26 capítulos
Medium 9788522485581

7 Ata

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

7

Ata

1 Redação

1.1 Ata

Conceitualmente, define-se ata como um registro em que se relata o que se passou numa reunião, assembleia ou convenção. Daí as várias espécies: ata de assembleia geral extraordinária, de assembleia geral ordinária, ata de condomínio. É, portanto, um relatório pormenorizado de tudo o que se passou em uma reunião.

Uma de suas particularidades é que a ata deve ser assinada em alguns casos pelos participantes da reunião (conforme estatuto da empresa), e pelo presidente ou secretário, sempre. Para sua lavratura, devem ser observadas as seguintes normas:

RR Lavrar a ata em livro próprio ou em folhas soltas. Deve ser lavrada de tal modo que impossibilite a introdução de modificações.

RR Sintetizar de maneira clara e precisa as ocorrências verificadas.

RR O texto será digitado, datilografado ou manuscrito, mas sem rasuras.

RR O texto será compacto, sem parágrafos ou com parágrafos numerados, mas não se fará uso de alíneas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

18 Narração Comercial

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

18

Narração Comercial

1 Redação

1.1 Conceito de narração

A narração comercial caracteriza-se como um relato organizado de acontecimentos empresariais reais ou possíveis. Em primeiro lugar, torna-se imperioso dar movimento aos fatos, manter aceso o interesse do leitor, expor os acontecimentos com rapidez, relatando-se apenas o que é significativo. A narração envolve:

RR Quem? Personagens.

RR Quê? Fatos.

RR Quando? A época em que ocorreram os acontecimentos.

RR Onde? O lugar da ocorrência dos fatos.

RR Como? O modo como se desenvolveram os acontecimentos.

RR Por quê? A causa dos acontecimentos.

Onde, quando e quem pertencem à introdução. O quê consta em geral do desenvolvimento e o como aparece sobretudo no clímax da narrativa. Reserva-se o porquê para a conclusão.

Estruturalmente, em uma narrativa temos um sujeito que quer (não quer), que deve (não deve), que sabe (não sabe) e que pode (não pode) fazer alguma coisa (ação). Para entrar em conjunção ou em disjunção com um valor investido em algum objeto, ele depara-se com um antissujeito, que são os obstáculos que precisa vencer. Nem sempre uma narrativa se explica por um simples fazer, visto que as próprias emoções do sujeito (estado de alma) podem constituir-se numa narrativa. Para aprofundamento desse estudo, consultar Diana Luz Pessoa de Barros (1990) e José Luiz Fiorin (1989).

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

3 Cartas Comerciais

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

3

Cartas Comerciais

1 Redação

1.1 Conceito de correspondência

Correspondência é um ato que se evidencia pela troca de informação e se caracteriza pela emissão e recepção de mensagens. Em sentido especial, indica todas as formas de comunicação escrita que ligam indivíduos distantes com a finalidade de manterem uma troca de ideias. Mais estritamente, significa a série de afirmativas transmitidas por meio de cartas, telegramas, radiogramas, fonogramas, cartões, bilhetes, ou outros meios em que as pessoas que se encontram em lugares diferentes transmitem, reciprocamente, seus pensamentos.

Enfim, correspondência é um meio de comunicação escrita entre pessoas.

É o ato ou estado de corresponder, adaptar, relatar ou o acordo de uma pessoa com outra. É uma comunicação efetiva por meio de papéis, cartas ou documentos. Por ampliação de sentido, passou a designar todo o conjunto de instrumentos de comunicação escrita: bilhetes, cartas, circulares, memorandos, ofícios, requerimentos, telegramas.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

13 Procuração

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

13

Procuração

1 Redação

1.1 Procuração

Procuração é um documento que uma pessoa passa a alguém para que possa tratar de negócios em nome de outra. É um documento em que se estabelece legalmente essa incumbência, se outorga o mandato e se explicitam os poderes conferidos.

252 

Português Instrumental  • Medeiros

Exemplo de texto específico de procuração

. . . . . . . . . para o fim de retirar do Banco . . . . . . . . . . agência . . . . . . . . . . ., na cidade de . . . . . . . . . . . . Estado de . . . . ., a quantia de R$ . . . . . (. . . . . . . . . ) de seu saldo em conta corrente nesse banco (conta nº . . . . . ), de uma só vez ou parceladamente, assinando cheques, recibos, livros e o que for necessário para esse fim.

Exemplo de fecho fixo de procurações particulares

. . . . . . . . . . o que tudo dará por firme e valioso, a bem deste mandato.

. . . . . . . . . . . . . . . ., . . . de . . . . . . . . . . . . de 200X.

Ver todos os capítulos
Medium 9788522485581

8 Atestado

Medeiros Grupo Gen PDF Criptografado

8

Atestado

1 Redação

1.1 Atestado

Atestado é uma declaração, um documento firmado por uma autoridade em favor de alguém ou algum fato de que se tenha conhecimento. É um documento oficial com que se certifica, afirma, assegura, demonstra algo que interessa a outrem.

ATESTADO

DE IDONEIDADE MORAL

Eu, . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ., . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ., atesto para os nome

profissão

devidos fins que conheço . . . . . . . . há . . . . . . . . (. . . .) anos e que é pessoa de alto conceito, digna de toda confiança e que nada existe que possa desaboná-la.

Por ser expressão de verdade, firmo o presente atestado.

. . . . . . . . . . . . . . . . . ., . . . de . . . . . . . . . . . . . de 200X.

(a) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

2 Gramática

2.1 Pronome pessoal

O traço definidor dos pronomes pessoais (eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas) é sua capacidade de identificar de forma pura a pessoa gramatical.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos