644 capítulos
Medium 9788582714959

Capítulo 121. Transtornos Do Humor

Alberto Augusto Alves Rosa, José Luiz Möller Flôres Soares, Elvino Barros Grupo A PDF Criptografado

TRANSTORNOS DO humor

CAPÍTULO 121

TRANSTORNOS DO HUMOR

FELIPE BAUER PINTO DA COSTA

BRUNO PAZ MOSQUEIRO

PEDRO ALVAREZ JAKOBSON

MARCELO P. A. FLECK

► Os transtornos do humor são síndromes em que ocorrem alterações afetivas (p. ex., tristeza, ansiedade, medo, irritabilidade), vegetativas e psicomotoras por um período de alguns dias a vários meses, com prejuízo significativo na funcionalidade.

CONCEITO

► O transtorno depressivo maior tem prevalência de 10 a 15% ao longo da vida, e cerca de 5 a 6% em 1 ano.

A depressão é duas vezes mais comum em mulheres, e a idade média de início de sintomas depressivos é entre 30 e 35 anos, mas pode ocorrer em idades mais avançadas nos casos de episódios únicos em que não há história familiar de transtorno do humor.

Estudos recentes têm evidenciado que a prevalência do transtorno bipolar ao longo da vida pode se situar entre 1,5 a 2,5%, se forem incluídos os pacientes do espectro bipolar, ou seja, com sintomas subsindrômicos. A idade média de início dos sintomas do transtorno bipolar é ao redor dos 25 anos, e é muito raro que um episódio maníaco ocorra pela primeira vez após os

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 167. Amiloidose

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

1040

Seção 12

AlergiA, imunologiA clínicA e reumAtologiA

DESFECHO

Em geral, a sarcoidose é uma doença autolimitada que não ameaça a vida. Ocorre remissão em >50% dos casos dentro de 2 a 5 anos do diagnóstico com 20 a 50% desenvolvendo doença crônica. Morte causada diretamente pela doença ocorre em 5% dos casos, geralmente por envolvimento pulmonar, cardíaco, neurológico ou hepático.

Para uma discussão mais detalhada, ver Baughman RP, Lower EE:

Sarcoidose, Cap. 390, p. 2205, do Medicina Interna de Harrison, 19ª edição.

167

Amiloidose

DEFINIÇÃO

Amiloidose é um termo utilizado para um grupo de distúrbios do dobramento de proteínas caracterizados pela deposição extracelular de fibrilas proteicas poliméricas insolúveis em órgãos e tecidos. As manifestações clínicas dependem da distribuição anatômica e da intensidade da deposição da proteína amiloide, variando de deposição local com pouca significância a acometimento de praticamente qualquer sistema orgânico com consequências fisiopatológicas graves.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715512

Capítulo 19. As Brasas, de Sándor Márai

Táki Athanássios Cordás, Daniel Martins de Barros, Michele de Oliveira Gonzalez Grupo A PDF Criptografado

19

AS BRASAS

DE

SÁNDOR MÁRAI

Orestes V. Forlenza

Dorli Kamkhagi

Alice Mathiason Lewi

Débora Silveira Martins Silva

Táki Athanássios Cordás

Um escritor húngaro que teve seus livros proibidos pelo regime comunista em seu próprio país entre 1956 e 1988, que continuou escrevendo em húngaro nos Estados Unidos, onde se exilou, tendo sido traduzido e publicado em inglês apenas na metade dos anos 1990. Esse brevíssimo resumo da carreira de Sándor Márai já pode sugerir a dimensão de sua obra, dotando-o de uma improbabilíssima fama. Mais improvável ainda porque húngaro é, dizem, “a língua que o diabo inventou” ou, como diz

Chico Buarque, em Budapeste, “a única língua que o diabo respeita”.

Cabe ainda lembrar que a maior parte de seu sucesso ocorre apenas após sua morte, em 1988. Na França, por exemplo, seu primeiro livro foi publicado em 1989. Sándor Márai nasceu em Kassa (hoje Kosice, na

Eslováquia) em 1900. Autor de 46 livros, poeta, dramaturgo e jornalista correspondente do Frankfurt Zeitung na França. Como crítico literário, foi o primeiro a escrever revisões sobre a obra de Kafka, o que, convenhamos, não é pouco.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714959

Capítulo 26. Demências E Distúrbios Cognitivos

Alberto Augusto Alves Rosa, José Luiz Möller Flôres Soares, Elvino Barros Grupo A PDF Criptografado

DEMÊNCIAS E DISTÚRBIOS

COGNITIVOS

DEMÊNCIAS E DISTÚRBIOS COGNITIVOS

CAPÍTULO 26

BRUNNA JAEGER

MÁRCIA L. F. CHAVES

► O comprometimento cognitivo é caracterizado por um declínio das habilidades cognitivas em relação a um nível prévio de funcionamento. Ele pode envolver um ou múltiplos domínios (aprendizado e memória, linguagem, funções executivas, atenção, habilidades visuoespaciais, personalidade ou comportamento).

Alterações do desempenho cognitivo podem ser observadas como consequência de uma ampla variedade de condições e em qualquer faixa etária.

Acima dos 65 anos de idade, as habilidades cognitivas são muito mais suscetíveis a transtornos metabólicos, infecções, ação de drogas, lesão vascular e disfunção neuronal. Nessa faixa etária, o aparecimento de distúrbio cognitivo ocorre mais frequentemente como consequência de doenças demenciais ou psiquiátricas (depressão, principalmente) e do uso de medicamentos, especialmente na vigência de politerapia.

Ver todos os capítulos
Medium 9788580556025

Capítulo 19. Pressão intracraniana elevada e traumatismo craniano

Dennis Kasper, Anthony Fauci, Stephen Hauser, Dan Longo, J. Jameson, Joseph Loscalzo Artmed PDF Criptografado

108

Seção 2

EmErgências médicas

Para uma discussão mais detalhada, ver Hemphill JC III, Smith WS e Gress DR: Terapia intensiva neurológica, incluindo encefalopatia hipóxico-isquêmica e hemorragia subaracnóidea. Cap. 330, p.

1777, do Medicina Interna de Harrison, 19ª edição, AMGH Editora.

19

Pressão intracraniana elevada e traumatismo craniano

PRESSÃO INTRACRANIANA ELEVADA

Um volume limitado de tecido adicional, sangue, LCS ou edema pode ser acrescentado ao conteúdo intracraniano sem elevar a pressão intracraniana (PIC). Podem ocorrer deterioração clínica ou morte após os aumentos da PIC que deslocam o conteúdo intracraniano, distorcem os centros vitais do tronco encefálico ou comprometem a perfusão cerebral. A pressão de perfusão cerebral (PPC), definida como a pressão arterial média (PAM) menos a PIC, é a força propulsora da circulação nos leitos capilares do cérebro; a diminuição da PPC é o mecanismo fundamental da lesão cerebral isquêmica secundária e constitui uma emergência que requer atenção imediata. Em geral, a PIC deve ser mantida inferior a 20 mmHg, e a PPC mantida em 60 mmHg ou mais.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos