24694 capítulos
  Título Autor Editora Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta
Medium 9788527703567

15 Validade de Uma Investigação

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 15

VALIDADE DE UMA INVESTIGAÇÃO

I. Introdução

II. Tipos de validade

A. Validade interna

B. Validade externa

III. Viés metodológico

A. Conceito de viés

B. Classificação dos vieses

C. Controle de erros metodológicos

D. Conduta na interpretação dos resultados de uma investigação

IV. Avaliação estatística dos resultados de uma investigação

A. Regressão em direção à média

B. Múltiplos desfechos clínicos

C. Análise de subgrupos

D. Testes estatísticos

V. Comentário final

Questionário

Exercícios

Referências bibliográficas

 

 

O capítulo aborda dois grupos de temas, ambos referentes a aspectos metodológicos de pesquisas. Inicialmente, será considerada a validade de uma investigação, com ênfase no estudo de fatores e situações que interferem nos resultados de uma pesquisa, reunidos sob a denominação de viés, cuja conceituação e classificação são também aqui mostradas. Tais conceitos e esquematizações são úteis como guias para avaliar a qualidade das investigações, como será realçado neste capítulo e nos três próximos.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

Glossário Geral de Termos

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

GLOSSÁRIO GERAL DE TERMOS

ACURÁCIA: o mesmo que acuidade ou validade de um teste diagnóstico.

ADESÃO (ou aderência): em conformidade com as instruções. Por exemplo, um passo intermediário na avaliação de qualquer intervenção consiste em comprovar se realmente a intervenção foi executada nos moldes propostos; ou seja, se os participantes seguiram as recomendações na forma como foram prescritas.

ALEATÓRIO: escolhido ao acaso; o mesmo que casual; diz-se da escolha, ao acaso, das unidades que deverão compor uma amostra.

ALEATORIZAÇÃO: o mesmo que casualização e randomização (ver esta).

ALFA: nível de significância estatística; ver erro do tipo I.

AMOSTRA: subconjunto da população. Pode ser de conveniência (nãoaleatória) ou aleatória.

AMOSTRA ALEATÓRIA: composta ao acaso; as leis do acaso (de probabilidades) operam em tais circunstâncias para torná-la representativa da população. Tipos principais de amostra: aleatória simples, sistemática, estratificada e por conglomerados.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

16 Seleção dos Participantes Para Estudo

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 16

SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES PARA ESTUDO

I. Viés de seleção

A. Indícios para suspeitar da presença do viés de seleção

B. Modalidades de viés de seleção

C. Conduta frente ao viés de seleção

D. Causalidade e viés de seleção

II. O uso de amostras para conhecer a população

A. Censo × amostragem

B. Amostras de conveniência

C. Amostras aleatórias

D. Fontes de erro nas pesquisas por amostragem

III. Modo de escolha de amostras aleatórias

A. Quatro tipos básicos de amostras

B. Amostragem em estágios

C. Seleção do método em função do marco de amostragem

IV. Perdas na amostra original

A. Quantidade de perdas aceitáveis

B. Qualidade das perdas: verificação da representatividade da amostra

V. Tamanho da amostra

A. Considerações gerais sobre o tamanho da amostra

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

24 Qualidade dos Serviços de Saúde

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 24

QUALIDADE DOS SERVIÇOS DE SAÚDE

    I. Considerações gerais

A. Conceito de qualidade

B. Quadro referencial para estudo da qualidade dos serviços

   II. Avaliação da estrutura

A. Classificação dos recursos

B. Vantagens e limitações da avaliação da estrutura

  III. Avaliação do processo

A. Nível individual: auditorias e comissões

B. Nível coletivo: indicadores de processo

C. Vantagens e limitações da avaliação de processo

  IV. Avaliação dos resultados

A. Satisfação do usuário

B. Indicadores de saúde

C. Vantagens e limitações da avaliação de resultados

   V. Eficácia, efetividade e eficiência

A. Eficácia

B. Efetividade

C. Eficiência

D. Aplicação dos conceitos de eficácia, efetividade e eficiência

  VI. Pesquisas em serviços de saúde

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

2 Usos da Epidemiologia

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 2

USOS DA EPIDEMIOLOGIA

I. Principais usos da epidemiologia

1. Diagnóstico da situação de saúde

2. Investigação etiológica

3. Determinação de riscos

4. Aprimoramento na descrição do quadro clínico

5. Determinação de prognósticos

6. Identificação de síndromes e classificação de doenças

7. Verificação do valor de procedimentos diagnósticos

8. Planejamento e organização de serviços

9. Avaliação das tecnologias, programas ou serviços

10. Análise crítica de trabalhos científicos

II. Principais usuários da epidemiologia

1. O sanitarista

2. O planejador

3. O epidemiologista-pesquisador (ou professor)

4. O clínico

III. Comentário final

Questionário

Exercícios e leitura complementar

Referências bibliográficas

 

 

O capítulo contém diversos tópicos referentes à aplicação da epidemiologia, o que complementa a introdução, a este respeito, mostrada no capítulo anterior.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

9 Variáveis Relativas às Pessoas

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 9

VARIÁVEIS RELATIVAS ÀS PESSOAS

    I. Considerações gerais

   II. Sexo

  III. Idade

  IV. Grupo étnico

   V. Estado civil e família

  VI. Renda

 VII. Ocupação

VIII. Instrução

  IX. Classe social

   X. Estilo de vida

  XI. Outras variáveis

 XII. Interpretação dos resultados

A. Conduta na interpretação dos resultados

B. Padronização de coeficientes

XIII. Comentário final

Questionário

Exercícios

Referências bibliográficas

 

 

O estudo da distribuição de um agravo à saúde exige, previamente, a organização das informações no tocante às características das pessoas (tema do presente capítulo), do lugar (Cap.10) e do tempo (Cap. 11). Esse procedimento, conhecido como “epidemiologia descritiva”, que foi resumido no Cap. 4, é agora detalhado.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

10 Variáveis Relativas ao Lugar

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 10

VARIÁVEIS RELATIVAS AO LUGAR

  I. Considerações gerais

A. Usos

B. Fontes de dados e unidades de observação

C. Técnicas cartográficas

D. Sistemas de informação geográfica

 II. Principais tipos de comparação geográfica

A. Comparações internacionais

B. Comparações nacionais

C. Comparações de áreas urbanas e rurais

D. Comparações locais

III. Mobilidade da população e saúde

A. Mobilidade da população e saúde no Brasil

B. Tipologia e determinantes das migrações

C. Urbanização

D. Migração estacional

E. Migração internacional

F. Focos naturais de infecção

G. Disseminação das doenças

IV. Interpretação de variações geográficas

A. Conduta na interpretação dos resultados

B. Estudo especial de migrantes

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

5 Morbidade

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 5

MORBIDADE

I. Medidas de freqüência das doenças

A. Incidência e prevalência

B. Usos de incidência e prevalência

C. Tipos de incidência

D. Tipos de prevalência

E. Freqüência detectada

II. Conceito de morbidade e fontes de dados para seu estudo

A. Diferentes dimensões da morbidade

B. Fontes de dados para o conhecimento da morbidade

C. Preparo científico de estatísticas

III. Registros rotineiros de atendimentos

A. Prontuários

B. Notificação compulsória

C. Registros de doenças

D. Cruzamento de registros

IV. Inquéritos de morbidade

A. Tipos de inquérito

B. Inquéritos por entrevistas e por exames

C. Inquéritos gerais de morbidade

D. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD)

E. Inquéritos específicos de morbidade

F. Inquérito em duas etapas

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

19 Interpretação da Relação Causal

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 19

INTERPRETAÇÃO DA RELAÇÃO CAUSAL

    I. Considerações gerais

A. Causalidade

B. Classificação das causas

   II. Associação e causalidade

A. Tipos de associação de eventos

B. Determinação da causalidade

C. Etapas na elucidação da relação causal

D. Elos intermediários entre causa e efeito

E. Esquema para a interpretação de relação causal

  III. A questão do método

A. Relatividade das situações

B. Ensaio randomizado: o melhor método

C. Alternativas para o ensaio randomizado

D. Ordem hierárquica dos métodos

  IV. A questão dos critérios de julgamento causal

A. Histórico sobre a interpretação de uma relação causal

B. Critérios para julgar causalidade

1. Seqüência cronológica

2. Força da associação

3. Relação dose-resposta

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

14 Etapas de Uma Investigação

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 14

ETAPAS DE UMA INVESTIGAÇÃO

   I. Primeira etapa: delimitação do tema

A. Considerações gerais

B. Ilustração de delimitação do tema

 II. Segunda etapa: formulação da hipótese

A. Significado da hipótese em uma investigação

B. Indícios da existência de associação de eventos

C. Elementos de uma hipótese

D. Ilustração de formulação da hipótese

III. Terceira etapa: verificação da hipótese

A. Ilustração de verificação da hipótese

B. Planejamento da verificação da hipótese

1. Escolha do método

2. Ética

3. Comprovação da exposição e adesão às prescrições

4. Contaminação e co-intervenção

5. Avaliação cega e uso de placebos

6. Conclusões de uma investigação

IV. Apresentação dos resultados de uma investigação

A. Seqüência de apresentação dos temas

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

18 O Controle de Variáveis

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 18

O CONTROLE DE VARIÁVEIS

   I. Viés de confundimento (ou de confusão de variáveis)

A. Terminologia

B. Indícios para suspeitar da presença do viés de confundimento

C. Causalidade e viés de confundimento

 II. Variável de confundimento

A. Características da variável de confundimento

B. Conduta para lidar com a variável de confundimento

III. Interação de variáveis (ou modificação do efeito)

A. Independência × interação de fatores

B. Efeitos sinérgicos × antagônicos

C. Conduta para lidar com a interação

IV. Técnicas para neutralizar o confundimento

A. Restrição de categorias

B. Randomização

C. Grupo-controle

D. Emparelhamento de fatores

E. Estratificação

F. Controle estatístico na fase de análise dos dados

V. Análise multivariada

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

Sugestões para Usar o Livro em Cursos de Epidemiologia

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

SUGESTÕES PARA USAR O LIVRO EM CURSOS DE EPIDEMIOLOGIA

Este livro foi escrito para ser utilizado em cursos de graduação e pós-graduação, e mesmo fora de salas de aula.

Em cursos formais de epidemiologia, o material pode ser coberto em apenas um semestre letivo. Nos casos em que for mais conveniente desenvolvê-lo em tempo maior, a divisão do texto, em duas partes, a serem ministradas em dois semestres, pode ser a seguinte:

Caps. 1 a 11

Cap. 12 (as Seções I a V) Caps. 20 a 24

Caps. 12 a 19

O material desta 2a parte é particularmente útil para os alunos na fase final dos cursos de graduação.

Pode ser conveniente iniciar o curso com uma recordação da matéria (Caps. 1 e 2) e incluir, ao final, os capítulos de aplicação dos métodos, a saber:

Cap. 20: Seção III ao fim

Cap. 21: Seção III

Cap. 22: Seção III ao fim

Cap. 24: todo ele

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

3 Saúde e Doença

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 3

SAÚDE E DOENÇA

I. Conceitos de saúde e de doença

II. História natural da doença

A. Padrões de progressão das doenças

B. Duas concepções de história natural da doença

C. Fases da história natural da doença

D. Etiologia e prevenção

III. Classificação das medidas preventivas

A. Medidas inespecíficas e específicas

B. Prevenção primária, secundária e terciária

C. Cinco níveis de prevenção

D. Medidas universais, seletivas e individualizadas

IV. Modelos para representar fatores etiológicos

A. Cadeia de eventos

B. Modelos ecológicos

C. Rede de causas

D. Múltiplas causas — múltiplos efeitos

E. Abordagem sistêmica da saúde

F. Etiologia social da doença

G. Vantagens e limitações dos modelos

V. Comentário final

Questionário

Exercícios e leitura complementar

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

23 Serviços de Saúde

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 23

SERVIÇOS DE SAÚDE

    I. Marco de referência para estudo do tema

   II. Oferta de serviços de saúde

A. Sistemas de saúde

B. Forças no setor saúde

C. Lei do mercado

D. Organização da oferta

  III. Tecnologia para a saúde

A. Classificação das tecnologias

B. Assistência à saúde e tecnologia

  IV. Eqüidade e acesso aos serviços

A. Eqüidade

B. Acesso

   V. Necessidades de saúde, demanda e utilização de serviços

A. Necessidades de saúde

B. Demanda

C. Relações entre necessidades, demanda e oferta de serviços

D. Utilização de serviços de saúde

  VI. Aplicação dos conceitos

A. Clientela do médico geral

B. Unidade sanitária e sua área de influência

C. Atuação comunitária do agente de saúde

D. Enfoque de risco

E. Epidemiologia hospitalar

Ver todos os capítulos
Medium 9788527703567

20 Doenças Infecciosas

Pereira Grupo Gen ePub Criptografado

Capítulo 20

DOENÇAS INFECCIOSAS

    I. Considerações gerais

A. Progressos alcançados e situação atual

B. Terminologia

C. Etiologia

D. Curso da doença no organismo humano

   II. Medidas de prevenção e controle

A. Medidas gerais

B. Medidas específicas

  III. Quantificação do problema das doenças infecciosas na coletividade

A. Mortalidade por doenças infecciosas

B. Morbidade por doenças infecciosas

  IV. Estudos analíticos de observação

A. Estudos de coorte

B. Estudos de caso-controle

   V. Estudos de intervenção

A. Estudos randomizados

B. Estudos não-randomizados

C. Avaliação de programas de controle

  VI. Comentário final

Questionário

Exercícios e leitura complementar

Glossário de doenças infecciosas

Referências bibliográficas

Ver todos os capítulos

Carregar mais