

Deixe que o paciente decida o nível do envolvimento dos pais. Embora alguns adolescentes prezem por sua independência, outros ainda precisam do apoio dos pais durante o exame físico e coleta da entrevista. Quando possível, no entanto, realize pelo menos parte do histórico de enfermagem em um ambiente privativo para permitir a discussão aberta de questões altamente pessoais, como sexualidade.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos