254 capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 150. Colelitíase, colecistite e colangite

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

954

Seção 11

GastrenteroloGia

laxativo capaz de aumentar a massa fecal e emolientes fecais (extrato de psílio, dioctil sulfossuccinato de sódio, 100 a 200 mg/dia), 1 a 4 banhos de assento por dia, compressas de hamamélis e analgésicos, conforme necessário. O sangramento pode requerer a ligadura elástica ou escleroterapia por injeção. A hemorroidectomia cirúrgica é necessária nos casos graves ou refratários.

FISSURAS ANAIS

Tratamento clínico como o adotado para as hemorroidas. Relaxamento do canal anal com pomada de nitroglicerina (a 0,2%) aplicada 3x/dia ou toxina botulínica tipo A, em doses de até 20 U injetadas no esfincter interno de cada lado da fissura. Esfincterotomia anal interna nos casos refratários.

PRURIDO ANAL

Comumente tem causa obscura; pode ser devido à higiene precária ou infecção fúngica ou parasitária. Tratar com limpeza exaustiva após as evacuações, glicocorticoide tópico e agente antifúngico, se indicado.

CONDILOMAS ANAIS (VERRUGAS GENITAIS)

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 7. Nutrição enteral e parenteral

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

50

Seção 1

7

Cuidado do paCiente hospitalizado

Nutrição enteral e parenteral

O suporte nutricional deve ser iniciado nos pacientes com desnutrição ou naqueles em risco de desnutrição (p. ex., condições que impedem a alimentação oral adequada ou pacientes em estados catabólicos, como sepse, queimaduras, cirurgia de grande porte ou traumatismo). Uma conduta para decidir quando usar os vários tipos de suporte nutricional especializado (SNE) está resumida na Figura 7.1.

A terapia enteral refere-se à alimentação através do intestino, usando suplementos orais ou infusões de fórmulas por meio de diversas sondas de alimentação (nasogástrica, nasoduodenal, de gastrostomia, de jejunostomia ou de gastrojejunostomia combinadas). A terapia parenteral refere-se à infusão de soluções de nutrientes na corrente sanguínea por meio de um cateter central inserido perifericamente (PICC), um cateter externalizado inserido centralmente ou um cateter central inserido em túnel ou porta subcutâneos. Quando adequado, a nutrição enteral é a via preferida porque mantém as funções digestiva, de absorção e imunológica do trato GI, e porque minimiza o risco de desequilíbrio de fluidos e eletrólitos. A nutrição parenteral costuma ser indicada para pancreatite grave, enterocolite necrosante, íleo prolongado e obstrução intestinal distal.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 63. Leucocitose e leucopenia

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

leucocitose e leucopenia

5.

6.

7.

8.

9.

CAPÍTULo 63

321

outras formas de anemia de doença crônica não está bem esclarecido; a resposta é mais provável se os níveis séricos de eritropoetina forem baixos. O alvo terapêutico

é uma hemoglobina de 9 a 10 g/dL. A administração de ferro não é útil.

Anemia falciforme: a hidroxiureia, 10 a 30 mg/kg/dia VO, aumenta o nível de HbF e evita o afoiçamento; tratar as infecções precocemente, ácido fólico suplementar; crises dolorosas tratadas com oxigênio, analgésicos (opioides), hidratação e hipertransfusão; considerar o transplante de medula óssea alogênica em pacientes com crises cada vez mais frequentes.

Talassemia: transfusão para manter a Hb > 90 g/L (> 9 g/dL), ácido fólico, prevenção da sobrecarga de Fe por quelação com desferroxamina (parenteral) ou deferasirox

(oral); considerar a esplenectomia e o transplante de medula óssea alogênica.

Anemia aplásica: a globulina antitimocitária e a ciclosporina levam a uma melhora em 70% dos casos, transplante de medula óssea em pacientes jovens com doador compatível.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 119. Infarto do miocárdio com elevação do segmento ST

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

Infarto do miocárdio com elevação do segmento ST

CAPÍTULo 119

787

Para uma discussão mais detalhada, ver Eckel RH: Síndrome metabólica, Cap. 422, p. 2449, do Medicina Interna de Harrison, 19ª edição.

119

Infarto do miocárdio com elevação do segmento ST

O reconhecimento precoce e o tratamento imediato do infarto do miocárdio com elevação do segmento ST (IMCEST) são essenciais; o diagnóstico baseia-se na história característica, no ECG e nos marcadores cardíacos séricos.

Sintomas

Dor torácica semelhante à angina (Cap. 31), porém mais intensa e persistente, não totalmente aliviada pelo repouso ou uso de nitroglicerina, sendo com frequência acompanhada de náuseas, sudorese e apreensão. Todavia, cerca de 25% dos IAMs são clinicamente silenciosos.

Exame físico

Podem-se verificar palidez, sudorese, taquicardia, B4 e impulso cardíaco discinético.

Havendo ICC, observam-se estertores e B3. A turgência jugular é comum no infarto ventricular direito.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 144. Infecções do trato urinário e cistite intersticial

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

Infecções do trato urinário e cistite intersticial

CAPÍTULo 144

925

Para uma discussão mais detalhada, ver Beck LH, Salant DJ: Doenças tubulointersticiais do rim, Cap. 340, p. 1856, do Medicina Interna de Harrison

Harrison, 19ª edição.

144

Infecções do trato urinário e cistite intersticial

INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO

Definições

O termo infecção do trato urinário (ITU) abrange uma variedade de entidades clínicas: cistite (doença sintomática da bexiga), pielonefrite (doença sintomática do rim), prostatite (doença sintomática da próstata) e bacteriúria assintomática (BA). ITU não complicada refere-se à doença aguda em mulheres não gestantes em nível ambulatorial sem anormalidades anatômicas ou instrumentação do trato urinário; ITU complicada refere-se a todos os outros tipos de ITU.

Epidemiologia

A ITU ocorre com frequência muito maior em mulheres, embora a obstrução por hipertrofia prostática faça com que os homens > 50 anos tenham uma incidência de

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos