24277 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788582715291

Zuclopentixol

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZUCLOPENTIXOL

TERAPÊUTICA

Marcas �• Clopixol

• Clopixol-Acuphase

Genérico? Não

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: antagonista dos receptores de dopamina (ARD)

• Antipsicótico convencional (neuroléptico, tioxanteno, antagonista da dopamina 2)

• Após a redução dos sintomas agudos em mania, trocar por estabilizador do humor e/ou antipsicótico atípico para estabilização e manutenção do humor

Se não funcionar

• Tentar um dos antipsicóticos atípicos de primeira linha (risperidona, olanzapina, quetiapina, ziprasidona, aripiprazol, paliperidona, amissulprida, asenapina, iloperidona, lurasidona)

• Tentar outro antipsicótico convencional

• Se 2 ou mais monoterapias com antipsicótico não funcionarem, considerar clozapina

Comumente prescrito para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Esquizofrenia aguda (injeção oral, acetato)

• Tratamento de manutenção de esquizofrenia

(oral, injeção decanoato)

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Zotepina

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZOTEPINA

TERAPÊUTICA

Marcas �• Lodopin

• Zoleptil

Genérico? Não

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: antagonista dos receptores de dopamina e serotonina

(ARDS)

• Antipsicótico atípico (antagonista de serotonina-dopamina)

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Esquizofrenia

• Outros transtornos psicóticos

• Mania

Como a substância atua

• Bloqueia os receptores de dopamina 2, reduzindo os sintomas positivos de psicose

• Bloqueia os receptores de serotonina 2A, causando aumento na liberação de dopamina em certas regiões do cérebro e, assim, reduzindo efeitos colaterais motores, bem como possivelmente melhorando os sintomas cognitivos e afetivos

• Interações em uma miríade de outros receptores neurotransmissores podem contribuir para a eficácia da zotepina

  Inibe especificamente a captação de norepinefrina

Tempo para início da ação

• Sintomas psicóticos e maníacos podem melhorar dentro de 1 semana, mas pode levar várias semanas para efeito completo no comportamento, bem como na cognição e na estabilização afetiva

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Zopiclona

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZOPICLONA

TERAPÊUTICA

Marcas • Imovane

• Agentes com ações anti-histamínicas (p. ex., difenidramina, ADTs)

Genérico? Não

Exames

• Nenhum para indivíduos saudáveis

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: modulador alostérico positivo de GABA (MAP-GABA)

• Hipnótico não benzodiazepínico; agonista seletivo da isoforma alfa-1 de receptores de GABA-A/ benzodiazepínicos

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Tratamento de curto prazo para insônia

Como a substância atua

• Pode se ligar seletivamente a um subtipo do receptor benzodiazepínico, a isoforma alfa-1

• Pode estimular as ações inibitórias de GABA que proporcionam efeitos hipnóticos sedativos mais seletivamente do que outras ações de GABA

• Estimula a condutância do cloreto através dos canais regulados por GABA

• Ações inibitórias nos centros do sono podem proporcionar efeitos hipnóticos sedativos

Tempo para início da ação

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Zonisamida

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZONISAMIDA

TERAPÊUTICA

Melhores combinações de potencialização para resposta parcial ou resistência ao tratamento

Marcas �• Zonegran

• Excegram

Genérico? Sim

Classe

• Anticonvulsivante, modulador dos canais de sódio sensíveis a voltagem; modulador dos canais de cálcio tipo T; estruturalmente uma sulfonamida

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Terapia adjuvante para convulsões parciais em adultos com epilepsia

• Transtorno bipolar

• Dor neuropática crônica

• Enxaqueca

• Doença de Parkinson

• Ganho de peso induzido por substância psicotrópica

• Transtorno de compulsão alimentar

Como a substância atua

• Desconhecido

• Modula os canais de sódio sensíveis a voltagem por meio de mecanismo desconhecido

• Também modula os canais de cálcio tipo T

• Facilita a liberação de dopamina e serotonina

• Inibe a anidrase carbônica

Tempo para início da ação

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Zolpidem

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZOLPIDEM

TERAPÊUTICA

Marcas �• Ambien, Ambien CR

• Intermezzo

Genérico? Sim

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: modulador alostérico positivo de GABA (MAP-GABA)

• Hipnótico não benzodiazepínico; agonista seletivo da isoforma alfa-1 de receptores de GABA-A/ benzodiazepínicos

Comumente prescrito para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Tratamento de curto prazo de insônia (a indicação de liberação controlada não está restrita ao curto prazo)

• Conforme necessário, para o tratamento de insônia quando o despertar no meio da noite é seguido de dificuldade para voltar a pegar no sono e ainda há pelo menos 4 horas restantes para dormir antes da hora em que se planeja acordar

(Intermezzo)

Se não funcionar

• Se a insônia não melhorar depois de 7 a 10 dias, ela pode ser manifestação de doença psiquiátrica ou física primária, como apneia obstrutiva do sono ou síndrome das pernas inquietas, o que requer tratamento independente

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Ziprasidona

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZIPRASIDONA

TERAPÊUTICA

Marcas • Geodon

Genérico? Sim

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: antagonista dos receptores de dopamina e serotonina

(ARDS)

• Antipsicótico atípico (antagonista da serotonina-dopamina; antipsicótico de segunda geração; também estabilizador do humor)

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Esquizofrenia

• Retardar recaída na esquizofrenia

• Agitação aguda na esquizofrenia (intramuscular)

• Mania aguda/mania mista

• Manutenção bipolar

• Outros transtornos psicóticos

• Depressão bipolar

• Transtornos comportamentais em demências

• Transtornos comportamentais em crianças e adolescentes

• Transtornos associados a problemas com o controle dos impulsos

Como a substância atua

• Bloqueia os receptores de dopamina 2, reduzindo os sintomas positivos de psicose e estabilizando os sintomas afetivos

• Bloqueia os receptores de serotonina 2A, causando aumento na liberação de dopamina em certas regiões do cérebro e, assim, reduzindo os efeitos colaterais motores, bem como possivelmente melhorando os sintomas cognitivos e afetivos

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Zaleplon

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

ZALEPLON

TERAPÊUTICA

Marcas • Sonata

• Agentes com ações anti-histamínicas (p. ex., difenidramina, ADTs)

Genérico? Sim

Exames

• Nenhum para indivíduos saudáveis

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: modulador alostérico positivo de GABA (MAP-GABA)

• Hipnótico não benzodiazepínico; agonista da isoforma alfa-1 de receptores de GABA-A/benzodiazepínicos

Comumente prescrito para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Tratamento de curto prazo de insônia

Como a substância atua

• Liga-se seletivamente a um subtipo do receptor benzodiazepínico, a isoforma alfa-1

• Pode aumentar as ações inibitórias de GABA que proporcionam efeitos hipnóticos sedativos mais seletivamente do que outras ações de GABA

• Estimula a condutância do cloreto através dos canais regulados por GABA

• Ações inibitórias nos centros do sono podem proporcionar efeitos hipnóticos sedativos

EFEITOS COLATERAIS

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852975

Z

Luciana dos Santos, Mayde Seadi Torriani, Elvino Barros Grupo A PDF Criptografado

Z

Zidovudina (ZDV ou AZT)

Grupo farmacológico. Antirretroviral; inibidor da transcriptase reversa análogo de nucleosídeo (ITRN).

Nomes comerciais. Revirax®, Retrovir AZT®.

Apresentações. Cápsulas de 100 mg; solução oral com 10 mg/mL em 200 mL; frasco-ampola para uso injetável de 10 mg/mL. Associações disponíveis no Brasil: Biovir® (associação de AZT 300 mg com 3TC 150 mg). Associações não disponíveis no Brasil: Triovir® (300 mg de

AZT com 300 mg de ABC e 150 mg de 3TC).

Receituário. Formulário do Programa DST/Aids + Receituário de Controle Especial, em duas vias (branco).

Espectro. Ativa contra HIV tipos 1 e 2.

Usos. Tratamento do HIV e na profilaxia da transmis­são do HIV.

Contraindicação. Amamentação.

Parâmetros farmacocinéticos n Absorção: Boa absorção pelo trato gastrinn n n n

testinal (GI).

Distribuição (ligação a proteínas): 25 a 38%.

Metabolização: Hepática.

Excreção: Urina.

Tempo de meia-vida: 0,5 a 3 horas (crianças de 2 semanas a 13 anos: 1 a 1,8 horas); neonatos (com mãe recebendo zidovudina),

Ver todos os capítulos
Medium 9788541202978

Z

Vários autores Grupo Gen PDF Criptografado

Z

Vaden Z.indd 767

Zinco, 768

27/08/13 20:16

768

Exames Laboratoriais e Procedimentos Diagnósticos em Cães e Gatos

Zinco

Karyn Bischoff

Considerações básicas

Orientação ao cliente

Tipo de amostra

Urina.

Explanação sobre o teste e fisiologia relacionada

O zinco (Zn) é um micromineral dietético essencial, necessário para a função de diversos sistemas enzimáticos. Anormalidades de Zn incluem deficiência, que pode ser notada na dermatose responsiva ao zinco (DRZ), e intoxicação. Ambas as formas de DRZ relatadas em cães são tratadas com zinco suplementar.

A síndrome I acomete cães da raça Husky Siberiano e raças aparentadas alimentadas com rações que contenham teor adequado de zinco. A síndrome II pode ser observada em qualquer raça, devido à dieta pobre em Zn, e tem sido associada ao fornecimento de rações genéricas. A concentração sérica de Zn pode não ser diagnóstica para dermatose responsiva ao Zn; portanto, pode ser necessário verificar a resposta ao tratamento e realizar biopsia e exame histopatológico da pele antes de excluir essa doença.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520427996

Z

Luiz Kulay Junior, Maria Nice Caly Kulay, Antonio José Lapa Editora Manole PDF Criptografado

XILOMETAZOLINA

498

X

XILOMETAZOLINA: descongestionante nasal

Risco: C – Posologia: solução 0,1%, 2‑3 gotas em cada narina, 3‑4x/ dia – Indicações: congestão nasal, rinites alérgicas, sinusite, drenagem das secreções em afecções dos seios paranasais – Contraindicações: hipersensibilidade aos componentes da fórmula, pós‑hipofisectomias por via transesfenoidal, cirurgias nas quais a dura‑máter tenha sido exposta – Efeitos adversos: cefaleia, irritação ou ressecamento da mucosa nasal, náusea – Interação medicamentosa: antidepressivos tricíclicos ou tetracíclicos, simpatomiméticos – Gravidez: não há estudos controlados

– Amamentação: doses habituais, uso criterioso; monitorar o lactente em razão dos efeitos colaterais.

Z

ZAFIRLUCASTE: broncodilatador

Risco: C – Posologia: 20 mg, 2x/dia, VO – Indicações: profilaxia da asma brônquica crônica – Contraindicações: hipersensibilidade aos componentes da fórmula, osteoporose – Efeitos adversos: angioedema, cefaleia, exantema, rinite, sonolência, náusea, faringite, disfunção hepática – Interação medicamentosa: eritromicina, terfenadina, teofilina, varfarina, terbutalina, cisaprida, bloqueadores do canal cálcio – Gravidez: não é tóxico ou teratogênico em animais de experimentação; não há estudos controlados no humano – Amamentação: potenciais efeitos adversos neonatais em animais de experimentação; não há dados disponíveis no humano.

Ver todos os capítulos
Medium 9788520427996

X

Luiz Kulay Junior, Maria Nice Caly Kulay, Antonio José Lapa Editora Manole PDF Criptografado

XILOMETAZOLINA

498

X

XILOMETAZOLINA: descongestionante nasal

Risco: C – Posologia: solução 0,1%, 2‑3 gotas em cada narina, 3‑4x/ dia – Indicações: congestão nasal, rinites alérgicas, sinusite, drenagem das secreções em afecções dos seios paranasais – Contraindicações: hipersensibilidade aos componentes da fórmula, pós‑hipofisectomias por via transesfenoidal, cirurgias nas quais a dura‑máter tenha sido exposta – Efeitos adversos: cefaleia, irritação ou ressecamento da mucosa nasal, náusea – Interação medicamentosa: antidepressivos tricíclicos ou tetracíclicos, simpatomiméticos – Gravidez: não há estudos controlados

– Amamentação: doses habituais, uso criterioso; monitorar o lactente em razão dos efeitos colaterais.

Z

ZAFIRLUCASTE: broncodilatador

Risco: C – Posologia: 20 mg, 2x/dia, VO – Indicações: profilaxia da asma brônquica crônica – Contraindicações: hipersensibilidade aos componentes da fórmula, osteoporose – Efeitos adversos: angioedema, cefaleia, exantema, rinite, sonolência, náusea, faringite, disfunção hepática – Interação medicamentosa: eritromicina, terfenadina, teofilina, varfarina, terbutalina, cisaprida, bloqueadores do canal cálcio – Gravidez: não é tóxico ou teratogênico em animais de experimentação; não há estudos controlados no humano – Amamentação: potenciais efeitos adversos neonatais em animais de experimentação; não há dados disponíveis no humano.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582715291

Vortioxetina

Stephen M. Stahl Grupo A PDF Criptografado

VORTIOXETINA

TERAPÊUTICA

Marcas 

• Trintellix (anteriormente Brintellix)

Genérico? Não

Classe

• Nomenclatura baseada na neurociência: multimodal de serotonina (MM-S)

• Antidepressivo multimodal

Comumente prescrita para

(em negrito, as aprovações da FDA)

• Transtorno depressivo maior

• Transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

• Sintomas cognitivos associados a depressão

• Depressão geriátrica

Como a substância atua

• Aumenta a liberação de vários neurotransmissores diferentes (serotonina, norepinefrina, dopamina, glutamato, acetilcolina e histamina) e reduz a liberação de GABA por meio de 3 diferentes modos de ação

• Modo 1: bloqueia a bomba de recaptação de serotonina (transportador de serotonina)

• Modo 2: liga-se aos receptores ligados à proteína

G (agonista completo nos receptores de serotonina 1A, agonista parcial nos receptores de serotonina 1B, antagonista nos receptores de serotonina 1D e serotonina 7)

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852746

Voo espacial

John B. West Grupo A PDF Criptografado

SISTEMA RESPIRATÓRIO SOB ESTRESSE

177

colapso é limitada pela taxa de absorção de N2. Dado que esse gás possui baixa solubilidade, sua presença atua como uma “tala” que sustenta os alvéolos e retarda o colapso. Mesmo as concentrações relativamente pequenas de N2 no gás alveolar exercem essa ação útil de sustentação. Todavia, a atelectasia pós-operatória constitui um problema comum em pacientes tratados com altas misturas de

O2. O colapso é particularmente provável na base do pulmão, onde o parênquima é bem menos expandido (ver Figura 7.8), e vias aéreas de menor calibre se encontram fechadas (ver Figura 7.9). Esse mesmo mecanismo básico de absorção é responsável pelo desaparecimento gradual do pneumotórax e do enfisema subcutâneo.

VOO ESPACIAL

A ausência de gravidade causa várias alterações fisiológicas, e algumas afetam o pulmão. A distribuição da ventilação e do fluxo sanguíneo se torna mais uniforme com um pequeno incremento correspondente na troca gasosa (ver Figuras

Ver todos os capítulos
Medium 9788565852746

Volumes pulmonares

John B. West Grupo A PDF Criptografado

VENTILAÇÃO

15

VOLUMES PULMONARES

Antes de olhar o movimento do ar dentro do pulmão, é útil recordar os volumes pulmonares estáticos. Alguns podem ser medidos com um espirômetro* (Figura

2.2). Durante a expiração, uma campânula suspensa em um reservatório de água sobe, e a caneta desce, gerando um traçado no gráfico. Em primeiro lugar, veremos a respiração normal (volume de ar corrente). A seguir, o indivíduo exerce uma inspiração máxima seguida de uma expiração semelhante. O volume expirado é chamado capacidade vital. Contudo, algum ar permanece no pulmão depois de uma expiração máxima, chamado volume residual. O volume de gás no pulmão após uma expiração normal é a capacidade residual funcional (CRF).

Nem a CRF nem o volume residual podem ser medidos com um espirômetro simples. Contudo, é possível utilizar a técnica por diluição de gases, como mostrado na Figura 2.3. O indivíduo respira por meio de um equipamento

8

Litros

6

4

Ver todos os capítulos
Medium 9788527733786

Volume III - Cabeça e Pescoço

Michael Schünke, Erik Schulte, Udo Schumacher Grupo Gen ePub Criptografado

Carregar mais