600 capítulos
Medium 9788520432969

7. Prevenção de lesões em cinco zonas problemáticas no golfe

DAVIES, Craig; DISAIA, Vince Editora Manole PDF Criptografado

PREVENÇÃO DE LESÕES

EM CINCO ZONAS

PROBLEMÁTICAS NO GOLFE

P Í T UL

7

O

C

A

A

prevalência de lesão no golfe e sua localização física diferem entre golfistas amadores e profissionais. A diversidade de mecânica de swing, níveis de condicionamento, número de swings realizados (tanto no treino quanto no jogo) e uso de equipamento são responsáveis pelas diferenças observadas entre os vários jogadores. Apesar de haver possibilidade de ocorrer inúmeras lesões durante o jogo de golfe, algumas são verificadas com certa frequência.

Os locais mais comuns de lesão em golfistas são a região lombar, punho, ombro, cotovelo e quadril. Em geral, a velocidade e o vigor do swing são as causas das lesões no golfe, contudo também podem ser atribuídas a um con‑ dicionamento físico inadequado do jogador para o esporte. Muitos profissionais do circuito executam centenas de swings por dia e conseguem evitar que seu corpo sofra lesões. No entanto, a execução de apenas 100 swings em um dia por golfistas amadores tem um efeito devastador no corpo. Por quê? Simples, os profissionais preparam seus corpos para o esporte, tanto física como tecni‑ camente, a fim de evitar lesões e poder disputar torneios toda semana. Muitos exercícios encontrados neste livro são os mesmos que os profissionais utilizam para que seus corpos atinjam a melhor forma para a execução do swing. Este capítulo é dedicado apenas às zonas corporais que sofrem a maior parte das lesões, para que você possa dedicar mais tempo e atenção a elas a fim de manter‑se fora da relação de jogadores lesionados.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527724289

Capítulo 5 - Membro Inferior

MOORE, Keith L.; AGUR, Anne M. R.; DALLEY, Arthur F. Grupo Gen PDF Criptografado

Ossos do membro inferior,  316

Osso do quadril,  317

Fêmur, 317

Patela, 321

Tíbia, 321

Fíbula, 321

Tarso, metatarso e falanges,  321

Fáscia, vasos e nervos cutâneos do membro inferior,  324

Tela subcutâ­nea e fáscia,  324

QQ Anatomia de superfície dos ossos do membro inferior,  326

Bolsas da região glútea,  347

Músculos da região femoral posterior, 348

5

Nervos da região glútea e da região femoral posterior,  348

Vasculatura das re­giões glútea e femoral posterior,  351

Fossa poplítea,  355

Fáscia da fossa poplítea,  355

Vasos na fossa poplítea,  355

Nervos na fossa poplítea,  355

Perna, 356

Drenagem venosa do membro inferior,  330

Compartimento anterior da perna,  356

Drenagem linfática do membro inferior,  331

Compartimento posterior da perna,  362

Inervação cutânea do membro inferior,  332

Coxa e região glútea,  335

Músculos anteriores da coxa,  335

Ver todos os capítulos
Medium 9788580555882

Capítulo 19 - Sistema circulatório

Cinnamon VanPutte; Jennifer Regan; Andrew Russo Grupo A PDF Criptografado

19

Sistema circulatório

SANGUE

H

istoricamente, muitas culturas no mundo inteiro, tanto antigas quanto modernas, acreditam nas propriedades mágicas do sangue. Alguns cientistas consideram que o sangue é a “essência da vida”, pois sua perda descontrolada pode resultar em morte. Também se acreditava que o sangue seria capaz de definir o caráter e as emoções de uma pessoa. Por exemplo, pessoas de famílias nobres eram chamadas de “sangue azul”, enquanto se dizia que criminosos possuíam “sangue ruim”. Expressões comuns dizem que a raiva faz o sangue “ferver” e que o medo faz o sangue “gelar”. O estudo científico do sangue revelou características tão fascinantes quanto essas fantasias. O sangue realiza diversas funções especiais para a vida e, muitas vezes, pode revelar muito sobre nossa saúde.

O sangue é um componente do sistema circulatório, que também é constituído pelo coração e pelos vasos sanguíneos. O sistema circulatório conecta os vários tecidos do corpo humano. O coração bombeia o sangue pelos vasos que se estendem por todo o corpo, e o sangue leva nutrientes e retira produtos de excreção de todos os tecidos corporais. Este capítulo tem o sangue como foco, enquanto os Capítulos 20 e 21 discutem sobre o coração e os vasos sanguíneos, respectivamente.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527732147

Capítulo 7 - Cabeça e Pescoço

DUGANI, Sagar; ALFONSI, Jeffrey E.; AGUR, Anne M. R.; DALLEY, Arthur F. Grupo Gen PDF Criptografado

Cabeça e Pescoço

Kristen M. Krysko  •  Gavin J. Le Nobel  •  Jeffrey E. Alfonsi  • 

Aaron Izenberg  •  Molly Zirkle

7

A cabeça e o pescoço são constituídos pelo crânio, pelo encéfalo, pelos nervos cranianos

(NC), parte cervical da medula espinal, órgãos dos sentidos (olhos, orelhas, boca e nariz), seios paranasais e importantes vasos sanguíneos. Essa região é responsável pela cognição, pelos movimentos, pelos sentidos e pela interação com o ambiente.

Avaliação inicial e investigação

As patologias da cabeça e do pescoço podem se manifestar de muitas formas. Na Tabela 7.1 é apresentado um sumário das manifestações neurológicas e otorrinolaringológicas mais frequentes.

Exame geral da cabeça e do pescoço

O paciente, dependendo da magnitude do exame físico, pode colocar um roupão que exponha o dorso e os membros. Em muitos casos o paciente pode sentar-se com as costas retas e o pescoço exposto. O exame sistemático da cabeça e do pescoço segue essa sequência:

Ver todos os capítulos
Medium 9788520425299

O punho e a mão

CALAIS-GERMAIN, Blandine Editora Manole PDF Criptografado

o punho e a mão

Situada na extremidade do membro superior, a mão é uma

“ferramenta” muito aperfeiçoada.

Isso se deve aos múltiplos movimentos dos dedos, sobre os quais atuam complexos sistemas tendíneos (as mãos do pianista, por exemplo).

Deve-se, também, à disposição da coluna do polegar, que lhe permite orientar-se em relação aos outros dedos, possibilitando à mão realizar todos os tipos de preensões, da mais sutil (segurar um alfinete) à mais forte (levantar uma carga pesada, puxar um companheiro).

A mão se une ao antebraço pela região do carpo; o antebraço forma, com o carpo, o punho. Neste capítulo, serão estudados o punho e a mão, já que alguns músculos são comuns a ambos.

A coluna do polegar, com seus mecanismos ósseos e musculares, será apresentada separadamente do restante da mão, no final do capítulo. Isso será feito em razão de sua importância funcional.

157

morfologia do punho e da mão

Vista anterior:

(face palmar) processo estiloide do rádio

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos