6287 capítulos
Medium 9788527731300

PARTE 12: 129 - Dissecção Axilar, Mama

E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger Jr Grupo Gen PDF Criptografado

CAPÍTULO

129

Dissecção Axilar, Mama

INDICAÇÕES A dissecção dos linfonodos axilares está indicada para o manejo de linfonodos clinicamente positivos secundários a câncer de mama ou melanoma. Constitui também o padrão atual de cuidados após um linfonodo sentinela axilar positivo para melanoma e casos selecionados de câncer de mama. A dissecção dos linfonodos axilares também é consi‑ derada para o câncer de mama, quando não for possível identificar o linfo‑ nodo sentinela.

PREPARO PRÉ‑OPERATÓRIO A pele da axila deve ser examinada à procura de sinais de infecção. Efetua‑se a tricotomia, de preferência com máquina de cortar elétrica. A maioria dos cirurgiões administra uma dose pré‑anestésica de antibióticos parenterais.

ANESTESIA  Administra‑se anestesia geral por meio de tubo endotraqueal.

Se forem usados agentes despolarizantes musculares para indução, eles devem ser de ação curta para possibilitar a recuperação dos nervos motores para avaliação durante o procedimento.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714959

Capítulo 75. Icterícia

Alberto Augusto Alves Rosa, José Luiz Möller Flôres Soares, Elvino Barros Grupo A PDF Criptografado

ICTERÍCIA

A maioria das pacientes responde a tratamentos com anticoncepcionais orais combinados, que suprimem os androgênios e aumentam o nível sérico de

SHBG, reduzindo a forma ativa de testosterona e demais androgênios.

Antiandrogênicos, como espironolactona, ciproterona e finasterida, também podem ser utilizados de forma isolada ou em associação. Como eles têm efeitos teratogênicos, é importante ressaltar a importância da anticoncepção; por isso, é comum a sua combinação com anticoncepcionais orais.

REFERÊNCIAS ►

Bode D, Seehusen DA, Baird D. Hirsutism in Women. Am Fam Physician. 2012;85(4):373-80.

Martin KA, Chang RJ, Ehrmann DA, Ibanez L, Lobo RA, Rosenfield RL, et al. Evaluation and treatment of hirsutism in premenopausal women: an Endocrine Society clinical practice guideline. J Clin Endocrinol Metab.

2008;93(4):1105-20.

LEITURAS RECOMENDADAS ►

Barbieri RL, Ehrmann DA. Evaluation of premenopausal women with hirsutism. Waltham: UpToDate; 2017

Ver todos os capítulos
Medium 9786555760392

06. Cuidados de biossegurança

Alberto dos Santos de Lemos Editora Manole ePub Criptografado

6

Introdução

Os profissionais de saúde estão na linha de frente da batalha contra a ­COVID-19. Inúmeros se infectaram ao atender e tratar pacientes infectados e doentes, com alguns casos evoluindo a óbito. Profissionais de saúde também podem transmitir a doença para outros pacientes hospitalizados, outros profissionais de saúde dentro do ambiente hospitalar e servir como vetores para a comunidade. As medidas de biossegurança envolvendo a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI), a aplicação de procedimentos administrativos e de trabalho específicos para controle da transmissão e a infraestrutura hospitalar adequada para lidar com infecções respiratórias são, portanto, fundamentais.

O papel da transmissão de gotículas, fômites e aerossóis para o SARS-CoV-2, a proteção oferecida pelos diferentes EPI e a transmissibilidade do vírus em diferentes estágios da doença permanecem incertos. Na presença de transmissão generalizada da comunidade e sobrecarga dos serviços de saúde, o uso racional dos EPI é crucial, e a higienização das mãos deve ser exaustivamente relembrada e praticada.

Ver todos os capítulos
Medium 9786555760392

07. Isolamento social

Alberto dos Santos de Lemos Editora Manole ePub Criptografado

7

Introdução

Até o momento, não existem evidências científicas que apoiem o uso de opções medicamentosas específicas como tratamento ou profilaxia de ­COVID-19. Da mesma forma, ainda não há vacinação disponível. Sendo assim, dois dos pilares para o controle da epidemia são as práticas de isolamento e distanciamento social e o uso de medidas preventivas pela população. O Quadro 1 sintetiza e compara as principais medidas que serão descritas aqui mais detalhadamente a seguir1.

Isolamento social

Isolamento é a separação de pessoas doentes de pessoas não doentes, podendo ser realizado em regime hospitalar ou domiciliar. Para ser bem-sucedido, ele deve ser iniciado o mais precocemente possível2. Dessa forma, casos suspeitos de COVID-19 devem ser isolados assim que identificados.

Atualmente, a orientação do Ministério da Saúde, que segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), é que os casos suspeitos de COVID-19 que tenham apenas sintomas leves, sem sinais de gravidade, mantenham isolamento social, preferencialmente em domicílio. A medida poderá ser determinada por prescrição médica por um prazo máximo de 14 dias, podendo se estender por igual período, de acordo com resultado laboratorial que comprove o risco de transmissão. Agentes de vigilância epidemiológica também podem recomendar isolamento em domicílio para contactantes próximos a pessoas sintomáticas ou portadoras assintomáticas enquanto a investigação epidemiológica estiver em curso3.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527735353

20. Cardápios para Crianças em Idade Escolar | Lancheira Saudável

Silva, Sandra Maria Chemin Seabra da; Martinez, Sílvia Grupo Gen ePub Criptografado

A idade escolar compreende o período da vida que se estende dos 7 aos 10 anos. Nessa fase, o crescimento é lento, porém constante, com uma maior proporção na região dos membros inferiores do que na região do tronco. Os meninos são levemente maiores que as meninas no início desse período (Lacerda e Acciollly, 2005; SBP, 2012).

Em relação à composição corporal, os meninos em geral apresentam maior massa magra que as meninas. Após os 7 anos, ocorre um aumento do tecido adiposo em ambos os sexos, fenômeno conhecido como repleção energética, ou seja, reserva de energia para o estirão pubertário. Vale ressaltar que, dependendo da maturidade sexual, ou seja, do aumento da concentração sanguínea dos hormônios androgênicos e sexuais, algumas crianças podem iniciar o aparecimento dos caracteres sexuais secundários, como o aparecimento de pelos pubianos (Gaglianone, 2003; Lacerda e Acciollly, 2005; SBP, 2012).

A família sempre desempenha um papel fundamental nos processos de desenvolvimento do ser humano, mas a escola também é fundamental para o crescimento da criança, uma vez que, além de prover um ambiente para o desenvolvimento das habilidades cognitivas e acadêmicas, promove a socialização da criança (Gaglianone, 2003; Ramos e Stein, 2000).

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos